A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Álcool e crack no território. O que a Saúde Mental tem com isso? Décio de Castro Alves.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Álcool e crack no território. O que a Saúde Mental tem com isso? Décio de Castro Alves."— Transcrição da apresentação:

1 Álcool e crack no território. O que a Saúde Mental tem com isso? Décio de Castro Alves

2 Orientações para Abordagem, Vinculação e Manejo Reconhecer o território; Incluir pela Vulnerabilidade e pelo Risco Identificar usuários que possam fazer uma interlocução com seus parceiros e com o serviço (Amigos do Programa de Saúde da Família, Amigos da Redução de Danos); Desenvolver estratégias de aproximação (Por exemplo: oferta de insumos) Construir e fortalecer o vínculo; Lembrar: TODAS as pessoas (inclusive os usuários de SPA têm saberes, poderes, histórias, sonhos, desejos... A aproximação deve ser sempre respeitosa

3 Orientações para Abordagem, Vinculação e Manejo Privilegiar a escuta; Construir e manter relações cotidianas: cumprimento de contratos; mediar a referência e a contra-referência; manter continuidade das ações; dentre outros. Fazer o cuidado possível para a pessoa em cuidado Reconhecer os limites institucionais: estruturais; técnicos; individuais; do campo dos Direitos Civis; dentre outros. Sustentar articulação e interlocução permanente com a rede de serviços; Manter Espaços Coletivos Permanentes de discussão sobre o tema: o consumo de substâncias psicoativas, os contextos sociais, as determinações sociais...

4 Nem todo usuário de SPA demanda tratamento, mas todos têm direito ao cuidado Rosário da Costa

5 IMPORTANTE Trabalhar a partir do desejo do usuário; Fazer a distinção entre o que é desejo do usuário e o que é desejo do trabalhador; Lembrar: O Público é instância, não parte! O Público é laico! Reconhecer e respeitar Diretrizes e Princípios das Políticas Públicas; A oferta precisa ser Plural e Flexível; Gerar informação e avaliar o trabalho é fundamental; O usuário deve fazer parte da construção e avaliação do Processo de Trabalho;

6 IMPORTANTE É fundamental garantir acesso A Espinha dorsal do trabalho é a INTERDISCIPLINARIEDADE Para o desenvolvimento dos Projetos Terapêuticos Individuais devemos necessariamente considerar questões: econômicas; políticas; históricas; culturais; de marginalização; dentre outras. Para o desenvolvimento dos Projetos Terapêuticos Individuais devemos necessariamente considerar questões: econômicas; políticas; históricas; culturais; de marginalização; dentre outras. Os CAPSs detêm a tarefa da ordenação e matricialidade do Sistema

7 RELATOS DE EXPERIÊNCIAS O KIT CRACK População referenciada Adolescentes entre 13 e 17 anos Adolescentes entre 13 e 17 anos Situação de rua Situação de rua Alta vulnerabilidade Alta vulnerabilidade Nenhum abrigo ( à céu aberto, no relento...) Nenhum abrigo ( à céu aberto, no relento...) O Kit O Kit Água de côco (caixinha) – hidratante e nutritiva Água de côco (caixinha) – hidratante e nutritiva Água mineral (copo descartável) Água mineral (copo descartável) Mel (Sachê) – protetor do Sistema Respiratório e nutritivo Mel (Sachê) – protetor do Sistema Respiratório e nutritivo Chocolate (barra) – energético Chocolate (barra) – energético Protetor labial Protetor labial Preservativos Preservativos

8 RELATOS DE EXPERIÊNCIAS O KIT CRACK O método Distribuição do Kit mediante explicação detalhada da utilidade de cada item. Distribuição do Kit mediante explicação detalhada da utilidade de cada item. Trabalho em torno do direito ao cuidado: procurar abrigo; procurar cuidados nos serviços públicos; defesa de direitos... Trabalho em torno do direito ao cuidado: procurar abrigo; procurar cuidados nos serviços públicos; defesa de direitos... Trabalho em torno do uso seguro: não compartilhar cachimbos; manejar horário de uso; alternar sempre que possível as SPAs consumidas (entre uma dose e outra de crack, uma de maconha); Trabalho em torno do uso seguro: não compartilhar cachimbos; manejar horário de uso; alternar sempre que possível as SPAs consumidas (entre uma dose e outra de crack, uma de maconha); Trabalhar outras vulnerabilidades: sexo inseguro, violências, exploração sexual, exploração do trabalho infantil, entre outras; Trabalhar outras vulnerabilidades: sexo inseguro, violências, exploração sexual, exploração do trabalho infantil, entre outras; Oferta de mediação junto às famílias Oferta de mediação junto às famílias Oferta de informações gerais sobre processos de saúde / doença Oferta de informações gerais sobre processos de saúde / doença Oferta de mediação para acessar políticas e serviços de proteção e cuidados. Oferta de mediação para acessar políticas e serviços de proteção e cuidados.

9 RELATOS DE EXPERIÊNCIAS O KIT CRACK Resultados Vinculação ao Programa Vinculação ao Programa Adesão ao Kit Adesão ao Kit Retomada de contatos importantes com algumas famílias Retomada de contatos importantes com algumas famílias Uma solicitação de retorno a tratamento para abuso de SPA Uma solicitação de retorno a tratamento para abuso de SPA O grupo passou a procurar abrigo para dormir e para consumir SPA O grupo passou a procurar abrigo para dormir e para consumir SPA A incorporação, por parte da equipe, do Kit (assim como os demais insumos) como mediador da relação. O insumo é objeto intermediário. A incorporação, por parte da equipe, do Kit (assim como os demais insumos) como mediador da relação. O insumo é objeto intermediário.

10 RELATOS DE CASO DA PONTE PARA A VIDA Situação inicial: Jovem Jovem usuária de crack usuária de crack situação de rua: sob uma ponte, próximo a um córrego (esgoto?) situação de rua: sob uma ponte, próximo a um córrego (esgoto?) trocando sexo por SPA trocando sexo por SPA pequenos delitos. pequenos delitos. Abordagens da equipe: Oferta de vacinação Oferta de vacinação Dispensação de insumos Dispensação de insumos Orientações sobre cuidados à saúde Orientações sobre cuidados à saúde Manejo de situações e demandas pontuais Manejo de situações e demandas pontuais Atuações em formato de Rodas, buscando constituição de grupo social Atuações em formato de Rodas, buscando constituição de grupo social Continuidade / manutenção das ações Continuidade / manutenção das ações

11 RELATOS DE CASO DA PONTE PARA A VIDA Situação atual: Alugou uma casa para morar Alugou uma casa para morar Trocou o crack pela maconha Trocou o crack pela maconha Está trabalhando como profissional do sexo Está trabalhando como profissional do sexo Está convencendo seu companheiro a reorganizar também sua vida Está convencendo seu companheiro a reorganizar também sua vida Consome regularmente insumos de proteção à saúde. Mantém-se vinculada ao Programa Consome regularmente insumos de proteção à saúde. Mantém-se vinculada ao Programa Planejando voltar a estudar Planejando voltar a estudar Investindo na reorganização de sua vida pessoal para ser digna (sic) de reassumir seu filho Investindo na reorganização de sua vida pessoal para ser digna (sic) de reassumir seu filho

12 O Campo somos nós Domiciano Siqueira Domiciano Siqueira Fazer Campo é acessar a Realidade Rosário da Costa Rosário da Costa

13 CONTATOS DÉCIO DE CASTRO ALVES PSICÓLOGO ESPECIALISTA EM SAÚDE MENTAL PÚBLICA – ENSP - FIOCRUZ ESPECIALISTA EM GESTÃO PÚBLICA DE SÁUDE - FMABC


Carregar ppt "Álcool e crack no território. O que a Saúde Mental tem com isso? Décio de Castro Alves."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google