A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Poluição do Solo Disciplina: Ciências do Ambiente Estagiário Docente: José Guimarães Professora Doutora Márcia Maria Universidade Federal de Campina Grande.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Poluição do Solo Disciplina: Ciências do Ambiente Estagiário Docente: José Guimarães Professora Doutora Márcia Maria Universidade Federal de Campina Grande."— Transcrição da apresentação:

1 Poluição do Solo Disciplina: Ciências do Ambiente Estagiário Docente: José Guimarães Professora Doutora Márcia Maria Universidade Federal de Campina Grande Centro de Tecnologia e Recursos Naturais Área de Engenharia de Recursos Hídricos Pós-Graduação em Engenharia Civil e Ambiental

2 Poluição do Solo A disposição sobre o solo de materiais orgânicos e/ou inorgânicos, bem como a passagem sobre esse solo de massa fluida, que provoque alterações na constituição básica desse solo, modificando suas propriedades originais benéficas ao uso das espécies que dele dependem ou com ele se contatem, inclusive influenciando a qualidade das águas sob esse solo, caracteriza a poluição deste solo

3 Solo O manto superficial formado por rocha desagregada, cinzas vulcânicas, mistura de matéria orgânica em decomposição, contendo ainda água e ar em proporções variáveis e organismo vivos. Fina camada externa e agricultável da superfície terrestre. O solo que classificamos é uma coleção de corpos naturais, constituídos por partes sólidas, líquidas e gasosas, tridimensionais, dinâmicos, formados por materiais minerais e orgânicos que ocupam a maior parte do manto superficial das extensões continentais do nosso planeta, contém matéria viva e podem ser vegetados na natureza onde ocorrem e, eventualmente, terem sido modificados por interferências antrópicas. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos

4 Solo Camada viva que recobre a superfície da terra, em evolução permanente, por meio da alteração das rochas e de processos pedogenéticos comandados por agentes físicos, biológicos e químicos Pedologia O conceito de solo varia de acordo com a sua utilização: – para o agricultor, solo é o meio necessário para o desenvolvimento da planta; – para o engenheiro, é o material que serve de base ou fundação para obras civis; – para o geólogo, é o produto de alteração das rochas da superfície, e – para o hidrólogo, o solo é o meio poroso que abriga a água subterrânea. Interface entre a atmosfera e a hidrosfera

5 Solo Dentro de um enfoque ambiental e sanitário: Solo é o principal suporte para a vida e bem-estar, constituindo-se em um recurso natural vital e limitado, embora facilmente destrutível. (Gunther, 2004) O solo é um corpo vivo, um recurso natural, de grande complexidade e muito dinâmico. Qualquer substância estranha que for adicionada ao solo, acarreta a sua poluição e, direta ou indiretamente, a da água e do ar.

6 Constituição do solo A proporção de cada um dos componentes pode variar de um solo para outro. Em um mesmo solo, as proporções de água e ar variam em função de maior ou menor precipitação pluviométrica.

7 Funcionalidades do solo É de consenso comum de que o solo desempenha funções diversificadas e fundamentais como: – substrato essencial para vida terrestre; – elemento de fixação e nutrição da vida vegetal; – substrato essencial para produção de alimentos e matérias-primas; – fundação e suporte para edificações, estradas e outras obras de engenharia; – recurso mineral, utilizado no setor da construção civil e na manufatura de diversos produtos; – elemento de armazenamento de combustíveis fósseis; – receptor de resíduos; – maior reservatório natural de água doce e elemento de armazenamento de água para fins diversos (abastecimento público, geração de energia, controle de inundações) ; – fator de controle natural dos ciclos de elementos e energia dos ecossistemas;

8 Formação do solo Formado por meio da alteração das rochas e de processos pedogenéticos comandados por agentes físicos, biológicos e químicos. Importante observação de 4 fatores: Clima: temperatura e precipitação influenciam na desagregação da rocha Geologia: a rocha mãe pode contribuir para a textura e composição química do solo Tempo: As mudanças podem acontecer por longos períodos ou de forma rápida, dependendo da região do mundo Vegetação: Circulação de nutrientes é grandemente influenciada pelas raízes das plantas

9 Atuação da temperatura e do vento

10 Formação do solo Processos: 1.Rocha mãe; 2.Atuação de fatores externos, abióticos e bióticos, provocando alteração física e química; 3.Instalação de seres nas fendas, alimentado-se do material erodido – suas mortes promovem enriquecimento do solo; 4.Desenvolvimento de plantas de maior porte e estabelecimentos de camadas.

11 Representação da Formação do Solo

12 Perfil de um Solo A seção vertical que, partindo da superfície, aprofunda-se até onde chega a ação do intemperismo, mostrando, na maioria das vezes, uma série de camadas dispostas horizontalmente (horizontes), paralelas à superfície do terreno, que possuem propriedades resultantes dos efeitos combinados dos processos de formação do solo,

13 Horizontes de um Solo Horizonte O: Camada orgânica superficial. Drenado, com cor escura. Horizonte A: Constituído, basicamente, de rocha alterada e húmus, sendo a região onde se fixa a maior parte das raízes e vivem organismos decompositores. Horizonte B: Camada mineral constituída de quantidade reduzida de matéria orgânica, acúmulo de compostos de ferro e minerais resistentes, como o quartzo. Pode ser atingido por raízes mais profundas. Horizonte C: Camada mineral pouco ou parcialmente alterada, podendo ou não ter se formado o solo. Horizonte R: Rocha não alterada que deu origem ao solo.

14 Horizontes de um Solo

15

16 Histórico da Ocupação do Solo Nômade Fixação Pequenos núcleos Grandes Núcleos Rotatividade de Culturas Especialização - Monoculturas

17 Poluição do solo A poluição do solo e do subsolo consiste na deposição, disposição, descarga, infiltração, acumulação, injeção ou aterramento no solo ou no subsolo de substâncias ou produtos poluentes, em estado sólido, líquido e gasoso.

18 Poluentes do solo PoluentesOrigemEfeitos Acidez Solos originalmente ácidos ou alterados pelas chuvas ácidas ou outra forma de poluição Aumenta a solubilidade de metais e inviabiliza a vida no solo para animais e vegetais Microrganismos Contaminação por esgoto humano ou animal Pode conter bactérias patogênicas ao homem e animais Nitratos e fosfatos Uso de adubos minerais, lodo de esgoto, esterco e estábulos Tóxicos (nitritos) cancerígenos para o homem. Vegetais florescem menos. Alteram o ciclo do N 2. Eutrofização da água Metais Normalmente presentes nos solos (alumínio, cádmio) ou advindos do lodo de esgoto e resíduos industriais. Pesticidas (mercúrio), em tintas (cádmio), na gasolina (chumbo) Tóxicos para o homem. O chumbo acumula-se nos ossos. O mercúrio ataca o sistema nervoso. O zinco interfere no processo de fotossíntese. Biomagnificação Sais (salito negro) Evaporação da água de irrigação. Extrusão da água do mar Depósitos salinos são tóxicos para muitas plantas Gases de aterroLocais de disposição de lixo Metano é altamente explosivo e o CO 2 é asfixiante. No solo podem restringir o crescimento das plantas

19 Fontes de poluição do solo POLUIÇÃO NATURAL Não associada à atividade humana, pode dar-se por meio de: – erosão; – desastres naturais (inundações, terremotos, maremotos, vendavais, etc.); – atividades vulcânicas; – áreas com elementos inorgânicos (principalmente metais) ou com irradiação natural;

20 Fontes de poluição do solo POLUIÇÃO ARTIFICIAL De origem antrópica, pode ocorrer por: – urbanização e ocupação do solo; – atividades agropastoris, ligadas à agricultura e pecuária; – atividades extrativas: mineração; – armazenamento de produtos e resíduos, principalmente perigosos; – acidentes no transporte de cargas: derrame ou vazamento de produtos ou resíduos perigosos; – lançamento de águas residuárias (esgotos sanitários e efluentes industriais); – disposição de resíduos sólidos de diversas origens, com destaque para os industriais em termos de significância de poluição.

21 Fontes de poluição do solo Desmatamento

22 Influência direta no ciclo hidrológico – Redução da evapotranspiração 50% do vapor de água da Amazônia Proporciona a erosão do solo – Posterior transporte de sedimentos

23 Fontes de poluição do solo Queimadas

24 Idem ao desmatamento Soma-se a destruição da vida – Mata microrganismos – Destrói o humus Voçorocas

25 Mata ciliar por largura do Rio O Código Florestal (Lei n.° 4.777/65) desde 1965 inclui as matas ciliares na categoria de áreas de preservação permanente.

26 Assoreamento dos Rios Destruição da Mata Ciliar que favorece a atuação dos processos erosivos. – Alargamento do canal – Deposição de sedimentos Rio mais largo e raso.

27 Rio São Francisco

28 Fontes de poluição do solo Fertilização

29 Fontes de poluição do solo Agrotóxicos

30 Fertilização e Agrotóxicos Lixiviação – Arraste dos materiais, pelo escoamento superficial, até um corpo hídrico Poluição hídrica Materiais podem ser solubilizados e infiltrarem junto com a água

31 Fontes de poluição do solo Monocultura

32 Empobrecimento do solo – Exploração excessiva – Uso de agrotóxicos e fertilizantes Possibilidade de lixiviação

33 Fontes de poluição do solo Irrigação Água de qualidade inferior

34 Água de Qualidade Inferior Salinização – Acumulação de sais no solo – a destruição da estrutura do solo e sua conseqüente compactação Aproximadamente 400 milhões de hectares de terras utilizada com agricultura, porém cuja produção vem sendo severamente restringida pela salinidade

35 Fontes de poluição Mineração

36 Fontes de poluição Garimpo

37 Fontes de poluição Garimpo

38 Poluição por Mineração Devastação de imensas áreas Irregular recuperação da área

39 Fontes de poluição Indústrias

40 Fontes de poluição Esgotos domésticos Fatores que aumenta a contaminação: Fossas e sumidouros; Local da construção; Normas construtivas; Manutenção;

41 Fontes de poluição Cemitérios Fatores que aumenta a contaminação: Localização da necrópole; Idade da sepultura; Tipo de solo;

42 Fontes de poluição Lixões Fatores que aumenta a contaminação: Produção do chorume; Tipo de solo

43 Impacto social do lixo De acordo com a Pesquisa Nacional de Saneamento Básico realizada pelo IBGE em 2000, coleta-se no Brasil diariamente toneladas de resíduos domiciliares, e 52,8% dos municípios Brasileiros dispõem seus resíduos em lixões. Hoje estima-se que 1 em cada 1000 brasileiros é catador. E 3 em cada 10 catadores gostariam de continuar na cadeia produtiva da reciclagem mesmo que tivessem uma alternativa. Estes têm orgulho de serem Catadores.

44 Vídeos Reportagem do Bom Dia Brasil sobre Agrotóxicos – ted ted Conservação do Solo – elated elated Embalagens de Agrotóxicos: – ated ated Exemplo Ilustrativo da contaminação do solo/lençol freático por posto de gasolina: –


Carregar ppt "Poluição do Solo Disciplina: Ciências do Ambiente Estagiário Docente: José Guimarães Professora Doutora Márcia Maria Universidade Federal de Campina Grande."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google