A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

2 Empreender e inovar: desafios e oportunidades III ENI Abril, 2013 (

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "2 Empreender e inovar: desafios e oportunidades III ENI Abril, 2013 ("— Transcrição da apresentação:

1

2 2 Empreender e inovar: desafios e oportunidades III ENI Abril, 2013 (

3 3 A importância do empreendedorismo Ser empreendedor Como montar uma empresa viável sem desperdício ? Customer development Lean Startup BMC – Business Model Canvas Roteiro

4 4 Correlação entre crescimento económico e empreendedorismo Segundo a OCDE, o empreendedorismo contribui para o crescimento económico, dado ser um veículo para a inovação e a mudança, favorecendo a difusão do conhecimento Fonte: GEM e EUROSTAT Taxa de crescimento do PIB pc e a taxa de Nascimento das Empresas estão correlacionadas. Portugal: baixa taxa de nascimento de empresas e uma baixa taxa de crescimento do PIB pc A importância do empreendedorismo

5 5 Actividade Empreendedora de Oportunidade por País (GEM)

6 6 Condições externas que favorecem o Empreendedorismo : Políticas governamentais integradas. Educação (primário, secundário, universitário, tecnológico, politécnico e pós-graduado), Formação, Incentivos às empresas, Incentivos aos financiadores, Apoios financeiros, Banca, capital semente, capital de risco, etc. Transferência dos resultados da I&D, ligada a uma cooperação entre o sector universitário e o empresarial, Infra-estruturas comerciais e profissionais e.g. incubadoras, parques, serviços Acessos às infra-estruturas físicas, telecomunicações, transportes… Normas culturais e sociais. A importância do empreendedorismo

7 7 Stevenson e Lundström, o empreendedorismo está relacionado com três factores: Motivação dos indivíduos, características do indivíduo: atitude pró-activa; antecipativa, gosto pelo risco, …. Recursos disponíveis: capacidades/competências, formação adequada, conhecimentos técnicos, acesso ao financiamento, etc. Oportunidades de empreendedorismo: existência de oportunidades, associado ao clima económico – social empreendedorismo existentes e ter uma Ser empreendedor

8 8 8

9 9 9 Elevado nível de confiança em si próprio Capacidade de negociar (recuar) Capacidade de imitar-inovar com criatividade Urgência nos resultados Capacidade de assumir riscos Compromisso total com a iniciativa Necessidade de realização (n-Ach) (McLelland 1961) Ser empreendedor

10 10 Nós os Portugueses

11 11 TEMOS MEDO MEDO ASSOCIADO AO ESTIGMA DO FALHANÇO !!

12 12 Estimular a capacidade de resolução de problemas Incentivar capacidades em domínios como o planeamento, a tomada de decisões, a negociação, a comunicação, … Testar ideias e oportunidades antes de montar o negócio Aumentar a competência em gestão; Precisamos …

13 13 Novas técnicas de aceleração, validação, modelação de negócios Customer development – Steve Blank Lean Startup – Eric Ries BMC – Business Model Canvas – Alex Osterwalder Precisamos …

14 14 Steve Blank Customer Development

15 15

16 16 Problemática desconhecida? Histórias, narrativas do cliente Customer Development

17 17 Testar hipóteses (PIVOTAR !?!) Recolher informação Invalidar os pressupostos Técnicas variam: produtos/serviços internet Outros tipos de produtos Customer Development

18 18 Criar o cliente. Resolver conflitos entre desejos / funcionalidades Agregar desejos /funcionalidades – do cliente ao mercado Customer Development

19 19 Construir a empresa … o modelo do negócio – Business Model Canvas Customer Development

20 20 Many CEOs have fully embraced and continue to internalize the lean startup principles. - Fast Company Concepts apply both to designing products and to developing a market - The New York Times Lean Startup

21 21 NOT LeanLean

22 22 No essencial a ideia é a mesma, mas definições de oportunidade são apenas hipóteses a testar Lean Startup

23 23 O que é o MVP – Minimum Viable Product ? É aquela versão do produto (proto-produto) que permita ao empreendedor (equipa de empreendedores) recolher o máximo de informação e de aprendizagem validada, com maior rapidez e com menor esforço. Lean Startup

24 24 PROPOSTA DE VALOR ESTRUTURA DE CUSTOS RELATIONAMENTO COM CLIENTES SEGMENTOS DE MERCADO ALVO CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO CONFIGURAÇÃO DE ACTIVIDADES CAPACIDADES NUCLEARES REDE DE PARCERIAS ESTRUTURA DAS RECEITAS Dá uma visão sos produtos/serviços e de como de diferenciam Descrever a rede de parcerias e cooperação com outras entidades / empresas Descreve os canais de comunicação colocação com os clientes Descrever a configuração de actividades e recursos Explica o tipo de relação a estabelecer com os clietes Consequências em termos de custos da execução deste modelo Descrever a estrutura e o fluxo de receitas Descreve quais os clientes a quem se quer oferecer valor Capacidades necessárias para executar o´modelo de negócio INFRAESTRUTURACLIENTE OFERTA FINANCIAMENTO BMC – Business Model Canvas

25 25 Proposta de Valor Para «cliente alvo» que «expressão de oportunidade» o «nome do produto/serviço» é um «tipo de produto/serviço» que oferece «benefícios do produto» Ao contrário «principal alternativa da concorrência» o nosso produto «expressão de diferenciação»

26 Manuel Laranja

27 27

28 28

29 29

30 30 6 questões em menos de 30 seg 1. Qual é o produto ou serviço ? 2. Quem é o mercado ? 3. Qual é o modelo de receitas ? 4. Quem está por detrás da empresa ? 5. Quem são os concorrentes ? 6. Qual a vantagem competitiva?

31 31 Lean Startup

32 32 Qual é a diferença ? System Development Agile Development Biz Devolpment Lean Startup

33 33 Actividades MPV Ideias - Definir os pressupostos Construir Escolher a população alvo e formato da recolha de informação Comunicar o MPV Medir a resposta do cliente Interpretar os resultados Reflectir nos resultados e no processo, aprender, validar

34 34 O empreendedorismo pode contribuir para : maior crescimento económico Renovação do tecido empresarial Maior número de projectos inovadores Maior número de PME de rápido crescimento maior coesão social com as regiões menos desenvolvidas integração no mundo laboral dos desempregados e das pessoas desfavorecidas a diminuição das desigualdades A importância do empreendedorismo

35 35 MPV é utilizado para várias finalidades Identificar gaps hiatos acerca de características ou funcionalidades ainda não existentes Identificar o mercado alvo ? Comparar/Selecionar entre conceitos alternativos Confirmar/validar a selecção do conceito Minimizar o tempo de desenvolvimento – Utilização de loop agile development Encontrar ideias para melhoramento Previsão da procura?

36 36... One who organises, owns, manages and assumes the risk of a business (Webster) Entrepreneurs are men who have failed the traditional and highly structured roles available to them in society... They found an outlet for their creativity by making out of an undifferenciated mass of circunstances a creation uniquely their own: a business firm (Collins and Moore, 1964)... A discrete, causally-irreversible discontinuity in the nature of production resulting from a new idea or perception (Shumpeter, 1943) Ser empreendedor

37 37 Século XVIII Richard Cantillon: pessoa que paga um certo preço por um produto para o vender a um preço incerto, tomando decisões sobre obter e usar recursos assumindo o risco empresarial Adam Smith, pessoas que reagem às alterações da economia, sendo agentes económicos que transformam a procura em oferta, Wealth of Nations (1776) Século XIX John Stuart Mill, o empreendedor é uma pessoa que toma riscos e decisões, gerindo recursos limitados para o lançamento de novos negócios (1848) Carl Menger, empreendedor é quem transforma recursos em produtos e serviços úteis, criando oportunidades para levar ao crescimento industrial, Principles of Economics (1871) Século XX Joseph Schumpeter, empreendedor é quem aplica uma inovação no contexto dos negócios, que pode tomar várias formas: introdução de um novo produto, introdução de um novo método de produção, abertura de um novo mercado, a aquisição de uma nova fonte de oferta de materiais ou a criação de uma nova empresa (1942) Ser empreendedor

38 38 É ter a capacidade de converter ideias em actos. Compreende a criatividade, a inovação e a assunção de riscos e, bem como, a capacidade de planear e gerir projectos com vista a alcançar objectivos. Ser empreendedor é uma competência útil a todos. Aos trabalhadores porque os torna conscientes do contexto do seu trabalho e aptos a aproveitar oportunidades, aos empresários porque serve de base para o estabelecimento de uma actividade social ou comercial. Ser empreendedor


Carregar ppt "2 Empreender e inovar: desafios e oportunidades III ENI Abril, 2013 ("

Apresentações semelhantes


Anúncios Google