A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

No tempo da Monarquia…. …nos finais do séc. XIX e início do séc. XX, o povo português vivia com dificuldades e estava descontente. No tempo da Monarquia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "No tempo da Monarquia…. …nos finais do séc. XIX e início do séc. XX, o povo português vivia com dificuldades e estava descontente. No tempo da Monarquia."— Transcrição da apresentação:

1 No tempo da Monarquia…

2 …nos finais do séc. XIX e início do séc. XX, o povo português vivia com dificuldades e estava descontente. No tempo da Monarquia

3 Um Rei governava o país… No tempo da Monarquia

4 D. Carlos de Bragança Rei de Portugal

5 D. Carlos era casado com Dona Amélia e tinha dois filhos: D. Manuel e D. Luís

6 A família real

7 Os republicanos queriam eleger um presidente que governasse só durante alguns anos. No tempo da Monarquia

8 Quais as diferenças entre Monarquia e República? No tempo da Monarquia

9 MonarquiaRepública O Chefe de Estado é o Rei O Chefe de Estado é o Presidente da República O Rei herda o trono O Presidente é eleito pelos cidadãos ou pelos seus representantes O Rei governa até à morte A duração do mandato presidencial é limitada por lei Diferenças entre regime monárquico e regime republicano

10 1 de Fevereiro de 1908

11 D. Carlos acompanhado pela rainha e pelos dois filhos regressavam de Vila Viçosa… No tempo da Monarquia

12 A família real desembarcou no Terreiro do Paço, e entrou para um landau aberto que os haveria de conduzir ao paço. O landau onde seguia a família real No tempo da Monarquia

13 Ao chegar à Rua do Arsenal, um homem aproximou-se, disparou dois tiros e… No tempo da Monarquia

14 O Regicídio (Le Petit Journal) matou o rei!... No tempo da Monarquia

15 …um outro, com uma carabina disparou sobre D. Luís Filipe matando-o de igual modo. Príncipe D. Luís Filipe No tempo da Monarquia

16 D. Manuel escapou apenas com um ferimento no braço e foi aclamado rei com 19 anos. No tempo da Monarquia

17 «Quando vi o tal homem das barbas que tinha uma cara de meter medo, apontar sobre a carruagem percebi bem, infelizmente o que era. Meu Deus que horror. O que então se passou só Deus minha mãe e eu sabemos;(...).» O Regicídio visto por D. Manuel II

18 1) Estátua de D. José 2) Sítio onde estava o Buissa o homem das barbas 3) Lugar onde elle começou a fazer fogo 4) Sítio aproximadamente onde devia estar a carruagem Real quando o homem começou a fazer fogo 5) Portão do Arsenal 6) Praça do Pelourinho 7) Sítio aproximadamente donde sahiu o tal Costa que matou o meu Pae. O Regicídio visto por D. Manuel II

19 D. Manuel governou por pouco tempo… O fim da Monarquia

20 Na madrugada de 4 de Outubro de 1910 forças republicanas reuniram-se na Rotunda… (Rotunda: Praça Marquês de Pombal em Lisboa)

21 …e travou-se uma decisiva batalha para a implantação da República!

22 D. Manuel e a família real fugiram para Mafra… O fim da Monarquia

23 …e, na Ericeira, embarcaram no iate "Amélia" rumo ao exílio em Inglaterra. O fim da Monarquia

24 Após quase oito séculos no poder foi o fim da Monarquia em Portugal.

25 Implantação da República! 5 de Outubro de 1910

26 A 1ª REPÚBLICA

27 Foi criado um Governo Provisório para administrar o país e escolher os símbolos nacionais: O governo provisório

28 O Hino Nacional A Portuguesa Letra de Lopes Mendonça Música de Alfred Keil O Hino Nacional Foi cantado pela primeira vez em 6 de Março de 1890

29 A Bandeira de Portugal simboliza o nosso passado. Cada um dos elementos que a integram, tem um significado próprio que se relaciona com a nossa história. A Bandeira republicana

30 O verde, que é a cor da natureza representa: "a Esperança e a Liberdade" A Bandeira republicana

31 O vermelho, que é a cor do sangue, representa: "a Vida" A Bandeira republicana

32 O escudo com as quinas, representa: "o Nascimento da Nação". A Bandeira republicana

33 A esfera armilar, representa: "os Descobrimentos Portugueses"; A Bandeira republicana

34 A faixa a vermelho com os castelos a ouro, representa: "a Independência de Portugal"; A Bandeira republicana

35 A MOEDA O Escudo

36 A Constituição Republicana de 1911 A Constituição

37 Para que serve a Constituição ? A Constituição

38 É a lei fundamental reguladora dos direitos de deveres dos cidadãos A Constituição

39 A divisão de poderes na Constituição de 1911 Constituição de 1911 Três poderes Legislativo (fazer leis) Executivo (fazer cumprir as leis) Judicial (julgar quem não cumpre a lei) Parlamento Presidente da República Tribunais Governo elege escolhe

40 Na Constituição de 1911, o Parlamento era o órgão de soberania mais importante. A Constituição de 1911 e o Parlamento

41 O Parlamento era formado pelos deputados eleitos pela população que podia votar. A Constituição de 1911 e o Parlamento

42 Votavam os Portugueses com mais de 21 anos que soubessem ler e escrever ou fossem chefes de família. A Constituição de 1911 e o Parlamento

43 De 3 em 3 anos, faziam-se novas eleições para o Parlamento. A Constituição de 1911 e o Parlamento

44 O Parlamento fazia as leis e elegia ou demitia o Presidente da República. A Constituição de 1911 e o Parlamento

45 O Presidente da República tomava posse do cargo. A Constituição de 1911 e o Parlamento

46 Nomeava o Governo (conjunto de ministros) de acordo com o partido que tivesse maior número de deputados no Parlamento. A Constituição de 1911 e o Parlamento

47 Em 24 de Agosto de 1911, o Parlamento elegeu para Presidente da República o Dr. Manuel de Arriaga. O 1º Presidente da República eleito

48 A Constituiçaõ de 1911 e a Liberdade de expressão

49 A Liberdade de expressão Todos os temas e assuntos podiam ser abordados.

50 O número de revistas, almanaques, jornais diários e semanários aumentou. A Liberdade de expressão

51 Em 1917 existiam em Portugal 414 publicações deste tipo. A Liberdade de expressão

52 Os republicanos apoiaram as associações recreativas e culturais. A Liberdade de expressão

53 Em muitas delas existiam bibliotecas, salas de leitura infantil e organizavam-se conferências, debates e exposições. A Liberdade de expressão

54 PRINCIPAIS MEDIDAS TOMADAS PELO GOVERNO PRIVISÓRIO

55 O Trabalho…

56 Foram aprovadas leis para diminuir as injustiças sociais e melhorar as condições de trabalho: O Trabalho … e os direitos dos trabalhadores

57 Em Dezembro de 1910 o governo provisório decretou o direito à greve (…). O direito à " greve (1910) O Trabalho … e os direitos dos trabalhadores

58 Um dia de descanso obrigatório por semana (1911) O Trabalho … e os direitos dos trabalhadores

59 8 horas de trabalho diário e 48 horas de trabalho semanal no continente e ilhas adjacentes. (1919) O Trabalho … e os direitos dos trabalhadores

60 A amnistia dos presos políticos…

61 Após a implantação da República muitos monárquicos e membros do clero foram presos. A amnistia dos presos políticos…

62 Prisão de Caxias 1912 Grupo de Presos políticos Monárquicos

63 1912 e 1913 notícias sobre os maus tratos infligidos aos presos políticos ultrapassaram fronteiras e conquistaram as atenções da opinião pública estrangeira. A amnistia dos presos políticos…

64 A imagem da república portuguesa, nos círculos europeus, estava muito longe do desejado. A amnistia dos presos políticos…

65 Alguns republicanos não consideravam crime ser-se monárquico e pediam com insistência uma amnistia para os presos políticos. A amnistia dos presos políticos…

66 O anticlericalismo A separação entre a igreja e o estado…

67 O estado passa a ser laico (não religioso) porque o clero era considerado um aliado da monarquia. A separação entre a igreja e o estado Afonso Costa O Anticlericalista

68 Os membros do clero foram sujeitos à prisão, a maus tratos e à morte; (Na primeira semana de governo republicano, foram encarcerados nas prisões de Lisboa 128 padres e 233 freiras e foram assassinados dois padres lazaristas) Afonso Costa O Anticlericalista A separação entre a igreja e o estado

69 Afonso Costa O Anticlericalista Ordens religiosas foram expulsas; Os conventos foram encerrados; O ensino religioso proibido nas escolas; A separação entre a igreja e o estado

70 Afonso Costa O Anticlericalista O juramento religioso em actos oficiais foi abolido. Os títulos de nobreza foram abolidos. A separação entre a igreja e o estado

71 A Mulher na 1ª República

72 As mulheres lutavam pela igualdade de direitos entre homens e mulheres. A Mulher na 1ª República

73 Carolina Beatriz Ângelo foi uma das primeiras mulheres da Europa e do mundo a exercer o direito de voto. (iniciado em 1893, na Nova Zelândia) A Mulher na 1ª República

74 Muito lentamente as mulheres começaram a exercer determinadas profissões. A Mulher na 1ª República

75 A Educação na 1ª República

76 Durante a 1ª República, os governos republicanos fizeram importantes reformas no ensino. A Educação na 1ª República

77 "O Homem vale sobretudo pela educação que possui". Depois do pão, a educação é a primeira necessidade do povo. in Alma Nacional A Educação na 1ª República

78

79 Foi criado o ensino infantil para crianças dos 4 aos 7 anos e … A Educação na 1ª República

80 …o ensino primário obrigatório e gratuito para as crianças entre os 7 e os 10 anos. A Educação na 1ª República

81 Escola primária A Educação na 1ª República

82 Mas nem tudo corria bem na 1ª REPÚBLICA…

83 Problemas !

84 Portugal empobreceu e dependia de ajudas do estrangeiro. Problemas económicos

85 O preço dos produtos aumentou. Problemas económicos

86 A moeda desvalorizou. Problemas económicos

87 Os salários eram muito baixos. Problemas económicos

88 Muitas empresas faliram. Problemas económicos

89 A 1ª Guerra Mundial ( ) agravou a vida dos trabalhadores portugueses. Problemas sociais Despedida de Soldado Português

90 A guerra teve consequências desastrosas para Portugal: Desorganização geral; Manifestações e greves; Desemprego. Despedida de Soldado Português Problemas sociais

91 A 1ª República foi um período de grande instabilidade governativa. Problemas políticos

92 Os deputados ao Parlamento estavam frequentemente em desacordo. Problemas políticos

93 Em 16 anos, Portugal teve 8 Presidentes da República e 45 Governos. Problemas políticos

94 Dr. Manuel de Arriaga 1911 Os Presidentes da 1ª República

95 Dr. Teófilo Braga Natural de Ponta Delgada 1915 Os Presidentes da 1ª República

96 Dr. Bernardino Machado Natural do Rio de Janeiro 1915 Os Presidentes da 1ª República

97 Dr. Sidónio Pais Natural de Caminha 1917 Os Presidentes da 1ª República

98 Dr. João Canto e Castro Natural de Lisboa 1918 Os Presidentes da 1ª República

99 Dr. António José de Almeida Natural de Penacova 1919 Os Presidentes da 1ª República

100 Dr. Manuel Teixeira Gomes Natural de Vila Nova de Portimão 1923 Os Presidentes da 1ª República

101 Dr. Bernardino Machado Natural do Rio de Janeiro 1925 Os Presidentes da 1ª República

102 Obrigada! A equipa da Biblioteca agradece a vossa atenção. Agrupamento de Escolas de Quinta da Lomba Escola Básica 2,3 de Quinta da Lomba Biblioteca Escolar


Carregar ppt "No tempo da Monarquia…. …nos finais do séc. XIX e início do séc. XX, o povo português vivia com dificuldades e estava descontente. No tempo da Monarquia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google