A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PATOLOGIA DO TECIDO ÓSSEO. Considerações gerais  Histofisiologia do tecido ósseo: osteoblasto, osteócito e osteoclasto  Exame na necropsia, histórico,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PATOLOGIA DO TECIDO ÓSSEO. Considerações gerais  Histofisiologia do tecido ósseo: osteoblasto, osteócito e osteoclasto  Exame na necropsia, histórico,"— Transcrição da apresentação:

1 PATOLOGIA DO TECIDO ÓSSEO

2 Considerações gerais  Histofisiologia do tecido ósseo: osteoblasto, osteócito e osteoclasto  Exame na necropsia, histórico, Raio X  PTH, calcitonina e vitamina D

3 Doenças metabólicas do tecido ósseo • Nutricional • Endócrina • Tóxica

4 Caracterizadas por osteopenia Osteoporose: massa óssea ( formação da matriz) • Causas: def. pt (+) •Primária - dieta (desnutrição) •Secundária – distúrbios gastrintestinais (enterite, parasitas, etc) • Outras: def. de Ca, inatividade física, administração descontrolada de estrógenos, menopausa (incorporação inadequada do Ca)

5  Macro:  Ossos corticais espessura e na porosidade  Ossos trabeculares: finos (desaparecer em pts)  Cavidade medular devido reabsorção e remoção óssea  Leves/fraturáveis

6  Micro:  Osteoblastos em < número  Trabéculas ósseas estreitas  Osso cortical fino com canais de Havers amplos  Evolução:  Jovens (reversível)  Adultos (+ irreversível)

7 2. Raquitismo / Osteomalácia  Pouca mineralização óssea  Causas:  Def. de vit. D  Def. de Ca e P na dieta  Desordens gastrintestinais  Doença renal crônica  Fluorose crônica

8 2. Raquitismo / Osteomalácia Macro: Macro:  Ossos moles (+ fraturáveis)  “Rosário raquítico”( cartilagens costo-condrais)  Deformidades e fraturas (compressão em vértebras )  Em adultos xifose e/ou escoliose ou fraturas patológicas

9 Micro: Micro:  Falha generalizada na ossificação endocondral (placa epifisária)  Metáfise com excesso de osteóide não-mineralizado (ilhas de condrócitos sobreviventes e fibrose)  Adulto – exceto lesões na placa que já está fechada

10 3. Osteodistrofia Fibrosa  Excessiva reabsorção óssea c/ conjuntivo  OF 1 a : hiperparatiroidismo primário (Adenomas)-rara em animais  OF 2 a : hiperparatiroidismo secundário

11  De origem renal:  IRC = hipofosfatúria e hipofosfatemia hipocalcemia – paratiróides - PTH - reabsorção óssea = OF  Cães e gatos (+jovens) – “Síndrome da Mandíbula de Borracha”  S/ regressão pois a lesão renal é progressiva

12  Nutricional:  Ca (dieta) – hipocalcemia = paratiróides - PTH - reabsorção óssea = OF  P (dieta) – hiperfosfatemia hipocalcemia - PTH - reabsorção óssea = OF  Equinos c/ dietas excessivas em grãos (+P e – Ca) e pobre em vegetais (pasto, fibras + Ca)  Ex: milho 0,002%Ca : 0,28%P; Alfafa 1,45%Ca : 0,3%P  Cães (muita carne fresca s/ suplementação)  Carne 1Ca : 23P; Fígado 1Ca : 51P

13  OF hiperostótica – “ Cara inchada dos equinos”  OF hipostótica – Claudicação • LESÕES DE OF • Reabsorção óssea: fraturas • Fibrose • Hemorragia

14 OSSOS LESADOS OSSOS LESADOS • Osso alveolar da mandíbula • Osso do crânio • Costelas • Vértebras e ossos longos PODE SER: PODE SER: 1. Hipostótica 2. Isostótica 3. Hiperostótica (2,1,3)

15 4. Osteonecrose  Vit. D, corticóides, flúor, Pb, Zn, etc.  Retarda a atividade de osteócitos e morte  Micro  Lacunas osteicíticas vazias (matriz desintegra)

16 Caracterizadas por Osteomegalia 1. Osteopetrose:  Excesso de tecido ósseo por volume unitário de osso  Causas:  Excesso de vit. D – hipercalcemia, calcificação de tecidos moles, osteonecrose e osteopetrose

17 Plantas calcinogênicas 1. Solanum malacoxylon (10xD) 2. Nierembergia veitchii 3. Cestrum diurnum 4. Triscetum flavescens ( 1, 3, 2, 4)

18  Retardamento ou parada da reabsorção  Dose prolongada = osteonecrose (osteoclasia = necrose)  Ossos longos + afetados OBS: Calcinose enzoótica – artérias, válvulas cardíacas, rins, pulmões, erosões articulares, etc. EFEITOS

19 2. Osteodistrofia Fibrosa Curada:  Mineralização da matriz

20 Inflamação – Osteíte – Periosteíte – Osteomielite * necrose, remoção óssea, produção compensatória  Causas:  + bactérias (A pyogenes, piogênicas), vírus, fungos, protozoários  Vias:  Direta, adjacentes

21  Ex:  Osteomielite e periodontite mandibular em bovinos – actinomicose – A. bovis  Ulceração de mucosa e erupção dentária – penetra – piogranulomatosa, necrose, perda e neoformação óssea, cicatrização, abcessos e fístulas, mandíbula irregular, queda de dentes

22 Ex 2: Osteomielite hematógena – jovens, área metafisária de ossos longos e vértebras Osteomielite hematógena – jovens, área metafisária de ossos longos e vértebras  Fino leito capilar, angulação aguda dos vasos, fluxo lento, baixa capacidade fagocitária, pobre circulação colateral  Obstrução de vasos e necrose contribui, exsudato depende do agente( purulento)  Mais em animais de Fazenda

23  Ex 3:  Osteomielite vertebral hematógena –  A pyogenes – debilidade e paralisia de posterior em suínos – bacteremia de lesões traumáticas de pele, cauda ou cascos (1 a podem estar curadas)  + abscedativa = fraturas patológicas com deslocamento da vértebra e compressão de medula, exsudato empurra periósteo comprimindo, abscessos paravertebrais. Bezerros (onfaloflebite abscedativa)

24 NeoplasiasPrimárias: – Fibrossarcoma – Condroma – Condrossarcoma – Osteoma – Osteossarcoma Metástases


Carregar ppt "PATOLOGIA DO TECIDO ÓSSEO. Considerações gerais  Histofisiologia do tecido ósseo: osteoblasto, osteócito e osteoclasto  Exame na necropsia, histórico,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google