A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O Estado necessita da Educação, e a Educação do Estado.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O Estado necessita da Educação, e a Educação do Estado."— Transcrição da apresentação:

1 O Estado necessita da Educação, e a Educação do Estado.

2 HERBART ( ) Enunciou a crença de que qualquer conhecimento real da psicologia da educação poder ser obtido, não no estudo das crianças em massa, mas unicamente por meio de um estudo intimo e prolongado do desenvolvimento de alguns indivíduos

3 O sistema educativo de Herbart é muito amplo e completo, aplicável desde a primeira infância até a adolescência. A educação concebida por Herbart aspira sobretudo a formar o indivíduo. É uma proposta de educação altamente moral, a qual enfatiza que o fim supremo da instrução é a moralidade e a virtude; é um processo de instrução moral onde o principal resultado esperado é moldar os desejos e a vontade das pessoas.

4 Sua proposta pedagógica se fundamenta na ciência e especialmente na psicologia e a educação se constrói sobre o "espírito" e não sobre sentimentos transitórios. A proposta de educação foi concebida para ser aplicada no âmbito da educação particular e não da educação pública.

5 O ponto de partida para a concepção psicológica de Herbart consistiu em que não existe faculdades da alma. Não admitia que existisse na origem nenhuma capacidade do espírito, nenhuma energia natural. Para ele, a teoria das faculdades foi tão somente uma mitologia. Na alma somente há experiências que se acumulam de forma sucessiva. O espírito em seu estado original é somente uma tábula rasa.

6 Essa psicologia é o fundamento de sua pedagogia, cujas características gerais de seu sistema de educação serão: que do intelectualismo psicológico deriva um intelectualismo pedagógico que faz da instrução (aquisição de idéias), a única base da educação.

7 A ação pedagógica se orienta por três procedimentos: o governo, a instrução e a disciplina. O governo: é a forma de controle da agitação da criança, inicialmente exercido pelos pais e depois pelos mestres, com a finalidade de submeter a criança às regras do mundo adulto e viabilizar o início da instrução.

8 A instrução, é o principal procedimento da educação e pressupõe o desenvolvimento dos interesses. O interesse determina quais as idéias e experiências que receberão atenção por parte do indivíduo. Herbart não separa a instrução intelectual da instrução moral, pois para ele, uma é condição da outra. Para que a educação seja bem sucedida é conveniente que sejam estimulados o surgimento de múltiplos interesses.

9 A disciplina é a responsável por manter firme a vontade educada, no caminho e propósito da virtude, supondo autodeterminação, que é uma característica do amadurecimento moral levando para a formação do caráter que está sendo proposta, ao contrário do governo, que é heterônomo e exterior, mais adequado ao trato com as crianças pequenas.

10 A principal função da educação em uma sociedade é a aquisição de idéias por parte dos alunos. A idéia chave de sua pedagogia é que a instrução é a base da educação. Não lhe interessava se a educação fortaleceria a a democracia ou a cultura política. Seu interesse concentrava-se em formar pessoas muito mais que cidadãos. Não são duas educações distintas, uma educação intelectual e uma educação moral. A natureza da mente é una, portanto só há uma educação: a educação através da instrução, da instrução educativa.

11 Criticava duramente a educação uniforme ministrada à crianças muito desiguais (moral e intelectualmente) das escolas públicas. Concepção de Professor: o professor ideal devia ser extremamente carismático, possuir uma personalidade adequada para gerar o interesse pela aprendizagem. Considerava o educador tão essencial que o definia como um "artista" que tem como missão educar o "ser íntimo" da criança. Concepção de Aluno: parte do pressuposto que os "espíritos" humanos são tábulas rasas, sem qualquer conteúdo, o qual deve ser adquirido através do processo de ensino. Concepção de Valores: a cultura moral que forma a vontade é considerada mais importante que a cultura intelectual, donde se denota sua concepção de educação intimamente vinculada ao ensino da moral.

12 Herbart propõe 5 passos formais que favorecem o desenvolvimento da aprendizagem do aluno: preparação: o mestre recorda o que a criança já sabe para que o aluno traga ao nível da consciência a massa de idéias necessárias para criar interesse pelos novos conteúdos;

13 apresentação: a partir do concreto, o conhecimento novo é apresentado; assimilação: o aluno é capaz de comparar o novo com o velho, distinguindo semelhanças e diferenças;

14 generalização: além das experiências concretas, o aluno é capaz de abstrair, chegando a conceitos gerais, sendo que esse passo deve predominar na adolescência; aplicação: através de exercícios, o aluno evidencia que sabe usar e aplicar aquilo que aprendeu em novos exemplos e exercícios. É deste modo, e somente deste modo, que a massa de idéias passa a ter um sentido vital, perdendo o aspecto de acumulação de informações inúteis para o indivíduo.


Carregar ppt "O Estado necessita da Educação, e a Educação do Estado."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google