A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Política de Qualificação da Saúde Suplementar Resultados da Segunda Fase Nova perspectiva no processo de regulação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Política de Qualificação da Saúde Suplementar Resultados da Segunda Fase Nova perspectiva no processo de regulação."— Transcrição da apresentação:

1 Política de Qualificação da Saúde Suplementar Resultados da Segunda Fase Nova perspectiva no processo de regulação

2 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Avanços Implementação de condições objetivas para o aperfeiçoamento da regulação indutora e normativa da ANS Indicação da importância do Sistema de Informação, como insumo estratégico de análise do setor e da tomada de decisão, estabelecendo as condições para a implantação do TISS Ações efetivas das operadoras na melhoria da qualidade dos dados constantes nos sistemas de informação da ANS

3 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Avanços Ampliação do debate sobre modelo de atenção à saúde, fundamentado na linha de cuidado Explicitação da necessidade de se adotar ações de promoção à saúde e prevenção de doenças e de regulação assistencial Potencialização do trabalho integrado de todas as Diretorias da ANS, com articulação junto ao Ministério da Saúde e instituições de referência

4 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Avanços Ampliação da agenda para a definição de diretrizes para incorporação e avaliação de tecnologias em saúde Desenvolvimento de pesquisas e acúmulo de maior conhecimento do setor Construção do setor da suplementar como pertencente ao campo da produção da saúde Qualificação do processo regulatório

5 Indicadores da Segunda Fase

6 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Indicadores de Atenção à Saúde Linha materno - neonatal Taxa de natimortalidade Taxa de prematuridade Proporção de parto cesáreo Proporção de internações por gravidez terminada em aborto Proporção de Internações por Transtornos Maternos Hemorrágicos durante a Gravidez, Parto ou Puerpério Proporção de Internações por Transtornos Maternos Hipertensivos durante a Gravidez, Parto ou Puerpério Proporção de Internações por Transtornos Maternos Infecciosos durante o Puerpério

7 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Indicadores de Atenção à Saúde Linha cardiovascular Taxa de internações por doenças cerebrovasculares Taxa de internações por diabetes mellitus Taxa de internações por infarto agudo do miocárdio Taxa de internações por amputação de membros inferiores por diabetes mellitus

8 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Indicadores de Atenção à Saúde Linha neoplasias Taxa de Citologia Oncótica de Colo de Útero Taxa de Mamografia Taxa de Internações por Neoplasia Maligna de Colo de Útero Taxa de Internações por Neoplasia Maligna de Cólon e Reto Taxa de Internações por Neoplasia Maligna de Mama Feminina Taxa de Internações por Neoplasia Maligna de Próstata

9 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Indicadores de Atenção à Saúde Linha saúde bucal Procedimentos Odontológicos Preventivos por Exposto Procedimentos de Periodontia por Exposto Consultas Odontológicas Iniciais por Exposto Procedimentos de Endodontia por Exposto Exodontias por Exposto

10 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Endividamento; Imobilização do Patrimônio Líquido; Liquidez Corrente; Liquidez Geral Ajustada Rentabilidade Despesa Assistencial Combinado Combinado Ampliado Enquadramento em Garantias Financeiras Liquidez de Necessidade de Capital de Giro Indicadores Econômico-Financeiro

11 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Indicadores Estrutura e Operação Proporção de Beneficiários de Planos Antigos Proporção de Permanência de Beneficiário Taxa de Variação de Beneficiários Taxas de Regularização Proporção do Tempo de Desistência do Beneficiário Índice de Ressarcimento Taxa de Internações de beneficiários na rede hospitalar do SUS

12 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Indicadores Satisfação dos Beneficiários Índice de Reclamações com Auto de Infração Índice de Reclamação – Processos Transitados em Julgado

13 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Avaliação da Qualidade das Operadoras Número de Indicadores por Dimensão e Fase. Dimensões Indicadores por Fase 1ª Fase2ª Fase3ª Fase Atenção à Saúde Econômico Financeiro 810 Estrutura e Operação 5710 Satisfação do Beneficiário 124 Total

14 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Critérios para Divulgação Resultados Gerais: Por segmento e porte das operadoras IDSS ponderado por nº de beneficiários Resultados Específicos: Lista por modalidade e porte das operadoras com intervalos de IDSS- 0├ 0,25; 0,25├ 0,50; 0,50 ├ 0,75 e 0,75 ├┤ 1,0 Lista das operadoras com IDSS= Zero por informação incompleta ou inexistente IDSS por Modalidade, Porte e Dimensão

15 Qualificação das Operadoras Resultados Gerais

16 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Operadoras Analisadas por Modalidade e Segmento - Ano de Análise: 2005 Fonte: SIB e CADOP.

17 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Resultados Fonte: CADOP - SIB Distribuição por modalidade das 906 operadoras avaliadas (ano base 2005)

18 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Resultados Fonte: CADOP - SIB Distribuição dos beneficiários das 906 operadoras avaliadas (ano base 2005)- N° de beneficiários –

19 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Resultados do IDSS Distribuição do Índice de Desempenho por Porte e Segmento, ponderado pelo n° de beneficiários Fonte: CADOP - DIOPS - FIP - SIP –SIB.

20 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Resultados do IDSS Distribuição do Índice de Desempenho por Dimensão e Segmento/Médico-Hospitalar, ponderado pelo n° de beneficiários Fonte: CADOP - DIOPS - FIP - SIP.SIB.

21 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Resultados do IDSS Distribuição do Índice de Desempenho por Dimensão e Segmento/ Exc. Odontológico, ponderado pelo n° de beneficiários Fonte: CADOP - DIOPS - FIP - SIP – SIB.

22 Qualificação das Operadoras Resultados Específicos

23 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Fonte: CADOP - DIOPS - FIP - SIP.SIB. AUTOGESTÃO Distribuição do Índice de Desempenho por intervalo- Ano base 2005

24 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Fonte: CADOP - DIOPS - FIP - SIP – SIB. AUTOGESTÃO Distribuição do Índice de Desempenho por Dimensão - Ano Base 2005

25 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Fonte: CADOP - DIOPS - FIP - SIP.SIB. Distribuição do Índice de Desempenho por intervalo- Ano Base 2005 AUTOGESTÃO PATROCINADA

26 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Fonte: CADOP - DIOPS - FIP - SIP – SIB. Distribuição do Índice de Desempenho por Dimensão- Ano Base 2005 AUTOGESTÃO PATROCINADA

27 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Fonte: CADOP - DIOPS - FIP - SIP.SIB. Distribuição do Índice de Desempenho por intervalo- Ano Base 2005 COOPERATIVA MÉDICA

28 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Fonte: CADOP - DIOPS - FIP - SIP – SIB. Distribuição do Índice de Desempenho por Dimensão- Ano Base 2005 COOPERATIVA MÉDICA

29 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Fonte: CADOP - DIOPS - FIP - SIP.SIB. Distribuição do Índice de Desempenho por intervalo- Ano Base 2005 FILANTROPIA

30 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Fonte: CADOP - DIOPS - FIP - SIP – SIB. Distribuição do Índice de Desempenho por Dimensão- Ano Base 2005 FILANTROPIA

31 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Fonte: CADOP - DIOPS - FIP - SIP.SIB. Distribuição do Índice de Desempenho por intervalo- Ano Base 2005 MEDICINA DE GRUPO

32 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Fonte: CADOP - DIOPS - FIP - SIP – SIB. Distribuição do Índice de Desempenho por Dimensão- Ano Base 2005 MEDICINA DE GRUPO

33 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Fonte: CADOP - DIOPS - FIP - SIP.SIB. Distribuição do Índice de Desempenho por intervalo- Ano Base 2005 SEGURADORA ESPECIALIZADA EM SAÚDE

34 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Fonte: CADOP - DIOPS - FIP - SIP – SIB. Distribuição do Índice de Desempenho por Dimensão- Ano Base 2005 SEGURADORA ESPECIALIZADA EM SAÚDE

35 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Fonte: CADOP - DIOPS - FIP - SIP.SIB. Distribuição do Índice de Desempenho por intervalo- Ano Base 2005 COOPERATIVA ODONTOLÓGICA

36 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Fonte: CADOP - DIOPS - FIP - SIP – SIB. Distribuição do Índice de Desempenho por Dimensão- Ano Base 2005 COOPERATIVA ODONTOLÓGICA

37 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Fonte: CADOP - DIOPS - FIP - SIP.SIB. Distribuição do Índice de Desempenho por intervalo- Ano Base 2005 ODONTOLOGIA DE GRUPO

38 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Fonte: CADOP - DIOPS - FIP - SIP – SIB. Distribuição do Índice de Desempenho por Dimensão- Ano Base 2005 ODONTOLOGIA DE GRUPO

39 Qualificação da Saúde Suplementar - Nova perspectiva no processo de regulação Metas Operadoras: atuarem como gestoras de saúde, oferecendo o conjunto de intervenções necessárias à promoção e recuperação da saúde do beneficiário Prestadores: atuarem como produtores do cuidado de saúde articulando os diferentes saberes e tecnologias na perspectiva de uma atenção integral às necessidades do beneficiário Beneficiários: serem usuários com consciência sanitária ANS: aprimorar-se como órgão qualificado e eficiente para regular um setor que objetiva produzir saúde

40 Diretoria Colegiada Grupos Executivo e Técnico da Política da Qualificação


Carregar ppt "Política de Qualificação da Saúde Suplementar Resultados da Segunda Fase Nova perspectiva no processo de regulação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google