A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Escola Nacional de Saúde Pública Universidade Nova de Lisboa Março de 2006 O Futuro da Saúde Que Prioridades para Portugal?Observatório do QCA III.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Escola Nacional de Saúde Pública Universidade Nova de Lisboa Março de 2006 O Futuro da Saúde Que Prioridades para Portugal?Observatório do QCA III."— Transcrição da apresentação:

1 Escola Nacional de Saúde Pública Universidade Nova de Lisboa Março de 2006 O Futuro da Saúde Que Prioridades para Portugal?Observatório do QCA III

2 GovernoMinistério da Saúde Seguros Privados População Doentes Impostos Quotizações “ Despesas das famílias ” “ subsistemas de saúde” Prémios Financiamento Administração Central da Saúde População Administrações Regionais Sistema Prestador De cuidados

3 Seguros Privados Hospitais públicos População Doentes Centros de Saúde Hospitais, clinicas e outros serviços privados Farmácias Profissionais de saúde Salarios +outros pagamentos Despesas de Investimento “subsistemas de saúde” Orçamento histórico+parte prospectiva (GDH) Financiamento directo Financiamento Pagamento Contratualizado Honorários ou Contratos Administração Central da Saúde Honorários ou Contratos Despesas de Investimento Pagamento Contratualizado População Administrações Regionais Serviços de saúde pública C Continuados cuidados

4 GovernoMinistério da Saúde Seguros Privados Hospitais públicos População Doentes Impostos Quotizações Centros de Saúde Hospitais, clinicas e outros serviços privados Farmácias Profissionais de saúde “ Despesas das famílias ” Salarios +outros pagamentos Despesas de Investimento “subsistemas de saúde” Prémios Orçamento histórico+parte prospectiva (GDH) Financiamento directo Financiamento Pagamento Contratualizado Honorários ou Contratos Administração Central da Saúde Honorários ou Contratos Despesas de Investimento Pagamento Contratualizado População Administrações Regionais Serviços de saúde pública C Continuados

5 Espaço local  Sistema de saúde: “espaço local”, redes, interfaces, dispositivos de governo Espaço local Espaço de partilha e pertença

6 Estratégias locais de saúde Enquadramento Metas como compromisso local Mapa financeiro local Estratégias e projectos para realizar metas Monitorização continua com todos os participantes do “compromisso local”

7 RacionaisNaturais Processos Internos Controlável Imprevisível Envolente Externa Quase-caos “Plano de Saúde” “Novos serviços públicos” Gestão de inovação Empreendorismo Pandemia de gripe Bioterrorismo Catástrofes naturais Cenários Inovação Tabaco Obesidade Envelhecimento Doença prolongada com medicação Conhecimento Qualificação aprendizagem Dependências SIDA Recreação “noite” Exclusão Violência insegurança Valores

8 Espaço local  interface serviços/ comunidade  Sistema de saúde: redes, interfaces, dispositivos de governo Interface serviços/comunidade

9 Número limitado de indicadores e metas que interessam às pessoas distância percorrida “tempos de espera” qualidade do atendimento qualidade dos cuidados eficiência do serviço Qualidade da interface serviços/comunidade

10 Centros de Saúde Hospitais Cuidados Continuados Saúde Pública Processos de cuidados pessoais e familiares Horizontalização

11

12 interface serviços/ comunidade  interface gestão/profissões  Sistema de saúde: redes, interfaces, dispositivos de governo I Interface gestão/profissões

13 As reformas de hoje … fazem dos ‘indígenas’ dos sistemas de saúde uma espécie de vítimas defensivas. A cultura da saúde – uma mistura do formal e quantitativo, com o informal e qualitativo – não deve degenerar numa burocracia como outra qualquer ou num negócio como outro qualquer … Adaptado de O. Berg

14 interface serviços/ comunidade  contratualização  interface gestão/profissões  Sistema de saúde: redes, interfaces, dispositivos de governo Contratualização

15 Algumas especifidades do desempenho esperado Especificidades mais detalhadas Contratualização Relacional Contrato Clássico Subsidio Incondicional Subsidio Condicionado Contrato Real Espectro da contratualização do desempenho Fonte: OECD. Performance contracting – Lessons from performance contracting case studies: a framework for public sector performance contracting. Paris: OECD, Head of Publications Service,

16 promoçã o inovação  Sistema de saúde: redes, interfaces, dispositivos de governo Promoção da inovação

17 Flu City Cidade do Engenho Flu City 1Flu City 2 Cidade do Engenho 1 Cidade do Engenho 2 Cidade do Engenho 3

18 Inovação Esta é uma oportunidade para inovar. Transformar a ameaça em oportunidade interessa ao desenvolvimento do país muito para além da resposta específica à gripe pandémica.

19 governo da informaç.  Sistema de saúde: redes, interfaces, dispositivos de governo Governo da informação

20 …informação que circula e produz conhecimento que modifica comportamentos e leva à acção e à inovação que originam nova informação que circula e produz conhecimento… Sociedade da informação e do conhecimento

21  redes de conhecimento/ acção Sistema de saúde: redes, interfaces, dispositivos de governo Redes de conhecimento/acção

22 Redes de conhecimento/acção – o caso das infecções hospitalares Padrões de infecção Segurança hospitalar Acesso a informação por parte do utente Gestão hospitalar Qualidade de desempenho Desempenho do Sistema de Saúde Desempenho hospital - resultados Qualidade dos cuidados Utilização de antibióticos Qualidade de cuidados/centros de saúde Acesso aos cuidados de saúde comportamento em relação ao medicamento Desenvolvimento de novos antibióticos Resistência aos antibióticos Venda de medicamentos gestão comportamentos profissionais organização de cuidados cidadania microbiologia farmacologia regulação políticas reduz põe em causa aumenta melhora favorece reduz influencia altera requer pressão conduz piora influencia

23 regulação  Sistema de saúde: redes, interfaces, dispositivos de governo Regulação

24 O desafio da regulação (2): hierarquia de medidas que asseguram o exercício da função de regulação Maior autonomia, incentivos para o desempenho reconhecimento público, liderança na disseminação da inovação Algum tipo de acompanhamento, reforços positivos para os bons resultados, intervenção informal para resolver pequenos problemas Intervenção formal, inspecção frequente, publicitação, recurso a diversas formas de apoio Supervisão/inspecção continuada e estreita, penalizações financeiras, limitações no número e tipo de actividades Substituições de “equipa de gestão”, imposição de comissões administrativas, fecho Adaptado de Washe, 2002

25 análise direcção estratégica  Sistema de saúde: redes, interfaces, dispositivos de governo Direcção estratégia

26 -Estratégias (com metas) locais de saúde (certificação) - Qualidade da interface comunidade/serviços (indicadores) - Desenvolvimento integrado de gestão de recursos, gestão clínica, contratualização e dispositivos de regulação (narrativa /“estado da arte”) - Dispositivos de governo da informação, redes de inovação e de conhecimento/acção (certificação) Análise e Direcção Estratégica – regras para investimento

27 governação e seus valores  Sistema de saúde: redes, interfaces, dispositivos de governo Governação e seus valores

28

29 … Os cafés … Atravessar uma paisagem de escala humana … toponímia da cultura …filhos de Atenas (racionalidade) e de Jerusalém (fraternidade)... O sentido da tragédia do “fim” Europa dos valores “A Ideia da Europa” George Steiner

30 governação e seus valores  regulação  análise direcção estratégica   redes de conhecimento/ acção Espaço local  interface serviços/ comunidade  contratualização  promoçã o inovação  governo da informaç.  interface gestão/profissões  Sistema de saúde: redes, interfaces, dispositivos de governo


Carregar ppt "Escola Nacional de Saúde Pública Universidade Nova de Lisboa Março de 2006 O Futuro da Saúde Que Prioridades para Portugal?Observatório do QCA III."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google