A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sistema de Informações de Custos do Estado do Rio Grande do Sul CAGE/SEFAZ-RS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sistema de Informações de Custos do Estado do Rio Grande do Sul CAGE/SEFAZ-RS."— Transcrição da apresentação:

1 Sistema de Informações de Custos do Estado do Rio Grande do Sul CAGE/SEFAZ-RS

2 Tópicos 1. Contextualização 2. Problemas Enfrentados/Soluções adotadas 3. Concepção do Sistema 4. Aplicações do Sistema CUSTOS-RS

3 Atender a legislação Aprimorar a gestão pública Dotar o gestor público de informações detalhadas sobre os gastos das unidades consumidoras Permitir a avaliação de resultado da gestão Gestor da Unidade Operacional Insumos consumidos Administração do Órgão/Entidade Gastos alocados Formuladores de Políticas Públicas e Órgãos de Planejamento Recursos públicos aplicados Órgãos de Controle Avaliação de resultado Sociedade Transparência qualificada objetivos gerais beneficiários 1.CONTEXTUALIZAÇÃO

4 órgão responsável Contadoria e Auditoria-Geral do Estado – CAGE Secretaria da Fazenda do RS – SEFAZ/RS 1.CONTEXTUALIZAÇÃO

5 Lei DL 200 LC 101 – LRF NBCT SP 16.2 NBCT SP PLS 229 – LQF Lei LO/CAGE IN CAGE Nº 5 Determinação dos custos do serviços industriais Apuração dos custos do serviços Para evidenciação dos resultados da gestão Sistema de custos para avaliação e acompanhamento da gestão orçamentária, financeira e patrimonial Determina que o sistema contábil seja estruturado com subsistema de informação de custo Estabelece a conceituação, o objeto, os objetivos e as regras básicas para implantação do Subsistema de Informação de Custos – SICSP PPA : custos por programa LDO : demonstrativo de programa, com respectivo custos Informação de custos subsidiar tomada de decisão Contas de controle de custos Função SCI : informação de custos PPA: índice custo médio unitário estimado e efetivo Avaliação e acompanhamento dos custos como função institucional da CAGE Cria a metodologia de Estruturação Hierárquica de Centros de Custos Sistemas informatizados do Estado deverão adotar/ser adequados (EHCC) para viabilizar a apropriação de valores aos CC e possibilitar a interação com CUSTOS-RS marcos histórico-normativos 1.CONTEXTUALIZAÇÃO

6 marcos de implantação 2003 – Elaboração do projeto básico 2004 – Instituição de Grupo de Trabalho 2006 – Desenvolvimento de Sistema de Administração de Materiais - SAM Desenvolvimento da macrofunção de cadastro de estrutura 2008 – Implantação dos processos informatizados 2009 – Desenvolvimento do sistema de consolidação e relatórios 2010 – Implantação experimental do Sistema CUSTOS/RS 2011 – Sistema CUSTOS/RS entra em produção 1.CONTEXTUALIZAÇÃO

7 parceiros Companhia de Processamento de Dados do RS – PROCERGS Secretaria da Educação do RS - SEDUC Universidade Estadual do Rio Grande do Sul - UERGS Superintendência dos Serviços Penitenciários - SUSEPE Fundação de Atendimento Socioeducativo – FASE Demais Órgãos 1.CONTEXTUALIZAÇÃO

8 problemas enfrentados Falta de cultura na análise sistematizada de custos Metodologia teórico- conceitual incipiente Inexistência de solução informatizada - modelo de TI Participação da Equipe do Projeto em eventos e intercâmbio com outras instituições Fortalecimento do arcabouço normativo-legal Realização de eventos para disseminação do conhecimento gerado, orientação aos gestores treinamento de usuários Contratação de consultoria, elaboração de projeto básico, concepção implementação das EHCCs e desenvolvimento de sistema informatizado 2. PROBLEMAS ENFRENTADOS/SOLUÇÕES ADOTADAS soluções adotadas

9 Premissas Estratégias de Implantação e Metodologias 3.CONCEPÇÃO DO SISTEMA CUSTOS-RS

10 Sistemas Interoperáveis Entrada Automática de Dados Prioridade para o Resultado Conformidade com Registros Contábeis Atendiment o às Exigências Legais Sistema Evolutivo e Gradativo Premissas

11 Estabelecimento de Políticas de Custos Abordagem por Dimensões de Custos Intensividade no Uso de Tecnologia da Informação Estratégias de Implantação e Metodologias 3.CONCEPÇÃO DO SISTEMA CUSTOS-RS Princípio do Gradualismo

12 Seleção pela relevância do gasto Ponderação pela reserva do possível Fracionamento por macrofases 3.CONCEPÇÃO DO SISTEMA CUSTOS-RS

13 Princípio do Gradualismo Fracionamento por macrofases I ALOCAÇÃO DE GASTOS DIRETOS NOS COMPONENTES ESTRUTURAIS II RATEIO DOS CUSTOS DE APOIO SOBRE AS ATIVIDADES-FIM III CÁLCULO DOS CUSTOS DE PRODUTOS E SERVIÇO 3.CONCEPÇÃO DO SISTEMA CUSTOS-RS

14 Intensividade no Uso de Tecnologia da Informação Macroambiente gerador de dados Macroambiente de processamento de dados Macroambiente de disponibilização de informações 3.CONCEPÇÃO DO SISTEMA CUSTOS-RS

15 Abordagem por Dimensões de Custos Estratégias de Implantação e Metodologia s 3.CONCEPÇÃO DO SISTEMA CUSTOS-RS

16 atributos do gasto Sistema CUSTOS RS Dimensões de Custos 3.CONCEPÇÃO DO SISTEMA CUSTOS-RS

17 GERAÇÃO DOS DADOS Sistema Nuclear de Processamento Sistema Operacional de Consolidação e Relatórios Sistema Gerencial de Informações DISPONIBILIZAÇÃO DE INFORMAÇÕES EXTRAÇÃO, PROCESSAMENTO E CARGA DE DADOS Sistemas Corporativos Sistemas Locais Estruturas Administrativas macroambientes de custos 3.CONCEPÇÃO DO SISTEMA CUSTOS-RS

18 4. APLICAÇÃO DO SISTEMA CUSTOS-RS

19 Agrupamento por Municípios e Centos de Custos

20 Agrupamento por Rubrica e Centros de Custos

21 Agrupamento por Centros de Custos e Rubricas

22 Comparativo de Gastos por Rubrica por Centro de Custos

23 Variação da Rubrica – Valor e Percentual por Municípios e Centros de Custos

24 Comparativo do Custo de Administração das CRE com o Total de Escolas Administradas

25 Contadoria e Auditoria-Geral do Estado – CAGE Divisão de Custos e Controles Especiais – DCC Junho/2012 Muito Obrigado!


Carregar ppt "Sistema de Informações de Custos do Estado do Rio Grande do Sul CAGE/SEFAZ-RS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google