A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Aplicação e comparação de diferentes metodologias de extração na determinação das atividades antimicrobianas e antioxidantes de extratos vegetais da Campomanesia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Aplicação e comparação de diferentes metodologias de extração na determinação das atividades antimicrobianas e antioxidantes de extratos vegetais da Campomanesia."— Transcrição da apresentação:

1 Aplicação e comparação de diferentes metodologias de extração na determinação das atividades antimicrobianas e antioxidantes de extratos vegetais da Campomanesia sessiliflora O. Berg. Mestrando: Felipe Francisco Bittencourt Junior

2 Graduado em Biomedicina pelo Centro Universitário da Grande Dourados (2010). Mestrando em Recursos naturais pela Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul (Mar/2012-Mar/2014). Linha de pesquisa: Bioprospecção. Orientador: Prof. Dr. Euclésio Simionatto (UEMS). Co-orientador: Prof. Dr. Marcus Vinícius Pimenta Rodrigues (UNOESTE).

3 Bioprospecção: “ Método de localizar, avaliar e explorar sistemática e legalmente a diversidade de vida existente em determinado local. Tem como objetivo principal a busca de recursos genéticos e bioquímicos para fins comerciais ”. (FARNSWORTH, N. 1997)

4  Genética: Manipulação gênica.  Bioprodutos: hormônios vegetais.  Química: biodiesel.  Cosmetologia: Descoberta e manipulação de novas substâncias em prol da estética.  Bioquímica: princípios ativos.  Farmacologia/microbiologia: síntese de novos fármacos/tratamentos.  “ Cerca de 25% dos medicamentos existentes foram elaborados com ingredientes ativos extraídos de plantas”. REID et al (1993) Aplicações

5 Principais métodos de extração de substâncias:  Infusão  Maceração  Destilação  Uso de solventes

6  Antimicrobianos  Antioxidantes  Antinflamatórios  Hipoglicemiantes  Herbicidas: Curatella americana L. (Lixeira) “ O extrato diclorometanólico da folha da lixeira apresentou um elevado potencial fitotóxico, em concentrações semelhantes às utilizadas pelos herbicidas comerciais. (BARBOSA, Cecília.Soares et al.) Propriedades comumente exploradas:

7  Popularmente conhecida como Guavira,Guabiroba.  Nativa do Brasil.  Pouco exigente em relação ao solo/clima.  Consumida popularmente “in natura”, em sorvetes ou na cachaça. Campomanesia sessiliflora

8  Adstringente  Antidiarréica Frutos  Hipoglicemiante  Relaxante muscular  Antinflamatório Folhas  Analgésico Propriedades conhecidas

9  Comparar a eficiência de extração dos solventes empregados.  Avaliar a atividade antioxidante e antimicrobiana dos extratos das folhas de Campomanesia sessiliflora O. Berg.  Fornecer base para futuras pesquisas. Objetivos

10  Avaliação da atividade antimicrobiana (UNIGRAN)  Avaliação da atividade antioxidante (Unidade de Naviraí)  Bioautografia

11 Metodologia Solventes empregados :  Hexano: (apolar)  Acetato de etila: (apolar)  Clorofórmio: (apolar)  Metanol: (polar)

12 Metodologia

13 Preparação dos extratos

14 Evaporador rotativo

15 Método de difusão em ágar Teste Qualitativo  Reativação das bactérias.  Semeadura e padronização (escala 0,5 mac Farland).  Cobertura da superfície do ágar com solução bacteriana padrão.  Perfuração do ágar e inoculação do extrato (concentrações de 200ug/mL e 100ug/mL).  Incubação em estufa (24h).  Leitura dos resultados e comparação com antibióticos padrão (gentamicina e ampicilina) e tabela.

16 Concentração Inibitória Mínima Bactérias utilizadas: Concentrações de extrato  Escherichia coli  Staphylococcus aureus  Pseudomonas aeruginosa  Streptococcus pyogenes  Proteus mirabilis  Enterococcus faecalis 100 ug/mL 50ug/mL 25ug/mL 12,5ug/mL 6,25ug/mL 3,12ug/mL 1,56ug/mL 0,75ug/mL... Teste Quantitativo

17 Determinação da MIC

18 Baseados na espectrofotometria Diferença de absorbância Solução teste – solução padrão (controle) Testes antioxidantes

19  Indica o grupo de substâncias com atividade antimicrobiana presentes no extrato.  Borifar substância com cultura bacteriana em placa cromatografada.  Incubar por 24h.  Corar com eosina.  Leitura do cromatograma.  A inibição é indicada por clareamento Bioautografia

20 Resultados já obtidos Extrato hexânico: Não ocorreu atividade inibitória Extrato de acetato de etila: Atividade inibitória perante:  S. aureus: 35 mm  P. aeruginosa: 37 mm  E. faecalis: 32 mm  P. mirabilis: 40 mm OBS* Relativos à concentração de 200ug/mL

21 Resultados Inibição do crescimento de Staphylococcus aureus após o mesmo ser confrontado com o extrato de acetato de etila da Campomanesia sessiliflora O. Berg.

22  LIMA MRF, XIMENES CPA, LUNA JS, SANT’ANA AEG 2006a. The antibiotic activity of some Brazilian medicinal plants. Rev Bras Farmacogn 16: MOKBEL, M.S.; HASHINAGA, F. Evaluation of the antioxidant activity of extracts from buntan (Citrus grandis Osbeck) fruit tissues. Food Chemistry, v. 94, n. 4, p ,  BARRY AL, THORNSBERRY C Susceptibility tests: Diffusion Test Procedures. In: BALOWS A, HAUSER WJ, HERMANN KL, ISENBERG HD, SHAMODY HJ Manual of clinical microbiology. 5.ed. Washington, DC:American Society for Microbiology, p  BAUER, A.W.; KIRBY, W.M.; SHERRIS, J.C; TURCK, M. Antibiotic susceptibility testing by a standardized single disk method. American Journal Clinical Pathology, v. 45, p ,  CAVIN, A.; HOSTETTMANN, K.; DYATMYKO, W.; POTTERAT, O. Antioxidant and Lipophilic Constituints of Tinospora crispa. v. 64, p ,  WATERMAN, P.G., MOLE, S. Analysis of phenolic plant metabolites. Oxford: Blackwell Scientific, p. 238,  MOKBEL, M.S.; HASHINAGA, F. Evaluation of the antioxidant activity of extracts from buntan (Citrus grandis Osbeck) fruit tissues. Food Chemistry, v. 94, n. 4, p , 2006 Referências

23 Agradecimentos


Carregar ppt "Aplicação e comparação de diferentes metodologias de extração na determinação das atividades antimicrobianas e antioxidantes de extratos vegetais da Campomanesia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google