A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Projeto Fortalecimento da Gestão de Políticas Públicas de Inclusão Social do Governo Federal Brasileiro Brasilia, 13 - 15 setembro 2006.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Projeto Fortalecimento da Gestão de Políticas Públicas de Inclusão Social do Governo Federal Brasileiro Brasilia, 13 - 15 setembro 2006."— Transcrição da apresentação:

1 Projeto Fortalecimento da Gestão de Políticas Públicas de Inclusão Social do Governo Federal Brasileiro Brasilia, setembro 2006

2 DEFINIÇÃO DO PROJETO DE DESENVOLVIMENTO O projeto (de desenvolvimento) é uma tarefa inovadora, com um objetivo definido, devendo ser realizada dentro de um certo período de tempo, numa região geográfica delimitada e para um grupo-alvo; solucionando desta forma problemas específicos ou para a melhora da atual situação... A tarefa principal é capacitar às pessoas e às instituições participantes para que elas possam continuar as tarefas de forma independente e resolver eles propios os problemas que apareçam depois de finalizar a fase de apoio externo. Fonte: Deutsche Gesellschaft für Technische Zusammenarbeit (GTZ) Gmbh (Sin fecha) ZOPP resumido, GTZ, ¿Eschborn?, página 2

3 CARATERÍSTICAS DE UM PROJETO DE DESENVOLVIMENTO Transforma a realidade (representa uma novidade) Tem um objetivo claro y definido Se dirige a uns grupos humanos claros y determinados Resolve problemas y melhora a situação inicial Tem um limite temporal Tem um limite espacial Dispõe de uns recursos predeterminados Os efeitos devem permanecer no futuro

4 PROJETOSERVIÇO Com limite temporal Representa uma novidade Só tem um objetivo Está destinado a um só grupo de beneficiarios Dispõe de uns recursos predeterminados O alcance territorial é limitado Se espera que possa assegurar a sustentabilidade do seu objetivo Permanente Se torna habitual Tem vários objetivos Tem vários niveis de benificiários e utilizadores Recebe recursos de periódicamente para o cumprimento das suas funções Tem um alcance territorial amplo (nação, estado, etc.) A sustentabilidade do serviço depende da aportção continúa de recursos

5 A IERARQUÍZAÇÃO DAS AÇÕES DE DESENVOLVIMENTO

6 CICLO DE GESTÃO DO PROJETO DE DESENVOLVIMENTO IDENTIFIÇÃO AVALIAÇÃODESENHO EXECUÇÃO

7 O MÉTODO DO QUADRO LÓGICO (MQL) (Planificação de projetos orientado por objetivos) Fases do método: (da identificação ao desenho) 1º Análisise de participação (ou de pessoas atingidas). 2º Análise de problemas. 3º Análise de objetivos. 4º Análise de alternativas. 5º Matriz de planificação do projeto.

8 ANÁLISE DE PARTICIPAÇÃO É importante analisar as relações sociais (conflitos, alianças...) entre individuos e grupos que pertencem ao entorno do projeto. Cada grupo deve ser identificado con seus interesses e expectativas, determinando as relações existentes entre os diferentes participantes. Oferecer um panorama de todas as pessoas, grupos, organizações, instituições, autoridades, etc. atingidos pela ação do desenvolvimento. OBJETIVO:

9 ANÁLISE DE PARTICIPAÇÃO ¿Quais são os grupos que mais necessitam de ajuda externa? ¿Quais são os grupos de interesse que devem ser apoiados para assegurar um desenvolvimento positivo? ¿Quais são os conflitos potenciais que podem vir a surgir ao apoiar determinados grupos e quais medidas poden se providenciar para evitar esses conflitos? PERGUNTAS CHAVES A análise de participação é utilizado para: èTER UMA VISÃO COMPREENSIVA DA REALIDADE èFAZER A SELEÇÃO DOS BENEFICIÁRIOS

10 ANÁLISE DE PARTICIPAÇÃO

11 ANÁLISE DE PROBLEMAS Determinar quais problemas se consideram mais importantes e ordenar os demais problemas identificados em função do primeiro, definindo relações causais entre os problemas, até formar uma ÁRVORE DE PROBLEMAS. A finalidade é configurar um panorama de problemas o mais completo possível. Ás vezes o grupo pode restringir-se analizar uma fase da realidade, setor, subsetor, etc. Depois da análise da situação em função dos diferentes grupos e organizações afetadas, reordena-se o material reunido em função de um problema principal, definindo as suas causas e efeitos, suas origens e consequências. OBJETIVO:

12 ANÁLISE FOFA Cada um dos grupos deve apresentar uma tabela onde se expressarão as fraquezas, fortalezas, ameaças e oportunidades. A tabela terá uma forma similar ao exemplo a seguir: FRAQUEZAS FORTALEZAS AMEAÇAS OPORTUNIDADES

13 ANÁLISE DOS PROBLEMAS A pergunta em cada caso é ¿ POR QUÉ?, ou também, A é ocasionado por B, C, D... PREGUNTA CHAVE

14 ÁRVORE DE PROBLEMAS ØIdentificação dos problemas onsiderados mais importantes. ØFormulação do problema central ou focal. ØDefinir as causas do problema central ØDefinir os efeitos esenciais e diretos provocados pelo problema central. ØConstruir uma árvore dos problemas com as relações causa-efeito. ØReveja a árvore dos problemas e verifique a sua validação. CAUSAS EFEITOS

15 ÁRVORE DE PROBLEMAS

16 ANÁLISE DE OBJETIVOS Os problemas formulados como situações negativas são convertidos em condições positivas de futuro ou estados atingidos. Uma vez reformuladas as fichas-problema en fichas-objetivo, elabora-se uma árvore de objetivos. A relação causa-efeito dos problemas transforma-se numa relação meios-fins nos objetivos. Descreve a situação futura que vai se atingir quando sejam resolvidos os problemas detectados na fase anterior. Trata-se de definir as futuras soluções dos problemas. OBJETIVO:

17 ANÁLISE DE OBJETIVOS A pergunta determinate em cada caso é ¿ CÓMO ?, ou em outras palavras B. C, D,... são meios para atingir A. PREGUNTA CHAVE

18 ÁRVORE DE OBJETIVOS ÚTransformar os conteúdos das fichas de situações negativas (problemas) à estados positivos já atingidos (objetivos). ÚReformular os objetivos, si é preciso, para que fiquem bêm esclarecidos. ÚCompletar as relações instrumentais meios-fins e acrescente novos objetivos se for necessario. ÚOs problemas que não podem ser convertidos em objetivos vão tal qual à arvore de objetivos (o mesmo cartão). ÚRevisar o esquema e reconferir a relação meios-fins. MEIOS FINS

19 ÁRVORE DE OBJETIVOS

20 ANÁLISE DE ALTERNATIVAS Fase essencial, onde é necessario acordar uma estratégia para o projeto. Determinar dentro da árvore de objetivos quais opções podem se realizar com maiores possibilidades de sucesso, considerando diferentes critérios (específicos em cada caso). Considerar as conclusões da análise de participación, para determinar a melhor estratégia. Última fase da identifição, identifica o passo ao desenho do projeto, indicando as soluções alternativas que possam se convertir em estrategias de uma ação de desenvolvimento. OBJETIVO:

21 ANÁLISE DE ALTERNATIVAS Identificar na árvore de objetivos os possíveis ramos meios-fins que possuam um ar de familia ou tenham uma especial unidade. Geralmente os participantes devem discutir algumas estrategias- tipo: abordagem formação, abordagem infraestruturas, abordagem comercialização, etc. Fazer uma avaliação de cada uma das opções rejeitando aquelas que não são desejáveis ou são imposíveis de atingir. Acordar com a equipe a estrategia que do projeto. Dentro da alternativa seleccionada, determina-se a ficha que vai se tornar em objetivo do projeto.

22 ANÁLISE DE ALTERNATIVAS

23 MATRIZ DE PLANIFICAÇÃO DO PROJETO (MPP) É o esqueleto do desenho do projeto, que inclui as informações básicas de um projeto de desenvolvimento. É um resumo, em uma página, do desenho do projeto.

24 MATRIZ DE PLANIFICAÇÃO DO PROJETO (MPP)

25 ELEMENTOS DO DOCUMENTO DE DESENHO DO PROJETO DE DESENVOLVIMENTO òFundamentação: Por qué quer fazer? òNatureza: O qué quer fazer? òObjetivos: Para qué vai atuar? òBeneficiarios-alvo: A quêm é dirigida a ação? òProcedimentos, atividades, organização: Cómo vai fazer? òRecursos humanos: Quêm vai fazer? òRecursos materiais e económicos: Com qué vai fazer? òCalendário: Quándo vai fazer? òMonitoramento e evaluação: Cómo conheceremos os ressultados?

26 POR FAZER DEPÒIS DA OFICINA DE FORMULAÇÂO Elaboraçâo do documento de formulaçâo do projeto (Brasilia) Definiçâo das prioridades de açâo das instituiçôes implicadas Ejecuçâo das atividades do projeto

27 Elaboraçâo do documento de formulaçâo do projeto

28 Código del proyecto: Título del proyecto: País /Área geográfica: Unidad responsable de la AECI: Fecha de elaboración del Documento: 1.- DATOS DE PRESENTACIÓN DEL PROYECTO Sector de destino en el país receptor y código CAD - CRS correspondiente -Clave y sector CAD: -Código CAD - CRS: Contraparte: Otras entidades públicas o privadas, españolas o extranjeras, participantes: Proyecto presentado por: Proyecto presentado a: Instrumento de aprobación: ·Aprobación por AECI: responsable y fecha ·Aprobación por Comisión Mixta: país y fecha ·Otros instrumentos de aprobación

29 2.- DURACIÓN Fecha prevista de inicio: Fecha prevista de finalización: Período total de ejecución del proyecto (en meses): 3.-FINANCIACIÓN TOTAL Coste total: Aportación AECI: Otras aportaciones disponibles: ÞPúblicas españolas ÞLocales ÞOtras entidades 4.-DESCRIPCIÓN RESUMIDA DEL PROYECTO

30 5.- CONTEXTO Y ANÁLISIS DE LA SITUACIÓN 5.1.-Contexto y antecedentes Descripción de beneficiarios y otros actores implicados Principales problemas detectados Análisis de objetivos Análisis de alternativas y justificación de la intervención elegida 6.- LÓGICA DE INTERVENCIÓN Objetivo general Objetivo específico Resultados esperados Actividades previstas Matriz de Planificación

31 7.- PROGRAMACIÓN, PRESUPUESTO Y PLAN DE EJECUCIÓN Cronograma de actividades Desglose presupuestario de la AECI y de otros financiadores 7.3 Plan de ejecución Subvención Contrato Ejecución directa Otros mecanismos Procedimientos de organización interna 8.- ESTUDIO DE VIABILIDAD/SOSTENIBILIDAD 8.1. Políticas de apoyo 8.2. Aspectos institucionales 8.3. Aspectos socioculturales 8.4. Enfoque de género 8.5. Factores tecnológicos 8.6. Factores medioambientales 8.7. Factores económicos – financieros

32 9.- PROCEDIMIENTOS DE GESTIÓN DESPUÉS DE LA FINALIZACIÓN DEL APOYO DE LA COOPERACIÓN ESPAÑOLA Y FORMAS DE TRANSFE-RENCIAS PREVISTAS 10.- SINERGIAS FAVORABLES EN RELACIÓN CON EL SISTEMA INSTITU- CIONAL Y SOCIOECONÓMICO ESPAÑOL 11.- NOMBRE Y CARGO DE LA PERSONA QUE HA CUMPLIMENTADO LA FORMULACIÓN DEL PROYECTO Nombre/s Cargo: Entidad: Fecha:

33 12.- RELACION DE ANEXOS Anexo I: Relatoría de las reuniones y talleres realizados antes de la formulación Anexo II: Resultados del taller de formulación. Análisis de la participación Anexo III: Resultados del taller de formulación. Análisis de problemas Anexo IV: Resultados del taller de formulación. Análisis de objetivos AnexoV: Resultados del taller de formulación. Lógica de intervención inicial Anexo VI: Ejercicio para priorizar Anexo VII: Calendario de ejecución Anexo VIII: Desglose del presupuesto por actividades Anexo IX: Responsables en la fase de ejecución


Carregar ppt "Projeto Fortalecimento da Gestão de Políticas Públicas de Inclusão Social do Governo Federal Brasileiro Brasilia, 13 - 15 setembro 2006."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google