A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Drogas. Introdução Neste trabalho vamos falar sobre vários tipos de Drogas e saber quais os efeitos dessa.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Drogas. Introdução Neste trabalho vamos falar sobre vários tipos de Drogas e saber quais os efeitos dessa."— Transcrição da apresentação:

1 Drogas

2 Introdução Neste trabalho vamos falar sobre vários tipos de Drogas e saber quais os efeitos dessa.

3 Conceito Droga é toda e qualquer substância, natural ou sintética que introduzida no organismo modifica suas funções. As drogas naturais são obtidas através de determinadas plantas. Exemplo a cafeína (do café), a nicotina (presente no tabaco). As drogas sintéticas são fabricadas em laboratório, exigindo para isso técnicas especiais. O termo droga, presta-se a várias interpretações, mas ao senso comum é uma substância proibida, de uso ilegal e nocivo ao indivíduo, modificando-lhe as funções, as sensações, o humor e o comportamento.

4 Motivos associados ao uso: Os motivos que normalmente levam alguém a provar ou a usar ocasionalmente drogas incluem: * Problemas pessoais, sociais, financeiros; * Influência de amigos, traficantes assim como da sociedade e publicidade de fabricantes de drogas lícitas; * Sensação imediata de prazer que produzem; * A facilidade de acesso e obtenção; * Desejo ou impressão de que elas podem resolver todos os problemas, ou aliviar as ansiedades; * Fuga; * Depressão; * Acalmar; * Ficar acordado ou dormir profundamente; * Tentar parecer fixe;

5 Cocaína A cocaína é consumida por inalação. Para além disso, pode ainda ser injectada pura ou misturada com outras drogas. Não é adequada para fumar. Efeitos: A cocaína tem uma acção intensa mas breve cerca de 30 minutos. Quando consumida em doses moderadas: a cocaína pode provocar ausência de fadiga, sono e fome. Nas doses elevadas geralmente provocam insónias, agitação, ansiedade intensa, agressividade, visões e. No inicio segue-se geralmente cansaço, apatia, irritabilidade e comportamento impulsivo.

6 Ecstasy É, geralmente, consumido por via oral, embora possa também ser injectado ou inalado. Surge em forma de pastilhas, comprimidos, barras, cápsulas ou pó. Pode apresentar diversos aspectos, tamanhos e cores, de forma a tornar- se mais atractivo e comercial. Esta variabilidade abrange também a composição das próprias pastilhas, o que faz com que, muitas vezes, os consumidores não saibam exactamente o que estão a tomar. Riscos: A longo prazo, o ecstasy pode provocar cansaço, esgotamento, sonolência, deterioração da personalidade, depressão, ansiedade, ataques de pânico, má disposição, letargia, psicose, dificuldade de concentração, irritação ou insónia. Estas consequências podem ainda ser acompanhadas de arritmias, morte súbita por colapso cardiovascular, acidente cérebro-vascular, hipotermia, hepatotoxicidade ou insuficiência renal aguda.

7 Cannabis A cannabis, a mais popular das drogas ilegais, pode ser conhecida por diferentes nomes de rua como charro, chamon, liamba, erva, chocolate, tablete, taco, curro, ganza, hax, hash, maconha, óleo (óleo de haxixe), boi ou cânhamo. Os canabinóides são derivados da planta Cannabis Sativa e são considerados drogas psicadélicas (leves), alucinogéneas ou depressoras. Existem duas formas de preparação: * "marijuana ou erva" - preparada a partir das folhas secas, flores e pequenos troncos da Cannabis Sativa. Provém de várias “castas”, sendo a mais forte o Skunk (quanto mais forte, maior a quantidade de THC, a substância que provoca os efeitos). heroína * "haxixe" – preparado a partir da resina da planta fêmea, a qual é transformada numa barra de cor castanha, com o nome coloquial de "chamom". É potencialmente mais tóxico do que a marijuana, dado que o seu conteúdo em THC (até 20%) é superior ao desta (de 5% a 10%). Os tipos de resina ou haxixe mais comuns são o marroquino, o libanês e o pólen.

8 Heroína Esta substância é um opiáceo, sendo, por isso, produzida a partir da papoila (de onde é extraído o ópio), que é transformada em morfina e mais tarde em heroína. Os principais produtores de papoila são o México, Turquia, China, Índia e os países do chamado Triângulo Dourado (Birmânia, Laos e Tailândia). Efeitos: Os efeitos da heroína duram entre 4 a 6 horas. Inicialmente podem sentir-se náuseas e vómitos que são depois substituídos por sensação de bem-estar, excitação, euforia e prazer. Concomitantemente, pode sentir-se uma sensação de tranquilidade, alívio da dor e da ansiedade, diminuição do sentimento de desconfiança, sonolência, analgesia, letargia, embotamento mental, incapacidade de concentração ou depressão. Para além disso, pode ainda experimentar-se miose, estupor, depressão do ciclo respiratório (causa de morte por overdose), edema pulmonar, baixa de temperatura, amenorreia, anorgasmia, impotência, náuseas, vómitos, obstipação, pneumonia, bronquite ou morte. Riscos: A longo prazo, o consumidor poderá sofrer alterações a nível de peso (emagrecimento extremo), afecções gastrointestinais ou patologias ginecológicas (amenorreia, problemas de ovulação). A nível psicológico, um dependente de heroína poderá tornar-se apático, letárgico, deprimido e obcecado pela droga. Muitos dos problemas que o heroinómano poderá ter estão relacionados com as infecções causadas pelo uso da seringa, falta de hábitos higiénicos e adulteração da substância. Assim sendo, existem riscos de aparecimento de chagas, abcessos, processos infecciosos como hepatites, pneumonias, SIDA, mistura de heroína com álcool ou outras drogas depressoras potencia os riscos overdose.

9 Conclusão Neste trabalho aprendemos que as drogas tem riscos muito elevados em grande consumo.

10 Trabalho elaborado:.Daniela Nobre nº9 8ºB.Inês Godinho nº15 8ºB


Carregar ppt "Drogas. Introdução Neste trabalho vamos falar sobre vários tipos de Drogas e saber quais os efeitos dessa."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google