A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Disciplina: Identidade, Cultura e Sociedade: História e Geografia I. Professora: Maísa dos Reis Quaresma 1.4 - A Diversidade das abordagens historiográficas:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Disciplina: Identidade, Cultura e Sociedade: História e Geografia I. Professora: Maísa dos Reis Quaresma 1.4 - A Diversidade das abordagens historiográficas:"— Transcrição da apresentação:

1 Disciplina: Identidade, Cultura e Sociedade: História e Geografia I. Professora: Maísa dos Reis Quaresma 1.4 - A Diversidade das abordagens historiográficas: A História tradicional positivista, o materialismo histórico, a História Nova. Guia de estudo nº 5

2 Guia de estudo nº 5 Abordagem da concepção do materialismo histórico : Influência dos estudos de Marx e Engel (século XIX). Cada época histórica corresponde a um conjunto de forças produtivas, dos meios de trabalho ou meios de produção. A produção da vida material condiciona a vida social, política e intelectual dos homens. A importância dos aspectos sócio econômicos na análise e interpretação dos fatos históricos.

3 O materialismo histórico tem fundamentos originados no marxismo gerado por Carlos Henrique Marx (1818 – 1883) e Frederico Engel. Os dois teóricos escreveram o livro O Capital que foi publicado em 3 volumes (1867,1885 e 1894), continua com atualidade de interpretações no século XXI.

4 Abordagem Historiográfica da História Nova : A Escola dos Annales - origem e contribuições das pesquisas dos historiadores L. Febvre, F. Braudel e M. Bloch, na França, a partir da década de 20, século XX. A importância da pesquisa de variadas fontes históricas encontradas nos estudos das ciências sociais. A criação da história problema para metodologia da pesquisa histórica.

5 Abordagem Historiográfica da História Nova: Mudanças dos conceitos de tempo histórico, homem, humanidade: enfoque de longa duração. A origem dos estudos da História Nova, pluralidade de interpretações, das fontes. A História Nova, interessa-se praticamente por toda a atividade humana, preocupa-se com as pessoas comuns e com as mentalidades coletivas, complementa ou substitui a narrativa com a análise de estruturas, considera como fontes todo o tipo de vestígio deixado pelo homem, crítica as fontes oficiais. A História Nova tem influenciado as mudanças nos currículos da Educação Básica e da Educação Infantil quanto ao processo ensino aprendizagem da História.

6 Bibliografia CARRION, R., A escola do Annales e a Nova história. In Luiz a Sombras (Ensaios de interpretação marxista). Porto Alegre. RS, Editora da Universidade, 1997. LEGOFF, A História Nova. In Le Goff (org.). A História Nova São Paulo, Martins Fontes, 1990. NIKITIUK, Sonia L (org.) Repensando o ensino de História. São Paulo, Cortez Editora, 1996. (Questões da nossa época; v. 53). SAVIANI, Demerval, LOMBARDI, José Claudinei, SANFELICE, José Luiz (org.) História e História da Educação, o debate teórico método, lógico atual. Campinas, SP – Autores Associados: HISTEDBR, 1998 (Coleção Educação Contemporânea). SILVIA, Marcos A (org.) Repensando a História, Rio de Janeiro. Marco Zero/ANPUH, 1984.


Carregar ppt "Disciplina: Identidade, Cultura e Sociedade: História e Geografia I. Professora: Maísa dos Reis Quaresma 1.4 - A Diversidade das abordagens historiográficas:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google