A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

METODOLOGIA DO ENSINO SUPERIOR EM-702 45 HORAS 3 CRÉDITOS Professora Sônia Haracemiv Arte: Eduardo Ulysséa.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "METODOLOGIA DO ENSINO SUPERIOR EM-702 45 HORAS 3 CRÉDITOS Professora Sônia Haracemiv Arte: Eduardo Ulysséa."— Transcrição da apresentação:

1

2 METODOLOGIA DO ENSINO SUPERIOR EM HORAS 3 CRÉDITOS Professora Sônia Haracemiv Arte: Eduardo Ulysséa

3 O DIREITO DE UMA ESCOLA PARA TODOS Jornal Gazeta do Povo (6 de novembro de 1995)

4 Ementa A profissionalização do professor do Ensino Superior da área tecnológica. A organização do trabalho pedagógico e sua gestão. A relação pedagógica: Ciência, tecnologia e sociedade. Avaliação do processo ensino-aprendizagem. Professor como profissional da comunicação técnico- científica. Uso das tecnologias da informação e recursos didáticos. Arte: Eduardo Ulysséa

5 Objetivos Compreender o papel do professor nas suas múltiplas relações na escola superior com seus alunos, comunidade e a sociedade. Identificar os fatores que interferem e/ou determinam o processo ensino-aprendizagem em relação ao espaço da sala de aula e a organização do trabalho pedagógico. Discutir a formação de professores / educadores, visando construir alternativas teórico- metodológicas para sua atuação profissional. Arte: Eduardo Ulysséa

6 Conteúdo Programático Unidade 1: Os paradigmas de docência construídos historicamente Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático-pedagógicos Unidade 3: Os elementos constitutivos na organização do trabalho pedagógico Unidade 4: Seminário de apresentação do trabalho pedagógico Arte: Eduardo Ulysséa

7 Metodologia de Ensino No desenvolvimento das aulas, prevê-se o envolvimento dos alunos no processo ensino-aprendizagem, através de: Leitura de textos (individual e/ou em grupo) Realização das propostas de trabalho solicitadas em cada unidade (individual e/ou em grupo) Resolução de exercícios Aulas expositivas dialogadas Discussão das problematizações, visando garantir o debate das questões anteriormente estudadas individualmente Utilização de vídeo e CD Realização de dinâmicas Arte: Eduardo Ulysséa

8 Recursos Necessários Para plena atividade didática são necessários os seguintes recursos e materiais didáticos: Computador Canhão multimídia TV/Vídeo Aparelho de CD Arte: Eduardo Ulysséa

9 Processo de Avaliação A avaliação dos alunos se dará através de: Participação nas aulas Trabalhos em equipe e/ou individuais Apresentação do plano de aula Apresentação do plano de aula no seminário final Arte: Eduardo Ulysséa

10 Unidade 1: Os paradigmas de docência construídos historicamente Arte: Eduardo Ulysséa Problematizações Como a escola desenvolveu/desenvolve sua função ao longo da história da educação?

11 Unidade 1: Os paradigmas de docência construídos historicamente Arte: Eduardo Ulysséa Problematizações Como a escola desenvolveu/desenvolve sua função ao longo da história da educação? O que significa ser professor/professora atualmente?

12 Unidade 1: Os paradigmas de docência construídos historicamente Arte: Eduardo Ulysséa Problematizações Como a escola desenvolveu/desenvolve sua função ao longo da história da educação? O que significa ser professor/professora atualmente? Como são estabelecidas as relações entre professor, seus alunos e o conhecimento? Quais os fatores escolares, culturais e sociais que interferem na relação pedagógica?

13 Unidade 1: Os paradigmas de docência construídos historicamente Arte: Eduardo Ulysséa Problematizações Como a escola desenvolveu/desenvolve sua função ao longo da história da educação? O que significa ser professor/professora atualmente? Como são estabelecidas as relações entre professor, seus alunos e o conhecimento? Quais os fatores escolares, culturais e sociais que interferem na relação pedagógica? Quais são as formas de organização do trabalho pedagógico desenvolvidas na sala de aula e na escola?

14 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Necessidades Formativas do Professor 1.A ruptura com visões simplistas 2.Conhecer a matéria a ser ensinada 3.Questionar as idéias docentes de senso comum 4.Adquirir conhecimentos teóricos sobre a aprendizagem das ciências 5.Saber analisar criticamente o ensino tradicional 6.Saber preparar atividades capazes de gerar uma aprendizagem efetiva 7.Saber dirigir o trabalho dos alunos 8.Saber avaliar 9.Adquirir a formação necessária para associar ensino e pesquisa didática

15 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Conhecer a Matéria a ser Ensinada Um professor precisa conhecer a história das Ciências

16 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Conhecer a Matéria a ser Ensinada Um professor precisa conhecer a história das Ciências Conhecer as orientações metodológicas empregadas na construção dos conhecimentos

17 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Conhecer a Matéria a ser Ensinada Um professor precisa conhecer a história das Ciências Conhecer as orientações metodológicas empregadas na construção dos conhecimentos Conhecer as interações Ciência/Tecnologia/Sociedade

18 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Conhecer a Matéria a ser Ensinada Um professor precisa conhecer a história das Ciências Conhecer as orientações metodológicas empregadas na construção dos conhecimentos Conhecer as interações Ciência/Tecnologia/Sociedade Conhecimento dos desenvolvimentos científicos recentes e suas perspectivas

19 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Conhecer a Matéria a ser Ensinada Um professor precisa conhecer a história das Ciências Conhecer as orientações metodológicas empregadas na construção dos conhecimentos Conhecer as interações Ciência/Tecnologia/Sociedade Conhecimento dos desenvolvimentos científicos recentes e suas perspectivas Saber selecionar conteúdos adequados

20 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Conhecer e Questionar o Pensamento Docente de Senso Comum Questionar a visão simplista do que é a Ciência e o trabalho científico

21 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Conhecer e Questionar o Pensamento Docente de Senso Comum Questionar a visão simplista do que é a Ciência e o trabalho científico Questionar a redução habitual do aprendizado das Ciências a certos conhecimentos

22 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Conhecer e Questionar o Pensamento Docente de Senso Comum Questionar a visão simplista do que é a Ciência e o trabalho científico Questionar a redução habitual do aprendizado das Ciências a certos conhecimentos Questionar o caráter natural do fracasso generalizado dos alunos e alunas nas disciplinas científicas

23 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Conhecer e Questionar o Pensamento Docente de Senso Comum Questionar a visão simplista do que é a Ciência e o trabalho científico Questionar a redução habitual do aprendizado das Ciências a certos conhecimentos Questionar o caráter natural do fracasso generalizado dos alunos e alunas nas disciplinas científicas Questionar a atribuição de atitudes negativas em relação à Ciência e sua aprendizagem a causas externas

24 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Conhecer e Questionar o Pensamento Docente de Senso Comum Questionar o autoritarismo da organização escolar e, no pólo oposto, o simples laissez- faire

25 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Conhecer e Questionar o Pensamento Docente de Senso Comum Questionar o autoritarismo da organização escolar e, no pólo oposto, o simples laissez- faire Questionar o clima generalizado de frustração associado à atividade docente

26 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Conhecer e Questionar o Pensamento Docente de Senso Comum Questionar o autoritarismo da organização escolar e, no pólo oposto, o simples laissez- faire Questionar o clima generalizado de frustração associado à atividade docente Questionar, em síntese, a idéia de que ensinar é fácil

27 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Adquirir Conhecimentos Teóricos Sobre a Aprendizagem das Ciências Reconhecer a existência de concepções espontâneas

28 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Adquirir Conhecimentos Teóricos Sobre a Aprendizagem das Ciências Reconhecer a existência de concepções espontâneas Saber que os alunos aprendem significativamente construindo conhecimentos

29 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Adquirir Conhecimentos Teóricos Sobre a Aprendizagem das Ciências Reconhecer a existência de concepções espontâneas Saber que os alunos aprendem significativamente construindo conhecimentos Saber que os conhecimentos são respostas a questões

30 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Adquirir Conhecimentos Teóricos Sobre a Aprendizagem das Ciências Reconhecer a existência de concepções espontâneas Saber que os alunos aprendem significativamente construindo conhecimentos Saber que os conhecimentos são respostas a questões Conhecer o caráter social da construção de conhecimentos científicos e saber organizar a aprendizagem de forma conseqüente

31 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Adquirir Conhecimentos Teóricos Sobre a Aprendizagem das Ciências Conhecer a importância que possuem, na aprendizagem das Ciências

32 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Saber analisar criticamente o ensino habitual Conhecer as limitações dos habituais currículos enciclopédicos e, ao mesmo tempo, reducionistas

33 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Saber analisar criticamente o ensino habitual Conhecer as limitações dos habituais currículos enciclopédicos e, ao mesmo tempo, reducionistas Conhecer as limitações da forma habitual de introduzir conhecimentos

34 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Saber analisar criticamente o ensino habitual Conhecer as limitações dos habituais currículos enciclopédicos e, ao mesmo tempo, reducionistas Conhecer as limitações da forma habitual de introduzir conhecimentos Conhecer as limitações dos trabalhos práticos habitualmente propostos

35 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Saber analisar criticamente o ensino habitual Conhecer as limitações dos habituais currículos enciclopédicos e, ao mesmo tempo, reducionistas Conhecer as limitações da forma habitual de introduzir conhecimentos Conhecer as limitações dos trabalhos práticos habitualmente propostos Conhecer as limitações dos problemas habitualmente propostos

36 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Saber analisar criticamente o ensino habitual Conhecer as limitações das formas de avaliação habituais

37 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Saber analisar criticamente o ensino habitual Conhecer as limitações das formas de avaliação habituais Conhecer as limitações das formas de organização escolar habituais

38 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Estratégias de Ensino para uma Aprendizagem como Pesquisa Propor situações problemáticas

39 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Estratégias de Ensino para uma Aprendizagem como Pesquisa Propor situações problemáticas Estudo qualitativo das situações problemáticas

40 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Estratégias de Ensino para uma Aprendizagem como Pesquisa Propor situações problemáticas Estudo qualitativo das situações problemáticas Orientar o tratamento científico dos problemas propostos

41 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Estratégias de Ensino para uma Aprendizagem como Pesquisa Propor situações problemáticas Estudo qualitativo das situações problemáticas Orientar o tratamento científico dos problemas propostos Colocar a manipulação reiterada dos novos conhecimentos em uma variedade de situações

42 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Saber Dirigir as Atividades dos Alunos Apresentar adequadamente as atividades a serem realizadas

43 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Saber Dirigir as Atividades dos Alunos Apresentar adequadamente as atividades a serem realizadas Saber dirigir de forma ordenada as atividades de aprendizagem

44 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Saber Dirigir as Atividades dos Alunos Apresentar adequadamente as atividades a serem realizadas Saber dirigir de forma ordenada as atividades de aprendizagem Realizar sínteses e reformulações que valorizem as contribuições dos alunos

45 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Saber Dirigir as Atividades dos Alunos Apresentar adequadamente as atividades a serem realizadas Saber dirigir de forma ordenada as atividades de aprendizagem Realizar sínteses e reformulações que valorizem as contribuições dos alunos Facilitar de maneira oportuna a informação necessária para que os alunos apreciem a validade de seu trabalho

46 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Saber Dirigir as Atividades dos Alunos Apresentar adequadamente as atividades a serem realizadas Saber dirigir de forma ordenada as atividades de aprendizagem Realizar sínteses e reformulações que valorizem as contribuições dos alunos Facilitar de maneira oportuna a informação necessária para que os alunos apreciem a validade de seu trabalho Criar um bom clima de funcionamento da aula

47 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Saber Dirigir as Atividades dos Alunos Contribuir para estabelecer formas de organização escolar que favoreçam interações frutíferas entre a aula, a escola e o meio exterior

48 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Saber Dirigir as Atividades dos Alunos Contribuir para estabelecer formas de organização escolar que favoreçam interações frutíferas entre a aula, a escola e o meio exterior Saber agir, enfim, como especialista capaz de dirigir o trabalho de várias equipes de pesquisadores iniciantes

49 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Saber Avaliar Conceber e utilizar a avaliação como instrumento de aprendizagem que permita fornecer um feedback adequado para promover o avanço dos alunos

50 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Saber Avaliar Conceber e utilizar a avaliação como instrumento de aprendizagem que permita fornecer um feedback adequado para promover o avanço dos alunos Ampliar o conceito e a prática da avaliação ao conjunto de saberes, destrezas e atitudes que interesse contemplar na aprendizagem das Ciências

51 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Saber Avaliar Conceber e utilizar a avaliação como instrumento de aprendizagem que permita fornecer um feedback adequado para promover o avanço dos alunos Ampliar o conceito e a prática da avaliação ao conjunto de saberes, destrezas e atitudes que interesse contemplar na aprendizagem das Ciências Introduzir formas de avaliação de sua própria tarefa docente como instrumento de melhoria do ensino

52 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Adquirir a Formação Necessária para Associar Ensino e Pesquisa Prática Inserir-se de alguma forma no processo de pesquisa

53 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Adquirir a Formação Necessária para Associar Ensino e Pesquisa Prática Inserir-se de alguma forma no processo de pesquisa Contribuir para elevar sua capacidade de inovação

54 Unidade 2: Metodologia do Ensino Superior: especificidades e pressupostos didático- pedagógicos Arte: Eduardo Ulysséa Adquirir a Formação Necessária para Associar Ensino e Pesquisa Prática Inserir-se de alguma forma no processo de pesquisa Contribuir para elevar sua capacidade de inovação Fundamentar suas decisões

55 Unidade 3: Os elementos constitutivos na organização do trabalho pedagógico Arte: Eduardo Ulysséa PLANEJAMENTO DA AÇÃO DIDÁTICA

56 Unidade 3: Os elementos constitutivos na organização do trabalho pedagógico Arte: Eduardo Ulysséa PLANEJAMENTO DA AÇÃO DIDÁTICA FORMULAÇÃO DE OBJETIVOS EDUCACIONAIS

57 Unidade 3: Os elementos constitutivos na organização do trabalho pedagógico Arte: Eduardo Ulysséa PLANEJAMENTO DA AÇÃO DIDÁTICA FORMULAÇÃO DE OBJETIVOS EDUCACIONAIS SELEÇÃO E ORGANIZAÇÃO DOS CONTEÚDOS CURRICULARES

58 Unidade 3: Os elementos constitutivos na organização do trabalho pedagógico Arte: Eduardo Ulysséa PLANEJAMENTO DA AÇÃO DIDÁTICA FORMULAÇÃO DE OBJETIVOS EDUCACIONAIS SELEÇÃO E ORGANIZAÇÃO DOS CONTEÚDOS CURRICULARES PROCEDIMENTOS DE ENSINO E ORGANIZAÇÃO DAS EXPERIÊNCIAS DE ENSINO-APRENDIZAGEM

59 Unidade 3: Os elementos constitutivos na organização do trabalho pedagógico Arte: Eduardo Ulysséa PLANEJAMENTO DA AÇÃO DIDÁTICA FORMULAÇÃO DE OBJETIVOS EDUCACIONAIS SELEÇÃO E ORGANIZAÇÃO DOS CONTEÚDOS CURRICULARES PROCEDIMENTOS DE ENSINO E ORGANIZAÇÃO DAS EXPERIÊNCIAS DE ENSINO-APRENDIZAGEM CONTRIBUIÇÕES DOS RECURSOS DIDÁTICOS E DAS NOVAS TECNOLOGIAS NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM

60 Unidade 3: Os elementos constitutivos na organização do trabalho pedagógico Arte: Eduardo Ulysséa PLANEJAMENTO DA AÇÃO DIDÁTICA FORMULAÇÃO DE OBJETIVOS EDUCACIONAIS SELEÇÃO E ORGANIZAÇÃO DOS CONTEÚDOS CURRICULARES PROCEDIMENTOS DE ENSINO E ORGANIZAÇÃO DAS EXPERIÊNCIAS DE ENSINO-APRENDIZAGEM CONTRIBUIÇÕES DOS RECURSOS DIDÁTICOS E DAS NOVAS TECNOLOGIAS NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM AVALIAÇÃO DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM

61 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa Qual o Significado de Ensinar e de Aprender?

62 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa O desenvolvimento mental (o aspecto cognitivo), para que o aluno aprenda a captar e processar informações, organizar dados, apreender e relacionar conceitos, perceber e resolver problemas, criar conceitos e soluções. Aprender o quê? Para quê?

63 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa O desenvolvimento mental (o aspecto cognitivo), para que o aluno aprenda a captar e processar informações, organizar dados, apreender e relacionar conceitos, perceber e resolver problemas, criar conceitos e soluções. O desenvolvimento da pessoa singular e como um todo ( os aspectos cognitivo, afetivo, social), para que o aluno realize o desenvolvimento de sua sociabilidade, comunicabilidade, cultura, valores, competência profissional, organização interna, relacionamento com o ambiente e com a sociedade. Aprender o quê? Para quê?

64 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa O desenvolvimento das relações sociais. Entende como vitalmente importante para o homem tanto a realidade social como a interação dos mesmos homens com ela. Aprender o quê? Para quê?

65 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa O desenvolvimento das relações sociais. Entende como vitalmente importante para o homem tanto a realidade social como a interação dos mesmos homens com ela. Entende como exigência do desenvolvimento de qualquer ser humano que ele aprenda a situar-se historicamente no tempo e no espaço: estar aberto estabelecer e compreender as relações dos fatos relacioná-los historicamente analisar criticamente participar da vida desta sociedade, criando uma realidade co-participada. Aprender o quê? Para quê?

66 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa O desenvolvimento da capacidade de decidir Desenvolvimento de habilidade para assumir responsabilidade social e política. Aprender o quê? Para quê?

67 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa Toda aprendizagem precisa ser significativa Isto exige que a aprendizagem: Se relacione com o seu universo de conhecimentos, experiências, vivências; Há Alguns Princípios Comuns de Aprendizagem?

68 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa Toda aprendizagem precisa ser significativa Isto exige que a aprendizagem: se relacione com o seu universo de conhecimentos, experiências, vivências; permita formular problemas e questões que de algum modo o interessem, o envolvam ou que lhe digam respeito; Há Alguns Princípios Comuns de Aprendizagem?

69 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa Toda aprendizagem precisa ser significativa Isto exige que a aprendizagem: se relacione com o seu universo de conhecimentos, experiências, vivências; permita formular problemas e questões que de algum modo o interessem, o envolvam ou que lhe digam respeito; permita entrar em confronto experiencial com problemas práticos de natureza social, ética, profissional, que lhe sejam relevantes; Há Alguns Princípios Comuns de Aprendizagem?

70 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa Toda aprendizagem precisa ser significativa Isto exige que a aprendizagem: se relacione com o seu universo de conhecimentos, experiências, vivências; permita formular problemas e questões que de algum modo o interessem, o envolvam ou que lhe digam respeito; permita entrar em confronto experiencial com problemas práticos de natureza social, ética, profissional, que lhe sejam relevantes; permita participar com responsabilidade do processo de aprendizagem; Há Alguns Princípios Comuns de Aprendizagem?

71 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa Toda aprendizagem precisa ser significativa Isto exige que a aprendizagem: permita e o ajude a transferir o que aprendeu na escola para outras circunstâncias e situações de vida; Há Alguns Princípios Comuns de Aprendizagem?

72 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa Toda aprendizagem precisa ser significativa Isto exige que a aprendizagem: permita e o ajude a transferir o que aprendeu na escola para outras circunstâncias e situações de vida; suscite modificações no comportamento e até mesmo na personalidade do aprendiz. Há Alguns Princípios Comuns de Aprendizagem?

73 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa Toda aprendizagem é pessoal Há Alguns Princípios Comuns de Aprendizagem?

74 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa Toda aprendizagem é pessoal Toda aprendizagem precisa visar objetivos realísticos Há Alguns Princípios Comuns de Aprendizagem?

75 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa Toda aprendizagem é pessoal Toda aprendizagem precisa visar objetivos realísticos Toda aprendizagem precisa ser acompanhada de feedback imediato Há Alguns Princípios Comuns de Aprendizagem?

76 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa Toda aprendizagem é pessoal Toda aprendizagem precisa visar objetivos realísticos Toda aprendizagem precisa ser acompanhada de feedback imediato Toda aprendizagem precisa ser embasada em um bom relacionamento interpessoal Há Alguns Princípios Comuns de Aprendizagem?

77 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa Como questionador de sua prática pedagógica. Epistemólogo de si mesmo. Refletindo sobre: que objetivos pretendo que meus alunos alcancem? quais são as expectativas dos meus alunos ao virem fazer meu curso? como envolvê-los? que pretendem aprender? que poderei fazer para facilitar seu desenvolvimento e sua aprendizagem? Como se Caracteriza o Papel do Professor?

78 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa Plano de Ensino: seu papel

79 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa Conforme sua concepção de educação e de universidade, o professor influenciará o processo de aprendizagem dos alunos numa ou noutra direção. Plano de Ensino: seu papel

80 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa Conforme sua concepção de educação e de universidade, o professor influenciará o processo de aprendizagem dos alunos numa ou noutra direção. Em segundo lugar, sua concepção sobre aprendizagem, bem como seu conhecimento do processo de aprendizagem e sobre as formas mais eficientes de estabelecê-lo em sala de aula; Plano de Ensino: seu papel

81 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa Conforme sua concepção de educação e de universidade, o professor influenciará o processo de aprendizagem dos alunos numa ou noutra direção. Em segundo lugar, sua concepção sobre aprendizagem, bem como seu conhecimento do processo de aprendizagem e sobre as formas mais eficientes de estabelecê-lo em sala de aula; Influi, também, sua habilidade em lidar com tais formas. Plano de Ensino: seu papel

82 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa Em primeiro lugar, o que ele entende por educação; Conforme sua concepção de educação e de universidade, o professor influenciará o processo de aprendizagem dos alunos numa ou noutra direção. Em segundo lugar, sua concepção sobre aprendizagem, bem como seu conhecimento do processo de aprendizagem e sobre as formas mais eficientes de estabelecê-lo em sala de aula; Influi, também, sua habilidade em lidar com tais formas. Por último, as decisões vão ser orientadas - e isto é tão óbvio que dispensaria ser mencionado - pela postura do professor diante da área que leciona e pela quantidade e tipo de conhecimentos de que dispõe. Plano de Ensino: seu papel

83 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa Um plano de ensino representa uma organização seqüencial de decisões sobre a ação do professor, visando influenciar: O processo de aprendizagem A eficiência Características de um plano: claro e completo flexível, em função de feedbacks advindos da sua própria concretização. Plano de Ensino: seu papel

84 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa Plano de curso Plano de disciplina Plano de unidade Plano de aula Tipos Diferentes de Plano de Ensino

85 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa O Professor e a Participação na Elaboração dos Planos

86 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa Elaboração de um Plano de Disciplina I. Identificação Nome da disciplina: Curso: Departamento: Nome do Professor: Semestre e ano: Turma: Monitor (se houver disponibilidade deles): indicar quantos, seus nomes e qualificação

87 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa Elaboração de um Plano de Disciplina II. Objetivos e sua relação com os Objetivos do Plano de Curso III. Tema ( Conteúdo Programático) IV. Estratégias V. Avaliação do desempenho do aluno, do professor e da programação oferecida VI. Bibliografia

88 ENSINO E APRENDIZAGEM Arte: Eduardo Ulysséa Elaboração de um Plano de Unidade I. Identificação Disciplina: Unidade: Tema: Duração: II. Objetivos III. Principais conceitos IV. Estratégias V.Avaliação VI. Bibliografia

89 Unidade 4: Seminário de apresentação do trabalho pedagógico Arte: Eduardo Ulysséa CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO NA APRESENTAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO EM BANCA No momento da apresentação em banca o aluno deverá demonstrar: Conhecimento sobre o projeto de prática de ensino. Clareza e objetividade na comunicação. Compatibilização dos conteúdos selecionados com o tema do projeto. Habilidade no uso de recursos didáticos.

90 Arte: Eduardo Ulysséa FONTES: JAPIASSU, H. &D. MARCONDES. DICIONÁRIO BÁSICO DE FILOSOFIA. RIO DE JANEIRO; ZAHAR, MACHADO, N. APUD LUZ, ª AVALIAR É PRECISO... CURITIBA; UFPR, VASCONCELOS, C. CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO. SÃO PAULO; LIBERTAD, 1995.


Carregar ppt "METODOLOGIA DO ENSINO SUPERIOR EM-702 45 HORAS 3 CRÉDITOS Professora Sônia Haracemiv Arte: Eduardo Ulysséa."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google