A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Reunión de Trabajo Grupo Censos de la CEA CEPAL Censo Tradicional y su futuro a Censo Alternativo Andréa Diniz Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Reunión de Trabajo Grupo Censos de la CEA CEPAL Censo Tradicional y su futuro a Censo Alternativo Andréa Diniz Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística."— Transcrição da apresentação:

1 Reunión de Trabajo Grupo Censos de la CEA CEPAL Censo Tradicional y su futuro a Censo Alternativo Andréa Diniz Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE - Brasil Santiago do Chile, 11 a 14 de junho de 2007

2 O Censo Brasileiro Histórico Primeiros Censos: 1872, 1890, 1900 e 1920 Censos decenais: 1940, 1950, 1960, 1970, 1980, 1991 e 2000 Próximo Censo em 2010 Missão Retratar a população e fornecer subsídios para a elaboração de políticas públicas em níveis locais Resultados do Censo Estimativas da população

3 O Censo Brasileiro Problemas atuais frente ao modelo de enumeração completa da população Estatísticas desatualizadas em até dez anos Custo elevado da enumeração completa Desafio atual Produzir mais informações e reduzir o custo da operação É POSSÍVEL ?

4 Modalidade alternativa de Censo Desenvolvimento de metodologias Acumulação de informações a partir de amostras periódicas não-sobrepostas Experiências em Curso Estados Unidos: ACS Informações mais atualizadas + Aumento do custo França: Censo contínuo Informações mais atualizadas + Manutenção do custo

5 Estudo de modelo operacional para o Brasil Antecedentes I Seminário sobre Métodos Alternativos para Censos Demográficos – 2004 Simpósios e reuniões internacionais Constituição de 5 GTs no IBGE Visita técnica ao INSEE (França) – 2005 II Seminário sobre Métodos Alternativos para Censos Demográficos – 2005 III Seminário sobre Métodos Alternativos para Censos Demográficos – 2006 Constituição do Grupo de Trabalho Modelo Operacional

6 Estudo de modelo operacional para o Brasil Questões discutidas no GT Modelo Operacional 1.Que informações produzir? ¨¨ 2.Qual o ciclo de acumulação de dados da operação censitária e qual a periodicidade de divulgação?¨¨ 3.Qual o modelo de amostragem que deve ser usado e qual o nível de divulgação geográfica que ele permite?¨¨ 4.Deve a operação ser espalhada ao longo do ano, ou concentrada em alguns meses como o censo usual?¨¨ 5.Qual a base operacional com a qual a operação deverá contar?¨¨ 6.Qual o modelo operacional?¨¨

7 Estudo de modelo operacional para o Brasil 1. Que informações produzir? informações similares às produzidas a partir do questionário da amostra Censo 2000 – 80 perguntas sobre pessoas e domicílios Características do Domicílio 23 perguntas Características Gerais das pessoas 14 perguntas Migração 13 perguntas Educação 8 perguntas Nupcialidade 3 perguntas Trabalho e rendimento 23 perguntas Fecundidade 6 perguntas Considera-se a incorporação das alterações feitas para o Censo 2010¨¨

8 Estudo de modelo operacional para o Brasil 2. Ciclo de acumulação de dados e periodicidade de divulgação Ciclo de 5 anos 20% da amostra coletada a cada ano Divulgação anual uma vez completado o primeiro ciclo ¨

9 Estudo de modelo operacional para o Brasil 3. Modelo de amostragem e nível de divulgação Cobertura de 20% do território nacional a cada ano Amostra de municípios e de setores censitários Fração amostral de acordo com o tamanho do município Mesmo nível de erro amostral do Censo 2000

10 Estudo de modelo operacional para o Brasil Frações amostrais¨¨

11 Estudo de modelo operacional para o Brasil 4. Modalidade de coleta dos dados Coleta concentrada em 3 meses Manutenção da data de referência Maior similaridade dos indicados produzidos Maior facilidade na alocação dos entrevistadores Simplificação do modelo de acumulação ¨

12 Estudo de modelo operacional para o Brasil 5. Base Operacional 1.Cadastro de endereços dos setores urbanos normais e de algumas áreas rurais com ocupação consolidada. 2.Cadastro de endereços em favelas, feito no ano que o setor for selecionado. 3.Listagem de endereços em áreas rurais inóspitas ou não consolidadas, elaborada durante a etapa de entrevistas. ¨

13 Estudo de modelo operacional para o Brasil 6. Modelo Operacional Amostra: 20% do território a cada ano com frações amostrais de acordo com o tamanho do município Base operacional: Endereços: 1) Urbano Normal e Rural Consolidada - atualização contínua; 2) Favelas: atualização no ano; e 3) Rurais inóspitas – listagem junto com a coleta Divulgação: Anual a partir do quinto ano Questionário: Equivalente ao da amostra do Censo tradicional Coleta: Realizada de agosto a outubro (resíduo em novembro)

14 Obrigada

15 Estudo de modelo operacional para o Brasil Frações amostrais


Carregar ppt "Reunión de Trabajo Grupo Censos de la CEA CEPAL Censo Tradicional y su futuro a Censo Alternativo Andréa Diniz Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google