A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Um Natal espantoso 18 dezembro 2008 Continua. Há um costume universal: celebrar as festas comendo e bebendo. No passado dia 18 de Dezembro, as três turmas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Um Natal espantoso 18 dezembro 2008 Continua. Há um costume universal: celebrar as festas comendo e bebendo. No passado dia 18 de Dezembro, as três turmas."— Transcrição da apresentação:

1 Um Natal espantoso 18 dezembro 2008 Continua

2 Há um costume universal: celebrar as festas comendo e bebendo. No passado dia 18 de Dezembro, as três turmas de português da Escola de Linguas de Leão reuniram-se para festejar a chegada do Natal, com comida preparada pelos alunos e alunas Todos os pratos foram feitos pelos alunos e a professora, e demonstraram com as receitas um profundo conhecimento da gastronomia lusa, sobretudo da cozinha feita com bacalhau: bacalhau à bras, bolinhos de bacalhau, bacalhau com bacalhau… Uma das melhores receitas foi ‘Doces de figo e chocolate’ ¡Vejam só esta cara! As turmas de português Continua

3 A Fátima triunfou com a sua receita: Bacalhau à Bras. Na foto à esquerda oferece um prato á Sonia quem não parece muito convencida Continua As turmas de português

4 As turmas de alunos de português puderam também conhecer uma selecção de doces da cozinha do país vizinho: Pastel de Belém, Bolo de Queijo Fresco, Bolinhos de Canela, Doces de Figo e Chocolate… assim como algum outro produto típico como a Manteiga Salgada…. Um aluno tentou convencer os assistentes da existência de uma receita portuguesa chamada PANETONE. Como era Natal, fingimos acreditar que era uma novíssima criação culinária Afinal, cheios de bacalhau e doces e sem poder provar o vinho português (TEM ÁLCOOL), posamos para a última foto. Até ao próximo ano Continua As turmas de português

5 As receitas Confecção Colocar o açúcar no recipiente da Thermomix e pulverizar em velocidades Reservar Fazer o mesmo com as amêndoas e reservar também Cortar os figos em pedaços e pôr no recipiente do Thermomix. Dar uns golpes de turbo e logo em velocidade máxima Adicionar ao recipeinte do Thermomix, onde estão os figos: o açúcar, as amêndoas, o chocolate e a clara de ovo. Misturar tudo até que fique uma massa densa Fazer bolas com a massa e envolvê-las em chocolate em pó Pôr as bolas em formas de papel Ingredientes 30 figos secos 100 gr de amêndoas 100 gr de açúcar em pó Uma colherada de canela Uma clara de ovo DOCES DE FIGO E CHOCOLATE BOLINHOS DE CANELA Laura Fernández Fernández 1º Básico Ingredientes 175 gr de mel 125 gr de amêndoas 2 gemas 75 gr de açúcar 50 gr de casca de laranja cristalizada 1 colher de sobremesa de canela 1 pitada de cravinho em pó 250 gr de farinha 1 colher de sobremesa (rasa) de fermento em pó Confecção Se o mel estiver sólido aqueça-o para o liquefazer. Rale as amêndoas (com a pele). Bata as gemas com o açúcar até ter um creme espesso. Junte o mel, as amêndoas e a casca de laranja picada. Junte ainda a canela e o cravinho. Finalmente adicione a farinha peneirada com o fermento. Deite o preparado num tabuleiro untado e polvilhado (deve ficar um pouco espesso) e leve a cozer em forno quente (200ºC) 15 a 20 minutos. Desenforme e corte o bolo em quadrados pequenos. Coloque os bolinhos em caixinhas de papel frisado. Isabel Barrionuevo Almuzara 2º Básico BACALHAU À BRÁS Fátima Piñero Carrero 2º Básico Ingredientes 400 g de bacalhau 500 g de batatas 6 ovos 3 cebolas 1 dente de alho Salsa, sal, pimenta, óleo, azeitonas pretas 3 colheres de sopa de azeite Confecção Demolha-se o bacalhau como habitualmente, retira-se-lhe a pele e as espinhas e desfia-se com as mãos. Cortam-se as batatas em palha e as cebolas em rodelas finíssimas. Pica-se o alho. Fritam-se as batatas em óleo bem quente só até alourarem ligeiramente. Escorrem-se sobre papel absorvente. Entretanto, leva-se ao lume um tacho, de fundo espesso, com o azeite, a cebola e o alho e deixa-se refogar lentamente até cozer a cebola. Junta-se, nesta altura, o bacalhau desfiado e mexe-se com uma colher de madeira para que o bacalhau fique bem impregnado de gordura. Juntam-se as batatas ao bacalhau e com o tacho sobre o lume deitam-se os ovos ligeiramente batidos e temperados com sal e pimenta. Mexe-se com um garfo, e logo que os ovos estejam em creme, mas cozidos, retira-se imediatamente o tacho do lume e deita-se o bacalhau num prato ou travessa. Polvilha-se com salsa picada e serve-se bem quente, acompanhado com azeitonas pretas. Continua

6 As receitas Confecção Descasque e corte o ananás em rodelas, guardando a rama. Com o açúcar, a água e umas gotas de sumo limão, faça um caramelo claro. Barre com o caramelo uma forma com buraco, deixe arrefecer e barre generosamente a forma com margarina ou manteiga. Cubra o fundo e as paredes da forma com as rodelas de ananás enxutas. Reserve. Bata muito bem o açúcar com a manteiga ou margarina até obter um creme fofo. Junte os ovos um a um batendo em cada adição. Adicione alternadamente o leite e a farinha misturada com o fermento. Deite a massa na forma e leve a cozer em forno quente/médio cerca de 40 a 50 minutos, convém verificar. Depois de cozido, desenforme e decore a parte superior com a rama do ananás. Ingredientes 1 ananás fresco 4 ovos 300 grs. de farinha de trigo 1 colher de sobremesa de fermento em pó 200 grs. de manteiga ou margarina 200 grs. de açúcar 2 dl de leite Para o caramelo 300 grs. de açúcar 1/2 limão 1 dl de água BOLO DE ANANÁS BOLO DO ALGARVE Ángela García Pérez 1º Básico Ingredientes 250 g de açúcar 250 g de farinha de trigo 1 colher de chá de fermento em pó 2 colheres de sopa de manteiga 2 dl de mel 5 ovos Raspa da casca de 1 limão Confecção Batem-se os ovos com o açúcar cerca de 10 minutos, juntam-se pouco a pouco o mel, a manteiga e a raspa do limão Quando tudo estiver bem ligado deita-se- lhe a farinha misturada com o fermento, batendo sempre a massa Deite o preparado numa forma previamente bem untada com manteiga. Leve a cozer em forno regular Carmen Jubete Benavides 1º Básico PASTÉIS DE BELÉM Patricia Rodríguez Valbuena 1º Intermédio Ingredientes para a massa folhada 250 grs. de farinha de trigo 1 gema 150 grs. de margarina de folhados água com 1 pitada de sal Para o recheio 5 dl de natas 9 gemas de ovos 9 colheres de sopa de açúcar Confecção Faz-se um monte com a farinha e, no centro desta, vai-se deitando, além da gema, a água necessária para que fique uma massa sobre o tenro. Estende-se por três vezes e, em cada volta, espalham-se 50 grs. de margarina sobre a massa. Dão-se duas voltas dobrando a massa (1/3 da superfície desta) da direita sobre a esquerda, depois da esquerda sobre a direita e, com uma vira-volta, vira-se a parte do fundo para a frente, antes de tornar a estender; a massa não precisa de descansar e na terceira volta, em vez de lhe dar as dobras, enrola-se com um tapete. Corta-se o rolo de massa em fatias com 2 cm. de intervalo, se as formas forem pequenas, e um pouco mais largas, se as formas forem maiores. Põe-se uma rodela de massa em cada forma e estende-se com os dedos polegares para forrar a forma toda. O recheio: Batem-se as gemas, as natas e o açúcar e leva-se para engrossar em banho- maria. Depois deste creme ter arrefecido, deita- se uma porção dentro de cada forma e levam-se estas ao forno até se apresentarem bem dourados. Continua

7 As receitas Confecção Põe-se a ferver num tacho a aletria com o leite, o açúcar, a casca de limão e a manteiga. Deixa-se ferver até que a aletria tenha absorvido todo o leite. Junta-se então 5 gemas de ovos bem batidas, mexendo até estarem as gemas cozidas. Põe-se numa travessa, retirando a casca do limão. Depois de estar na travessa, se gostar, pode polvilhar com canela em pó. Ingredientes 200 gr aletria 7,5 dl leite 300 gr açúcar Casca de limão 5 ovos 150 gr manteiga sin sal ALETRIA BOLINHOS DE BACALHAU Gabriela da Cunha e Alice Ferreira Carvalhinhos (1º Intermédio) Ingredientes (para 10 pessoas) 1 kg de bacalhau (salgado) 1 kg de batatas 2 gemas ovos q.b. 1 cebola pequena salsa q.b. sal ao paladar pimenta ao paladar Confecção Coze-se o bacalhau, previamente limpo de peles e espinhas, que, a seguir, se põe num recipiente com água, onde se tritura com a varinha, até que o bacalhau fique bem desfeito. Lava-se bem para extrair um pouco de sal, espreme-se com firmeza e junta-se às batatas, entretanto cozidas e passadas pelo o passe-vite. Em seguida, adicionam-se a cebola e a salsa - muito bem picadinhas-, um ovo inteiro (ou mais, se considerado necessário) e duas gemas, amassando-se tudo muito bem (com as mãos), após o que se tempera com sal e pimenta a gosto. Depois de rectificados os temperos e de tudo muito bem amassado e fofinho, formam-se bolinhos usando duas colheres de sopa e vão a fritar em óleo bem quente. Manuel Zúñiga González 1º Básico RISSÓIS APETITOSOS Gabriela da Cunha Ingredientes (para a massa) 300 g de farinha 1 colher de café de sal 150 g de manteiga ou de margarina 1,5 dl de água Para o recheio 250 g de carne de vaca picada 1 cebola pequena 1/4 de pimento verde 1 tomate 1 colher de sopa de farinha 1 dl de caldo de carne sal, pimenta 2 colheres de sopa de sultanas 2 colheres de sopa de amêndoas picadas 1 gema Confecção Prepare a massa quebrada Numa frigideira e sobre lume forte salteie a carne na manteiga até se apresentar regularmente castanha. Retire a carne e na mesma gordura aloure a cebola previamente picada. Junte o pimento picado e o tomate sem pele e sem sementes, também picado. Deixe cozinhar até os legumes estarem macios mas não desfeitos. Polvilhe com a farinha e deixe ganhar um pouco de cor. Regue com o caldo e deixe cozer e espessar. Tempere com sal e pimenta. Fora do lume junte as sultanas e as amêndoas. Deixe arrefecer. Estenda a massa, corte-a em rodelas e no centro de cada rodela disponha um pouco de recheio. Dobre a massa em meia-lua fazendo aderir as duas metades com a ajuda de um pouco de água ou de clara de ovo. Pincele os rissóis com a gema de ovo a que juntou uns pingos de água. Leve a cozer em forno quente (200ºC) até os rissóis se apresentarem bem louros. Continua

8 As receitas TARTE DE QUEIJO FRESCO Sonia Fernández Justel 2º Básico Ingredientes Massa 1 pacote de biscoitos de avelã 100 gramas de manteiga à temperatura ambiente Recheio 1 lata de leite condensado 250 gramas de queijo fresco 1 dl de natas 5 colheres de sopa de sumo de limão 1/2 pacote de gelatina de ananás rodelas de ananás e cerejas para decorar Confecção Massa. Triture os biscoitos com o rolo da massa. Misture-os com a manteiga até formar uma mistura homogénea. Reserve uma chávena de chá dessa mistura. Com a restante forre o fundo de uma forma de tarte desmontável e pressione bem com uma colher. Recheio. Passe o queijo num passador de rede e misture com as natas batidas. À parte, misture o leite condensado com o sumo de limão. Junte a mistura de leite condensado com a mistura de queijo fresco e mexa bem. Misture 4 colheres de sopa de água à gelatina. Misture bem e dissolva em banho-maria. Junte a gelatina dissolvida com o recheio anterior e misture bem. Deite o recheio sobre a massa de tarte. Por cima, espalhe a massa que ficou reservada. Leve ao frigorifico e deixe de um dia para o outro. No momento de servir, desenforme e decore com rodelas de ananás e cerejas. Fim CANUDINHOS ASSADOS Alice Ferreira Carvalhinhas 1º Intermédio Ingredientes Massa 1 chávena de açúcar 1 ovo 1 colher de sopa não muito cheia de manteiga 1 colher de chá rasa de bicarbonato 1 colher de chá rasa de sal 1 colher de sopa de mel 3/4 chávena de leite Sumo de meio limão Farinha até dar o ponto (cerca de 4 chávenas) Recheio 1 lata de leite condensado 1 1/2 medida de leite 3 gemas Raspas e sumo de um limão 2 colheres cheias de amido de milho Confecção Massa. Bata o ovo com o açúcar e a colher de manteiga, até ficar liso. Junte o bicarbonato e o sal. Misture bem. Junte o leite, parte da farinha e o sumo de limão. Misture. Vá adicionando farinha, até formar uma massa macia mas que forme uma bola. Unte com manteiga canudinhos de metal. Abra a massa com um rolo, enfarinhando a superfície, na espessura de meio centímetro. Corte em tiras e enrole em torno do canudinho, sem chegar até a borda. Pincele com gema e leve ao forno bem quente para assar, até corar. Recheio. Bata ligeiramente as gemas. Junte o leite condensado, o leite (reserve 1/4 de chávena), as raspas de limão e leve ao fogo até começar a ferver. Junte o amido de milho dissolvido no leite reservado. Cozinhe, misturando sempre, para não formar grumos. Retire do fogo, junte o sumo de limão e misture bem. Ainda quente, com a ajuda de uma colher, despeje o creme dentro dos canudos. Coloque-os numa tigela ou forma, inclinados, com a boca para cima, até o creme arrefecer um pouco e endurecer. Podem ser comidos ainda mornos, mas é melhor depois de algumas horas, porque a massa amolece um pouco, por causa da humidade do creme, ficando bem macia. Em vez de limão, o creme pode ser feito com baunilha, coco, chocolate…


Carregar ppt "Um Natal espantoso 18 dezembro 2008 Continua. Há um costume universal: celebrar as festas comendo e bebendo. No passado dia 18 de Dezembro, as três turmas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google