A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Arranjos Produtivos Locais- APLs e Desenvolvimento Regional (Endógeno) Jair do Amaral Filho Fortaleza, junho de 2005.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Arranjos Produtivos Locais- APLs e Desenvolvimento Regional (Endógeno) Jair do Amaral Filho Fortaleza, junho de 2005."— Transcrição da apresentação:

1 Arranjos Produtivos Locais- APLs e Desenvolvimento Regional (Endógeno) Jair do Amaral Filho Fortaleza, junho de 2005

2 Arranjo Produtivo Local-APL w APL é uma aglomeração geográfica de agentes, produtivos e institucionais, desenvolvendo atividades mais ou menos especializadas, apresentando uma divisão coordenada de trabalho e mantendo um certo padrão de relações técnicas, tecnológicas e contratuais. w Pontos centrais: aglomeração geográfica, interação e coordenação das ações coletivas.

3 Como fazer evoluir o APL ? w Buscar a proximidade relacional e organizada: interação e socialização dos conhecimentos tácitos, acelerando a aprendizagem coletiva w Construir redes de cooperação entre os agentes w Construir e aperfeiçoar canais de informação, condutores de conhecimento e inovação (dentro e fora do APL) w Construir um Arranjo Institucional de apoio, com políticas públicas

4 APL e Desenvolvimento Regional w Experiências nacionais e internacionais têm mostrado que há uma relação positiva entre evolução de uma aglomeração produtiva e desenvolvimento regional. w Mas não se pode dizer a priori que o sucesso de um APL pode resultar em desenvolvimento regional

5 Dois modelos de desenvolvimento regional w Ambos valorizam a organização do território, mas.....há diferenças: w Modelo exógeno: queimador de etapas; utiliza fatores des-territorializados (de fora para dentro) w Modelo endógeno: construtor de etapas; utiliza fatores territorializados (de dentro para fora). Uma política de apoio a APL se encontra dentro desta estratégia. w Pontos comuns necessários: educação; formação profissional e inclusão digital.

6 Modelo de desenvolvimento local exógeno (de base exportadora) w Vantagens: rapidez nos resultados; queima de etapas; portador de poupança (externa); portador de tecnologia e organização avançadas; escala. w Desvantagens: não mobiliza a inteligência local; não estimula o sistema local de inovação; dificuldade na integração produtiva; pequeno impacto sobre a aprendizagem específica e coletiva; insuficiência do efeito multiplicador de renda; nem sempre se tem uma boa relação entre custo-benefício dos incentivos fiscais.

7 Evento Estilizado de Desenvolvimento Exógeno

8 Modelo de desenvolvimento local endógeno da organização do território w Vantagens: mobiliza a inteligência local; fortalece o capital social; estimula o sistema local de inovação; mobiliza poupança local; estimula o empreendedorismo; cria massa crítica e estruturas empresariais; estimula a aprendizagem específica e coletiva; fortalece a auto-estima e o orgulho coletivo; fortalece a identidade cultural. w Desafios: resultados de longo prazo; o caminho é dificil e complexo; exige-se conhecer e compreender o território.

9 Evento Estilizado de Desenvolvimento Endógeno

10 Evitar a ortodoxia do endogeneismo w Apesar do aspecto sedutor do modelo endógeno, deve-se evitar a ortodoxia do endogeneismo ou do localismo. w Razões: w (1) os fatores são cada vez mais flexíveis e móveis. Deve-se trabalhar o Capital Humano nessa direção. w (2) o quadro institucional nacional e a política federal de desenvolvimento regional são condicionantes importantes

11 Possibilidades e limites de uma política de apoio a APLs w Não há uma política única para APL: cada caso é um caso w É necessário um Arranjo Institucional de parceiros com soluções complementares w Não é possível se pensar numa política isolada para APL: estes dependem de políticas federais (i) industrial (inovação) e (ii) de desenvolvimento regional

12 Estratégia de Desenvolvimento Regional no Ceará w Constatação: após a crise do complexo gado- algodão-cultura de subsistência e das culturas tradicionais, houve um esvaziamento do interior w Primeira fase da política: interiorização das empresas incentivadas w Segunda fase da política: explicitação e implantação de uma estratégia de reestruturação espacial

13 Programa de Desenvolvimento Regional do Ceará w Planos de Desenvolvimento Regional (5 regiões): estruturação de cidades e pólos médios w Escritórios regionais (10 regiões) w Consultoria Empresarial w Consultoria Rural w Agente Regional de Inovação w Apoio a Arranjos Produtivos Locais w Rede de Formação Profissional


Carregar ppt "Arranjos Produtivos Locais- APLs e Desenvolvimento Regional (Endógeno) Jair do Amaral Filho Fortaleza, junho de 2005."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google