A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Comércio Eletrônico E-commerce. Roteiro O que é o comércio eletrônico Perspectiva 1: o comércio eletrônico como um canal de distribuição Perspectiva 2:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Comércio Eletrônico E-commerce. Roteiro O que é o comércio eletrônico Perspectiva 1: o comércio eletrônico como um canal de distribuição Perspectiva 2:"— Transcrição da apresentação:

1 Comércio Eletrônico E-commerce

2 Roteiro O que é o comércio eletrônico Perspectiva 1: o comércio eletrônico como um canal de distribuição Perspectiva 2: o comércio eletrônico como uma estratégia de negócios

3 O que é comércio eletrônico

4 Pode ser definido como sendo a compra e a venda de informações, produtos e serviços através das redes de computadores. Definição

5 Para atingir 50 milhões de pessoas: – O rádio levou 38 anos; – A TV aberta 16 anos; – A TV a cabo 10 anos e – A Web apenas 5 anos.

6

7 Muito embora toda loja virtual seja um site, nem todo site é uma loja virtual, ou seja, nem todo site vende produtos ou serviços on-line. Lojas virtuais são sites de e-commerce, onde o cliente visualiza e escolhe seu produto, coloca no carrinho de compras e realiza o pagamento, num processo totalmente realizado on-line. Loja Virtual

8 Modalidades Business-to-Business (B2B): relação entre empresas clientes e fornecedoras de um produto. Business-to-Customer (B2C): venda diretamente para consumidores ou usuários finais.

9

10 Há 170 anos, as ferrovias tornaram as distâncias algo manejável. Isso teve enorme impacto não só sobre a economia e a sociedade, mas sobre a imaginação humana. O comércio eletrônico, por sua vez, elimina completamente as distâncias. Perspectiva Histórica

11 O comércio eletrônico é para a Revolução da Informação o que a ferrovia foi para a Revolução Industrial. Perspectiva Histórica Richard Warren Sears 1886 – Chicago EUA

12 A história da Sears (grande companhia americana de lojas de departamento) Começou com vendas por catálogo Foi utilizado a ferrovia como canal de distribuição Milhões de produtos vendidos e distribuídos costa a costa do país Perspectiva Histórica

13 1.Ser fornecedor: oferecer produtos ou serviços 2.Prestar serviços: intermediar pagamento, hospedagem de sites, marketing eletrônico, pesquisa com clientes, oferecer segurança 3.Fazer entregas Linhas de Negócios

14 14 – Permite compras 24 horas por dia, ano inteiro e de todas as localidades – Provê mais alternativas para escolha – Provê produtos e serviços mais baratos via as muitas alternativas de compras e comparações disponíveis – Em alguns casos, entrega rápida de produtos e serviços, especialmente os digitalizáveis – Consumidores podem receber informações relevantes – Podem participar em leilões virtuais – Comunicação com outros consumidores – Descontos resultantes da competição Benefícios para o consumidor

15 15 Internet cresce exponencialmente; acesso via celulares! Oportunidades para compra cresce rapidamente Incentivos para compra aumenta vantagens dos compradores Aumento da segurança melhoria significativa Manuseio eficiente de informação acessível de qualquer lugar Organizações inovadoras reestruturadas e rápidas Comunidades Virtuais crescendo rapidamente Sistemas de pagamento e-cash – pagamentos eletrônicos Business-to-Business integração cada vez maior gerando benefícos aos clientes também O futuro do comércio eletrônico

16 16 – Web está se transformando numa comunidade social – Tipos de comunidades Comunidades de transações – compra e venda Comunidades de interesses – lugar para pessoas interagirem acerca de algum tema Comunidades de relações – organizada em torno de experiências de vida Comunidades de vantagens – Clubes de compras, leilões virtuais Comunidades Virtuais

17 Marketing Eletrônico As mudanças trazidas pelas novas tecnologias e pelo comércio eletrônico modificam as atividades de marketing. O novo marketing deve entender a mudança nos conceitos de tempo e espaço, as novas necessidades dos consumidores, as comunidades virtuais, os canais de informação para o consumidor e nova postura destes frente aos anúncios e anunciantes.

18 Marketing tradicional focava um grupo de pessoas em particular. Com a internet o público é diverso e existe a necessidade de tratar cada cliente de forma específica, ou seja, o marketing um-a-um se tornou o padrão para a internet. Marketing Eletrônico

19 O website da organização estabelece sua presença na Internet, possibilitando a todos os usuários explorarem as informações e serviços dela Parceria com portal web Banner Links em outros websites Listas e Grupos (newsgroups) de discussão; Mala Direta Eletrônica ( ) Anúncios em Classificados Eletrônicos

20 20 Entregas postergadas: possibilita venda de produtos customizados Produtos customizados: adequado às necessidades dos clientes Customização

21 21 Customização do produto e da venda Geladeiras – Brastemp You Tênis, roupas acessórios – Nike Carros – GM Computadores – Dell Alguns Exemplos

22 22

23 23

24 24

25 25

26 Perspectiva 1: como canal de distribuição

27 Canais de Distribuição

28

29 29 PDV (Ponto de Venda) Call Center Mala Direta Web Canais de Distribuição

30 ProdutorDistribuidorAtacadistaVarejistaConsumidor Objetivo do Comércio Eletrônico Diminuir as cadeias de valores eliminando intermediários Cadeia de Valores

31 Perspectiva 2: como estratégia de negócios

32 32

33 A solução de comércio eletrônico envolve áreas diversas, tais como: processo de compra e venda, marketing, logística e integração de sistemas de informação, além da área ligada a tecnologia. Análise do Negócio On Line

34 Comprometimento Organizacional para utilização de uma aplicação de Comércio Eletrônico 1.Projetos profissional bem definidos 2. Integração de Sistemas 3.Integração de Processos Análise do Negócio On Line

35 Análise dos Concorrentes Entendimento do Canal internet Paradigmas da Nova Economia Reengenharia do Processo de Negócios Projeto, Desenvolvimento e Implementação do Sistema ecommerce Análise do Negócio On Line

36 36 Ao interagir eletronicamente com seus clientes, a empresa pode capturar comportamentos para análise e posterior customização de seus produtos e serviços - a essência do marketing one-to-one Imperativo do e-Comm: customização é chave para se construir uma empresa cliente- centrada. Também é a base para o marketing one-to-one Customização

37 37 Automatizar o serviço ao cliente através de um simples ponto de acesso (portal) oferece condições ao cliente para controle e navegação sobre os recursos da empresa Imperativo do e-Comm: self-service permite que o cliente faça ele mesmo, originando uma grande satisfação (na maioria dos casos) e custos reduzidos Self-Service

38 38 Exceto para produtos e serviços puramente digitais (software, música), a outra parte depende de distribuição física Imperativo do e-Comm: ao planejar um sistema de e-Comm de sucesso, estratégias de logística são essenciais. Alguma forma de distribuição física deve ser equacionada Logística e Distribuição

39 39 A economia industrial foi construída sobre o modelo de negócios de produção de massa A interatividade na Internet permite agora que os clientes acessem as informações desejadas sobre os produtos desejados oportunamente E-Comm pode ser visto como uma reengenharia dos processos de clientes O Poder do Cliente

40 A internet, entre várias outras ações, pode ser uma grande aliada na hora das vendas. internet não é apenas vendas! É relacionamento, interatividade, conversas, conteúdo, vídeos, sons!!! Tudo pode ser vendido pela web, basta saber como e, em alguns casos, ter o parceiro ideal. Pense na rede como um grande shopping center, as pessoas entram buscando um produto, acham a loja e compram o que desejam. As compras feitas em shopping são infinitamente maiores do que as feitas pela web, mas shoppings estão fazendo a festa dos consumidores há mais de 40 anos, e a internet explodiu há menos de 10 anos E-COMMERCE

41 MUDANÇA DE PARADIGMA NÍVEL DE MATURIDADE TECNOLÓGICA MELHORIA DA LOGÍSTICA DE ENTREGA CRIAR RELACIONAMENTO COM O CLIENTE SUCESSO Fatores de Sucesso

42 produtos/comercio-eletronico

43 Apresentação: Elaborada por: Fernando Aarão melo Site empresa: Site pessoal:


Carregar ppt "Comércio Eletrônico E-commerce. Roteiro O que é o comércio eletrônico Perspectiva 1: o comércio eletrônico como um canal de distribuição Perspectiva 2:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google