A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Papel do Editor chefe – um tirano, um ditador, um democrata, um conciliador, um líder, ou quem decide ? BENEDITO BARRAVIERA Professor Titular – Faculdade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Papel do Editor chefe – um tirano, um ditador, um democrata, um conciliador, um líder, ou quem decide ? BENEDITO BARRAVIERA Professor Titular – Faculdade."— Transcrição da apresentação:

1 Papel do Editor chefe – um tirano, um ditador, um democrata, um conciliador, um líder, ou quem decide ? BENEDITO BARRAVIERA Professor Titular – Faculdade de Medicina da UNESP Presidente da ABEC

2 De acordo com o Comitê Internacional de Editores de Revistas Médicas - The Vancouver Group - The International Committee of Medical Journal Editors ( ICMJE ) O Editor de um periódico científico é o indivíduo responsável pelo seu conteúdo integral

3 Proprietários e Editores de revistas médicas têm uma tarefa em comum - a publicação de uma revista interessante e confiável - produzida com o devido respeito aos custos e aos objetivos estabelecidos pelo periódico. As funções dos Proprietários e dos Editores são diferentes. Os Proprietários têm o direito de apontar e despedir os Editores, além de tomar decisões comerciais importantes nas quais estes últimos devem estar totalmente cientes.

4 Os Editores devem ter autoridade integral para determinar o conteúdo editorial da revista. Este conceito de liberdade editorial deve ser arduamente defendido pelos Editores, mesmo que isto signifique colocar seu emprego em risco. Para garantir esta liberdade na prática, o Editor deve ter acesso direto ao nível mais elevado da empresa.

5 Os Editores de revistas médicas devem assinar um contrato que estabeleça claramente seus Direitos e Deveres. Os termos gerais da nomeação devem definir claramente os mecanismos para resolução de Conflitos de interesse. Um Conselho Editorial independente pode ser muito útil para auxiliar o Editor a estabelecer e manter a Política Editorial.

6 Liberdade Editorial O Comitê Internacional de Editores de Revistas Médicas (CIERM) adota a definição de Liberdade Editorial da Associação Mundial de Editores Médicos (http://www.wame.org/wamestmt.htm). Tal definição afirma que: A Liberdade ou independência editorial é o conceito de que Editores-chefes devem ter total autoridade sobre o conteúdo editorial de suas revistas.

7 Liberdade Editorial Os Proprietários de revistas científicas não devem interferir na avaliação, seleção ou edição de artigos individuais, tanto diretamente ou pela criação de um ambiente que fortemente influencie decisões. Os Editores devem basear suas decisões na validade do trabalho e em sua importância para os leitores da revista, não no sucesso comercial do periódico.

8 Liberdade Editorial Os Editores devem ser livres para expressar visões críticas mas responsáveis sobre todos os aspectos da medicina, sem medo da crítica, mesmo que estes pontos de vista possam divergir dos objetivos comerciais da Editora. Os Editores e as organizações (ABEC p. ex.) de Editores têm a obrigação de apoiar o conceito de Liberdade editorial e direcionar as principais transgressões desta liberdade para a atenção das comunidades médicas, acadêmicas e leigas nacionais e internacionais.

9 É altamente recomendável que o Editor-chefe não seja cargo de confiança de determinada estrutura (Universidade, Empresa, Associação ou Sociedade científica), nem tenha mandato. Isto porque este indivíduo deverá ser um apaixonado pela proposta que assumiu. Já presenciamos muitas revistas sucumbirem em decorrência de uma estrutura mal idealizada e mantida por meio de cargos de confiança, bem como por meio de mandato.

10 O Editor-chefe deveria ser um cargo vitalício, a não ser que esteja desempenhando inadequadamente o seu trabalho. Este indivíduo deve estar devidamente preparado e disponível para assumir este posto. Deverá conhecer o mínimo necessário de como fazer uma publicação científica, tanto impressa quanto eletrônica. Esta última tem peculiaridades especiais e diferentes da publicação em papel.

11 O Editor-chefe é o indivíduo que abre e fecha todos os números da revista. Ele deve ler todo o conteúdo, até para poder manter uma Identidade Visual e de Conteúdo dentro de padrões estabelecidos pelo grupo. Este é o cargo mais importante do periódico. A vida e a morte da revista passa pelas suas mãos.

12 O periódico poderá crescer, ganhar credibilidade, tornar-se uma publicação de muito prestígio, como poderá decair e sucumbir em pequeno espaço de tempo. Tudo isso está na dependência de um Editor- chefe experiente e compromissado. Portanto, esta escolha deve ser muito bem avaliada antes de se atribuir este cargo a um indivíduo.

13 O Editor-chefe tem que pensar sempre que para um trabalho científico chegar às portas de uma revista muitas barreiras foram vencidas. Começa pela iniciativa dos autores, a discussão entre eles sobre o conteúdo, as batalhas pela escolha do melhor periódico, o impacto, a barreira do idioma quando publicado em língua estrangeira, etc. Portanto, devemos tomar muito cuidado e sermos comedidos nas críticas ! NÃO SEJAMOS CRUÉIS!

14 Lembre-se que muitas barreiras foram vencidas até o manuscrito chegar às suas mãos. Portanto, valorize sempre uma proposta de publicação por pior que seja! Não se esqueça que o seu periódico foi o ESCOLHIDO! Entenda que foi o que os autores conseguiram fazer. São portanto, dignos de nossa ajuda, quando necessário.

15 Da chegada à publicação – ETAPAS A VENCER!

16

17

18

19 Pela Atenção, Muito obrigado !!! Esta aula está disponível no endereço eletrônico: Sites de interesse Cursos a distância – Como produzir um periódico eletrônico científico –


Carregar ppt "Papel do Editor chefe – um tirano, um ditador, um democrata, um conciliador, um líder, ou quem decide ? BENEDITO BARRAVIERA Professor Titular – Faculdade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google