A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Pesquisa Sócio-econômica das Comunidades de Baixa Renda da Cidade do Rio de Janeiro Denise Britz do Nascimento Silva José Matias de Lima Escola Nacional.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Pesquisa Sócio-econômica das Comunidades de Baixa Renda da Cidade do Rio de Janeiro Denise Britz do Nascimento Silva José Matias de Lima Escola Nacional."— Transcrição da apresentação:

1 A Pesquisa Sócio-econômica das Comunidades de Baixa Renda da Cidade do Rio de Janeiro Denise Britz do Nascimento Silva José Matias de Lima Escola Nacional de Ciências Estatísticas ENCE / IBGE DESMISTIFICANDO AS FAVELAS - IETS E MEGACIDADES

2 Motivação A Cidade do Rio de Janeiro tem inúmeros problemas nas áreas da habitação, infra- estrutura e emprego. Parcela significativa da população vive em condições precárias. Freqüente proliferação de favelas. Em 1994 a Prefeitura da Cidade lança o projeto Favela-Bairro.

3 DESMISTIFICANDO AS FAVELAS - IETS E MEGACIDADES Motivação Em 1997 a Secretaria Municipal do Trabalho implanta programas de geração de trabalho e renda. Para planejar e implementar políticas públicas eficazes é essencial a obtenção de informações detalhadas sobre as comunidades.

4 DESMISTIFICANDO AS FAVELAS - IETS E MEGACIDADES A Pesquisa Investiga características sócio-econômicas da população residente e dos estabelecimentos (unidades econômicas) localizados nas Comunidades. Permite traçar perfil sócio-econômico dos moradores. Coleta informações sobre as especificidades da economia dentro das Comunidades.

5 DESMISTIFICANDO AS FAVELAS - IETS E MEGACIDADES Objetivos Criar uma base de dados com informações sobre domicílios, pessoas e estabelecimentos. Investigar a diversidade da economia das comunidades e o seu potencial de expansão. Fornecer informação detalhada sobre a população de baixa renda das favelas.

6 DESMISTIFICANDO AS FAVELAS - IETS E MEGACIDADES Objetivos Obter informações estatísticas apropriadas para auxiliar os processos de implementação de ações de geração de trabalho e renda.

7 DESMISTIFICANDO AS FAVELAS - IETS E MEGACIDADES A Pesquisa Sócio-econômica das Comunidades de Baixa Renda (PCBR) Pesquisa Domiciliar:  Unidade de investigação – domicílios e pessoas residentes  Amostras probabilísticas independentes para cada favela.  Propicia análise detalhada do tamanho e composição das unidades familiares, nível de instrução, inserção no mercado de trabalho, nível de renda e padrões habitacionais

8 DESMISTIFICANDO AS FAVELAS - IETS E MEGACIDADES A Pesquisa Sócio-econômica das Comunidades de Baixa Renda (PCBR) Pesquisa de Estabelecimentos:  Unidade de investigação – unidades produtivas existentes  Operação censitária  Propicia análise detalhada das unidades produtivas, de sua diversificação interna, modos de organização e funcionamento, nível de formalização, oportunidades de trabalho e rendimentos gerados Âmbito da Pesquisa:  51 favelas da cidade do Rio de Janeiro pessoas  Amostra: pessoas em domicílios  Censo: unidades produtivas

9 DESMISTIFICANDO AS FAVELAS - IETS E MEGACIDADES 2 em 1 Pesquisa domiciliar por amostragem probabilística sobre características de domicílios e moradores. Censo de estabelecimentos. As pesquisas foram conduzidas simultaneamente, num processo integrado, desde o planejamento até a coleta e análise das informações.

10 DESMISTIFICANDO AS FAVELAS - IETS E MEGACIDADES Censo de Estabelecimentos Negócios/estabelecimentos localizados em imóveis não residenciais. Estabelecimentos localizados em imóveis residenciais que possuam pelo menos uma entrada independente do acesso ao interior do domicílio. Negócios localizados em imóveis residenciais com balcão ou janelas que permitam a realização do negócio.

11 DESMISTIFICANDO AS FAVELAS - IETS E MEGACIDADES Pesquisa Amostral Recomenda-se a utilização de amostras probabilísticas. Recomenda-se a utilização de cadastros de seleção. O desenho amostral deve ser o mais simples possível visando facilitar sua correta implementação. Dr. Chris Scott Adviser on Sample Surveys - UN Economic Comission Deputy Director - World Fertility Survey

12 DESMISTIFICANDO AS FAVELAS - IETS E MEGACIDADES Cuidados no Planejamento Desenho da amostra estrategicamente simples e eficaz. Operação de coleta cuidadosamente planejada. Pesquisa finalizada no prazo máximo de 8 semanas a contar do efetivo início da coleta. Treinamento da equipe de campo: conceitos e definições.

13 DESMISTIFICANDO AS FAVELAS - IETS E MEGACIDADES Operação de Campo Pesquisa amostral domiciliar e censo de estabelecimentos foram realizados ao mesmo tempo (método direto de entrevista). Equipe de campo cuidadosamente selecionada e treinada. Número pequeno de entrevistadores. Entrevistadores identificados.

14 DESMISTIFICANDO AS FAVELAS - IETS E MEGACIDADES Operação de Campo Contatos com a Associação de Moradores e com o POUSO. Ampla divulgação da pesquisa: cartazes, folhetos, rádios e redes de TV comunitárias. Dificuldade na identificação e localização de domicílios.

15 DESMISTIFICANDO AS FAVELAS - IETS E MEGACIDADES Operação de Campo Cuidado para não deixar fora da listagem os domicílios de mais difícil acesso (em geral os mais carentes ou precários). Presença do tráfico interfere no dia-a-dia das comunidades. Ajuda de guia local.

16 DESMISTIFICANDO AS FAVELAS - IETS E MEGACIDADES Operação de Campo Evitava-se a realização simultânea de pesquisas em comunidades cujo comando do tráfico fosse de facções rivais. Adequação do horário de trabalho às normas inerentes a cada comunidade. Papel fundamental da Associação dos Moradores (rede de comunicação entre comunidades).

17 DESMISTIFICANDO AS FAVELAS - IETS E MEGACIDADES Operação de Campo Decodificação dos sinais de alerta e perigo. Excepcional receptividade por parte da população residente. Pesquisa muito bem aceita pelas comunidades (100% taxa de resposta!!).

18 DESMISTIFICANDO AS FAVELAS - IETS E MEGACIDADES Operação de Campo Censo de Estabelecimentos Necessidade de convencer os proprietários de que a pesquisa não tinha caráter de fiscalização. Garantia do sigilo das informações. Dificuldade de obtenção das informações devido ao alto grau de informalidade dos negócios. Horário de funcionamento dos negócios.

19 DESMISTIFICANDO AS FAVELAS - IETS E MEGACIDADES Democratização das Informações Após a conclusão da pesquisa... Os resultados obtidos eram disponibilizados para a associação dos moradores em forma de relatórios e posters para divulgação na comunidade.

20 DESMISTIFICANDO AS FAVELAS - IETS E MEGACIDADES O Projeto Sistema inédito de pesquisas estatísticas que permitiu a criação de um Banco de Dados sobre comunidades de baixa renda. Instrumento valioso para lideranças comunitárias e pesquisadores das questões urbana e social.

21 DESMISTIFICANDO AS FAVELAS - IETS E MEGACIDADES O Projeto Desenho da amostra estrategicamente simples e eficaz. Produz estimativas com precisão aceitável. Dados comparáveis com outras pesquisas. Disponibilização das informações (e do Banco de Dados) em curto período de tempo.

22 DESMISTIFICANDO AS FAVELAS - IETS E MEGACIDADES W. Edward Deming “In God we trust all others bring data”


Carregar ppt "A Pesquisa Sócio-econômica das Comunidades de Baixa Renda da Cidade do Rio de Janeiro Denise Britz do Nascimento Silva José Matias de Lima Escola Nacional."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google