A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O que é o M.A.S.P. ? M.A.S.P. significa Metodologia de Análise e Solução de Problemas. M.A.S.P. é uma metodologia que baseia- se na obtenção de fatos que.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O que é o M.A.S.P. ? M.A.S.P. significa Metodologia de Análise e Solução de Problemas. M.A.S.P. é uma metodologia que baseia- se na obtenção de fatos que."— Transcrição da apresentação:

1 O que é o M.A.S.P. ? M.A.S.P. significa Metodologia de Análise e Solução de Problemas. M.A.S.P. é uma metodologia que baseia- se na obtenção de fatos que justifiquem ou comprovem teorias ou hipóteses previamente levantadas. É um método científico, que apesar de lógico e natural, surgiu como conseqüência dos estudos de Descartes. É portanto um método cartesiano.

2 Qual é a aplicação do M.A.S.P. ? M.A.S.P. é aplicado, como o próprio nome já indica, na identificação e solução de problemas complexos onde diversas variáveis estão envolvidas. O M.A.S.P. é uma espécie de relato histórico nas atividades para melhoria da qualidade.

3 Outras denominações para o M.A.S.P.  MSP - Método de Solução de Problemas;  Q C ou QI Story;  MAMP - Método de Análise e Melhoria de Processos;  PDCA de solução de problemas;  PDCA de melhorias;  TASP - Técnica de Análise e Solução de Problemas;  8D - Oito Disciplinas (automobilística).

4 Outros métodos  Método KKD ( Keiken-Kan-Dokoyo – Experiência-Intuição-Coragem): neste método as contra medidas são tomadas de forma intuitiva. Em caso de acerto, a solução é rápida mas isto raramente acontece, é quase como acertar na loteria. Método teórico de inferência: é um método dedutivo de solução de problemas. O seu defeito é exigir um amplo conhecimento sobre o assunto, dificultando a tomada de contramedidas mesmo quando a causa é descoberta.

5

6 Passo 1: Identificação do problema: identificar e definir claramente o problema. Atividades:  Demonstrar que o problema a ser atacado tem maior importância que qualquer outro;  Demonstrar os aspectos históricos do problema levantando a seqüência como o problema vem ocorrendo;  Expresse em termos concretos os resultados do baixo desempenho, demonstrando as perdas na situação atual e o quanto precisa ser melhorado;

7  Defina a meta ou objetivo. A indicação das metas ou objetivos acerca do problema deve levar em conta a sua exiquibilidade, ou seja, metas impossíveis ou objetivos ideais devem dar lugar a propostas passíveis de obtenção, tanto em termos econômicos quanto técnicos;  Defina o responsável a assumir a tarefa; se conduzida por uma equipe, designe os membros e o líder;

8  Estime ou, na medida do possível, defina uma proposta orçamentária para a melhoria a ser buscada;  Estabeleça um cronograma. A definição de um cronograma, com uma data limite para a solução do problema, é muito importante. Caso contrário, teremos sempre problemas com baixo nível de prioridade.

9 Passo 2: Observação: Investigar as características específicas do problema com uma visão ampla e sob vários pontos de vista ou, em suma, conhecer melhor o problema. Atividades: Planejar o que será verificado na área de trabalho. Utilize o método 5W 1H; Investigar os quatro pontos básicos (tempo,local, tipo e sintomas) para descobrir as diversas formas do problema;

10 Tempo - diferenças entre turnos, dias da semana, horários, estações do ano. Local - diferenças quanto a localização dos defeitos no produto, localização do produto defeituoso no processo ou equipamento de produção, etc. Tipo - diferenças quanto a fração defeituosa de produtos provenientes de diferentes fornecedores ou processos. Sintoma - tipos de superfície em que o defeito aparece, suas diferentes formas e tamanho, como estão agrupados.

11  Identificar e obter a informações que não podem ser extraídas de planilhas ou formulários existentes, ou seja, verificar no local de trabalho envolvendo as pessoas ligadas ao problema;

12 Passo 3: Análise: determinar as causas fundamentais do problema. Atividades:  Relacionar as hipóteses (selecionar as maiores candidatas às causas fundamentais). Desenvolver um diagrama de causa e efeito de forma a reunir todo o conhecimento acerca das possíveis causas e selecionar, no diagrama, aqueles elementos que se apresentam com elevada possibilidade de serem as causas fundamentais;

13  Testar as hipóteses. A partir dos elementos identificados no diagrama estabelecer os planos necessários para confirmar os efeitos de tais elementos no problema, através da obtenção de novos dados ou por experimentação.

14 Passo 4: Ação: agir para eliminar ou bloquear as causas fundamentais do problema. Atividades:  Uma perfeita distinção deve ser feita entre as ações tomadas como correção imediata e aquelas tomadas como de natureza preventiva (eliminação das causas);  Elaborar, para cada causa fundamental, uma solução viável e planejar a sua execução;

15  Assegurar que as ações não irão produzir efeitos colaterais. Caso isto venha a ocorrer, outras ações devem ser adotadas ou ainda definir medidas contra os efeitos colaterais;  Orientar e treinar as pessoas e executar o plano de ação conforme o planejado.

16 Passo 5: Verificação: confirmar a eficácia da ação tomada. Atividades:  Verificar, através de resultados numéricos, se a meta estabelecida foi alcançada com a implementação do plano de ação;  Converta, sempre que possível, os resultados em valores financeiros para apresentar a gerência;

17 Passo 6: Padronização: eliminação permanente da causa ou prevenção contra o reaparecimento do problema. Atividades:  Comprovado o bloqueio da causa, elaborar os novos procedimentos operacionais;  Treinar as pessoas que irão executar o novo procedimento;  Implantar e monitorar na área o cumprimento dos novos procedimentos.

18 Passo 7: Conclusão: recapitular as atividades desenvolvidas e planejar para o futuro. Atividades: * Reunir os problemas remanescentes. Via de regra a solução de um problema dificilmente conduz a perfeição. Assim, não é adequado buscar a perfeição plena ou continuar no mesmo tema por um período muito longo; * Planeje o que deve ser feito para resolvê-los. Estabeleça planos do que fazer futuramente com os planos remanescentes;

19 * Reflita sobre a eficiência da metodologia seguida para a solução do problema, de forma a identificar atividades para a melhoria da mesma. Esta revisão deve ser feita mesmo que o problema tenha uma solução satisfatória e, particularmente, nos casos em que o limite de tempo foi ultrapassado; * Concluir e divulgar o relatório final.

20 Quais ferramentas da qualidade utilizar no MASP ? Não existe receita para se saber qual a ferramenta da qualidade adequada em cada fase do MASP. Tudo vai depender do problema envolvido no projeto, das informações e dados históricos disponíveis, e do conhecimento que se tem do processo em questão, em cada etapa. O quadro a seguir é um resumo das principais ferramentas da qualidade, tendo em vista sua seleção para ser utilizada no MASP.

21 FASES DO MASP FERRAMENTAS ÚTEIS Listar e priorizar problemasBrainstorming ou Multivoting Análise de Pareto Matriz GUT Matriz BASICO Análise dos sintomasAnálise de Pareto Fluxograma Coleta de dados Formulação de teoriasBrainstorming ou Multivoting Fluxograma Causa e efeito Estratificação

22 Testar as teoriasAnálise de Pareto Fluxograma Causa e efeito Estratificação Coleta de dados Histogramas Lista de verificação Identificar causas primáriasAnálise de Pareto Fluxograma Causa e efeito Estratificação Coleta de dados Histogramas

23 Implementar soluçõesAnálise de Pareto Fluxograma Coleta de dados Histogramas Diagrama de Árvore 5W+1H Gráficos para controle Lista de verificação Verificar desempenho eAnálise de Pareto Monitorar sistema de controle Coleta de dados Histogramas Diagrama de dispersão Gráficos para controle Estratificação Lista de verificação

24 Cuidados a serem tomados na utilização do MASP Não queime etapas. O método científico deve ser seguido dentro do raciocínio lógico natural. Observe as grandes barreiras. Dentre elas: a falta de tempo; a rotina normal; a falta de habilidade com ferramentas e a falta de habilidade para atuar como time. Cuidado com a tendência de adotar soluções prematuras sem base fatual para suporta-las. Não use posições pré-concebidas: o que precisamos é...; nosso problema é falta de...; se tivéssemos...

25 Pode-se trabalhar com sentimentos e opiniões, para ampliar o universo de observações. Entretanto, decisões devem ser tomadas com base em fatos. Uma informação, para ser válida, deve ser composta de dados e fatos que a evidenciem. Dados isolados nem sempre se constituem em informações passíveis de serem utilizadas.

26 Prepare-se para implementar as soluções. Busque acordo. Planeje e faça provisão de recursos. Teste antes de implementar. Registre todas as fases do método através de um histórico que possa sustentar uma apresentação para o grupo central, e gerar a conscientização das partes envolvidas.


Carregar ppt "O que é o M.A.S.P. ? M.A.S.P. significa Metodologia de Análise e Solução de Problemas. M.A.S.P. é uma metodologia que baseia- se na obtenção de fatos que."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google