A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

U NIVERSIDADE F EDERAL DO A CRE C ENTRO DE E DUCAÇÃO L ETRAS E A RTES C URSO DE L ICENCIATURA P LENA EM M ÚSICA L AB EM/UFAC – L ABORATÓRIO DE E DUCAÇÃO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "U NIVERSIDADE F EDERAL DO A CRE C ENTRO DE E DUCAÇÃO L ETRAS E A RTES C URSO DE L ICENCIATURA P LENA EM M ÚSICA L AB EM/UFAC – L ABORATÓRIO DE E DUCAÇÃO."— Transcrição da apresentação:

1 U NIVERSIDADE F EDERAL DO A CRE C ENTRO DE E DUCAÇÃO L ETRAS E A RTES C URSO DE L ICENCIATURA P LENA EM M ÚSICA L AB EM/UFAC – L ABORATÓRIO DE E DUCAÇÃO M USICAL Projeto de Extensão Educação Musical e relações étnicas: suporte didático para a educação infantil e anos iniciais do ensino fundamental P OSSIBILIDADES EM E DUCAÇÃO M USICAL E LDER G OMES

2 http://www.youtube.com/watch?v=mHL4Z6 J8wXs&feature=player_embedded Sou aquilo que fiz daquilo que fizeram de mim. Jean-Paul Sarte

3 Lei nº 5.692/71 – instituiu a polivalência com a Educação Artística; Lei nº 9.394/96 – deu à escola de educação básica a possibilidade de planejar suas ações nas diversas linguagens artísticas, de acordo com a formação do profissional; Lei nº 10.639/03 – instituiu a obrigatoriedade do ensino de história e cultura afro-brasileira na educação básica, como conteúdo vinculado especialmente às disciplinas de Educação Artística, História e Literatura;

4 Lei nº 11.645/08 – instituiu a obrigatoriedade, nos moldes da Lei nº 10.639/03, do ensino de história e cultura afro-brasileira e indígena; Lei nº 11.769/08 – instituiu a obrigatoriedade do ensino de música na educação básica, enquanto conteúdo do componente curricular Arte.

5 Primeira geração de métodos ativos (FONTERRADA, 2005): Émile Jacques-Dalcroze: o corpo e a educação musical; Carl Orff: a música elemental e o desenvolvimento musical;música elemental Zoltan Kodály: a alfabetização musical; Edgar Willems: o desenvolvimento auditivo e psicológico e as relações com a educação musical; Schinichi Suzuki: o fazer musical, a importância da família e a motivação.

6

7 Segunda geração de métodos ativos (FONTERRADA, 2005): George Self/John Paynter: a composição na sala de aula; Murray Schafer: criação, percepção e paisagem sonora.

8 Atividades que desenvolvam a percepção, preferencialmente de modo lúdico; O corpo como centro da experiência musical; A notação como subsídio ao fazer musical;

9 Desenvolvimento da criatividade e a utilização de materiais sonoros diversos; Conhecer e vivenciar diversas manifestações e o contexto no qual estão inseridas.

10 Audição: samba de roda baiano (Maria Teresa) http://www.youtube.com/watch?v=31Nq YQi2_LA&feature=related

11

12

13

14

15

16 FONTERRADA, Marisa Trench de Oliveira. De tramas e fios: um ensaio sobre música e educação. – São Paulo: Editora UNESP, 2005.

17 Abertura: desenho de João Ferreira, disponível em http://olhares.uol.com.br/samba_de_r oda_na_bahia_foto2592909.html http://olhares.uol.com.br/samba_de_r oda_na_bahia_foto2592909.html Faixas: autoria desconhecida, disponível em http://lusovox.blogspot.com/2009/01/ quero-ser-tambor.html http://lusovox.blogspot.com/2009/01/ quero-ser-tambor.html

18 Elder Gomes eldergomes@ufac.br LabEM/UFAC Laboratório de Educação Musical da UFAC http://labemac.wordpress.com Projeto de extensão Educação Musical e relações étnicas http://edmusicalrelacoesetnicas.wordpress.com


Carregar ppt "U NIVERSIDADE F EDERAL DO A CRE C ENTRO DE E DUCAÇÃO L ETRAS E A RTES C URSO DE L ICENCIATURA P LENA EM M ÚSICA L AB EM/UFAC – L ABORATÓRIO DE E DUCAÇÃO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google