A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Definido o Problema Coleta de Dados Abordagem Metodológica Coleta de dados Seleção do instrumento Aplicação Codificação Preparação para a análise Cujos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Definido o Problema Coleta de Dados Abordagem Metodológica Coleta de dados Seleção do instrumento Aplicação Codificação Preparação para a análise Cujos."— Transcrição da apresentação:

1 Definido o Problema Coleta de Dados Abordagem Metodológica Coleta de dados Seleção do instrumento Aplicação Codificação Preparação para a análise Cujos os passos são: 1

2 Conversa entre uma pessoa (o entrevistador) e outra (o entrevistado) ou outras (entrevistados). Entrevista 2

3 Reunião de duas pessoas ou de um grupo reduzido de pessoas para trocar informação e construir conjuntamente significados a respeito de um tema, experiências ou percepções.... Entrevista 3

4 Interesse em avaliar amplamente e em profundidade os participantes em suas formas de expressão próprias (interpretação dos significados), nos ambientes naturais e do cotidiano dos participantes ou unidades de análise; Obter informações do entrevistado, seja de fato que ele conhece, seja de seu comportamento; Conhecer opinião, explorar atitudes e motivações; Entender mudança opiniões ou atitudes, modificação de comportamentos. Entrevista: indicações 4

5 Interação face a face; Não impõe uma visão da realidade (como no questionário) do pesquisador ao pesquisado; Por meio de uma conversação pretende-se obter informações detalhadas que possam ser utilizadas em uma análise qualitativa. Entrevista: características 5

6 Estruturada: grau mínimo de liberdade nas perguntas, sequência e formatos. Semi-Estruturada: um certo grau de liberdade. Não Estruturada: livre fluxo, o entrevistador pode realizar ajustes e permanecer somente em linhas gerais. Entrevista: tipos 6

7 7 Entrevista não diretiva Apenas se indica ao entrevistado a natureza geral do problema e aspectos que serão tratados. Entrevista guiadaElabora-se um guia da entrevista. As perguntas dependem do pesquisador e o entrevistado tem liberdade de expressar-se. As perguntas não estão pré-formuladas, são feitas durante o processo e a ordem dos temas tampouco está preestabelecida. Entrevista dirigidaDesenvolve-se a partir de perguntas precisas, pré-formuladas e com ordem preestabelecida. Entrevista: tipos

8 8 Liberdade Aprofundamento Entrevistas não diretivas: -Permite ao entrevistado desenvolver sua opinião; -Entrevistador coordena e estimula. Entrevistas dirigidas: -Perguntas precisas; -Pré-formuladas; -Ordenadas. Entrevista guiada Entrevista: tipos

9 9 Entrevista não diretivaTécnica muito poderosa para detectar particularmente atitudes, motivações e opiniões dos entrevistados. Exige todavia muita atenção e preocupação do entrevistador. Entrevista guiadaÉ utilizada particularmente para descobrir que aspectos de determinada experiência produzem mudanças nas pessoas expostas. O pesquisador conhece previamente os aspectos que deseja pesquisar. Entrevista dirigidaSupõe que o pesquisador conheça determinados aspectos e possa estabelecê-los previamente na forma de perguntas e em uma ordem preestabelecida Entrevista: Indicação por tipos 9

10 COLETA DE DADOS Entrevista 1Entrevista 2Entrevista 3Entrevista k ANÁLISE FINAL. AVALIAÇÃO DA AMOSTRA INICIAL: CONFIRMAÇÃO OU ADAPTAÇÕES. UNIDADES DE ANÁLISES (PESSOAS) ANÁLISE DOS DADOS Entrevista: procedimentos 10

11 Não há interesse por medir variáveis para conseguir fazer inferências e análises estatísticas. Entrevista: coleta de dados 11

12 12 Formulação da guia ou das perguntas (Entrevistas guiadas e dirigidas) Introdução da entrevistaExplicar o objetivo Assegurar anonimato e sigilo Solicitar autorização para gravar a entrevista Início da EntrevistaSolicitar dados que permitam identificá-lo e conhecer características sócio-demográficas Entrevista: Etapas 12

13 13 Estudo e análise do materialDedicar pelo menos o mesmo tempo dedicado às entrevistas, imediatamente após terem sido realizadas. Transcrição da entrevistaTrabalho cansativo e tedioso, porém permite estudar cada entrevista e fazer uma análise preliminar dos resultados. Demora, aproximadamente, duas vezes o tempo dedicado às entrevistas. Entrevista: Etapas 13

14 1. Estabelecer um clima de amizade, identificação e cordialidade; o fato de o entrevistador falar de si mesmo, ajuda. 2. Ajudar o entrevistado a ganhar confiança. 3. Permitir que conclua seu relato; ouvir mais do que falar. 4. Formule perguntas compreensíveis, evitando perguntas de caráter pessoal. 5. Duração: balanço entre obter a informação desejada e o cansaço do entrevistado. Entrevista: pontos de atenção 14

15 6. Não dê conselhos nem faça considerações moralistas; cuidado com perguntas constrangedoras 7. Não discuta com o entrevistado; não manifeste suas opiniões. 8. Preste atenção ao o que o entrevistado procura esclarecer, mas dê importância também ao que não deseja ou não pode manifestar sem a sua ajuda. 9. Formule, se necessário, perguntas secundárias. 15 Entrevista: pontos de atenção

16 1. Empatia 2. Habilidade para escutar 3. É sempre conveniente informar sobre o propósito da entrevista e seu uso; algumas vezes pode-se fazê-lo antes da mesma, em outras depois. Se tal notificação afetar a entrevista, é melhor que se faça de início. Inclusive é às vezes conveniente ler todas as perguntas. Entrevistador: recomendações 16

17 Entrevistador: ordem das perguntas 17 Perguntas gerais e fáceisPerguntas complexas Perguntas sensíveis Perguntas de encerramento

18 Entrevista: exemplo de perguntas 18 1.O que você mais gosta em seu trabalho? 2.O que você menos gosta em seu trabalho? 3.Durante o período do curso você teve alguma mudança relacionada ao trabalho (p.ex: mudança de função)? 4.Você sacrifica algum aspecto da sua vida pelo trabalho? 5.Quais sacrifícios você estaria disposto a fazer pelo trabalho? 6.Quais os sacrifícios que você não faria?

19 19 Entrevista em Grupo: tipos TipoFormatoPapel da entrevista Formato das questões Propósito Focus groupPredefinida- formal DiretivaEstruturadaPré-teste exploratório BrainstormingFormal ou informal Não diretivaMuito estruturada exploratório Nominal/DelphiFormalDiretivaEstruturadaPré-teste exploratório Campo, naturalInformal e espontânea Não diretiva/ Moderada Muito estruturada Exploratório Fenomenológico Campo, formalPredefinidos, mas em campo Pouco diretiva Semi- estruturada Fenomenológico Fonte: Frey and Fontana (1991, p. 184)

20 O que é?... técnica de pesquisa qualitativa, que permite um aprofundamento além das medições (Bonnie, 2003: 62)... um tipo de entrevista em profundidade realizada em grupo (Martins, 2000: 57) Focus Group: definição 20

21 ... possibilitará o conhecimento das percepções dos membros do grupo a respeito da investigação, bem como indicará ao pesquisador situações alternativas para serem observadas (Martins, 2000: 57) Focus Group: Objetivo 21

22 22 Tamanho do grupo deve ser entre 6 a 12 membros (com variações) Os grupos devem ser compostos por membros homogêneos pré-selecionados Formação de 3 ou 4 grupos Contexto físico deve ter atmosfera relaxada e ser informal Sessões com duração de 1 a 3 horas (com variações) Focus Group: características

23 23 Definir o Problema e Determinar os Objetivos do Projeto Redigir um Questionário Selecionador Elaborar o Perfil do Moderador Conduzir as Entrevistas dos Grupos de Foco Revisar as Gravações/Anotações e Analisar os Dados Resumir os Resultados e Planejar uma Pesquisa ou Ação de Acompanhamento Especificar os Objetivos da Pesquisa Qualitativa Definir os Objetivos/Questões a Serem Respondidas pelos Grupos de Foco (Adaptado de Malhotra, 2001 : 159) Focus Group: planejamento

24 24 Capacidade de manter a disciplina do grupo com empatia Permitir liberdade do grupo sem perder o controle Saber instigar para obter comentários mais profundos Ser motivador Focus Group: moderadores

25 25 Saber improvisar sem perder o foco Ter percepção aguçada sobre nível de discussão Autocontrole (isenção) Grandes conhecimentos teóricos e práticos da atividade (normalmente psicólogos) Focus Group: moderadores

26 26 Sinergismo e reação em cadeia Velocidade Alta qualificação exigida do moderador (custo) (Malhotra, 2001 : 161) Focus Group: vantagens e desvantagens


Carregar ppt "Definido o Problema Coleta de Dados Abordagem Metodológica Coleta de dados Seleção do instrumento Aplicação Codificação Preparação para a análise Cujos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google