A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

T RABALHO SOBRE H EMOFILIA ; A NEMIA ; A NEMIA F ALCIFORME E L EUCEMIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "T RABALHO SOBRE H EMOFILIA ; A NEMIA ; A NEMIA F ALCIFORME E L EUCEMIA."— Transcrição da apresentação:

1 T RABALHO SOBRE H EMOFILIA ; A NEMIA ; A NEMIA F ALCIFORME E L EUCEMIA.

2 H EMOFILIA. Como se adquire: É o nome que se dá a várias doenças genéticas hereditárias que impede o corpo de controlar sangramentos. Algumas deficiências genéticas podem fazer com que a coagulação do sangue diminua, comprometendo assim a coagulação sanguínea. Quando um vaso sanguíneo é rompido, o coágulo não se forma, e o vaso continua a sangrar por um bom tempo. Se caso ocorrer um corte na pele, esse sangramento poderá ser externo, já se for em órgãos, músculos ou articulações, o sangramento será interno. Fonte:

3 H EMOFILIA. Tratamento: O tratamento é com aplicações de injeções regulares de coagulação. Existem alguns hemofílicos que criam anticorpos inibidores que são contra os fatores que são dados através do tratamento, contudo o hemofílico pode levar uma vida normal.anticorpos Fonte:

4 H EMOFILIA. Sistemas e órgãos envolvidos: É no sangue, ou seja, veias, artérias e outras partes dos sistema circulatório. Fonte:

5 H EMOFILIA : Curiosidades: A pessoa que sofre desta doença é chamada de hemofílico, existem três tipos de hemofilia: - Hemofilia A: Ou hemofilia clássica, é caracterizada pela falta de globulina anti-hemofílica. - Hemofilia B: Ou doença de Christmas, é caracterizada pela falta do fator hemofílico B. -Hemofilia C : É definido por um gene autossômico dominante que não esta relacionada com o sexo, e é caracterizado pela falta do fator denominado PTA. hemofilia A hemofilia, apesar de ser uma doença congênita, ou seja, aquelas que são adquiridas antes ou até mesmo depois do nascimento, no primeiro mês de vida, ela poderá surgir e famílias que não tenham caso de comprovado de hemofilia. Fonte:

6 A NEMIA. Como se adquire: Pela falta de células sanguíneas vermelhas e/ou hemoglobina. Isso ocasiona a redução da habilidade do sangue transferir oxigênio para os tecidos. Hemoglobina (a proteína que carrega oxigênio nas células vermelhas do sangue) tem que estar presente para garantir a oxigenação adequada de todos os tecidos do organismo. Fonte:

7 A NEMIA. Tratamento: Em primeiro lugar, em caso de anemia, é necessário tratar os sintomas: parar as hemorragias (menstruações, úlceras). Em seguida, serão tratadas as causas da anemia: suplementação de ácido fólico, vitamina B12 ou ferro. Fonte: anemia.html anemia.html

8 A NEMIA. Sistemas e órgãos envolvidos: As principais adaptações à anemia ocorrem no sistema cardiovascular (com aumento do volume sistólico e taquicardia) e na curva de dissociação de O 2 da hemoglobina. Alguns pacientes com anemia grave podem não ter sinais nem sintomas, enquanto outros, com anemia leve, podem ter incapacidade intensa. sistema cardiovascularvolume sistólicotaquicardiahemoglobina Fonte:

9 A NEMIA. Curiosidades: Tipos de anemia Anemia é a desordem mais comum do sangue. Há vários tipos de anemia, produzidos por uma variedade de causas. Anemia é classificada pelo tamanho da célula vermelha sanguínea: diminuída (microcítica), normal (normocítica) ou aumentada (macrocítica ou megaloblástica). Sinais e sintomas da anemia Anemia permanece não detectada em muitas pessoas e os sintomas podem ser vagos. O mais comum é a sensação de fraqueza ou fadiga. Falta de ar é relatada em casos mais severos. Muitos casos de anemia severa incitam uma resposta compensatória na qual o trabalho cardíaco é bem aumentado levando a palpitações e transpiração; esse processo pode ocasionar falha cardíaca em idosos. Palidez somente é notável em casos de anemia severa, e desta forma não é um sintoma confiável. Fonte:http://www.copacabanarunners.net/anemia.htmlhttp://www.copacabanarunners.net/anemia.html

10 A NEMIA F ALCIFORME. Como se adquire: Ela é hereditária, e só passa de pai para filho. Fonte:http://heloisagallo.site.med.br/index.asp?PageName=Anemia-20Falciformehttp://heloisagallo.site.med.br/index.asp?PageName=Anemia-20Falciforme

11 A NEMIA F ALCIFORME. Tratamento: O único tratamento curativo para a anemia falciforme é o transplante de medula óssea. Este tratamento, no entanto, foi realizado em um número relativamente pequeno de pacientes ao redor do mundo, com maior taxa de sucesso entre crianças. Ainda é necessário um número maior de estudos e a determinação de características clínicas que permitam indicar o transplante com maior segurança. Alguns trabalhos experimentais tem sido feitos com terapia gênica.medula óssea Fonte:http://pt.wikipedia.org/wiki/Anemia_falciforme#Tratamentohttp://pt.wikipedia.org/wiki/Anemia_falciforme#Tratamento

12 A NEMIA F ALCIFORME. Sistemas e órgãos envolvidos: Hemoglobina: alguma alteração da hemoglobina no sangue. Na maioria das vezes, essa diminuição ocorre por falta de ferro no sangue, razão pela qual os órgãos não recebem a quantidade suficiente de oxigênio e não podem desempenhar bem suas funções. A hemoglobina A e o ferro têm uma função muito importante. Se uma pessoa não tem uma alimentação adequada ou tem verminose ou perda de sangue por doença, ela pode ter anemia por falta de ferro, que é tratada com suplementos de ferro, alimentação adequada, eliminação das verminoses, etc. Mas existem outros tipos de anemias, como a Anemia falciforme. Fonte: mia-Falciforme/pagina1.html#ixzz1RGOodNg8http://www.webartigos.com/articles/9363/1/Ane mia-Falciforme/pagina1.html#ixzz1RGOodNg8

13 A NEMIA F ALCIFORME. Curiosidades: O nosso sangue é formado de células vermelhas chamadas de hemácias. As hemácias são células redondas repletas de um pigmento chamado de hemoglobina, que dá a cor vermelha ao sangue. Essa hemoglobin a chama-se A, de adulto. A hemoglobina A e o ferro são responsáveis por levar o oxigênio do pulmão para todo o corpo, para que todos os órgãos funcionem bem. Anemia falciforme é a doença hereditária mais comum no mundo e no nosso país. Todas as características do nosso corpo são feitas por informações que recebemos dos nossos pais por meio dos genes, que vêm no espermatozóide do pai e no óvulo da mãe. Os genes determinam, nas pessoas, a cor dos olhos, dos cabelos, da pele, a altura, etc. Com a hemoglobina não é diferente. Se uma pessoa receber, do pai, um gene com mutação para produzir a hemoglobina S e, da mãe, outro gene com a mesma característica, tal pessoa nascerá com um par de genes com a mutação e, assim, será portadora de anemia falciforme. Fonte: Falciforme/pagina1.html#ixzz1RGOzjPeyhttp://www.webartigos.com/articles/9363/1/Anemia- Falciforme/pagina1.html#ixzz1RGOzjPey

14 L EUCEMIA. Como se adquire: Leucemia é o câncer das células brancas do sangue, os leucócitos. Esta doença começa na medula óssea (parte interna dos grande ossos, a fábrica do sangue) e se espalha para outras partes do corpo. Há vários sub-tipos de leucócitos e, por isso, há diferentes tipos de leucemia. Normalmente, se divide nos dois principais grupos de células brancas: as leucemias linfocíticas ou leucemias mielóides. Além disso, pode se apresentar de duas formas, a forma aguda ou a forma crônica, dependendo da velocidade com que aparecem os sintomas e como ela evolui. Na forma aguda, as células são imaturas e não funcionam como deveriam, além de se reproduzirem muito rápido. Na forma crônica, as células são mais maduras e podem manter algumas das suas funções normais. O número de células malignas, neste último caso, aumenta vagarosamente. Este tipo de câncer é o câncer mais comum nas crianças, mas pode acometer adultos e velhos, também. Nos jovens, a forma mais comum é a leucemia linfocítica aguda, e nos adultos, a leucemia mielóide aguda seguida da leucemia linfocítica crônica.

15 L EUCEMIA. Tratamento: Como geralmente não se conhece a causa da leucemia, o tratamento tem o objetivo de destruir as células leucémicas, para que a medula óssea volte a produzir células normais. O grande progresso para obter cura total da leucemia foi conseguido com a associação de medicamentos ( poliquimoterapia ), controle das complicações infecciosas e hemorrágicas e prevenção ou combate da doença no sistema nervoso central (cérebro e medula espinhal). Para alguns casos, é indicado o transplante de medula óssea.cérebrotransplante de medula óssea Fonte:http://pt.wikipedia.org/wiki/Leucemia#Tratamentohttp://pt.wikipedia.org/wiki/Leucemia#Tratamento

16 L EUCEMIA. Sistemas e órgãos envolvidos: Começa na medula óssea e passa para outras partes do corpo.

17 L EUCEMIA. Curiosidades: Sintomas: As manifestações clínicas da leucemia são secundárias à proliferação excessiva de células imaturas (blásticas) na medula óssea, que infiltram os tecidos do organismo, tais como: amígdalas, linfonodos (ínguas), pele, baço, rins, sistema nervoso central (SNC) e outros. A proliferação rápida das células leucêmicas faz com que estas vão ocupando cada vez mais a medula óssea, não deixando mais as células normais (hemácias, leucócitos e plaquetas) se reproduzirem normalmente e saírem da medula óssea, causando os sintomas. Fonte:http://dicasgratisnanet.blogspot.com/2009/06/le ucemia-tipos-de-leucemia-tratamento-e.html

18 V OCABULÁRIO : Leucócitos: Os leucócitos, ou glóbulos brancos são células nucleadas produzidas na medula óssea e encontradas no sangue, com formato esférico, tamanho e volume superiores às hemácias. hemácias Hemácias: Os eritrócitos, também designados como hemácias ou glóbulos vermelhos dão a cor vermelha característica do sangue. Isso ocorre porque eles contêm um pigmento vermelho, denominado hemoglobina. E, como os eritrócitos estão presentes no sangue em muito maior quantidade que as outras células, incolores, todo o sangue parece ser vermelho. hemoglobina eritrócitos

19 I MAGENS :

20 Colégio Salvatoriano Bom Conselho. Componentes: Natalia Cristina Machado; Patrícia Fossatti de Carvalho. Série/ Turma: 7ª A. Professora: Lisene Maroso. Matéria: Ciencias.


Carregar ppt "T RABALHO SOBRE H EMOFILIA ; A NEMIA ; A NEMIA F ALCIFORME E L EUCEMIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google