A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Revisão: Baixa Idade Média (Filosofia Medieval). Filosofia Medieval: Santo Agostinho O pensamento filosófico de Santo Agostinho está muito relacionado.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Revisão: Baixa Idade Média (Filosofia Medieval). Filosofia Medieval: Santo Agostinho O pensamento filosófico de Santo Agostinho está muito relacionado."— Transcrição da apresentação:

1 Revisão: Baixa Idade Média (Filosofia Medieval)

2 Filosofia Medieval: Santo Agostinho O pensamento filosófico de Santo Agostinho está muito relacionado com o de Platão. Platão considera que existe um mundo das ideias e que elas são imutáveis e eternas. Santo Agostinho adapta essa concepção, afirmando que tais ideias eram conhecidas por Deus, único ente eterno, imutável e criador

3 Filosofia Medieval: Santo Agostinho Enquanto Platão considera que os homens aprendem a partir da reminiscência ou lembrança daquilo que a alma conheceu no mundo das ideias, Santo Agostinho afirma que o conhecimento humano é fruto da iluminação divina. Sendo assim, as verdades eternas não podem ser conhecidas pelo homem sem que haja uma iluminação de Deus que torna o intelecto do homem capaz de pensar corretamente.

4 Filosofia Medieval: São Tomás de Aquino Segundo Tomás de Aquino, não se pode pensar que Razão e Fé sejam antagônicas. Segundo ele, os princípios da razão não podem contradizer as verdades da fé porque ambos buscam encontrar a mesma verdade. Tal verdade encontra seu princípio em Deus, que é a origem e o motor de todas as coisas. Assim sendo, os princípios da razão também encontram sua origem em Deus, e por isso não podem contrariar as verdades da fé.

5 Filosofia Medieval: São Tomás de Aquino O argumento do Primeiro Motor Imóvel tem na metafísica aristotélica o seu fundamento filosófico. Isso porque, segundo o filósofo grego, para que haja movimento, é necessário que haja uma causa eficiente e, no limite, uma primeira causa um primeiro motor que move sem ser movido. Tomás de Aquino apreende essa ideia afirmando que esse primeiro motor é Deus.

6 Filosofia Medieval: S. Tomás de Aquino Tomás de Aquino apresenta ainda quatro outras provas da existência de Deus. Causa primeira: Todo efeito possui uma causa eficiente. Logo, deve haver uma causa primeira para as coisas e esta é Deus. Ser necessário: Todos os seres são contingentes, ou seja, todos deixarão de existir. Para que o mundo não deixe de existir é necessário que ao menos um ser seja necessário para garantir a existência dos outros. Esse ser é Deus. Ser perfeito: há graus de perfeição em todos os seres. Sendo isso uma gradação, deve haver um nível máximo de perfeição, e este está em Deus. Inteligência ordenadora: Como toda ordem advém de uma inteligência, deve haver uma inteligência última que ordenou todo o universo. Esta é Deus.


Carregar ppt "Revisão: Baixa Idade Média (Filosofia Medieval). Filosofia Medieval: Santo Agostinho O pensamento filosófico de Santo Agostinho está muito relacionado."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google