A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TRANSVERSALIZAR A TERAPIA OCUPACIONAL RAFAEL RISI RISI1; AMANDA BERNARDINO SINATORA1; FERNANDA PELLEGRIN1; MARISA TAKATORI1. 1.SÃO CAMILO, SAO PAULO -

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TRANSVERSALIZAR A TERAPIA OCUPACIONAL RAFAEL RISI RISI1; AMANDA BERNARDINO SINATORA1; FERNANDA PELLEGRIN1; MARISA TAKATORI1. 1.SÃO CAMILO, SAO PAULO -"— Transcrição da apresentação:

1 TRANSVERSALIZAR A TERAPIA OCUPACIONAL RAFAEL RISI RISI1; AMANDA BERNARDINO SINATORA1; FERNANDA PELLEGRIN1; MARISA TAKATORI1. 1.SÃO CAMILO, SAO PAULO - SP - BRASIL.

2 Introdução: O modelo da saúde modifica-se ao longo dos anos na busca de uma visão integral do sujeito possibilitando seu cuidado sem fragmentações. A transversalidade é entendida como potencializadora da capacidade relacional entre os profissionais que atuam em diversas áreas. Durante a formação, os mesmos devem integrar seus conhecimentos nesta complexidade. Na transversalidade, o olhar reducionista da própria especificidade é modificado. Para que todos sejam atuantes na composição do coletivo, o saber individual transforma- se no saber de todos, sendo constituído através da mistura das diferenças. Para a Terapia Ocupacional, a consonância com a transversalidade é imprescindível, uma vez que sua intervenção parte do princípio da complexidade do indivíduo para sua construção. Objetivo: O presente trabalho visa problematizar o conceito de transversalidade na saúde para repensar a prática da Terapia Ocupacional. Metodologia: Foram utilizados os referenciais que abordam e definem o termo transversalidade, bem como sobre sua utilização na saúde e o referencial teórico da Terapia Ocupacional para fomentar a correlação.

3 Resultados e Discussão: O conceito de transversalidade desenvolvido por Félix Guattari, aproximadamente nos anos sessenta, propõe a compreensão da realidade social e dos direitos relacionados à vida pessoal e coletiva. Partindo da proposta de saúde universal a qualquer cidadão, os serviços têm por dever as ações integrais que conectem entre si. Transversalizar não está apenas nas articulações e conexões possíveis, mas sim na transformação que as pessoas, contextos e coletivos criam ao se afetarem. É uma ressonância, como uma onda que reverbera para todos os lados e faz com que as singularidades entrem em sintonia. A transversalidade vem criar novos modos de produzir saúde a partir do diálogo entre saber e poder, para que esses dois novos ícones possam se reinventar. A Terapia Ocupacional é a saúde na ação e ressignifica a atividade na saúde, criando projetos autônomos e desenvolvidos pela capacidade decisória do fazer. Assim, atua não apenas na condição que acometeu o sujeito, mas a partir dos potenciais, fazendo a interlocução com suas redes de suporte e refinando o olhar para a singularidade, tornando-o único e ao mesmo tempo múltiplo.Conclusão: A partir desta perspectiva, a transversalidade abre possibilidades para o rompimento da fragmentação já problematizada, incorporando a construção do saber e aprendizado tanto conceitual quanto real na prática e no ensino. Desta forma, a Terapia Ocupacional como uma profissão atuante em várias óticas, pode incorporar ao seu conhecimento nessa perspectiva de lidar e construir novas relações.


Carregar ppt "TRANSVERSALIZAR A TERAPIA OCUPACIONAL RAFAEL RISI RISI1; AMANDA BERNARDINO SINATORA1; FERNANDA PELLEGRIN1; MARISA TAKATORI1. 1.SÃO CAMILO, SAO PAULO -"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google