A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

NIMBY REALIDADE OU UTOPIA ? Trabalho feito por: Cristina Soares Pedro Costa Sara Gouveia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "NIMBY REALIDADE OU UTOPIA ? Trabalho feito por: Cristina Soares Pedro Costa Sara Gouveia."— Transcrição da apresentação:

1 NIMBY REALIDADE OU UTOPIA ? Trabalho feito por: Cristina Soares Pedro Costa Sara Gouveia

2 Lixo perigoso é qualquer substância que represente uma ameaça para a saúde pública e animal ou para o ambiente. Danos físicos, químicos, ambientais ou doenças ( a curto ou longo prazo) Eliminação/Exportação

3 Convenção da Basileia Assinada em 1989 Motivo: Vários casos publicados de navios que transportaram lixo durante os anos 80. Objectivo : 1.Redução do volume das trocas transfronteiriças de resíduos perigosos 2.Protecção da saúde pública e ambiental 3.Controlo das exportações e importações de resíduos perigosos e a sua eliminação

4

5 VANTAGENS VS DESVANTAGENS Países Industrializados Vantagens: 1.Benefício económico 2.Produção mais eficiente Desvantagens: 1.??? 2.??? 3....

6 VANTAGENS VS DESVANTAGENS Países de terceiro mundo Vantagens: 1.Aumento de empregos 2.Crescimento económico Desvantagens: 1.Perigo para saúde pública e ambiental 2.Riscos inerentes à falta de formação e de instalações adequadas

7 ELEMENTOS RESPONSÁVEIS PELA TOXICIDADE DO LIXO E SUAS CONSEQUÊNCIAS: Lixo electrónico Chumbo: Danos nos sistemas nervosos central e periférico, circulatório, renal e reprodutivo Acumula-se no ambiente Elevados efeitos agudos e crónicos em plantas, animais e microorganismos Cádmio Risco de efeitos irreversíveis na saúde humana Acumula-se no corpo humano especialmente nos rins

8 ELEMENTOS RESPONSÁVEIS PELA TOXICIDADE DO LIXO E SUAS CONSEQUÊNCIAS:(Continuação) Lixo electrónico (continuação) Mercúrio: Lesões no cérebro, rins e fetos Contacto com a H20 transforma-se em mercúrio metilado que se acumula facilmente nos organismos vivos concentrando-se progressivamente pela cadeia alimentar particularmente via peixes Crómio VI: Pode causar danos no DNA Extremamente tóxico no ambiente

9 ELEMENTOS RESPONSÁVEIS PELA TOXICIDADE DO LIXO E SUAS CONSEQUÊNCIAS:(Continuação) Lixo electrónico (continuação) Plásticos incluindo o PCV: Aquando da queima deste podem-se formar dioxinas Bário: Causa aumento do volume do cérebro; fraqueza muscular; lesões do coração, fígado e baço; aumento da pressão sanguínea Berílio: Carcinógeno humano (cancro do pulmão), provoca berilicosis e lesões cutâneas (cicatrização fraca e verrugas)

10 Produzem radioactividade extremamente perigosa São carcinogenicos Em altas doses podem causar adoecimento rápido e morte Síndroma da radiação aguda: náusea, vómito, fadiga, leucopénia Teratogenese A radiação atinge os indivíduos por inalação e ingestão ELEMENTOS RESPONSÁVEIS PELA TOXICIDADE DO LIXO E SUAS CONSEQUÊNCIAS:(Continuação) Lixo nuclear Césio Cobalto Estrôncio Iodo

11 ELEMENTOS RESPONSÁVEIS PELA TOXICIDADE DO LIXO E SUAS CONSEQUÊNCIAS:(Continuação) Navios Fibras de amianto: carcinogénicas Metais pesados PCBs:químicos altamente tóxicos que causam danos no fígado e no sistema nervoso em animais e seres microscópicos Dioxinas Lixo municipal, hospitalar e perigoso Dioxinas

12 Dioxinas: Compostos químicos Ubíquas no solo, sedimentos e atmosfera Exposição humana – alimentação:carne, leite, ovos, peixe e produtos derivados Persistem no ambiente e acumulam-se na gordura animal tem efeitos nos sistemas imunológico, endócrino e reprodutivo dos seres humanos e são cancerígenas.

13 Caso Geral: Take butachlor – herbicida produzido nos EUA (legislação em vigor nos EUA proíbe a sua venda/utilização dentro das fronteiras do país devido aos riscos de saúde agudos e crónicos e de contaminação de fontes de água ) Exportação para países de terceiro mundo (América latina, Ásia e África) Aplicação do herbicida em arrozais Exportação para países industrializados (incluindo quase todas as importações de arroz feitas pelos EUA)

14 América do Sul Em 1988 mais de toneladas de cinzas resultantes da incineração de resíduos tóxicos da Filadélfia foram despejados numa praia do Haiti Milhares de toneladas de lixo perigoso proveniente dos EUA são utilizadas como fertilizante

15 África Old Spice, Pierre Cardin e Breck (produtoras de lixo rico em mercúrio) exportaram barris de lixo para a American Cyanamids Thor na África do sul. Esta despejou mais de 120 ton de mercúrio e outros lixos tóxicos produzidos em New Jersey em rios comprometendo a água de bebida e a agricultura matando milhares de pessoas. Em 1988 algumas ton. de PCBs (bi-fenilas policloradas, óleo isolante usado em transformadores eléctricos) originárias de Itália foram despejados numa fazenda em Koko, Nigéria.

16 Ásia Desde 1950 a Rússia deposita lixo radiactivo no mar do Japão. Em 1993 realizou a sua última descarga (reportada) de 900 ton. de resíduos nucleares. Comprometendo a saúde pública e ambiental, através da contaminação do peixe, marisco e algas.

17 Ásia Desde 1980 o desmantelamento de barcos na Ásia tem vindo a aumentar (Índia, Paquistão, Bangladesh, China, Vietname e Filipinas) com o objectivo de recuperar o aço. Estes barcos contêm substâncias tóxicas usadas na sua pintura – chumbo, cromato de zinco, cromato de estrôncio, etc. As operações de desmantelamento na zona tidal do oceano levam necessariamente a que a água, solo e ar sejam contaminados por poluentes.

18 Canadá envia navios para desmantelamento na Turquia sem comunicar o seu historial. Tendo sido anteriormente utilizados para transporte de resíduos tóxicos e como tal este encontrava-se contaminado. Como consequência houve contaminação por óleo, metais pesados e PCBs altamente tóxicos do solo e água. Ásia

19 ton. de lixo electrónico (EUA China) desmantelado por companhias chinesas condições precárias objectivo de recuperar o ouro e outros materiais são libertados fumos tóxicos falta de protecção dos operários problemas de saúde (respiratórios e leucemia em crianças)

20 Europa Recentemente os EUA decidiram mandar 13 barcos em sério estado de deterioração para desmantelamento na Inglaterra contendo 100 ton. de PCBs tóxicos e cerca de ton. de fuel oils.

21 Árctico Entre 1959 e 91 a Rússia fez várias descargas de lixo radioactivo no Árctico estimados em curies. No período de foram despejadas ton. de lixo radiactivo sólido e 1600 m 3 de lixo liquido. Estas descargas tiveram como resultado a morte de várias focas e em 1990 deram à costa 6 milhões de exemplares de marisco, peixes, focas.

22 Alternativas Evitar a produção de lixo intratável Encorajar a diminuição de produção de lixo Encorajar a Política dos 3Rs Controlar a recolha, tratamento e destino final Promover e apoiar programas educacionais e treino A Política dos 3Rs Reciclar – envolve o reprocessamento de lixo para produção do mesmo produto ou outro. Muito do lixo industrial não perigoso como o papel, vidro, papelão, plásticos e certos metais podem ser reciclados. Lixo especial como solventes também podem ser reciclados por companhias especializadas e até em casa.

23 Reduzir – tem como objectivo principal redução máxima do lixo. Pode ser alcançada através de um processo de manufacturação envolvendo a revisão de processos de produção para optimizar a utilização da matéria bruta e processos de recirculação. A política dos 3Rs (Continuação) Reutilizar – pode ser praticado pelo sector comercial com o uso de produtos desenhados para serem usados várias vezes. Também em casa podemos reutilizar vários produtos como p/ex. os sacos de plástico. Este processo contribui para diminuir custos de transporte, de energia, de matéria bruta e para um desenvolvimento sustentável.


Carregar ppt "NIMBY REALIDADE OU UTOPIA ? Trabalho feito por: Cristina Soares Pedro Costa Sara Gouveia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google