A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

...QUEM NÃO AMA NÃO MATA... Temporada 2010 Projeto contemplado pela Lei Rouanet.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "...QUEM NÃO AMA NÃO MATA... Temporada 2010 Projeto contemplado pela Lei Rouanet."— Transcrição da apresentação:

1 ...QUEM NÃO AMA NÃO MATA... Temporada 2010 Projeto contemplado pela Lei Rouanet

2 Apresentação Depois de grande sucesso em sua primeira montagem no ano de 2000, na cidade de Salvador, chega aos palcos paulistas mais um espetáculo da Asa Produções Culturais, “QUEM NÃO AMA NÃO MATA”. Sendo assim, este projeto tem por finalidade a montagem e temporada inicial de três meses do texto acima mencionado, uma tragicomédia musical, de autoria de Cláudio Simões, com direção de Fernando Guerreiro, com musicas do cantor e compositor Lupicínio Rodrigues e produzida por Ubirajara Sad Saide, diretor da Asa Produções Culturais. O espetáculo será composto por três atores / cantores, ainda em fase de definição. Quem Não Ama Não Mata, é uma história de amor disfarçada de comédia policial Depois da temporada na cidade de São Paulo, a produção pretende fazer uma temporada na cidade do Rio de Janeiro, ainda em 2010.

3 OBJETIVO Este projeto tem por finalidade a montagem e temporada inicial de três meses do texto teatral “Quem não Ama Não Mata”, uma tragicomédia musical, de autoria de Cláudio Simões, com direção de Fernando Guerreiro. Um dos nossos objetivos é o de formação de público, viabilizando a vinda ao teatro através de sessões a preços populares e convites, confirmando assim, nossa visão estratégica de ser esse o momento certo para a realização desta montagem. A estréia acontecerá na cidade de São Paulo, em teatro ainda a ser definido. Serão 36 (trinta e seis) espetáculos realizados no período de 3 meses, sendo 12 (doze) apresentações mensais. A estimativa de público será de aproximadamente (dezoito mil) espectadores por toda a temporada. Ao todo serão 40 (quarenta) profissionais envolvidos direta e indiretamente na realização e produção e aproximadamente 12 (doze) profissionais envolvidos durante a temporada. Esse projeto visa levar um espetáculo de altíssima qualidade a preços acessíveis/populares ou sem cobrança de ingresso, não só para os freqüentadores de teatro, mas também a pessoas que normalmente não teriam acesso para assistir a um espetáculo de qualidade.

4 JUSTIFICATIVA O teatro musical no Brasil teve grande importância no fim do século passado bem como no começo desde século, com o nome de teatro de REVISTA, que estava para a sociedade brasileira como os espetáculos da Broadway estão para a sociedade americana, mostrando contexto social e sendo entretenimento para toda família. No dia dos namorados, três pessoas – Juliano, um juiz, Beth, uma psicóloga, e Lucinha, recepcionista do consultório de Beth – encontram-se no meio da tarde em uma chácara abandonada, a Chácara Felicidade. Cada um deles pensa que o encontro foi marcado pelo outro, mas logo percebem que foram enganados, que o encontro é uma armadilha armada por alguém que eles não sabem quem. Horas depois, no início da noite, Gonzaga Dutra, apresentador de um programa de rádio, dá no ar a notícia: um corpo crivado de balas foi encontrado no fim da tarde, na Chácara Felicidade; a vítima ainda não foi identificada pela polícia, mas, junto ao corpo, encontrava-se um cartão com as palavras “Te amo para sempre”, sem assinatura. A partir daí, a ação recua para a semana santa, e passamos a acompanhar as vidas de Juliano, Beth e Lucinha nos meses que antecedem o crime. Acompanhando tanto as notícias do rádio quanto as vidas dos três casais, o público se verá diante de uma história de amor policial em que a grande pergunta não é somente a clássica "Quem matou?". Em Quem Não Ama Não Mata, o público é também instigado a tentar responder: "Quem morreu?“.

5 JUSTIFICATIVA cont. Juliano tem um casamento aparentemente tranqüilo com Julia, uma ex-atriz, decoradora de ambientes. Mas algo o incomoda: Julia assegura que nunca o mataria, mesmo se o pegasse na cama com outra mulher. Juliano vê, nessa passividade da esposa, um indício de que ela não o ama mais. “Quem não ama não mata”, diz ele a sua terapeuta, a psicóloga Bete. Beth vive um fervoroso romance com a juíza Cândida. Mas é a primeira vez que Beth tem uma relação com uma mulher, e isto a deixa tão perturbada que ela não consegue assumir o romance. Cansada da indefinição da parceira, Cândida abandona Beth, mas esta, rejeitada, descobre-se ainda mais apaixonada pela juíza. O abandono de Cândida desestrutura Beth tão fortemente que a psicóloga chega a negligenciar o trabalho, perdendo alguns pacientes, o que preocupa sua atendente, Lucinha. Lucinha vive insatisfeita com o marido, Zé, trabalhador de uma fábrica do Pólo Petroquímico de Camaçari, região metropolitana de Salvador. Num casamento sem filhos, Zé vive confortavelmente com seu salário e é apaixonado por aparelhos eletrônicos. Mas já está numa fase de seu casamento com Lucinha em que o desejo pela esposa arrefeceu, o que faz com que Lucinha fique extremamente carente, pois o marido parece se interessar muito mais pelo carro, pelo futebol com os amigos, pelos aparelhos eletrônicos do que por ela.

6 JUSTIFICATIVA cont. Assim como na montagem baiana, o diretor pretende incorporar à trama canções de Lupicínio Rodrigues. As letras rasgadamente românticas, de um amor torturado, do compositor gaúcho encaixam-se com uma luva na composição destes personagens de “Quem Não Ama Não Mata” que são, sem sombra de dúvidas, movidos pela paixão e assim, as relações entre esses personagens também mudam o ritmo de folhetim. Muita intriga e manipulações vão envolver o espectador de maneira vertiginosa. Montar “Quem Não Ama Não Mata” em São Paulo em 2009/2010 significa para a produção, não somente a montagem de mais um espetáculo, mais também o de dar acesso a um público que normalmente não freqüenta uma casa de espetáculo, através de sessões a preços populares. Além de a montagem ser importante, empregaremos durante aproximadamente 05 meses (dois meses de ensaio e três meses de temporada) 40 profissionais entre produção, montagem e temporada, trazendo a estes profissionais além do emprego a reciclagem e a troca com os profissionais que estarão coordenando o projeto.

7 Sinopse Quem Não Ama Não Mata” é uma história de amor disfarçada de comédia policial. No dia dos namorados, três pessoas – Juliano, um juiz, Beth, uma psicóloga, e Lucinha, recepcionista do consultório de Beth –encontram-se no meio da tarde em uma chácara abandonada, a Chácara Felicidade. Cada um deles pensa que o encontro foi marcado pelo outro, mas logo percebem que foram enganados, e que o encontro era uma armadilha armada por alguém que eles não sabem quem. Horas depois, no início da noite, Gonzaga Dutra, apresentador de um programa de rádio, dá no ar a notícia: um corpo crivado de balas foi encontrado no fim da tarde, na Chácara Felicidade; a vítima ainda não foi identificada pela polícia, mas, junto ao corpo, encontrava-se um cartão com as palavras “Te amo para sempre”, sem assinatura. A partir daí, a ação recua para a semana santa, e passamos a acompanhar as vidas de Juliano, Beth e Lucinha nos meses que antecedem o crime. Juliano tem um casamento aparentemente tranqüilo com Julia, uma ex-atriz, decoradora de ambientes. Mas algo o incomoda: Julia assegura que nunca o mataria, mesmo se o pegasse na cama com outra mulher. Juliano vê, nessa passividade da esposa, um indício de que ela não o ama mais. “Quem Não Ama Não Mata”, diz ele a sua terapeuta, a psicóloga Beth. Beth vive um fervoroso romance com a juíza Cândida. Mas é a primeira vez que Beth tem uma relação com uma mulher, e isto a deixa tão perturbada que ela não consegue assumir o romance.

8 Sinopse - cont. Cansada da indefinição da parceira, Cândida abandona Beth, mas esta, rejeitada, descobre-se ainda mais apaixonada pela juíza. O abandono de Cândida desestrutura Beth tão fortemente que a psicóloga chega a negligenciar o trabalho, perdendo alguns pacientes, o que preocupa sua atendente, Lucinha. Lucinha vive insatisfeita com o marido, Zé, trabalhador de uma fábrica do Pólo Petroquímico de Camaçari, região metropolitana de Salvador. Num casamento sem filhos, Zé vive confortavelmente com seu salário e é apaixonado por aparelhos eletrônicos. Mas já está numa fase de seu casamento com Lucinha em que o desejo pela esposa arrefeceu o que faz com que Lucinha fique extremamente carente, pois o marido parece se interessar muito mais pelo carro, pelo futebol com os amigos, pelos aparelhos eletrônicos do que por ela. As histórias destes três casais se cruzam e têm seu desfecho no dia dos namorados, com o crime da Chácara Felicidade, sobre o qual o público continua recebendo informações através do programa de rádio de Gonzaga Dutra. Acompanhando tanto as notícias do rádio quanto as vidas dos três casais, o público se verá diante de uma história de amor policial em que a grande pergunta não é somente a clássica "Quem matou?". Em “Quem Não Ama Não Mata”, o público é também instigado a tentar responder: "Quem morreu?" Assim como na montagem baiana, o diretor pretende incorporar à trama canções de Lupicínio Rodrigues. As letras rasgadamente românticas, de um amor torturado, do compositor gaúcho encaixam-se com uma luva na composição destes personagens de Quem Não Ama Não Mata, que são, sem sombra de dúvidas, movidos pela paixão.

9 ACESSIBILIDADE Para garantir o acesso aos portadores de necessidades especiais, o espetáculo será apresentado em local (teatro) totalmente adaptado para portadores de necessidades especiais, conforme rege as leis em vigor para casas de espetáculo, como, rampas de acesso para cadeirantes e lugares reservados para deficientes físicos, bem como instalações adequadas de banheiros.

10 DEMOCRATIZAÇÃO Realizar um espetáculo desse porte só é possível através de leis de incentivo, que possibilite e viabilize, não só a produção de montagem como também toda temporada, sendo assim, ao sermos patrocinados, teremos a possibilidade de termos um valor de ingresso a preços populares que possibilite a vinda de um maior numero de espectadores, de todas as classes sociais e de todas as faixas etárias, procurando atingir principalmente a um público que normalmente não tem acesso a grandes montagens de entretenimento. Queremos também, garantir a vinda ao espetáculo de comunidades carentes (comunidades estas ligadas a Escola de Samba Rosas de Ouro que fazem parte do Projeto Social desenvolvido na escola), disponibilizando para isso, cotas de ingressos, inteiramente gratuitos, fomentando ainda mais nosso desejo de abranger um maior numero de espectadores.

11 ETAPAS 1.Início de Pré- Produção (28/11/2009) 2.Inicio dos ensaios (06/12/2009) 3.Início da divulgação do espetáculo (10/01/2010) 4.Final dos ensaios (10/ 02/2010) 5.Início do espetáculo (11/02/2010) 6.Término do espetáculo (02 /05/2010)

12 Ficha Técnica – Autor: Claudio Simões – Direção Cênica: Fernando Guerreiro – Diretor Musical: Celso Rangel – Direção Vocal: Adriano DiSidney – Coreografia: Vyvian Albouquerque – Cenografia: Euro Pires – Figurinos: Rita Benitez – Desenho de Luz: Guilherme Bonfanti – Musicas: Lupicínio Rodrigues Para o elenco a produção do espetáculo tem a intenção de nomes como: – Emanuelle Araújo - Talma de Freitas - Neusa Romano - Adriana Lessa – Luiz Araújo - Tiago Martins - Tiago Fragoso - Vladimir Brichta Equipe de Produção: – Valdir Archanjo, Bira Saide, Rita Benitez, Sergio Baptista Realização: – Asa Produções Culturais & Cia Catar das Artes

13 Público Alvo O espetáculo “QUEM NÃO AMA NÃO MATA” visa atingir dois públicos distintos: adultos e adolescentes a partir de 14 anos. O público adulto é formado por: – Freqüentadores habituais de teatro, formadores de opinião e exigentes em suas escolhas. – Admiradores de musicas brasileiras e também de espetáculos inéditos na cidade de São Paulo, como é o caso de “Quem Não Ama não mata. – O público adolescente é formado por estudantes da rede pública e privada. – E um publico bem específico que são os clientes e/ou funcionários das empresas patrocinadoras, como forma de Marketing de Relacionamento.

14 Leis de Incentivo à Cultura O projeto “QUEM NÃO AMA NÃO MATA” está habilitado a captar recursos nas Leis de Incentivo a Cultura: Pronac valor aprovado: R$ ,00 Rouanet – Lei Federal nº 8.313/91 – E Aprovado em reunião da CNIC em outubro d 2010, enquadrado no artigo 18º, que prevê abatimento de 100% do valor patrocinado na parcela do imposto de renda devido, ou seja, do valor que a empresa deve pagar de imposto, pode ser retirado 4% e ser aplicado como patrocínio cultural.

15 Mídia Os logotipos dos Patrocinadores serão expostos, de acordo com sua participação nas cotas de patrocínio, nas seguintes mídias: – 1 anúncio de meia página na semana da estréia no jornal Folha de São Paulo – 04 anúncios no jornal Folha de São Paulo, no formato 18 X 24 cm de Quinta ou Sábado – 04 anúncios no Guia da Folha – Anúncios em vários veículos impressos (jornais e revistas de circulação em hotéis e condomínios) – Anúncios de página inteira no Guia de Teatro – 10 anúncios em Placas do Metro – Spots em rádio FM.

16 Peças de Divulgação Programa do espetáculo Folder Flayers Convites Cartões postais Placa de teatro Mídia eletrônica Fita de áudio e/ou vídeo das empresas patrocinadoras antes do início de cada sessão

17 PATROCÍNIO Lei Rouanet

18 LEI ROUANET Lei Rouanet - A Lei n° 8.313/91 permite que os projetos aprovados pela Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC) recebam patrocínios e doações de empresas e pessoas, que poderão abater, ainda que parcialmente, os benefícios concedidos do Imposto de Renda devido. Empresas que trabalham em lucro real podem abater em pessoa jurídica 4% do IR devido para patrocínios ou 6% em doação. As empresas que pagam o IR calculam o 4% sobre todo o trimestre e deduzem no pagamento do imposto relativo ao período. As empresas que pagam IR anual, com recolhimentos mensais presumidos ou estimados podem calcular os 4% sobre o IR de todo o ano, independentemente de pagamentos de impostos já realizados. Ao realizar esse investimento, as empresas podem deduzir o próximo pagamento relativo ao exercício.

19 Cota de Participação - Máster Valor a ser captado: R$ ,00 (Quatrocentos e Sessenta e Cinco mil reais) O patrocinador da Cota Máster terá sua Logomarca antes do título do espetáculo. – (ex: sua logomarca apresenta): – “QUEM NÃO AMA NÃO MATA” Sua logomarca será inserida em: – Todo material gráfico de acesso ao público, como: folders, filipetas, anúncios em jornais, revistas ou em qualquer forma de divulgação – 1 Sessão exclusiva para seus convidados e/ou clientes – Banner exclusivo no foyer do Teatro – Cotas de convites durante toda a temporada – Veiculação de um filme de até 15 segundos antes de cada apresentação – Descontos especiais de 50% (cinquenta) nos ingressos para todos os funcionários da empresa

20 Cota de Participação- Gold Valor a ser captado: De R$ ,00 (Setenta e Cinco mil reais) a ,00 (Duzentos mil reais) O patrocinador da Cota Gold terá sua Logomarca abaixo da logomarca do patrocinador – Exemplo: “QUEM NÃO AMA NÃO MATA ” – patrocínio (logomarca) e ( logomarca) Sua logomarca será inserida em: – Todo material gráfico de acesso ao público, como: folders, filipetas, anúncios em jornais, revistas ou em qualquer forma de divulgação – Banner exclusivo no foyer do Teatro – Cotas de convites para a estréia e durante toda a temporada – Veiculação de um filme de até 10 segundos antes de cada apresentação – Descontos especiais nos ingressos para todos os funcionários da empresa

21 Temporada 2010 Apos a temporada na cidade de São Paulo, a produção do espetáculo, pretende realizar uma temporada na cidade do Rio de Janeiro. A temporada na cidade do Rio de Janeiro, poderá acontecer no final do segundo semestre de 2010.

22 Fotos das últimas produções realizadas pelo proponente do projeto Tieta do Agreste – O Musical

23

24 Contato Produção Asa Produções Culturais Bira Saide - Valdir Archanjo Cia Catar das Artes Rita Benitez - Sergio Baptista Contato Captação Care & Dare Tamara


Carregar ppt "...QUEM NÃO AMA NÃO MATA... Temporada 2010 Projeto contemplado pela Lei Rouanet."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google