A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Teoria das Organizações aula 03 B - Neoclássica – Administração por Objetivos Profª Daniella Bergamini

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Teoria das Organizações aula 03 B - Neoclássica – Administração por Objetivos Profª Daniella Bergamini"— Transcrição da apresentação:

1 Teoria das Organizações aula 03 B - Neoclássica – Administração por Objetivos Profª Daniella Bergamini

2 Características da APO 1.Estabelecimento conjunto de objetivos entre gerente e subordinado. 2.Estabelecimento de objetivos para cada departamento ou posição. 3.Interligação entre os vários objetivos departamentais. 4.Ênfase na mensuração e no controle de resultados. 5.Contínua avaliação, revisão e reciclagem dos planos. 6.Participação atuante das gerências e dos subordinados. 7.Apoio intensivo do staff. 1.Estabelecimento conjunto de objetivos entre gerente e subordinado. 2.Estabelecimento de objetivos para cada departamento ou posição. 3.Interligação entre os vários objetivos departamentais. 4.Ênfase na mensuração e no controle de resultados. 5.Contínua avaliação, revisão e reciclagem dos planos. 6.Participação atuante das gerências e dos subordinados. 7.Apoio intensivo do staff.

3 Exercício: Afinal, o que é APO na Metrópolis? João Augusto sempre trabalhara em empresas tradicionais, nas quais o seu cargo e as responsabilidades inerentes a ele eram o tema principal. Agora que acabara de ingressar na Metrópolis, uma empresa inovadora e avançada. João Augusto foi chamado pelo seu diretor para traçarem juntos os objetivos e metas que deveriam alcançar. Isso soava estranho aos seus ouvidos. Nunca havia ouvido nada a respeito de objetivos. O diretor foi logo dizendo que a empresa adota a APO. O que você contaria a João Augusto se estivesse no lugar do diretor?

4 O ciclo contínuo da APO Fixação dos Objetivos Globais da Empresa Elaboração do Planejamento Estratégico Fixação dos Objetivos Departamentais Avaliação dos Resultados Elaboração do Plano Tático do Departamento Revisão dos Planos Desdobramento do Plano Tático em Planos Operacionais Execução dos Planos

5 1.A estratégia organizacional é uma faca de dois gumes. 2.Premissas equivocadas da escola do planejamento estratégico. 3.Os pecados capitais do planejamento estratégico neoclássico. 4.A crítica de Levinson. 5.A crítica de Lodi. 6.Aplicação incompleta e superficial da APO. 7.Os exageros da APO. 1.A estratégia organizacional é uma faca de dois gumes. 2.Premissas equivocadas da escola do planejamento estratégico. 3.Os pecados capitais do planejamento estratégico neoclássico. 4.A crítica de Levinson. 5.A crítica de Lodi. 6.Aplicação incompleta e superficial da APO. 7.Os exageros da APO. Apreciação Crítica da APO:

6 A estratégia tem enormes vantagens e desvantagens, ou seja, para cada vantagem associada à estratégia corresponde uma desvantagem associada: A estratégia fixa a direção e norteia as atividades da organização. Vantagem: Mapear o curso da organização para navegar coesa. Desvantagem: Seguir um curso em águas desconhecidas. A estratégia focaliza e integra o conjunto de esforços organizacionais. Vantagem: Promove a coordenação das atividades. Desvantagem: Pode não haver visão periférica para abrir outras possibilidades. A estratégia define a organização e os seus rumos. Vantagem: Proporciona uma forma envolvente para que as pessoas entendam a organização e distingui-la das demais. Desvantagem: Pode perder a visão da riqueza e da complexidade do todo. A estratégia proporciona consistência interna. Vantagem: Reduz a ambigüidade e proporciona ordem e consistência Desvantagem: Muita consistência leva à rotina. Pode ter efeito perigoso de informação falsa ou distorção. A estratégia tem enormes vantagens e desvantagens, ou seja, para cada vantagem associada à estratégia corresponde uma desvantagem associada: A estratégia fixa a direção e norteia as atividades da organização. Vantagem: Mapear o curso da organização para navegar coesa. Desvantagem: Seguir um curso em águas desconhecidas. A estratégia focaliza e integra o conjunto de esforços organizacionais. Vantagem: Promove a coordenação das atividades. Desvantagem: Pode não haver visão periférica para abrir outras possibilidades. A estratégia define a organização e os seus rumos. Vantagem: Proporciona uma forma envolvente para que as pessoas entendam a organização e distingui-la das demais. Desvantagem: Pode perder a visão da riqueza e da complexidade do todo. A estratégia proporciona consistência interna. Vantagem: Reduz a ambigüidade e proporciona ordem e consistência Desvantagem: Muita consistência leva à rotina. Pode ter efeito perigoso de informação falsa ou distorção. 1. A estratégia organizacional é uma faca de dois gumes

7 Deve-se cuidar para que a determinação prévia das ações resulte em inflexibilidade do planejamento em um mundo caracterizado pela mudança. Evitar a todo custo a formalização exagerada dos planos, a centralização das decisões na cúpula, a ênfase no controle sobre as ações e a falta de participação das pessoas envolvidas diretamente no processo. Deve-se cuidar para que a determinação prévia das ações resulte em inflexibilidade do planejamento em um mundo caracterizado pela mudança. Evitar a todo custo a formalização exagerada dos planos, a centralização das decisões na cúpula, a ênfase no controle sobre as ações e a falta de participação das pessoas envolvidas diretamente no processo. 2. Premissas equivocadas da escola do planejamento estratégico.

8 Segundo Humble, há dez maneiras para se fracassar com a APO, a saber: 1.Não obter a participação da alta direção e nem de todas as pessoas 2.Dizer a todos que APO é uma técnica que resolve todos os problemas 3.Adotar a APO dentro de um programa acelerado 4.Fixar somente objetivos financeiros e quantificáveis 5.Simplificar ao extremo todos os procedimentos 6.Aplicar a APO apenas em áreas isoladas – e não globalmente 7.Delegar todo o projeto da APO ao pessoal de nível inferior 8.Concentrar em indivíduos e ignorar os problemas de grupo 9.Inaugurar o sistema e depois deixá-lo andar sozinho, sem incentivá- lo, avaliá-lo ou acompanhá-lo 10.Ignorar os objetivos pessoais dos gerentes, concentrando-se apenas nos objetivos da companhia Essas são as receitas para se levar a APO para o desacerto e o Fracasso. Segundo Humble, há dez maneiras para se fracassar com a APO, a saber: 1.Não obter a participação da alta direção e nem de todas as pessoas 2.Dizer a todos que APO é uma técnica que resolve todos os problemas 3.Adotar a APO dentro de um programa acelerado 4.Fixar somente objetivos financeiros e quantificáveis 5.Simplificar ao extremo todos os procedimentos 6.Aplicar a APO apenas em áreas isoladas – e não globalmente 7.Delegar todo o projeto da APO ao pessoal de nível inferior 8.Concentrar em indivíduos e ignorar os problemas de grupo 9.Inaugurar o sistema e depois deixá-lo andar sozinho, sem incentivá- lo, avaliá-lo ou acompanhá-lo 10.Ignorar os objetivos pessoais dos gerentes, concentrando-se apenas nos objetivos da companhia Essas são as receitas para se levar a APO para o desacerto e o Fracasso. 3. Os pecados capitais do planejamento estratégico neoclássico.

9 A APO falha quando é utilizada de forma incompleta e superficial, a Saber: 1.Objetivos superficiais e não refletem os reais interesses da organização 2.Falta de experiência – levantamento incompleto ou efetuado fora de época 3.Se os resultados são inacessíveis, as pessoas ficam impacientes quanto ao projeto todo. 4.Não é feito revisão, atualização periódica referente as mudanças ocorridas, flutuação no cenário econômico, desenvolvimento tecnológico e mudanças nas tendências sociais. Isso faz com que a APO se torne rapidamente desatualizada e fora de foco. A APO falha quando é utilizada de forma incompleta e superficial, a Saber: 1.Objetivos superficiais e não refletem os reais interesses da organização 2.Falta de experiência – levantamento incompleto ou efetuado fora de época 3.Se os resultados são inacessíveis, as pessoas ficam impacientes quanto ao projeto todo. 4.Não é feito revisão, atualização periódica referente as mudanças ocorridas, flutuação no cenário econômico, desenvolvimento tecnológico e mudanças nas tendências sociais. Isso faz com que a APO se torne rapidamente desatualizada e fora de foco. 4.Aplicação incompleta e superficial da APO

10 A APO teve um período de apogeu e acabou caindo no descrédito devido a três exageros: 1.Excesso de regulamentos e de papelório (burocratizada nas grandes organizações) 2.Autocracia e imposição (sinônimo de chefes autocratas e que impõem objetivos exagerados aos subordinados) 3.Motivação negativa ( Objetivos impostos autocraticamente geram tensões e angústias nos subordinados) A APO teve um período de apogeu e acabou caindo no descrédito devido a três exageros: 1.Excesso de regulamentos e de papelório (burocratizada nas grandes organizações) 2.Autocracia e imposição (sinônimo de chefes autocratas e que impõem objetivos exagerados aos subordinados) 3.Motivação negativa ( Objetivos impostos autocraticamente geram tensões e angústias nos subordinados) 5.Os exageros da APO

11 Alguns problemas com a APO: Coerção sobre os subordinados. Aprovação de objetivos incompatíveis. Papelório em excesso. Focalização sobre resultados mais facilmente mensuráveis do que sobre resultados mais importantes. Perseguição rígida de objetivos que poderiam ser abandonados. Alguns problemas com a APO: Coerção sobre os subordinados. Aprovação de objetivos incompatíveis. Papelório em excesso. Focalização sobre resultados mais facilmente mensuráveis do que sobre resultados mais importantes. Perseguição rígida de objetivos que poderiam ser abandonados. Alguns benefícios da APO: Aclaramento de objetivos. Melhoria do planejamento. Padrões claros para controle. Aumento da motivação das pessoas. Avaliação mais objetiva dos resultados. Melhoria do moral. Alguns benefícios da APO: Aclaramento de objetivos. Melhoria do planejamento. Padrões claros para controle. Aumento da motivação das pessoas. Avaliação mais objetiva dos resultados. Melhoria do moral. Benefícios e Problemas com a APO

12 Pré-APO: Administração do cotidiano. Visualização para dentro da empresa. Orientação para os produtos. Orientação para a organização. Orientação para as atividades. Administração da rotina. Ênfase no como. Foco no dinheiro, máquinas e materiais. Controle centralizado, funcional. Estilo autoritário. Individualismo. Pré-APO: Administração do cotidiano. Visualização para dentro da empresa. Orientação para os produtos. Orientação para a organização. Orientação para as atividades. Administração da rotina. Ênfase no como. Foco no dinheiro, máquinas e materiais. Controle centralizado, funcional. Estilo autoritário. Individualismo. Pós-APO: Focalização no futuro. Visualização para fora da empresa. Orientação para as pessoas. Orientação para os clientes. Orientação para os resultados. Criação de inovações. Ênfase no para que. Foco nas pessoas, mentalidade e tempo. Iniciativa descentralizada nos subords. Estilo participativo. Trabalho em equipe Pós-APO: Focalização no futuro. Visualização para fora da empresa. Orientação para as pessoas. Orientação para os clientes. Orientação para os resultados. Criação de inovações. Ênfase no para que. Foco nas pessoas, mentalidade e tempo. Iniciativa descentralizada nos subords. Estilo participativo. Trabalho em equipe A transição do estilo administrativo com a APO

13 Decorrências da Teoria Neoclássica: Tipos de Organização e Departamentalização (Dando Forma e Compondo as Unidades da Empresa) A Organização Linear. A Organização Funcional. A Organização Linha-Staff. O Conceito de Departamentalização. Os Tipos de Departamentalização. A Departamentalização por funções. A Departamentalização por produtos ou serviços. A Departamentalização geográfica A Departamentalização por clientela A Departamentalização por processos A Departamentalização por projetos

14 Organização Linear Características: 1.Autoridade linear ou única. 2.Linhas formais de comunicação. 3.Centralização das decisões. 4.Aspecto piramidal. Vantagens: 1.Estrutura simples e de fácil compreensão. 2.Clara delimitação das responsabilidades. 3.Facilidade de implantação. 4.Estabilidade. 5.Indicada para pequenas empresas. Desvantagens: 1.Estabilidade e constância das relações formais. 2.Autoridade linear baseada no comando único e direto. 3.Exagero da função de chefia. 4.Chefes generalistas que não se especializam. 5.Provoca o congestionamento das comunicações. 6.Comunicações indiretas e demoradas. Características: 1.Autoridade linear ou única. 2.Linhas formais de comunicação. 3.Centralização das decisões. 4.Aspecto piramidal. Vantagens: 1.Estrutura simples e de fácil compreensão. 2.Clara delimitação das responsabilidades. 3.Facilidade de implantação. 4.Estabilidade. 5.Indicada para pequenas empresas. Desvantagens: 1.Estabilidade e constância das relações formais. 2.Autoridade linear baseada no comando único e direto. 3.Exagero da função de chefia. 4.Chefes generalistas que não se especializam. 5.Provoca o congestionamento das comunicações. 6.Comunicações indiretas e demoradas.

15 Exercício A Estrutura Linear da M&C A Mendonça & Carvalho (M&C) é uma tradicional empresa do ramo têxtil. Ela é constituída de cinco divisões (administrativa, industrial, comercial, financeira e recursos humanos) organizadas linearmente. Não há nenhum órgão interno de assessoria especializada. Com a enorme competição, a M&C está perdendo mercado e clientes devido à sua estrutura organizacional conservadora e estática. Se você fosse um dos diretores da M&C como você faria para convencer seus colegas de que se torna necessária uma mudança estrutural na empresa?

16 Organização Funcional (princípio da especialização das funções) Características: 1.Autoridade funcional ou dividida. 2.Linhas diretas de comunicação. 3.Descentralização das decisões. 4.Ênfase na especialização. Vantagens: 1.Proporciona o máximo de especialização. 2.Permite a melhor supervisão técnica possível. 3.Desenvolve comunicações diretas e sem intermediação. 4.Separa as funções de planejamento e controle das funções de execução. Desvantagens: 1.Diluição e conseqüente perda de autoridade de comando. 2.Subordinação múltipla. 3.Tendência à concorrência entre especialistas. 4.Tendência à tensão e conflito dentro da organização. Características: 1.Autoridade funcional ou dividida. 2.Linhas diretas de comunicação. 3.Descentralização das decisões. 4.Ênfase na especialização. Vantagens: 1.Proporciona o máximo de especialização. 2.Permite a melhor supervisão técnica possível. 3.Desenvolve comunicações diretas e sem intermediação. 4.Separa as funções de planejamento e controle das funções de execução. Desvantagens: 1.Diluição e conseqüente perda de autoridade de comando. 2.Subordinação múltipla. 3.Tendência à concorrência entre especialistas. 4.Tendência à tensão e conflito dentro da organização.

17 Exercício: A organização funcional da BioQuímica Abraão Alencar é gerente de produção da BioQuímica, fabricante de produtos farmacêuticos populares. A estrutura da fábrica é funcional, envolvendo vários departamentos subordinados a Abraão, como: produção, almoxarifado, compras e abastecimento, manutenção, tecnologia, tecnologia e expedição. Abraão está insatisfeito com o desempenho do modelo adotado e quer conversar com a diretoria para fazer alterações no sentido de modernizá-lo urgentemente. Como Abraão deveria apresentar a sua argumentação à diretoria?

18 Organização Linha-Staff Características: 1.Fusão da estrutura linear com a estrutura funcional. 2.Coexistência entre as linhas formais e as linhas diretas de comunicação. 3.Separação entre órgãos operacionais (executivos) e órgãos de apoio e suporte (assessoria). 4. Hierarquia versus especialização. Vantagens: 1.Assegura assessoria especializada e mantém o princípio de autoridade única. 2.Atividade conjunta e coordenada de órgãos de linha e órgãos de staff. Desvantagens: 1.Conflitos entre órgãos de linha e de staff. 2.Dificuldade na obtenção e manutenção do equilíbrio entre linha e staff. Características: 1.Fusão da estrutura linear com a estrutura funcional. 2.Coexistência entre as linhas formais e as linhas diretas de comunicação. 3.Separação entre órgãos operacionais (executivos) e órgãos de apoio e suporte (assessoria). 4. Hierarquia versus especialização. Vantagens: 1.Assegura assessoria especializada e mantém o princípio de autoridade única. 2.Atividade conjunta e coordenada de órgãos de linha e órgãos de staff. Desvantagens: 1.Conflitos entre órgãos de linha e de staff. 2.Dificuldade na obtenção e manutenção do equilíbrio entre linha e staff.

19 Funções de um órgão de Staff Nível Institucional Nível Intermediário Nível Operacional Consultoria Assessoramento Aconselhamento Recomendação Apoio e suporte Prestação de serviços especializados Execução de serviços especializados

20 Staff É quem assessora É quem dá consultoria e assistência Recomendação Alternativas Trabalho de gabinete Pelo planejamento e pelas sugestões Gerente de Staff Linha É quem decide É quem cuida da execução Comando Ação Trabalho de campo Pela operação e pelos resultados Gerente de Departamento Características da Linha e do Staff Aspectos Papel Principal Atuação Tipo de Atividade Responsabilidade Exemplo

21 Estrutura Linear Estrutura Linha-Staff Comparativo entre Estrutura Linear e Linha-Staff L L L L L LLL S S S S

22 Exercício: A organização linha-staff das Indústrias Rex João de Barros é presidente das Indústrias Rex e pretende aposentar-se. Escolheu seu filho, que é engenheiro, para substituí-lo no cargo. A empresa adota uma estrutura linha-staff e JB quer explicar-lhe as características, vantagens e desvantagens de uma organização para ele saber onde irá pisar quando ingressar na empresa. Como ele deveria fazer?

23 Diferenças entre Estrutura Linear, Funcional e Linha-Staff Estrutura LinearEstrutura FuncionalEstrutura Linha-Staff Diretor Diretor Diretor Predomínio da Predomínio da Predomínio da Autoridade LinearAutoridade Funcional Autoridade Linear e Autoridade Funcional Execução Execução Execução Execução Assessoria Execução Gerente GerenteGerente Gerente Staff Gerente

24 Especialização Vertical: Especialização Horizontal: Níveis HierárquicosDepartamentos Especialização Vertical: Especialização Horizontal: Níveis HierárquicosDepartamentos Conceito de Departamentalização

25 Tipos de Departamentalização 1.Por funções (ou funcional). 2.Por produtos ou serviços. 3.Por localização geográfica. 4.Por clientes. 5.Por fases do processo. 6.Por projetos. 1.Por funções (ou funcional). 2.Por produtos ou serviços. 3.Por localização geográfica. 4.Por clientes. 5.Por fases do processo. 6.Por projetos.

26 Características: Agrupamento das atividades de acordo com as funções principais da empresa. Vantagens: Agrupa especialistas comuns em uma única chefia. Garante plena utilização das habilidades técnicas das pessoas. Permite economia de escala pela utilização integrada de pessoas e produção. Orienta as pessoas para uma única e específica atividade. Indicada para condições de estabilidade. Reflete auto-orientação e introversão administrativa. Desvantagens: Reduz a cooperação interdepartamental. Inadequada quando a tecnologia e ambiente são mutáveis. Dificulta adaptação e flexibilidade a mudanças externas. Faz com que pessoas focalizem subojetivos de suas especialidades. Características: Agrupamento das atividades de acordo com as funções principais da empresa. Vantagens: Agrupa especialistas comuns em uma única chefia. Garante plena utilização das habilidades técnicas das pessoas. Permite economia de escala pela utilização integrada de pessoas e produção. Orienta as pessoas para uma única e específica atividade. Indicada para condições de estabilidade. Reflete auto-orientação e introversão administrativa. Desvantagens: Reduz a cooperação interdepartamental. Inadequada quando a tecnologia e ambiente são mutáveis. Dificulta adaptação e flexibilidade a mudanças externas. Faz com que pessoas focalizem subojetivos de suas especialidades. Departamentalização por Funções Diretor Geral Diretor Financeiro Diretor Industrial Diretor RH Diretor Marketing

27 Exercício: O Enxugamento da Forma Flex A Forma Flex é uma empresa departamentalizada por funções, com seis diretorias: financeira, marketing, industrial, tecnologia, suprimentos e recursos humanos. Através de um rápido processo de reengenharia, a empresa passou por forte enxugamento, reduzindo de sete para três níveis hierárquicos para aproximar a base do topo e tornar mais ágeis as comunicações e de seis para quatro diretorias, extinguindo as diretorias de tecnologia e suprimentos, cujas divisões foram anexadas à diretoria industrial. Como você procederia a esse enxugamento? Mostre a situação anterior e a situação atual e possíveis vantagens.

28 Características: Agrupamento das atividades de acordo com o resultado da organização, ou seja, de acordo com o produto ou serviço realizado. Vantagens: Fixa a responsabilidade dos departamentos para um produto ou serviço. Facilita a coordenação interdepartamental. Facilita a inovação, que requer cooperação e comunicação de vários grupos. Indicada para circunstâncias externas mutáveis. Permite flexibilidade. Desvantagens: Dispersa os especialistas em subgrupos orientados para diferentes produtos. Contra-indicada para circunstâncias externas estáveis. Provoca problemas humanos de temores e ansiedades com a instabilidade. Enfatiza a coordenação em detrimento da especialização. Características: Agrupamento das atividades de acordo com o resultado da organização, ou seja, de acordo com o produto ou serviço realizado. Vantagens: Fixa a responsabilidade dos departamentos para um produto ou serviço. Facilita a coordenação interdepartamental. Facilita a inovação, que requer cooperação e comunicação de vários grupos. Indicada para circunstâncias externas mutáveis. Permite flexibilidade. Desvantagens: Dispersa os especialistas em subgrupos orientados para diferentes produtos. Contra-indicada para circunstâncias externas estáveis. Provoca problemas humanos de temores e ansiedades com a instabilidade. Enfatiza a coordenação em detrimento da especialização. Departamentalização por Produtos/Serviços Diretor Geral Divisão Divisão Divisão Divisão Farmacêutica Veterinária Química Tintas

29 Exercício: Virada na PetroPaulus Ao assumir a direção da PetroPaulus, Viviane Carvalho encontrou a empresa departamentalizada por produtos (divisão automóveis, divisão utilitários, divisão caminhões e divisão tratores) no primeiro nível hierárquico e departamentalizada por funções (departamento industrial, comercial, financeiro e RH) no segundo nível. Viviane decidiu mudar a estrutura organizacional invertendo as bolas: departamentalização por funções (divisão industrial, comercial, financeira e RH) no primeiro nível e por produtos (departamentos de automóveis, utilitários, caminhões e tratores em cada uma das quatro funções) no segundo nível. Mostre o organograma anterior e o atual proposto por Viviane e os pontos positivos e negativos de sua decisão.

30 Características: Agrupamento das atividades de acordo com o território, região ou área geográfica. Vantagens: Assegura o sucesso da organização pelo ajustamento às condições locais. Fixa a responsabilidade de desempenho e lucro em cada local ou região. Encoraja os executivos a pensar em termos de sucesso no território. Indicada para empresas de varejo. Indicada para condições de estabilidade. Permite acompanhar variações locais e regionais. Desvantagens: Reduz a cooperação interdepartamental. Ocorre principalmente nas áreas de marketing e produção. Inadequada para a área financeira. Características: Agrupamento das atividades de acordo com o território, região ou área geográfica. Vantagens: Assegura o sucesso da organização pelo ajustamento às condições locais. Fixa a responsabilidade de desempenho e lucro em cada local ou região. Encoraja os executivos a pensar em termos de sucesso no território. Indicada para empresas de varejo. Indicada para condições de estabilidade. Permite acompanhar variações locais e regionais. Desvantagens: Reduz a cooperação interdepartamental. Ocorre principalmente nas áreas de marketing e produção. Inadequada para a área financeira. Departamentalização Geográfica Diretor Geral Região Sudeste Região Central Região Norte Região Oeste

31 Exercício: A Nova Organização das Lojas Maravilha. Nos seus bons tempos, a Lojas Maravilha espalhou cerca de 72 lojas em todo o território nacional, fincando seu domínio na venda de produtos de consumo. Agora, para enfrentar os novos tempos de competitividade, a diretoria está reestudando a estrutura organizacional baseada em área geográfica. A Lojas Maravilha está organizada em seis divisões regionais: São Paulo, Rio de Janeiro, Região Sul, Região Norte, Região Nordeste e Região Central. Cada uma das divisões regionais tem um diretor que dirige seus departamentos subordinados: São Paulo (capital e interior), Rio de Janeiro (capital e interior), Região Sul (RS, SC e PR), Região Norte (AM e PA), Região Nordeste (PE, RN e CE) e Região Central (GO, DF e MG). No primeiro nível do organograma, juntamente com as seis divisões regionais (linha) existe um staff central constituído de quatro departamentos: financeiro, administrativo, compras e recursos humanos. O presidente da organização Milton Nadler cuida de todos os assuntos administrativos. Contudo, Milton pretende alterar a organização. No primeiro nível quer uma departamentalização por funções e no segundo nível uma departamentalização regional para poder imprimir mais integração à empresa. Mostre o organograma atual, o organograma proposto por Milton e indique os pontos positivos e negativos de sua pretensão.

32 Características: Agrupamento das atividades de acordo com os tipos de clientes servidos. Vantagens: Quando a satisfação do cliente é o aspecto mais crítico da organização. Quando o negócio depende de diferentes tipos de clientes. Predispõe os executivos a pensar em satisfazer as necessidades dos clientes. Permite concentrar competências sobre distintas necessidades dos clientes. Desvantagens: As demais atividades da organização – produção, finanças – tornam-se secundárias ou acessórias face à preocupação exclusiva com o cliente. Os demais objetivos da organização – como lucratividade, produtividade, eficiência – podem ser sacrificados em função da satisfação do cliente. Características: Agrupamento das atividades de acordo com os tipos de clientes servidos. Vantagens: Quando a satisfação do cliente é o aspecto mais crítico da organização. Quando o negócio depende de diferentes tipos de clientes. Predispõe os executivos a pensar em satisfazer as necessidades dos clientes. Permite concentrar competências sobre distintas necessidades dos clientes. Desvantagens: As demais atividades da organização – produção, finanças – tornam-se secundárias ou acessórias face à preocupação exclusiva com o cliente. Os demais objetivos da organização – como lucratividade, produtividade, eficiência – podem ser sacrificados em função da satisfação do cliente. Departamentalização por Clientes Diretor Geral Departamento Departamento Feminino Masculino Juvenil Terceira Idade

33 Características: Agrupamento das atividades de acordo com o fluxo do processo produtivo. Vantagens: Muito utilizada no nível operacional de áreas de produção ou de operações. Garante plena utilização e vantagens econômicas do equipamento ou tecnologia. A tecnologia passa a ser o foco e o ponto de referência para o agrupamento. Enfatiza o processo. Permite ações de reengenharia dos processos e de enxugamento. Desvantagens: Inadequada quando a tecnologia e ambiente são mutáveis. Pouca flexibilidade a mudanças internas ou externas. Centraliza demasiadamente a atenção no processo produtivo. Características: Agrupamento das atividades de acordo com o fluxo do processo produtivo. Vantagens: Muito utilizada no nível operacional de áreas de produção ou de operações. Garante plena utilização e vantagens econômicas do equipamento ou tecnologia. A tecnologia passa a ser o foco e o ponto de referência para o agrupamento. Enfatiza o processo. Permite ações de reengenharia dos processos e de enxugamento. Desvantagens: Inadequada quando a tecnologia e ambiente são mutáveis. Pouca flexibilidade a mudanças internas ou externas. Centraliza demasiadamente a atenção no processo produtivo. Departamentalização por Processo Diretor Industrial Seção de Seção de Seção de Seção de Pré-Montagem Montagem EmbalagemAcabamento

34 Exercício: A Reengenharia na Fernandes & Brito. Após analisar as limitações da velha estrutura por funções da Fernandes & Brito, a diretora-presidente, Irene Brito, resolveu fazer uma reengenharia na empresa. Para Irene, a abordagem funcional verticaliza a empresa e a separa por departamentos herméticos e intra-orientados, sem nenhuma coordenação entre si. Isso é um absurdo. Ela quer substituir o antigo esquema hierárquico e vertical por um esquema horizontal e baseado nos principais processos da empresa. Em vez de departamentos por funções, ela quer equipes multifuncionais dedicadas aos três processos básicos da empresa, como criar e produzir produtos, vender e atender ao cliente, criar e agregar valor financeiro. Como Irene poderia fazer essa revolução?

35 Características: Agrupamento das atividades de acordo com os projetos planejados pela empresa. Vantagens: Agrupa equipes multifuncionais em projetos específicos de grande porte. Ideal para empresas cujos produtos envolvam concentração de recursos e tempo. Ideal para estaleiros, obras de construção civil ou industrial, hidroelétricas. Facilita o planejamento detalhado para a execução de produtos de grande porte. Adapta a empresa aos projetos que ela pretende construir. Unidades e grupos são destacados e concentrados durante longo tempo. É uma departamentalização temporária por produto. Desvantagens: O projeto tem vida planejada. É descontínuo. Quando ele termina a empresa pode desligar pessoas ou paralisar equipamentos. Produz ansiedade e angústia nas pessoas pela sua descontinuidade. Características: Agrupamento das atividades de acordo com os projetos planejados pela empresa. Vantagens: Agrupa equipes multifuncionais em projetos específicos de grande porte. Ideal para empresas cujos produtos envolvam concentração de recursos e tempo. Ideal para estaleiros, obras de construção civil ou industrial, hidroelétricas. Facilita o planejamento detalhado para a execução de produtos de grande porte. Adapta a empresa aos projetos que ela pretende construir. Unidades e grupos são destacados e concentrados durante longo tempo. É uma departamentalização temporária por produto. Desvantagens: O projeto tem vida planejada. É descontínuo. Quando ele termina a empresa pode desligar pessoas ou paralisar equipamentos. Produz ansiedade e angústia nas pessoas pela sua descontinuidade. Departamentalização por Projetos Diretor do Projeto Administrador Engenheiro de Engenheiro de Engenheiro de do Projeto Compras Controle Execução

36 Exercício: A Estrutura da Estaleiros Horizonte. Após receber três grandes encomendas para construção de navios, a diretoria da Estaleiros Horizonte decidiu que cada uma das encomendas seria considerada um projeto específico e autônomo, dotado de todos os recursos necessários para seu bom desempenho. A estrutura da empresa é organizada por funções (Diretoria Industrial, Diretoria Financeira, Diretoria Comercial, Diretoria Administrativa e Diretoria de RH). Os três projetos seriam subordinados à Diretoria Industrial e se situariam no segundo nível organizacional. Como você agiria nesta situação?

37 Exemplo de departamentalização combinada Departamentalização Funcional Departamentalização por Produtos Departamentalização por Processo Departamentalização Funcional Presidência Divisão DivisãoDivisão Financeira de Produção de Marketing Departamento Departamento Departamento de Motores de Eletrodomésticos de Geladeiras Seção de Seção de Seção de Enrolamento Pré-Montagem Montagem Setor de Setor de Planejamento Controle

38 Apreciação Crítica da Departamentalização 1.Constitui ainda hoje o critério básico de estruturação das empresas. 2.Apesar de critérios mais recentes, não se descobriu ainda uma melhor maneira de organizar empresas. 3.Mesmo a organização por equipes e o modelo adhocrático não conseguiram substituir inteiramente os critérios de departamentalização. 4. O departamento (ou unidade organizacional) ainda prevalece apesar de todo o progresso na teoria administrativa. 1.Constitui ainda hoje o critério básico de estruturação das empresas. 2.Apesar de critérios mais recentes, não se descobriu ainda uma melhor maneira de organizar empresas. 3.Mesmo a organização por equipes e o modelo adhocrático não conseguiram substituir inteiramente os critérios de departamentalização. 4. O departamento (ou unidade organizacional) ainda prevalece apesar de todo o progresso na teoria administrativa.

39 PARTE 1: INTRODUÇÃO PARTE 2: ANTECEDENTES HISTÓRICOS DA ADMINISTRAÇÃO PARTE 3: ABORDAGEM CLÁSSICA DA ADMINISTRAÇÃO PARTE 4: ABORDAGEM HUMANÍSTICA DA ADMINISTRAÇÃO PARTE 5: ABORDAGEM NEOCLÁSSICA DA ADMINISTRAÇÃO PARTE 6: ABORDAGEM ESTRUTURALISTA DA ADMINISTRAÇÃO SUMÁRIO RESUMIDO

40 TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES fim da aula 03 B Profª Daniella Bergamini


Carregar ppt "Teoria das Organizações aula 03 B - Neoclássica – Administração por Objetivos Profª Daniella Bergamini"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google