A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Diagnósticos Diferenciais em Nefropatia Diabética Gisele Queiroz Nefrologia - HCFMUSP.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Diagnósticos Diferenciais em Nefropatia Diabética Gisele Queiroz Nefrologia - HCFMUSP."— Transcrição da apresentação:

1 Diagnósticos Diferenciais em Nefropatia Diabética Gisele Queiroz Nefrologia - HCFMUSP

2 Nefropatia Diabética  Complicação comum do diabetes tipo 1 e tipo 2  Prevalência de micro ou macroalbuminúria em pacientes diabéticos é de cerca de 35%  Apresentação clássica na maioria dos pacientes: proteinúria (até síndrome nefrótica), hipertensão e perda lenta e progressiva de função renal

3 Quando suspeitar da presença de outra patologia glomerular em diabéticos?  Curso clínico não compatível com a evolução habitual da glomeruloesclerose diabética  Achado de hematúria de origem glomerular  Síndrome nefrótica com função renal normal  Glomerulopatia sem outras lesões de órgãos-alvo

4 Diagnóstico Diferencial em ND  Estatísticas mostram prevalência variável de glomerulopatias em biópsias de pacientes diabéticos, com variações de 30 até 60% dos casos biopsiados.  A frequência do achado se correlaciona amplamente com os critérios utilizados para a indicação de biópsia (maior ou menor restrição na indicação)

5

6 Diagnóstico Diferencial em ND  Grupo italiano que levantou quase 400 resultados de pacientes diabéticos submetidos a biópsia renal entre 1977 e 2000 em vários centros italianos.  Os centros foram divididos entre aqueles que realizavam biópsias com maior frequência (unrestriscted biopsy policy centers - CUPs) e com menor frequência (restricted biposy policy center - CRPs).

7 Critérios para Bx renal em DM2  CRPs(centers in Torino and Novara-Italy): - hematúria - sínd.nefrótica - proteinúria >2g/24h na ausência de DR - rápida perda da função renal - insuf. renal de origem inexplicada  CUP(centers in Bergano-Italy) - proteinúria>0,5g/24h sozinha ou associada com hematúria e/ou perda da função renal

8 Diagnóstico Diferencial em ND  Os achados foram divididos em: – Classe 1: alt. Glomerulares relacionadas ao diabetes – Classe 2: alt. Relacionadas à hipertensão – Classe 3: alt. Glomerulares não relacionadas ao diabetes (subdividas em classe 3a – com superposição com diabetes – e classe 3 b – sem superposição)

9

10

11 Conclusões  Os grupos não diferiam quanto ao grau de hipertensão, idade, sexo ou creatinina sérica  O grau de proteinúria era menor no grupo 2 (alterações da hipertensão) do que nos grupos 1 e 3 (diabetes e glomerulopatias). Entre os grupos 1 e 3, não houve diferença estatística.

12 Conclusões  As glomerulopatias mais frequentemente encontradas foram GN membranosa e nefropatia por IgA  Observou-se que a presença de hematúria e/ou proteinúria nefrótica, quando associada à ausência de retinopatia diabética, foi preditor de glomerulopatias em pacientes diabéticos tipo 2.

13 Casuística HC-FMUSP – Diagnósticos Diferenciais de Nefropatia Diabética em 6 anos  Análise retrospectiva de prontuários dos pacientes diabéticos submetidos a biópsia renal no HCFMUSP  Indicação de biópsia: diabéticos com apresentação / evolução atípicas  Entre 1999 e 2005, foram realizadas biópsias em 45 pacientes diabéticos com evolução de doença sugestiva de glomerulopatias.

14 Casuística N=45 Sexo (f/m)23/22 Proteinúria (g/d)5,41± 3,73 (0,4-14,9) Creatinina (mg/dl)2,8± 2,19 (0,6-8,9) Hematúria (>10/c)12 / 45 (26,7%) Sd. Nefrótica19 / 45 (42,2%)

15 Resultados  Pacientes agrupados de acordo com os resultados de biópsia: – Nefropatia diabética (ND) – Nefropatia diabética associada a glomerulopatia (NDGP) – Glomerulopatia isolada (GP) – Não classificável: 2 casos de NTA + embolia de colesterol

16 Resultados NDNDGPGPP (χ 2 ) Número Idade 49,9±11,646,0±14,754,2±14,9NS Sexo (f/m) 12/114/26/8NS Insulina 18 / 234 / 63 / 140,01 Retinopatia 12 / 232 / 62 / 140,02 Creatinina 3,17±2,252,8±1,92,2±2,040,02 Proteinúria 4,98±3,56,1±4,26,3±3,7NS Hematúria 6 / 233 / 63 / 14NS Sd. Nefrótica 7 / 232 / 610 / 140,04

17 Resultados Distribuição de glomerulopatias NTA e embolia de colesterol: 2 casos GPNDGP IgA05 GESF50 GNM61 DLM20 GNMP10

18 Resultados  Os principais motivadores de realização de biópsia renal foram hematúria, evolução rápida e síndrome nefrótica.  Mais de 50% dos pacientes biopsiados por evoluções atípicas apresentaram-se somente como nefropatia diabética isolada ao exame histopatológico.  75,8% dos pacientes com nefropatia diabética faziam uso de insulina

19 Resultados  Apenas 31% daqueles com nefropatia diabética (isolada ou em associação) apresentavam-se síndrome nefrótica ou hematúria.  As glomerulopatias diferiram na frequência conforme a apresentação: – Se apresentação com hematúria: nefropatia por IgA mais frequente, associada a glomerulopatia diabética. – Se apresentação com síndrome nefrótica: GN membranosa e GESF mais frequentes.

20 Conclusões  Principais fatores preditivos para glomerulopatias em pacientes diabéticos: – Ausência de retinopatia – Não usar insulina – Presença de síndrome nefrótica – Função renal preservada

21 Conclusões Finais  A evolução atípica, principalmente quando relacionada a ausência de retinopatia, tem indicação precisa de biópsia renal  em média 50% dos pacientes terão GP isolada ou associada ao quadro de nefropatia diabética.  A realização de biópsia renal deveria ser mais indicada  benefícios decorrentes do diagnóstico correto, tratamento específico da glomerulopatia e avaliação prognóstica.

22 Bibliografia Consultada  Mazzucco et al, Amer J Kid Dis, Vol 39, No 4,  Mak et al, Nep Dial Transp, 16: , 2001  LeHir M, Kriz W, Curr Opin Nephrol Hypertens, 16(3):184-91, 2007  Suzuli et al, Inter Med 40: , 2001


Carregar ppt "Diagnósticos Diferenciais em Nefropatia Diabética Gisele Queiroz Nefrologia - HCFMUSP."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google