A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ESTATÍSTICA IM - UFRJ. Estatística pode ser pensada como a ciência de aprendizagem a partir de dados. Ela deve incluir desde o planejamento da coleção.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ESTATÍSTICA IM - UFRJ. Estatística pode ser pensada como a ciência de aprendizagem a partir de dados. Ela deve incluir desde o planejamento da coleção."— Transcrição da apresentação:

1 ESTATÍSTICA IM - UFRJ

2 Estatística pode ser pensada como a ciência de aprendizagem a partir de dados. Ela deve incluir desde o planejamento da coleção dos dados e análise subsequente dos mesmos até as atividades que envolvam tirar conclusões a partir dos dados e apresentar resultados. Em linhas gerais, podemos dizer que a Estatística fornece técnicas e métodos de análise de dados que auxiliam o processo de tomada de decisão nos mais variados problemas onde há incerteza.

3 Estatística é uma carreira versátil, que proporciona, àqueles que têm forte inclinação matemática e computacional, a possibilidade de interação com as mais diversas áreas do conhecimento. Um Estatístico exerce sua vocação quantitativa, ao mesmo tempo em que adquire cultura geral, na troca de informações com as variadas áreas de aplicação.

4 Clique sobre a imagem acima para iniciar. Para pausar, clique novamente.

5 Estatística MedicinaEconomiaAgricultura Administração ComércioIndústria Arqueologia SegurosJustiçaFinanças Meio ambiente Biologia

6 Como e onde atua um Estatístico?

7 Recenseamento: na contagem e compreensão de como é e como evolui uma população, sob variados aspectos: sexo, idade, etnia, escolaridade, fluxo migratório, nutrição, saúde, profissão etc; Cálculo de taxas de mortalidade, natalidade, expectativa de vida; Desenvolvimento de modelos matemáticos para prever se uma população vai aumentar ou diminuir, fornecendo informações que auxiliem no planejamento urbano; ONDE: IBGE, SEADE, CEM, INSTITUTO PÓLIS, SBPPC, ONU, OAB, FGV, universidades.

8 Estabelecimento de níveis e padrões para testes clínicos, Planejamento e análise de experimentos com grupos de controle, para avaliação de tratamentos; Desenvolvimento de estudos sobre a distribuição espacial e temporal de doenças e suas incidências e prevalências Análise de milhões de células ou milhares de genes; GENOMA, etc. ONDE: FIOCRUZ, OMS, ANVISA, indústria farmacêutica, universidades, centros de pesquisa etc.

9 Pesquisar qual é a chance de vitória de um candidato, em épocas de eleição, avaliar tendências do eleitorado; Avaliar qual marca de determinado tipo de produto (refrigerante, cerveja, carro etc.) é a mais popular; Fornecer elementos para que os fabricantes decidam qual modelo de determinado produto (carro, roupa etc.) deve ser lançado em determinado mercado; Avaliação do sucesso de campanhas publicitárias e auxílio no planejamento da frequência e escolha de mídia para sua veiculação Análise de qual é o melhor lugar da prateleira do supermercado a se colocar um produto, de forma a aumentar as vendas; Auxílio a redes franqueadas, organizando informação sobre qual o público mais esperado para seu produto, etc. ONDE: Institutos de pesquisa de mercado e opinião eleitoral; quaisquer tipos de empresas/indústrias, agências de publicidade, entretenimento, ONGs...

10 Auxílio a técnicos e atletas no planejamento e escolha de estratégias, por meio da coleta, organização e síntese de dados; Síntese da informação a ser transmitida ao torcedor. ONDE: veículos de comunicação (rádio, TV, jornais), universidades, centros de pesquisa, clubes desportivos etc.

11 Trecho de Matéria publicada no Portal R7, em 15/04/ a estatística Roberta Giglio, a Robertinha, que o acompanha desde 1997, é a responsável por fornecer a ele filmagens e dados de todos os adversários. (...) Se Bernardinho precisasse fazer a escolha de apenas uma pessoa para trabalhar ao seu lado, certamente Robertinha estaria entre as mais cotadas. Extremamente interessado em números e análises dos rivais, o técnico chega a ficar até altas horas da madrugada ao lado da estatística trabalhando na montagem da tática adversária. (...) Robertinha explica como funciona a parceria: (...) O Bernardo trabalha muita tática e dá preferência a saber em qual situação a bola vai chegar para o atacante. O principal, no nosso trabalho, é tentar minar as possibilidades do levantador. Fonte:

12 Desenvolvimento de um produto bancário que dê mais lucro para o banco e para o aplicador; ou um tipo de seguro saúde que otimize os lucros da seguradora; desenvolvimento de formas de analisar dados de seguradoras para detectar sinais de fraudes; Desenvolver modelos que minimizem os riscos de créditos; ou de modelos de cobrança e acompanhamento de investimentos etc. Entender e projetar resultados econômicos; ajudar a elaborar planos econômicos baseados em centenas/milhares de dados coletados de diversos setores; Desenhar modelos matemático-estatísticos para prever o oscilações do mercado de ações, minimizando riscos de aplicações financeiras etc. Prever a arrecadação de impostos, taxas e tributos por meio de modelos que descrevem o seu comportamento através dos tempos ONDE: IPEA, FIPE, FGV, SEADE e outros órgãos do governo, bancos, seguradoras, financeiras, universidades, Indústrias, empresas de serviços, hospitais, centros de pesquisas...

13 Análise de dados sobre poluição; número de raios que caem na cidade, onde e como; quantidade de chuva que caiu etc. Análise da eficiência e eficácia de projetos públicos Análise de dados sobre criminalidade, suicídios; Análise de setores que dependem de políticas públicas claras como o Setor de Turismo, Desenvolvimento Urbano, Educação etc. ONDE: CETESB, SABESP, Eletropaulo, Comgás, Petrobrás, universidades, institutos e centros de pesquisa

14 Avaliar a eficácia de métodos de combate às pragas na lavoura; CEP (controle estatístico de processos); modelos de controle de qualidade dos produtos; modelos para regulagem de máquinas, calibração de instrumentos (metrologia); testes de conformidade e confiabilidade, etc. Controle de estoques; avaliação de desempenho das operações; análises de investimentos operacionais ONDE: EMPREPA, INMETRO, IPT, universidades, indústrias diversas, agronegócio etc.

15 Atuação como docente, ministrando aulas de diversas disciplinas relacionadas à Estatística (praticamente todos os cursos universitários têm aulas de Estatística em nível básico) Pesquisa e desenvolvimento de novas metodologias de análise estatística para os mais variados problemas práticos e teóricos; Interação com pesquisadores do mundo todo; participação em congressos para assimilar novas metodologias Assessoria a pesquisadores de outras áreas, dando-lhes suporte científico para que consigam tomar decisões acertadas dentro da variabilidade intrínseca de cada problema, auxiliando-os na escolha da metodologia científica a ser adotada, no planejamento da pesquisa, na escolha qualificada dos dados, na análise das respostas etc. ONDE: universidades e institutos de pesquisa.

16 Foi a única graduação em Estatística no Rio de Janeiro a receber nota máxima no último ENADE (somente duas no país receberam nota máxima); É a única graduação em Estatística no Rio de Janeiro que oferece programa de pós-graduação na área, na própria instituição; Corpo docente altamente qualificado; Diferencial teórico matemático, capacitando o aluno a ingressar no mercado de trabalho em posições privilegiadas ou a prosseguir seus estudos visando ingresso na carreira acadêmica ou de pesquisa.

17 Bibliotecas que contam com amplo acervo e espaço para estudo em grupo ou individual

18 Laboratório de Estatística: equipado de forma a permitir que o aluno envolvido em projetos de extensão e iniciação científica tenha contato com avançados recursos computacionais

19 Laboratório de Sistemas Estocásticos: contando com sala de aula e conferências modernamente equipada e laboratório de informática, objetiva disseminar atividades que envolvam análises estocásticas, nas quais alunos de iniciação científica eventualmente se inserem.

20 Os alunos dos cursos de graduação do IM-UFRJ contam ainda com o LIG - IM (Laboratório de Informática da graduação)

21 Sou professor da Escola de Negócios da Universidade de Chicago. Anteriormente fui professor do Departamento de Métodos Estatísticos, no Instituto de Matemática da UFRJ. Minha experiência no convívio com a UFRJ foi muito proveitosa: fiz minha graduação e meu mestrado em Estatística, na UFRJ, e foram períodos muito importantes para minha formação acadêmica e científica. Foi na UFRJ que eu comecei a fazer ciência de verdade e fazer Estatística científica, voltada para a modelagem de problemas em várias áreas de aplicação. Percebo uma crescente visibilidade do programa de Estatística da UFRJ, com pesquisadores de diversas partes do mundo procurando saber o que está sendo feito pelos pesquisadores de Estatística do IM-UFRJ. Eu antevejo que, nos próximos 10 anos, este centro, que já é de excelência no Brasil, vá se tornar, como chamamos nos EUA, um think tank na América Latina. Hedibert Freitas Lopes Graduado em 1991 Mestrado em Estatística IM/UFRJ

22 Trabalho há dois anos e meio na Ágora Corretora de Títulos e Valores Mobiliários na área de Database Marketing. Minhas atribuições são levantar a inteligência, tanto de mercado quanto de produtos, para suportar ações comerciais e decisões de posicionamento da empresa. (...) Devo (à formação da graduação) meu raciocínio analítico e a capacidade de enxergar resultados, além de me ser claro o caminho que devo seguir para alcançar as respostas. Também aprendi na formação a apresentar resultados de forma clara e objetiva, tal que não só as conclusões sejam claras para mim, como também para aqueles que farão uso delas. Guido Alberti Moreira Graduado em 2007 Mestrado em Estatística IM/UFRJ -2008

23 Formação: Bacharel em estatística pela UFRJ, mestre em Gestão de Riscos Financeiros e Atuariais pela PUC-Rio e doutoranda em Engenharia Elétrica, na área de Métodos de Apoio à Decisão pela PUC-Rio. Colocação Profissional: Professora e pesquisadora da FIOCRUZ, trabalho com o mapeamento e a trajetória dos trabalhadores técnicos da área da saúde. Bacharelado em Estatística na UFRJ: A graduação em estatística na UFRJ foi fundamental para o desenvolvimento de uma base quantitativa forte, espírito de equipe e pró-atividade, essenciais no mercado de trabalho. Desde os cursos mais teóricos até os mais práticos, sua exposição foi de excelente qualidade, motivando o desenvolvimento de atividades acadêmicas como as iniciações científicas e monitorias, e provendo um amplo ferramental para identificação e execução de atividades mais práticas, comuns no mercado de trabalho. Foi um período de muito aprendizado, dedicação e crescimento pessoal e profissional. Alexandra Ribeiro Mendes de Almeida Graduada em 2008

24 Eu me apaixonei pela Estatística quando me tornei bolsista de Iniciação Científica no HUCFF - Hospital do Fundão - onde eu ajudava aos médicos a provar que um determinado tratamento era realmente eficaz, por exemplo. Hoje eu trabalho na Qualimetrica Pesquisas (onde fui contratada antes de ter o diploma em mãos), que é uma empresa que faz consultoria em Marketing. Essencialmente, verificamos a satisfação de clientes ou funcionários de uma empresa, avaliamos a aceitação de produtos ou propagandas e até mesmo podemos avaliar se um projeto será aceito pelo mercado. (...) O fato de ter sido aluna de Estatística na UFRJ foi crucial para minha contratação, pois o mercado sabe que um ex-aluno da UFRJ é uma pessoa que encara e supera desafios, é uma pessoa com um pensamento analítico aguçado e com bases teóricas. (...) Estatística é uma área apaixonante e emocionante! Lorena Bernardo Vianna Graduada em 2011

25 Passei para todas as principais faculdades do Rio de Janeiro, mas como escolher? Na hora de decidir o rumo da nossa carreira não pensamos no que vai ser mais cômodo, nem mais fácil ou barato. A gente quer o melhor. Eu escolhi a UFRJ principalmente pelo seu conceito no mercado de trabalho. Cheguei a estranhar a abordagem teórica, mas durante a faculdade eu fui descobrindo que toda a teoria aprendida em sala tem uma aplicabilidade enorme nas mais diversas áreas. O maior exemplo disso é que hoje eu trabalho com Inteligência de Mercado e Pesquisa de Audiência no Telecine (Globosat). É muito interessante poder tomar decisões em uma programadora de TV baseadas em métodos estatísticos. Adoro o que eu faço e hoje eu posso dizer que o estatístico tem um futuro promissor no Brasil e no mundo. Não é à toa que Estatística está em 4º lugar no ranking de melhores profissões de 2011 da consultoria americana CareerCast. Deborah Pinto

26 Trabalho há oito anos no Sistema FIRJAN. Entrei no programa de estágio e hoje sou especialista! Estou na área de pesquisa da instituição onde participo de todas as etapas de uma pesquisa: desde a elaboração do briefing e questionário até o campo, o processamento de dados, a análise de dados, bem como a elaboração de relatórios e apresentação. A fase de processamento e análise de dados é minha favorita, pois lido diretamente com a estatística, tanto a descritiva como os inúmeros testes que auxiliam na tomada de decisões da empresa. Ter no currículo o curso de Estatística da UFRJ abriu as portas para os estágios (antes da FIRJAN estagiei na FGV) por ser uma universidade respeitada no mercado de trabalho Ana Luiza de Abreu Esteves Graduada em 2004

27 O curso pode ser concluído em 4 anos. A base da formação de graduação de um estatístico deve estar fundamentada em Cálculos, Teoria das probabilidades, técnicas e linguagens computacionais, métodos de análise estatística e disciplinas do ciclo profissional. Por conta da grande variedade de possibilidades de atuação, cerca de 25% do currículo é composto por disciplinas complementares. Oportunidade de participar de projetos de iniciação científica e extensão. Possibilidade de cursar concomitantemente disciplinas das grades curriculares de Estatística e Ciências Atuariais e obter os dois diplomas em 5 anos. Alunos com rendimento destacado podem chegar a concluir a graduação e o mestrado em Estatística em 4 anos e meio.

28 Acesse: Ou envie para: (Mariane Branco Alves) Agende uma visita ao IM. Teremos prazer em recebê-lo(a).


Carregar ppt "ESTATÍSTICA IM - UFRJ. Estatística pode ser pensada como a ciência de aprendizagem a partir de dados. Ela deve incluir desde o planejamento da coleção."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google