A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TRT da 21ª Região IX Encontro de Bibliotecários e Documentalistas da Justiça do Trabalho Digitalização e Microfilmagem Eletrônica: ferramentas indispensáveis.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TRT da 21ª Região IX Encontro de Bibliotecários e Documentalistas da Justiça do Trabalho Digitalização e Microfilmagem Eletrônica: ferramentas indispensáveis."— Transcrição da apresentação:

1

2 TRT da 21ª Região IX Encontro de Bibliotecários e Documentalistas da Justiça do Trabalho Digitalização e Microfilmagem Eletrônica: ferramentas indispensáveis para os arquivos Agosto de 2008

3

4 Mas o Arquivo Digital também não é vulnerável Dependência de: –Hardware (máquina e mídia) –Software (Sistema Operacional, Programa e formato da Imagem) Mídia se deterioram ou evaporação de Bit –Devido a efeitos físicos, químicos, magnéticos, etc.

5 O Custo do Arquivo Digital O tempo que você ira manter as imagens on-line irá determinar o custo de migração Com o avanço dos softwares e hardwares, os arquivos digitais deverão ser migrados para uma outra tecnologia (mídia) ou serão perdidos 2008 >> 2009 >> 2012 >> 2015 Fase Inativa Fase Ativa Busca da informação

6 Onde e como armazenar as minhas informações ?! Mídias

7 Sistema Híbrido É a integração dos Sistemas digitais e micrográficos. Microfilme sendo um arquivo de referência e segurança do arquivo digital Arquivo digital somente na fase ativa Fase Inativa Fase Ativa Indíce de busca da informação

8 Comparação dos Sistemas Microfilmagem Microfilmagem Vantagens: Custo baixo de armazenagem Melhor meio arquivístico (Durabilidade) Aceito como um meio legal Execelente compactação Existências de normas para criação, processamento, duplicação e armazenamento Digitalização Vantagens: Excelente acesso, distribuição e transmissão dos registros Acesso múltiplo do arquivo Melhor qualidade da imagem Impressão de Alta Qualidade A copiagem sucessiva não provoca degradação Desvantagens: Acesso individual Perda de resolução devido a copiagem sucessiva Se não for indexada possui uma velocidade de recuperação baixa, e pode causar cansaço Desvantagens: Dependência de Hardware e Software Não aceito como meio legal (???) Alto custo para manter a informação acessível ao longo prazo

9 Solução Híbrida Microfilmadora Eletrônica

10 Processo de Sistema de documentação Saída Processamento da Imagem Captura Prep. Mída Eletrônica Microfilme

11 Captura e indexação Microfilmadora Eletrônica: Processo Reduz Trabalho e Manutenção Qualidade do Filme Opções de Saída Captura e indexação

12 Erros Típicos de Microfilmagem F B Enrosco Espaço em Braco Densid. Variável Vãos Distorsão Cantos Dobrados Mãos! 2 Etapas Frente/Verso

13

14 Como a Microfilmadora Eletrônica pode ajudar? MVCS Ajuda a Transformar Isto Nisto! Controle de Qualidade Eletrônica Remover a Distorção Girar Indexar Inserir Redigitalizações Processamento de Lote

15 Benefícios da Microfilmadora Eletrônica Reduz/elimina erros e filmes de correção. Filme com excelente qualidade Cerca 20% a mais de informação/documento no mesmo microfilme Baixo Custo Operacional Integração de sistemas Mínima intervenção humana Agilidade na entrega da informação. Acompanhamento da tecnologia

16 Digitalização em Santa Catarina Processos Findos – Editais – 05 anos Processos Findos – Intimação – 30 dias Pastas Funcionais Fichas Financeiras

17 Processos Findos – 5 anos 56 Editais de eliminação concluídos processos eliminados processos de guarda permanente processos digitalizados imagens

18 Processos Findos – 5 anos RA 76/2008

19 Processos Findos – Intimação Art. 5º da RA 76/2008 (§ 5º do artigo 12 da Lei nº /06) Processos definitivos Processos com até 50 fls. Digitalização integral do processo Visualização

20 Pasta Funcional Eletrônica

21

22

23

24 Ficha Financeira

25 Notícias do CSJT Grupo se reuniu 02 vezes Definiu alguns parâmetros para o SUAP Estamos compilando as Tabelas de Temporalidade Estamos estudando questões relativas a autenticidade de documentos.pdf

26 Ata 02 do Grupo de Trabalho de Gestão Documental Recomendar ao CSJT a criação do cargo de arquivista no Âmbito da JT – por concurso ou transformação de cargo. Recomendação ao CSJT, aos TRTs quanto à eliminação: 1 – Adoção de 5 anos (conforme Lei 7.627/87), com a obrigatoriedade, para que se proceda a eliminação, das seguintes medidas: 1.1– Adoção de um percentual não inferior a 1% para a amostragem; 1.2– adoção dos procedimentos elencados no Ato nº 239/2008 – Art da 1ª. Região – com algumas alterações. (DESCREVER – algumas alterações a serem feitas e posteriormente aprovados pelo GT – via ).

27 Ata 02 do Grupo de Trabalho de Gestão Documental Quanto aos processos relativos ao Inventário da Memória – dos anos 20 a 90, será adotado o seguinte procedimento: a)Serão objetos de separação e análise por parte das CPDAs dos respectivos Tribunais Regionais. Discussão quanto à possibilidade da adoção, no âmbito da Justiça do Trabalho, do Selo Tema Relevante e Acervo Histórico, trabalho de iniciativa da 3ª. Região, visando a preservar e facilitar a identificação do tema durante a seleção dos autos de caráter histórico. Ficou aprovado que seria encaminhada à CAPI minuta de ato para regulamentar a forma de digitalização e criação de documentos eletrônicos

28 TÍTULO FIM Nome: Edson Luis Mesadri Cargo: Diretor de Serviço Fone:


Carregar ppt "TRT da 21ª Região IX Encontro de Bibliotecários e Documentalistas da Justiça do Trabalho Digitalização e Microfilmagem Eletrônica: ferramentas indispensáveis."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google