A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

OBSERVATÓRIO DO MUNDO CONTEMPORÂNEO. MOVIMENTO ESTUDANTIL, QUEM DISSE QUE SUMIU? Selma Martins Duarte Suzane C. P. Tostes.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "OBSERVATÓRIO DO MUNDO CONTEMPORÂNEO. MOVIMENTO ESTUDANTIL, QUEM DISSE QUE SUMIU? Selma Martins Duarte Suzane C. P. Tostes."— Transcrição da apresentação:

1 OBSERVATÓRIO DO MUNDO CONTEMPORÂNEO

2 MOVIMENTO ESTUDANTIL, QUEM DISSE QUE SUMIU? Selma Martins Duarte Suzane C. P. Tostes

3 MOVIMENTO ESTUDANTIL NA UNIOESTE – M.C.R.

4 MOBILIZAÇÃO DO MOVIMENTO ESTUDANTIL NO BRASIL - Ocupações de Reitorias no ano de Reforma na Educação brasileira. - Organização dos Estudantes, uma forma de resistência ao sucateamento da Educação.

5 REFORMA UNIVERSITÁRIA E O DESCASO COM O ENSINO SUPERIOR NO BRASIL Joselene Ieda de Carvalho Paulo Sartori

6 “O ensino passa assim a obedecer às lógicas empresariais de gestão. O que temos percebido é que a educação superior de direito social passou á um mero serviço determinado pela lógica de mercado e do lucro.”

7 - Um dos argumentos no sentido do sucateamento, deu- se através do Plano Nacional de Educação na tentativa frustrada das instituições públicas cumprirem a meta de 40% do total de matrículas do ensino superior. A expansão se daria pela tríplice combinação de aumento da carga didática dos docentes, aumento do número de estudantes por classe e, principalmente, pela educação à distância.

8 HISTÓRIA E MOVIMENTO ESTUDANTIL Alex Sander Sanoto Guilherme Dotti Grando

9 História e Movimento Estudantil Universidade Pública, Gratuita e de Qualidade Universidade não é uma “dádiva”, mas é um direito conquistado! Um projeto de universidade que contemple os interesses dos estudantes não pode ser “ganhado”, mas sim conquistado. A universidade como um direito e não como um privilégio, não é construída alheia os estudantes e o movimento estudantil.

10 Durante sua trajetória, o movimento estudantil se propôs a defender seus interesses, ligados a defesa de um determinado projeto político de universidade. Nessa experiência, construiu suas entidades como entidades representativas dessa defesa da universidade pública, gratuita e de qualidade. A importância histórica que tais entidades possam assumir, ou não, tem de ser pensada também na medida em que as bandeiras levantadas por tais entidades expressam as demandas do movimento estudantil.

11 Este momento que é construído pelo movimento estudantil coloca a possibilidade de pensarmos formas e estratégias de enfrentamentos. E nesse processo que se apresenta a possibilidade da construção de projetos que dê conta das demandas dos estudantes. E a relação que as entidades estudantis assumem com o próprio movimento se delineiam exatamente no seu esforço em articular essas demandas com projetos coerentes com elas.

12 “QUEM PAGA A BANDA, ESCOLHE A MÚSICA” Luana Milani Pradela Vânia G. Inocêncio

13 Movimento contra a Ditadura Militar Fora Color - Impeachment

14 Atrelamento da UNE ao Governo

15 "A UNE parece perder visibilidade porque estamos em um regime democrático e dividimos a atenção e as lutas com outras entidades. Mas a UNE é uma sobrevivente. Enquanto nossos dirigentes eram assassinados, presos e exilados, outros movimentos eram perseguidos e acabavam desorganizados. Por termos resistido, somos tão importantes hoje como no passado ”

16 O ESPETÁCULO DAS OCUPAÇÕES: ESTUDANTES OU VILÕES??? Elionay Rodrigues Marques Lucas Fano

17 Retratadas muitas vezes como atos de vandalismo, as ocupações são uma resposta contrária às constantes tentativas de diminuição do espaço público e da autonomia universitária, um ato estratégico na luta pela defesa da universidade pública e, num sentido maior, pela defesa da educação para todos

18 O que querem os estudantes? “Protestamos contra o corte de verbas do Governo Estadual e Federal. 38% de cortes em nossas Universidades Estaduais causam um déficit cada vez maior em uma educação que já é precária. Buscamos um canal de ligação direta com o Governo do Estado para acatar as nossas reivindicações”.

19 Na visão da mídia... “Uma porta do prédio da reitoria foi quebrada durante a ocupação – lideranças do DCE afirmam que providenciarão o conserto. Depois da invasão, os funcionários da UEM que deixavam o prédio eram impedidos de voltar”

20 Equipe do OMC  Coordenadores: Profª Ms. Selma Martins Duarte Profª Mtda. Suzane Conceição Pantolfii Tostes  Estagiários: Alex Sander Sanoto Guilherme Dotti Grando Elionay Rodrigues Marques Joselene Ieda de Carvalho Luana Milani Pradela Lucas Blank Fano Paulo Sartori Vânia Inocêncio Marechal Cândido Rondon, Setembro e Outubro de 2011.

21 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: mgnlYybapNA AAAAAAAAAAM/yxubsKhvHT4/s400/charge.gif g httpwww.pco.org.brbanco_arquivosconoticiasimagens jpg httpcirandaderoda.com.brwp- contentuploads201103movimento-estudantil- 400x200.jpg

22 httpstoa.usp.brocupacaouspfiles DSCN0409.JPG httpwww.humorpolitico.com.brwp- contentuploads201109une-marcha-corrupcao sponholz-humor-politico.jpg httpwww.nosrevista.com.brwp- contentuploads201008collor.alerj_.rj_.gov_.br_1.gif httpwww.redebrasilatual.com.brmultimidiaalbuns-de- fotosmanifestacao- usppol_ups_protesto_2009_06_18_jai_600_400.jpgimage_larg e httpwww.revistadehistoria.com.brv2docsimagepasseata_cem mil1.jpg


Carregar ppt "OBSERVATÓRIO DO MUNDO CONTEMPORÂNEO. MOVIMENTO ESTUDANTIL, QUEM DISSE QUE SUMIU? Selma Martins Duarte Suzane C. P. Tostes."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google