A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A IMPORTÂNCIA DA COLETA DE DADOS OBJETIVOS PARA O PROCESSO DE ENFERMAGEM. Prof. Ms. Silvana Barbosa Pena Prof a do Departamento de Enfermagem e Biotecnologia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A IMPORTÂNCIA DA COLETA DE DADOS OBJETIVOS PARA O PROCESSO DE ENFERMAGEM. Prof. Ms. Silvana Barbosa Pena Prof a do Departamento de Enfermagem e Biotecnologia."— Transcrição da apresentação:

1 A IMPORTÂNCIA DA COLETA DE DADOS OBJETIVOS PARA O PROCESSO DE ENFERMAGEM. Prof. Ms. Silvana Barbosa Pena Prof a do Departamento de Enfermagem e Biotecnologia aplicada à Saúde - DEB Curso de Graduação em Enfermagem. Campus de Três Lagoas - CPTL Universidade Federal Mato Grosso Sul - UFMS

2 Coleta de Dados etapa inicial a primeira, a segunda e a terceira geração do processo de enfermagem; Relevante na identificação de necessidades (situação e condição de saúde de uma pessoa) e na resolução das mesmas pelos enfermeiros; Contribuindo de forma significativa para a melhoria da qualidade da assistência de enfermagem. Cianciarullo et al, 2001, Barros, 2002

3 Finalidade Coletar informações sobre o usuário norteados pelos focos de atenção presentes nos instrumentos de coleta de dados, que são elaborados a partir dos modelos e teorias de enfermagem.

4 Denominações Anamnese de Enfermagem Histórico de Enfermagem = entrevista e Exame físico; Coleta de dados; Levantamento de dados; Avaliação Clínica da Enfermagem. HORTA, 1979; COFEn Resolução 272/2002 BARROS,2002;MARIA,2003

5 Subjetivos Objetivos Documentação Metódica dos Dados Organização dos Dados Coletados Coleta de dados e Levantamento de Dados (Método Científico)

6 VIRGINIO, NOBREGA 2004 Subjetivos Objetivos Históricos Atuais Entrevista Observação Exame Físico Provas Diagnósticas Recursos Informativos Prontuário Colaboração de profissionais

7 dados subjetivos e objetivos = complementam-se e esclarecem-se mutuamente. ALFARO-LEFEVRE 2005 Dados subjetivos e objetivos: se imbricam na construção do processo de enfermagem.

8 Definição Dados OBJETIVOS É QUE VOCÊ OBSERVA. ALFARO-LEFEVRE 2005

9 Dados Objetivos delineados a partir da observação, identificação, mensuração, interpretação e avaliação, sustentados pelo conhecimento das diversas disciplinas Maria, Martins, Peixoto 2003; Barros2002

10 anatomia, fisiologia, química, biologia, antropologia, sociologia, farmacologia, histologia, microbiologia, nutrição, genética, psicologia, informática, física quântica, ecologia... Maria, Martins, Peixoto 2003; Barros, 2002

11 Quando iniciar? a partir do momento em que o enfermeiro encontra o usuário pela primeira vez e continua na alta; referência e contra- referência; ações de prevenção e promoção da saúde.

12 Cenários Sistema de Saúde atenção primária secundária terciária Serviços Privados de Saúde Comunidade (associações) Domicílios Indústria Escolas... Garcia, Nóbrega 2004, 2009

13 Saúde da Mulher

14 Saúde da Criança

15 Saúde do Adolescente e Jovem

16 Saúde do Idoso

17

18 Pessoa com Deficiência

19

20 Confere ao enfermeiro a obtenção de informações necessárias para tomada de decisão possíveis alterações e mudanças no processo de saúde/doença do usuário

21 especificidades das reações fisiológicas, emocionais, espirituais, sociais, ecológicas e o ciclo de vida. O exame físico vai além da avaliação clínica.

22 Dados objetivos - reconhecimento dos problemas vivenciados pelo usuário - direcionar para a elaboração das etapas subseqüentes: Diagnóstico de enfermagem Planejamento dos cuidados Intervenções Avaliação dos Resultados. Horta, 1979,Maria, Martins, Peixoto 2003; Garcia, Nóbrega 2004, 2009;

23 Os dados devem ser validados, organizados e comparados com o padrão de normalidade; Maria, Martins, Peixoto 2003

24 Valorizar dados referenciados pelo usuário e familiares - possuem conhecimento do seu próprio corpo e emoções que o enfermeiro necessita saber. Nóbrega, Silva 2007

25 C onsiderar: - Situações e condições do usuário; -Verbal e não-verbal; -Características do examinador - flexibilidade, organização, planejamento

26 Exame Físico Céfalo-podálico Exame Físico Centrado no Sistema/Queixas Nóbrega, Silva 2007; Barros 1999.

27 Se necessário, precisamos compreender/criar novos significados para ele, assumindo, em primeiro lugar, a premissa básica de que nós,os agentes da Enfermagem, somos seres humanos cuidando de seres humanos ou, como disse a Dra. Wanda de Aguiar Horta, gente que cuida de gente. Garcia, Nóbrega 2009

28 Questionamentos Reflexões

29 Questionamentos Os padrões postos pela ciência médica para a semiologia adotada na enfermagem remetem ao julgamento clínico e a tomada de decisão do enfermeiro?

30 Questionamentos Adota-se o modelo biomédico como hegemônico na coleta de dados clínica de enfermagem?

31 Questionamentos Que necessidades busca-se atender? Dos serviços e instituições ou do usuário?

32 Questionamentos Que dados coletados são significativos para a enfermagem?

33 MUITO AINDA TEMOS QUE CONQUISTAR NO CAMPO DO COMNECIMENTO DA ENFERMAGEM Bom mesmo é ir a luta com determinação, abraçar a vida e viver com paixão, porque o mundo pertence a quem se atreve. A VIDA É MUITO para ser insignificante. Chaplin

34 MUITO AINDA TEMOS QUE CONQUISTAR NO CAMPO DO COMNECIMENTO DA ENFERMAGEM Bom mesmo é ir a luta com determinação, abraçar a vida e viver com paixão, porque o mundo pertence a quem se atreve. A VIDA É MUITO para ser insignificante. Chaplin


Carregar ppt "A IMPORTÂNCIA DA COLETA DE DADOS OBJETIVOS PARA O PROCESSO DE ENFERMAGEM. Prof. Ms. Silvana Barbosa Pena Prof a do Departamento de Enfermagem e Biotecnologia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google