A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Contribuição da Educação Popular para o Trabalho Social e para a EJA Maria Amélia G. C. Giovanetti Belo Horizonte Abril/2007 65º Fórum Mineiro de EJA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Contribuição da Educação Popular para o Trabalho Social e para a EJA Maria Amélia G. C. Giovanetti Belo Horizonte Abril/2007 65º Fórum Mineiro de EJA."— Transcrição da apresentação:

1 A Contribuição da Educação Popular para o Trabalho Social e para a EJA Maria Amélia G. C. Giovanetti Belo Horizonte Abril/ º Fórum Mineiro de EJA

2 A Contribuição da Ed. Popular para o Trabalho Social e para a EJA Sociedade Contemporânea: suas repercussões no Trabalho Social e na EJA 1ª Parte 2ª Parte Atualidade da Educação Popular: Contribuições para a superação dos desafios contemporâneos no Trabalho Social e na EJA

3 Introdução 1 -Origem do tema proposto: Abordagem reflexiva, crítica e propositiva 2 –Ed. Popular / Trabalho Social e EJA (conceituação)

4 Educação Popular Ação Reflexão Práticas Sociais Trab. Social EJA

5 Educação Popular Reflexão Teoria Reflexão Prática Práxis Trab. Social EJA

6 Educação Mundo Homem Sociedade

7 Educação Popular M Movimento H Sujeito S Conflitos

8 Educação Popular Reflexão Teoria Reflexão Experiência Ação Intervenção Prát. Sociais Educativas

9 1ª Parte Sociedade Contemporânea: suas repercussões no Trabalho Social e na EJA Dimensão Econômica Dimensão Política Dimensão Social Dimensão Cultural

10 1ª Parte Sociedade Contemporânea: Conjuntura brasileira Dimensão Econômica (agravamento da concentração de renda) Dimensão Política (Instabilidade,incertezas) Dimensão Social (agravamento da desigualdade social)

11 1ª Parte Sociedade Contemporânea: Mentalidade ocidental Dimensão Cultural: Valores estruturantes de um modo de vida

12 Individualismo Contemporâneo Consumista Hedonista Narcisista

13 Consumismo a) Bens e Serviços. b) Apelo ao Novo. c) Processo de Sedução.

14 Hedonismo a) Ênfase no prazer b) Lazer Individual.

15 Narcisismo a) Centramento em Si Mesmo. b) Culto ao Corpo.

16 Individualismo Contemporâneo Isolamento Insatisfação Stress

17 Desafios contemporâneos no Trabalho Social e na EJA (Dim. Econ.) Capitalismo Pobreza (Dim. Pol.) Neoliberalismo Descrença (Dim.Social) Desig. Social Inferioridade

18 A introjeção da inferioridade naturalizada está entre os danos mais graves da desigualdade social Acreditar – se menos. Cynthia Sarti

19 Individualismo Contemporâneo Isolamento Insatisfação Stress

20 2ª Parte Atualidade da Educação Popular: Contribuições para a superação dos desafios contemporâneos no Trabalho Social e na EJA

21 Educação Popular Conceituação FONTE:BRANDÃO, Carlos Rodrigues A EDUCAÇÃO POPULAR 40 ANOS DEPOIS IN A EDUCAÇÃO POPULAR NA ESCOLA CIDADÃ PETRÓPOLIS – VOZES – ANO 2002

22 O Legado da Educação Popular. Fundamentação Teórica Contribuição de Paulo Freire FONTE: GADOTTI, Moacir O PLANTADOR DO FUTURO In VIVER MENTE&CÉREBRO COLEÇÃO MEMÓRIA DA PEDAGOGIA, EDIÇÃO ESPECIAL Nº 4 PAULO FREIRE – ANO 2005

23

24 O Plantador do Futuro M. GADOTI I.Lições de vida e história II.Fronteiras cruzadas III.Luta de esperança IV.Continuar lendo Freire

25 I.Lições de vida e história Virtudes necessárias à pratica educativa transformadora: Coerência Simplicidade Esperança Solidariedade Autonomia

26 Tema que perseguiu a vida toda A educação como prática da liberdade

27 II. Fronteiras cruzadas Intuições originais (C. A.Torres) Educação como ato dialógico A noção de ciência aberta às necessidades populares e necessidades planetárias Planejamento comunitário participativo

28 O diálogo autêntico repousa, de início, sobre o movimento de voltar –se em direção ao outro. (...) O movimento de voltar – se em direção ao outro implica uma aceitação do outro como parceiro, uma confirmação e um reconhecimento de sua existência. M. Buber

29 O homem necessita da palavra para clarear acerca de si mesma e de seu pensar, pois a palavra é a luz de sua vida. (F. EBNER)

30 Diálogo Ao discutir o dialógico, não estou me referindo ao discurso, mas sim a uma atitude, (...) abertura de se preocupar com a outra pessoa, única, e a nossa conexão inter- humana com essa pessoa. (R. HYCNER)

31 Comunicação O outro não é percebido e compreendido por um ato de simpatia; ele o é pela compreensão daquilo que ele diz, pensa e sente e pela capacidade de conversar com ele. A violência explode e destrói a instituição onde não funciona como uma rede de comunicações. (A. TOURAINE)

32 III. Luta de esperança Indignação diante da injustiça Fazer hoje o possível de hoje, para amanhã, fazer o impossível de hoje

33 IV. Continuar lendo Freire Não repetí-lo, mas reinventá-lo. Ótica básica: A perspectiva do oprimido Papel da escola: Espaço organizador dos múltiplos espaços de formação.

34 Mensagem Final Paulo Freire despertava nas pessoas a capacidade de sonhar com uma realidade mais humana, menos feia e mais justa Como legado nos deixou a utopia.


Carregar ppt "A Contribuição da Educação Popular para o Trabalho Social e para a EJA Maria Amélia G. C. Giovanetti Belo Horizonte Abril/2007 65º Fórum Mineiro de EJA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google