A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O VELHO QUE LIA ROMANCES DE AMOR • Débora Almeida • Ricardo Pires • Rita Meirinho.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O VELHO QUE LIA ROMANCES DE AMOR • Débora Almeida • Ricardo Pires • Rita Meirinho."— Transcrição da apresentação:

1 O VELHO QUE LIA ROMANCES DE AMOR • Débora Almeida • Ricardo Pires • Rita Meirinho

2 O velho António José Bolívar, e sua mulher, Dolores, tinham um desejo comum, o de ter um filho. Como não o conseguiam, resolveram mudar-se para a floresta amazónica, pois viram nesta, um ambiente propício à resolução do seu problema de infertilidade.

3 Enfrentaram várias dificuldades na adaptação, onde puseram à prova a sua própria sobrevivência. Passado algum tempo, a sua mulher morreu de malária, para grande tristeza do velho.

4 Após alguns anos, foi mordido por uma serpente e salvo por um shuar, o curandeiro que o levou para a sua aldeia, onde ficou a viver. Esta tribo, ensinou-o a sobreviver na selva. Um dia, um garimpeiro matou o seu amigo. Revoltado, o velho mata o garimpeiro com uma espingarda. Os shuar não concordaram com o seu acto e expulsaram-no da aldeia.

5 Foi a partir daqui que ele ficou sozinho, novamente sem amigos a viver na solidão, em El Idílio, aldeia onde se passa grande parte desta história. Foi nesta altura que António José Bolívar começou a ler romances de amor, para “matar” a solidão.

6 El Ilídio, era uma aldeia na floresta Amazónica, onde o instinto de sobrevivência e as diferenças de cultura provocavam conflitos constantes entre as tribos índias (os shuar e jíbaros) e os colonos brancos. Os garimpeiros que procuravam ouro nas margens do rio e os gringos que retiravam peles dos animais, consideravam os residentes uma ameaça.

7 Entre os colonos brancos destacam-se o dentista e o administrador da aldeia, o Babosa. Certo dia, os colonos encontraram um homem morto. O administrador, Babosa acusou os shuar de o terem morto, mas com a ajuda do velho perceberam que tinha sido uma onça.

8 Posteriormente, vieram a descobrir mais dois mortos nos arredores de El Ilídio. Uma vez que os mortos apresentavam o mesmo tipo de ferimentos, pensaram imediatamente na onça. Assim, partiram para uma expedição ao encontro da causadora das mortes.

9 Nesta expedição, António José Bolívar, mostrou grande conhecimento da floresta amazónica, por ter sido ensinado pelos shuar. Assim, Babosa, incumbiu-lhe a responsabilidade de coordenar a investigação deixando-o sozinho na floresta, pois este tinha medo da onça e de outros perigos que aí se encontravam.

10 Depois de um “jogo de esconde e foge” entre ele e a onça, o velho percebeu que o que a fêmea pretendia era que este acabasse com o sofrimento do macho que estava ferido, o velho respondeu dando-lhe um tiro certeiro.

11 Posteriormente refugiou-se perto do rio, debaixo de uma canoa. Quando adormeceu teve um sonho estranho com a onça, mas de repente acordou, e uma vez mais, a onça desafiou-o e este acabou por matá-la, não ficando convicto do acto que acabara de praticar.

12 Após ter cumprido a sua missão, triste e desiludido, voltou à sua choça, em El Ilídio, para a leitura dos seus romances de amor, como forma de fugir à solidão e esquecer a barbárie humana que considerava existir, na floresta Amazónica.

13 Ficha técnica: •Titulo da Obra: O Velho que lia Romances de Amor •Autor: Luís Sepúlveda •Editora: Porto Editora •Tradutor: Pedro Tamen •Edição: 2009 •Luís Sepúlveda, chileno, dedica este livro a Miguel Tzenke, um seu amigo, defensor da floresta amazónica.

14 FIM


Carregar ppt "O VELHO QUE LIA ROMANCES DE AMOR • Débora Almeida • Ricardo Pires • Rita Meirinho."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google