A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ricardo Polli Canoinhas, Setembro de 2011. Conselheiro CREMESC SAMU.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ricardo Polli Canoinhas, Setembro de 2011. Conselheiro CREMESC SAMU."— Transcrição da apresentação:

1 Ricardo Polli Canoinhas, Setembro de Conselheiro CREMESC SAMU

2

3 O incremento da atividade pré-hospitalar exercida por empresas privadas e públicas, criou a necessidade de elaboração de normas de conduta ética tanto para estas empresas e instituições, bem como para os médicos integrantes, visando maximizar os benefícios prestados à população. Neste contexto, os Conselhos, amparados no CEM e nas Resoluções determinam condutas e fiscalizam estas atividades. SAMU Introdução

4 É um serviço de saúde regionalizado e hierarquizado com capacidade de atender, dentro de uma região de abrangência, enfermo, ferido ou parturiente em situação de urgência ou emergência e transportá-los com segurança até o nível hospitalar de referência do sistema. Bem como através de regulação médica de transferência inter hospitalar de pacientes graves. SAMU Definição

5 Dominique Larrey – cirurgião de Napoleão. ( SV ) -XIX - Nova York SMU (França) Centro 15 -Cooperação Técnica e Cientifica Franco-Brasileira/SES- SP. - Modelo francês. Médico regulador - Modelo Americano – Para-médico - Bombeiros militares - Bombeiros voluntários SAMU História

6 Política Nacional de Atenção às Urgências. - Port.GM/MS n o 1864 de 29/09/03 – SAMU serviços instalados municípios hab. Fonte: SAMU Brasil

7 SAMU Santa Catarina

8 Resolução CFM nº 1.931/2009. (CEM) - Princípios fundamentais: II, VI, XVII, XVIII. -Artigos: 1º, 2º, 18, 23, 31, 32, 56, 73. SAMU Ética

9 RESOLUÇÃO CFM nº 1.671/03 (Publicada no D.O.U., de 29 Julho 2003, Seção I, pg ) Dispõe sobre a regulamentação do atendimento pré-hospitalar e dá outras providências. " NORMATIZAÇÃO DA ATIVIDADE NA ÁREA DA URGÊNCIA- EMERGÊNCIA NA SUA FASE PRÉ-HOSPITALAR " SAMU Ética

10 RESOLUÇÃO CFM nº 1.672/03. Dispõe sobre o transporte inter-hospitalar de pacientes e dá outras providências. SAMU Ética

11 RESOLUÇÃO CFM nº 1.643/2002 Define e disciplina a prestação de serviços através da Telemedicina. SAMU Ética

12 SAMU Ética

13 SAMU Ética

14 1989 – Declaração de Lisboa. 1º - Autonomia / Liberdade. 2º - Benefício / Qualidade. 3º - Menor prejuízo. 4º - Justiça, Igualdade, Solidariedade. SAMU Ética

15 Portaria GM /MS no 2048/02. (médico regulador) Portaria GM/MS no 2657/04. (atribuições gerais da R.M.U.) SAMU Legal

16 CLÍNICA / TRAUMA ENTRADA DA SOLICITAÇÃO População Médicos Bombeiros Policiais Outros TRIAGEM MÉDICO REGULADOR SAMU

17 Médico Regulador Informação Não Médica Telemedicina Informação Orientação Envio de Recursos Equipe de saúde da família Veículo de ligação medicalizada Ambulância de suporte básico medicalizada Unidade de tratamento intensivo móvel – UTI M. móvel

18 - Diretor Técnico. - Médico Regulador. - Médico Executor. SAMU Ética

19 Diretor Técnico Responsável técnico pela empresa/instituição, perante ao CREMESC. -CEM. -Resolução CFM n o 1342/91. -Resolução CFM n o 1352/92. -Resolução CREMESC n o 027/97. SAMU Ética

20 Médico Regulador -Gerenciamento -Definição -Operacionalização dos meios -CEM -Resolução CFM n o 1643/02 -Resolução CFM n o 1671/03 -Resolução CREMESC n o 028/9. SAMU Ética

21 Médico Executor Responsável pelo atendimento em unidades que necessitem de sua presença (classe D, classe E) - CEM - Resolução CREMESC 028/97 - Resolução CFM 1672/2003 SAMU Ética

22 SAMU Joinville URGÊNCIA TRAUMÁTICA URGÊNCIA TRAUMÁTICA TIPO DE URGÊNCIA CLÍNICA URGÊNCIA CLÍNICA ALERTA TRIANGULAR

23 SAMU Joinville

24 - Transferência inter hospitalar. - Vaga zero. SAMU

25 - TARM Regulador SAMU Transferência inter hospitalar Não Transferência Transferência

26 Médico assistente Médico receptor SAMU Transferência inter hospitalar Mútua responsabilidade

27 Principais Motivos Para Transferência Inter Hospitalar - Gravidade do quadro clínico / disponibilidade recursos diagnósticos/terapêuticos. - Incapacidade técnica do médico / desejo do médico (mandar para frente para não me incomodar). - Solicitação de paciente / familiares. Alta a pedido. - Solicitação de médico ou unidade privada. SUS SAMU Transferência inter hospitalar

28 - Médico assistente - Orientação técnica - Decisão técnica SAMU Transferência inter hospitalar

29 Médico assistente - Indicar necessidade de transferência - Estabilização hemodinâmica / ventilatória - Providenciar leito (UTI – UTI) - Elaborar relatório completo de transferência SAMU Transferência inter hospitalar

30 Orientação técnica - Opinião de outro colega sobre conduta para estabilização antes da transferência ou mesmo evitá-la. SAMU Transferência inter hospitalar

31 Decisão técnica Médico Regulador - Gravidade - Necessidade de tratamento cirúrgico - Meios de transporte adequados ao caso - Custo / benefício - Tempo / distância SAMU Transferência inter hospitalar

32 Decisão técnica Médico Regulador - Regional - Extra regional SAMU Transferência inter hospitalar

33 Condutas Anti Éticas Mais Freqüentes - Remoção de paciente com risco de morte iminente, sem avaliação prévia e obrigatória, instável. -Remoção de paciente grave ou de risco, sem acompanhamento médico ou de veículo de suporte avançado. - Sem contato com a unidade receptora. - Sem relatório médico completo. - Sem consentimento pós esclarecido do paciente ou familiar. - Negação de atendimento da unidade de referência. SAMU Transferência inter hospitalar

34 - Aumento dos acidentes / violência - Alta taxa de ocupação de UTI - 30% APVP (Anos Potenciais de Vida Perdidos) SAMU Vaga Zero

35 Pronto Atendimento - Urgências - Não atendidos na atenção primária. - Urgências sociais. SAMU Vaga Zero

36 Pronto Atendimento - Urgências - Não atendidos na atenção primária. - Urgências sociais. SAMU Vaga Zero Déficit de atendimento

37 Sistema Estadual de Referência Hospitalar em Atendimento de Urgências e Emergências (Pré Hospitalar + Pré Hospitalar Móvel + Hospitais) - Centrais de Regulação. SAMU Vaga Zero Redes regionalizadas / hierarquizadas de atendimento

38 Regulação Médica de Urgência Portaria SAS/MS nº 356 de 22/09/2000. SAMU Vaga Zero

39 Regulação Médica de Urgência Decidir os destinos hospitalares, não aceitando a inexistência de leitos vagos, como argumento para não direcionar os pacientes para a melhor hierarquia disponível, mesmo nas situações que inexistam leitos vagos para internação de pacientes. (Vaga Zero) SAMU Vaga Zero

40 Regulação Médica de Urgência A decisão será baseada na planilha de hierarquia pactuada e disponível para a região e nas informações periodicamente atualizada sobre as condições de atendimento nos serviços de urgência, exercendo as prerrogativas de sua AUTORIDADE, para alocar os pacientes dentro do sistema regional comunicando sua decisão aos médicos assistentes das portas de urgência. SAMU Vaga Zero

41 Médico Regulador Portaria GM/MS nº 2674/04 - Das atribuições específicas: SAMU Vaga Zero IX – Notificar as unidades que irão receber pacientes, informando às equipes médicas receptoras as condições clínicas dos pacientes e possíveis recursos necessários.

42 Médico Regulador O médico regulador responde como AUTORIDADE SANITÁRIA e pode lançar mão dos meios necessários para garantir o adequado atendimento do paciente. A gravação das chamadas dá respaldo a todos; solicitante, regulador e receptor quanto a observação de pactos e posicionamento ético no trato dos pacientes... SAMU Vaga Zero

43 Médico Receptor Artigo 7º do CEM – Deixar de atender em setores de urgência e emergência quando for de sua obrigação fazê-lo, expondo a risco a vida de pacientes, mesmo respaldado por decisão majoritária da categoria. SAMU Vaga Zero

44 Médico Receptor Atender sempre, mesmo inexistindo condições ideais, no pressuposto que o paciente possa ser mais bem atendido na unidade de emergência, do que na situação em que se encontra. SAMU Vaga Zero

45 Para reflexão: - Atendimento pré hospitalar atual, é melhor, em relação fase pré SAMU. - Emergências congestionadas.( rede básica ineficiente) - Déficit permanente de recursos humanos/ materiais. - Rede pactuada/ referenciada inadequada. SAMU Vaga Zero

46 SAMU Vaga Zero Resolução XXX de Setembro de 2011

47 OBRIGADO! Ricardo Polli Conselheiro CRM/SC


Carregar ppt "Ricardo Polli Canoinhas, Setembro de 2011. Conselheiro CREMESC SAMU."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google