A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Aplicação da Zoologia em Licenciamentos Profa MSc Briseidy Marchesan Soares Departamento de Ciências Biológicas URI – Campus Santo Ângelo 2013.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Aplicação da Zoologia em Licenciamentos Profa MSc Briseidy Marchesan Soares Departamento de Ciências Biológicas URI – Campus Santo Ângelo 2013."— Transcrição da apresentação:

1 Aplicação da Zoologia em Licenciamentos Profa MSc Briseidy Marchesan Soares Departamento de Ciências Biológicas URI – Campus Santo Ângelo 2013

2 Bioindicadores O tempo excessivo e o alto custo para inventariar todo um ambiente tornam se grandes empecilhos para a avaliação ambiental. Para isso, os bioindicadores são sugeridos como uma ferramenta de menor custo, pois são utilizados poucos grupos, que tem por função extrapolar as relações presentes dentro do sistema. No Brasil, estudos com bioindicação são desenvolvidos em diferentes ambientes: água (marinho e água doce), ar, solo e florestal.

3 O que são bioindicadores? Bioindicadores pode ser o uso de qualquer forma de vida para mensurar e monitorar propriedades e atributos de um sistema. Bioindicadores na área ambiental subdivididos em categorias: Indicadores ambientais, Indicadores ecológicos e Indicadores de biodiversidade

4 Criar essas categorias é uma estratégia que facilita estabelecer os indicadores de acordo com os objetivos de cada projeto.

5 Indicador Ambiental É uma espécie, ou grupo de espécies que respondem demonstrando, através da observação e quantificação, de distúrbios ambientais, ou mudanças no estado do ambiente. São os indicadores utilizados para mensurar a ação de fatores abióticos. São bastante aplicados à poluição - como pesticidas, metais pesados e gases tóxicos.

6 Para isso, são realizados, na maioria das vezes, testes fisiológicos, moleculares e citoquímicos com espécies ou grupos taxonômicos que apresentam contato direto com determinada substância, e que serão potencialmente absorvidas, funcionando como ótimos indicadores ambientais (Arias et. al., 2007; Dauwe, et. al., 2002; Marques, et. al., 1997).

7 Ex: Avaliar a contaminação por metais pesados na região da Bélgica, mensurou a quantidade de metal pesado presente nas penas da cauda e órgãos (indivíduos mortos) de duas espécies de aves Parus major (chapim-real) e Parus caeruleus (chapim-azul).

8 Concluíram que as aves utilizadas são boas indicadoras de qualidade ambiental, pois sofrem alteração significativa quanto à quantidade de metal pesado, tanto nas penas quanto no organismo. Os indicadores ambientais também podem testar o ambiente com o uso da riqueza de espécies, ou processos ecológicos, desde que o intuito seja: mensurar a influência de processos abióticos.

9 A riqueza de espécies de colêmbolos (Hexapoda: Collembola) foi afetada pela presença de solo altamente contaminado com Pb, Cd, Zn e Cu, em região urbana de Bucareste, Romênia. A riqueza de espécies foi menor no local mais contaminado, que apresentou, no entanto, aumento na abundância de colêmbolos

10 Indicador de biodiversidade É um grupo de taxa (espécies, gênero, família ou ordem), na qual se estabelece uma medida que reflete a diversidade - riqueza de espécies, de outros grupos mais amplos no ambiente. Ao responder às alterações ambientais com a mesma intensidade, que todo o grupo a ser avaliado simplifica-se o processo de avaliação, pois extrapola amostragens de um único grupo e se tem uma resposta efetiva para toda a diversidade de espécies a que está relacionada.

11 O uso de diversidade para eco-avaliação é promovido com borboletas, no qual a família Ithomiinae apresentou padrões de riqueza semelhante à riqueza de 14 famílias de borboletas de florestas neotropicais. Isso permite que essa família seja usada como indicador de diversidade do grupo.

12 É comum a afirmação que a degradação ambiental acarretará uma diminuição da riqueza de espécies, porém, a alta diversidade de espécies de um ambiente pode não ser sinônimo de estado de preservação de uma determinada área. Trabalhos que demonstram diferentes estágios de conservação da paisagem mostram que pode ocorrer maior riqueza de espécies em ambientes com certo nível de degradação. A perturbação do ambiente pode provocar diversificação do hábitat, o que favoreceria o estabelecimento de maior número de espécies.

13 Indicador ecológico Um indicador ecológico é uma espécie, ou grupo de espécies ou táxon característico que é sensível à estresse relacionado aos processos no ambiente e, assim, demonstram os efeitos desse estresse na biota. Indicadores ecológicos podem fornecer um sinal de alerta precoce de mudanças no ambiente, e podem ser utilizados para diagnosticar a causa de um problema ambiental. O aumento de espécies generalistas e resistentes a alterações no ambiente. Residentes são espécies que se reproduzem no lugar onde vivem. Ex: Na Reserva Florestal do Morro Grande, em São Paulo, com alto número de registros de gambás (Didelphis aurita), em uma densidade superior a regiões conservadas.

14 Os critérios para a seleção de indicadores ecológicos incluem o: custo baixo, amostragem e identificação relativamente fáceis, taxonomia e ecologia bem conhecidas, dados biológicos básicos disponíveis e capacidade preditiva. Além disso, se o indicador for um táxon, este deve incluir tanto especialistas de hábitat como espécies sensíveis a estresses e distúrbios humanos. Drosofilídeos preenchem vários dos critérios:

15 Devido ao fato destas moscas serem excelentes organismos para a pesquisa biológica, elas têm sido amplamente estudadas, e consequentemente, existe informação de base confiável. A família Drosophilidae compreende espécies especialistas e generalistas, bem como espécies com distribuição restrita ou amplamente distribuídas pelo mundo. Drosofilídeos são também estreitamente associados às variáveis ambientais, sendo extremamente sensíveis a mudanças nas condições dos hábitats onde se encontram.

16 Drosophila sp.

17 Estudos em ambientes urbanos também mostram que a riqueza destes insetos tende a ser menor em níveis de urbanização altos. Estas características, adicionadas ao ciclo de vida curto, permitem que estes insetos forneçam sinais antecipatórios, bem como possam ser usados no monitoramento de alterações nas condições dos hábitats. No Cerrado, as assembleias de drosofilídeos variam substancialmente (abundância, riqueza e composição) no espaço e ao longo do tempo, tanto em ambientes naturais como em urbanos.


Carregar ppt "Aplicação da Zoologia em Licenciamentos Profa MSc Briseidy Marchesan Soares Departamento de Ciências Biológicas URI – Campus Santo Ângelo 2013."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google