A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AULA TEMÁTICA EQUIPE HISTÓRIA SEED/PR. PONTOS E CONTRAPONTOS COMUM: Importância da ampliação de novos objetos no ensino de História. PREOCUPAÇÃO: Perda.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AULA TEMÁTICA EQUIPE HISTÓRIA SEED/PR. PONTOS E CONTRAPONTOS COMUM: Importância da ampliação de novos objetos no ensino de História. PREOCUPAÇÃO: Perda."— Transcrição da apresentação:

1 AULA TEMÁTICA EQUIPE HISTÓRIA SEED/PR

2 PONTOS E CONTRAPONTOS COMUM: Importância da ampliação de novos objetos no ensino de História. PREOCUPAÇÃO: Perda de referências dos marcos da História geral das sociedades

3 RECEIO DOS PROFESSORES: Pode haver PULVERIZAÇÃO com o trabalho temático, se o professor não conseguir avançar além do presente e recuperar o tema em suas várias dimensões nos contextos históricos, assim como houve pulverização com generalizações sobre a história política institucional, a exemplo da operada com a implantação dos Estudos Sociais.

4 BRASIL: SÃO PAULO E MINAS GERAIS TEMPO: Década de 1980 ( SP) CONTEXTO: Fim da ditadura militar, Redemocratização das instituições públicas, (eleição para governador 1982) repensar do ensino de História – ANPUH, uso de novas linguagens, o significado do livro didático e a análise dos conteúdos propostos etc.

5 INFLUÊNCIAS: SÃO PAULO: Nova História (francesa) e a historiografia social inglesa MINAS GERAIS (obras marxistas)

6 EM SÃO PAULO: 1986 – Assessoria dos professores Marcos A. Silva (USP) e Déa F. Fenelon (PUC-SP)

7 UNIDADE TEMÁTICA INVESTIGATIVA Experiência em sala de aula

8 1ª Fase: ENSINO (o que o aluno precisa aprender) 1. Recorte da temática (delimitação histórica: foco do conteúdo). Abordagem do contexto espaço-temporal; Definição dos sujeitos históricos;

9 Realizar inferências a partir de narrativas e documentos históricos; Interpretação do significado do tema histórico.

10 2. Preparação da investigação histórica a partir das finalidades do ensino de História Problematização da temática - (conteúdo); Construção de questões investigativas -. O que você sabe sobre essa conteúdo histórico?

11 3. Aplicação das questões investigativas aos alunos: 1. Escrita; 2. Esquema no quadro a partir da indagação oral

12 4. Tabulação e análise dos dados; Detectar as idéias históricas prévias dos alunos extraídas da tabulação e da análise dos dados. Tabulação e análise dos dados; Detectar as idéias históricas prévias dos alunos extraídas da tabulação e da análise dos dados.

13 4.Intervenção pedagógica do professor Uso de narrativas históricas relativas às idéias históricas produzidas pelos alunos a partir das respostas às questões investigativas.

14 EXEMPLO: (textos historiográficos de historiadores e, inclusive, as narrativas históricas produzidas pelos alunos sobre o tema histórico investigado arquivadas pelo professor nos anos anteriores: os alunos devem ser e perceberem-se como autores);

15 Uso de documentos históricos relativos às idéias históricas dos alunos investigados (escritos, imagens, orais, canções, histórias em quadrinhos entre outros).

16 O uso de narrativas e documentos históricos podem ser articulado às aulas expositivas e/ou às visitas a lugares de memória (museus, arquivos monumentos, locais públicos, habitações, locais de trabalho entre outros). Esse uso deve ser articulado à análise das temporalidades (permanências, mudanças, simultaneidades, recorrências históricas).

17 2ª Fase: APRENDIZAGEM 6. Comunicação do aluno para o professor e para a turma. Pode ser sistematizada na forma de seminários, debates, encenações, produção de painéis e de narrativas históricas.

18 detectar se o aluno produziu idéias históricas elaboradas.

19 7. Aplicação do instrumento de meta- cognição histórica (avaliação e auto- avaliação) pensar sobre o pensamento aprender a aprender

20 Nível 1 (avaliação): Repetir as questões investigativas relativas à problematização da temática; Tabulação e análise dos dados;

21 Comparar as idéias históricas produzidas pelos alunos antes e depois da intervenção pedagógica do professor e da comunicação do aluno; Analisar se houve mudança na aprendizagem do aluno (superação de nível em relação às idéias históricas prévias, permanência no mesmo nível das idéias históricas prévias ou queda no nível da aprendizagem).

22 Nível 2 (auto-avaliação): comparar as respostas dos alunos à questão O que você sabe sobre essa temática histórica?, O que eu aprendi nesta temática histórica que pode ajudar no meu presente? O que eu aprendi nessa temática histórica que pode ajudar no meu futuro?

23 8. Arquivamento da produção de todo o processo de ensino-aprendizado em relação a essa temática histórica. Arquivamento dos resultados das questões de meta-cognição histórica.

24 REFERÊNCIAS COLINGWOOD, R. G. Provas históricas. In: A idéia de História. 5. ed. Lisboa: Ed. Presença FONSECA, Selva G. Caminhos da história ensinada. 2ª Ed. Campinas, SP: Papirus, FERNANDES, L. Z. A Reconstrução de aulas de História na perspectiva da Educação Histórica: da aula oficina à unidade temática investigativa. In: Anais do VIII Encontro Nacional de Pesquisadores de Ensino de História: Metodologias e Novos Horizontes. São Paulo: FEUSP - Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, 2008.


Carregar ppt "AULA TEMÁTICA EQUIPE HISTÓRIA SEED/PR. PONTOS E CONTRAPONTOS COMUM: Importância da ampliação de novos objetos no ensino de História. PREOCUPAÇÃO: Perda."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google