A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

BIBLIOTECAS DIGITAIS DE DISSERTAÇÕES E TESES: O CASO DA ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO - BRASIL Elisabeth Adriana Dudziak Maria Cristina.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "BIBLIOTECAS DIGITAIS DE DISSERTAÇÕES E TESES: O CASO DA ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO - BRASIL Elisabeth Adriana Dudziak Maria Cristina."— Transcrição da apresentação:

1 BIBLIOTECAS DIGITAIS DE DISSERTAÇÕES E TESES: O CASO DA ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO - BRASIL Elisabeth Adriana Dudziak Maria Cristina O. Villela Silvio Ernesto Barbin 4º Simposium Internacional de Bibliotecas Digitales Málaga, Espanha de Agosto de 2006

2 4º Simpósio Internacional de Bibliotecas Digitais Sumário 1.Objetivo 2.Motivação 3.Referencial Teórico 4.Considerações 5.A Evolução da Pós-Graduação 6.Estudo de Caso 7.Conclusões

3 4º Simpósio Internacional de Bibliotecas Digitais Objetivo  Aprofundar o conhecimentos acerca da utilização das BDTDs (Bibliotecas Digitais de Teses e Dissertações)  Determinar razões e barreiras na incorporação desta prática por parte da comunidade universitária  A investigação recai especificamente sobre a comunidade da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo

4 4º Simpósio Internacional de Bibliotecas Digitais Motivação Estudo anterior: Dudziak, Villela e Barbin, 2005  Verificou-se que alguns sites da Universidade de São Paulo (USP) eram poucos utilizados.  Havia um baixo uso da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP por parte dos docentes da Escola Politécnica. Estes dados motivaram os autores a dar continuidade ao estudo e a realizar a presente investigação.

5 4º Simpósio Internacional de Bibliotecas Digitais Referencial Teórico  O conceito das ETDs (Electronic Thesis and Dissertations) foi discutido pela primeira vez em  Atualmente a NDLTD - Networked Digital Library of Thesis and Dissertations é um consórcio mun- dial que reúne diversas universidades, inclusive a Universidade de São Paulo e que distribui soft- ware livre para bibliotecas digitais de teses e dis- sertações.

6 4º Simpósio Internacional de Bibliotecas Digitais Referencial Teórico  No Brasil, a iniciativa de maior destaque Bilbio- teca Digital de Teses e Dissertações (BDTD) do IBICT (Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia).  No Estado de São Paulo, a USP foi pioneira na implantação de uma Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP, tendo sido criada em Atualmente reúne 2411 dissertações de mestrado, 1328 teses de doutorado.

7 4º Simpósio Internacional de Bibliotecas Digitais  Apesar das facilidades, gratuidade e potencial disseminador de conhecimentos, muitas IES ainda não aderiram às bibliotecas digitais de teses e dissertações.  Até fins de 2001, o número de universidades envolvidas no NDLTD não passava de 100.  Os motivos da não aderência ainda não foram totalmente determinados. Referencial Teórico

8 4º Simpósio Internacional de Bibliotecas Digitais Referencial Teórico - Vantagens Sponchiado e Vicente, 2004  Facilidade na disseminação das informações e na preservação dos documentos  Inclusão de enlaces para outros endereços eletrônicos  Melhor acesso público às pesquisas

9 4º Simpósio Internacional de Bibliotecas Digitais Referencial Teórico - Vantagens  Disponibilidade de consultar o documento em qualquer momento e em qualquer local com acesso à Internet  Menor necessidade de consultar o exemplar em papel, o que mantém o material no acervo em melhor estado de conservação  Acesso simultâneo por múltiplos usuários com rapidez e democratização da informação.

10 4º Simpósio Internacional de Bibliotecas Digitais Considerações  Tecnologia adequada e a infra-estrutura necessária  Qualificação da equipe envolvida  Interoperabilidade com outros sistemas acadê- micos: serviço de pós-graduação, OPACs, outras bibliotecas digitais  Custo de implementação e atualização constante de dados e equipamentos  Avaliação constante buscando melhorar o produto e o processo  Mudança de comportamento de orientadores, estudantes e pessoal de apoio

11 4º Simpósio Internacional de Bibliotecas Digitais Considerações A mudança de comportamento vai determinar o sucesso ou fracasso deste tipo de empreendi- mento: é preciso estabelecer-se um círculo de inclusão de conteúdos e sua disseminação. O entendimento dos procedimentos e a incor- poração de novos fluxos de trabalho demandam aprendizado e adequação. Além disso, é preciso sobrepujar preconceitos e valores ultrapas- sados.

12 4º Simpósio Internacional de Bibliotecas Digitais Pós-Graduação no Brasil Evolução do número de Programas de Pós-Graduação 1987/2003 (CAPES, 2006)

13 4º Simpósio Internacional de Bibliotecas Digitais Alunos titulados no Brasil e na USP 1997 a 2003

14 4º Simpósio Internacional de Bibliotecas Digitais Pós-Graduação Escola Politécnica Os Programas de Pós-Graduação na Escola foram iniciados na década de 70  1600 alunos matriculados  9 Programas  16 áreas de concentração  300 professores

15 4º Simpósio Internacional de Bibliotecas Digitais Acervo Digital de Teses Escola Politécnica 385 documentos  265 dissertações de mestrado  119 teses de doutorado  1 tese de livre-docência Acervo impresso: documentos Apenas 3,6% desse total encontra-se em formato eletrônico O programa de pós-graduação tem aproxiamdamente 30 anos BDTD - USP tem apenas 6 anos

16 4º Simpósio Internacional de Bibliotecas Digitais Estudo de Caso  Estudo realizado junto a docentes e alunos de pós- graduação em nível de doutorado da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo  Foram utilizados questionários baseados na Escala de Likert, a fim de aprofundar a compreensão sobre as atitudes dos respondentes.  A pesquisa foi realizada no mês de fevereiro de  Foram distribuídos 150 questionários, dos quais 88 foram respondidos por docentes e 22 por alunos de pós-graduação (doutorado).

17 4º Simpósio Internacional de Bibliotecas Digitais Resultados Principais Uso de BDTDs

18 4º Simpósio Internacional de Bibliotecas Digitais Resultados Principais Intenção de Publicar on-line

19 4º Simpósio Internacional de Bibliotecas Digitais Resultados Principais 60% concordam que a publicação de teses e dissertações on-line aumenta as chances de leitura deste tipo de material 60% afirmaram que leram ou consultaram no último ano menos de 10 teses e/ou dissertações Baixo índice de leitura desse tipo de material !

20 4º Simpósio Internacional de Bibliotecas Digitais Razões para a não publicar on-line  Tese antiga ou ultrapassada  Falta de tempo  Falta de interesse  Não obrigatoriedade  Pouca divulgação do serviço

21 4º Simpósio Internacional de Bibliotecas Digitais Conclusões A grande disparidade de números revela que há um longo caminho a percorrer quanto à mudança de comportamento da comunidade politécnica Existe a necessidade de divulgar mais o serviço É preciso facilitar o processo Exige mudança na cultura acadêmica Tendência de equiparação a partir de 2006 entre acervo impresso e acervo digital de Teses e Dissertações devido às exigências da CAPES

22 4º Simpósio Internacional de Bibliotecas Digitais

23 4º Simpósio Internacional de Bibliotecas Digitais Vista Parcial do Campus de Sao Paulo

24 4º Simpósio Internacional de Bibliotecas Digitais Gracias


Carregar ppt "BIBLIOTECAS DIGITAIS DE DISSERTAÇÕES E TESES: O CASO DA ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO - BRASIL Elisabeth Adriana Dudziak Maria Cristina."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google