A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FACULDADE DE MEDICINA ABC CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COSMIATRIA EM COSMIATRIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FACULDADE DE MEDICINA ABC CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COSMIATRIA EM COSMIATRIA."— Transcrição da apresentação:

1 FACULDADE DE MEDICINA ABC CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COSMIATRIA EM COSMIATRIA

2 ENVELHECIMENTO tratamento com princípios ativos Dra MARISA GONZAGA DA CUNHA Cosmiatria- FMABC

3 FOTOENVELHECIMENTO X ENVELHECIMENTO CRONOLÓGICO

4 ENVELHECIMENTO - Cronológico ou intrínseco: universal, presumivelmente inevitável atribuído a passagem do tempo - Foto-envelhecimento: é a sobreposição de alterações atribuídas à exposição solar diária e cumulativa após os 15 anos de idade e relacionada à radiação UVA

5 EPIDERME É a camada mais superficial da pele, com 0,4 a 1,5 mm de espessura, onde predomina os queratinócitos, mas apresenta ainda melanócitos, células de Langerhans e de Merckel, além das células dos anexos. É a camada mais superficial da pele, com 0,4 a 1,5 mm de espessura, onde predomina os queratinócitos, mas apresenta ainda melanócitos, células de Langerhans e de Merckel, além das células dos anexos. Exerce a função de barreira, permeação, termo-regulação, foto-proteção, sensação, regeneração e aparência física. Exerce a função de barreira, permeação, termo-regulação, foto-proteção, sensação, regeneração e aparência física.

6 ESTRATO CÓRNEO Camada mais superficial da epiderme Camada mais superficial da epiderme Consiste de 15 a 20 camadas de células Consiste de 15 a 20 camadas de células Os corneócitos são conectados por um pequeno número de desmossomas – apêndices protêicos da membrana celular. Os corneócitos são conectados por um pequeno número de desmossomas – apêndices protêicos da membrana celular. Os desmossomas se dissolvem na presença da porção hídrica do manto hidro-lipídico Os desmossomas se dissolvem na presença da porção hídrica do manto hidro-lipídico

7 Na pele hidratada as células córneas são liberadas de forma individual e impercep- tível. Na pele hidratada as células córneas são liberadas de forma individual e impercep- tível. Na pele desidratada, os filamentos que unem os corneócitos não se dissolvem, ocasionando esfoliação na forma de blocos de células visíveis (escama), conferindo o aspecto de pele seca, áspera, sem brilho e sem elasticidade. Na pele desidratada, os filamentos que unem os corneócitos não se dissolvem, ocasionando esfoliação na forma de blocos de células visíveis (escama), conferindo o aspecto de pele seca, áspera, sem brilho e sem elasticidade.

8 FORMAÇÃO E FUNÇÃO DOS LÍPIDES EPIDÉRMICOS Os lípides são formados no Aparelho de Golgi dos queratinócitos e estocados nos corpos de Odland Os lípides são formados no Aparelho de Golgi dos queratinócitos e estocados nos corpos de Odland São ao precursores da barreira lipídica epidér- mica e através de exocitose são jogados no espaço extracelular São ao precursores da barreira lipídica epidér- mica e através de exocitose são jogados no espaço extracelular Somente então, na presença da porção hídrica, formarão membranas lipídicas bilamelares que preencherão os espaços intercelulares da camada córnea Somente então, na presença da porção hídrica, formarão membranas lipídicas bilamelares que preencherão os espaços intercelulares da camada córnea

9 COMPOSIÇÃO DA CAMADA LIPÍDICA Ceramidas- 40 a 60% Ceramidas- 40 a 60% Ácidos Graxos Livres- 25% Ácidos Graxos Livres- 25% Colesterol e Colesteryl sulfato- 25% Colesterol e Colesteryl sulfato- 25%

10 FUNÇÃO DA PORÇÃO HÍDRICA Manutenção do pH ácido entre 5,4 e 5,9 devido a presença de componentes ácidos como ácido lático, ácido carboxílico e aminoácidos Manutenção do pH ácido entre 5,4 e 5,9 devido a presença de componentes ácidos como ácido lático, ácido carboxílico e aminoácidos Colabora na formação e maturação dos lipídeos epidérmicos Colabora na formação e maturação dos lipídeos epidérmicos Mantém a flora bacteriana normal Mantém a flora bacteriana normal Indiretamente evita a invasão de micro- organismos patogênicos Indiretamente evita a invasão de micro- organismos patogênicos

11 COMPOSIÇÃO DA PORÇÃO HÍDRICA Ácido lático e vários aminoácidos provenientes da transpiração (FNH), Ácido lático e vários aminoácidos provenientes da transpiração (FNH), Ácidos graxos livres do sebum, Ácidos graxos livres do sebum, Aminoácidos e ácido carboxyl pirrolidina (PCA) provenientes do processo de corneificação (produtos da decomposição protêica) Aminoácidos e ácido carboxyl pirrolidina (PCA) provenientes do processo de corneificação (produtos da decomposição protêica) Água das camadas mais profundas que alcançam a superfície (água trans-epidérmica, perspiração) Água das camadas mais profundas que alcançam a superfície (água trans-epidérmica, perspiração)

12 SINAIS CLÍNICOS ENVELHECIMENTO INTRÍNSECO Pele seca, áspera, sem brilho e sem vida Pele seca, áspera, sem brilho e sem vida Aparecimento de rugas finas Aparecimento de rugas finas Acentuação de linhas cutâneas Acentuação de linhas cutâneas Manchas e alterações de pigmentação Manchas e alterações de pigmentação Piora das rugas de expressão Piora das rugas de expressão

13 ENVELHECIMENTO INTRÍNSECO - Achatamento da junção dermo-epidérmica com menor absorção de nutrientes e princípios ativos (exceção para testoste- rona e estradiol) - Alteração da função barreira por diminui- ção da síntese de ceramidas e de ácidos graxos livres principalmente.

14 PRINCÍPIOS ATIVOS Ceramidas I, III e IV ou SK-Influx 2-5% Ácidos Graxos Livres: óleo de Rosa Mosqueta (2-10%), óleo de macadâmia (0,5-5%), óleo de semente de uva (2- 10%), óleo de girassol (1-3%), óleo de oliva (2-5%), óleo de cereja (2-5%), óleo de amêndoas (2-10%), etc. Recuperação da porção lipídica

15 ENVELHECIMENTO INTRÍNSECO - Diminuição da secreção de glândulas sudoríparas - Diminuição dos FNH - Diminuição das aquaporines (canais pro- têicos que permitem o transporte de água através das membranas celulares da epiderme)

16 PRINCÍPIOS ATIVOS Recuperação da porção hídrica - PCA-Na (Physiogenyl) – 0,5-3% - Hidroviton (NFH) – 1-5% - Trealose – 2-5% - Fucose – 2-10% - Aquaporines – 1-3% - Gluconolactona (AHA) – 1-10% - Outros (uréia, lactato de amônia, NaCl, etc)

17 FOTOENVELHECIMENTO - Deposição irregular de melanina, altera- ção do número e forma dos melanócitos, levando a discromias e melanoses - Alteração no núcleo dos queratinócitos por oxidação, levando a atipias e consequente formação de queratoses e Ca de pele - Alteração da Função Barreira por oxidação

18 PRINCÍPIOS ATIVOS ANTI –OXIDANTES (PROTEÇÃO) Vitamina A – 2% Vitamina A – 2% Vitamina E – 2% ou Aquassome AE – 2-10% Vitamina E – 2% ou Aquassome AE – 2-10% Vitamina C – 0,5-2% ou Aquassome CE – 2-10% Vitamina C – 0,5-2% ou Aquassome CE – 2-10% Ácido Alfa-Lipóico – 1-5% Ácido Alfa-Lipóico – 1-5% Coenzima Q – 5-10% Coenzima Q – 5-10% Idebenona – 2% (Idebelight – 10%) Idebenona – 2% (Idebelight – 10%) Alistin – 0,5% Alistin – 0,5% N6-Furfuriladenina – 0,005-0,1% N6-Furfuriladenina – 0,005-0,1% L-glutation – 0,3-0,5% L-glutation – 0,3-0,5% Lipossomas SOD (superóxido dismutase) – 2-5% Lipossomas SOD (superóxido dismutase) – 2-5%

19 PRINCÍPIOS ATIVOS ÁCIDO RETINÓICO – 0,01-0,1% ÁCIDO RETINÓICO – 0,01-0,1% - É o padrão-ouro em rejuvenescimento - Há receptores nucleares de ácido retinóico que atuam como fatores de transcrição e que são responsáveis pela ação terapêutica efetiva: restaurar as atipias celulares - Restaura a distribuição de queratinócitos - Não é foto-tóxico e não é sensibilizante - Sua eficácia não está relacionada ao grau de irritação (hidratação adequada e veículo)

20 PRINCÍPIOS ATIVOS RETINÓDES RETINÓDES - Definição: qualquer molécula que, por si ou através de conversão metabólica, se liga ou ativa os RAR resultando em res- posta biológica específica. - Definição: qualquer molécula que, por si ou através de conversão metabólica, se liga ou ativa os RAR resultando em res- posta biológica específica. - Sua potência e efetividade vai depender da absorção, conversão metabólica a compo- nentes ativos, e da formulação, que influencia na penetração cutânea

21 PRINCÍPIOS ATIVOS RETINÓDES RETINÓDES - Retinaldeído – 0,5-1,6% - Retinol palmitato – UI% - Adapaleno – 0,1%

22 PRINCÍPIOS ATIVOS Ácido glicólico – 2-10% Ácido glicólico – 2-10% - Atua como queratolítico, diminuindo a espessura epidérmica e aumentando a penetração de outros princípios ativos - Atua como clareador - É um irritante local em altas concentra- ções – peeling: 30-70%

23 PRINCÍPIOS ATIVOS Ácido L-ascórbico – 0,5-2% Ácido L-ascórbico – 0,5-2% - Ação anti-radicais livres - Restaura a camada córnea - Age como agente clareador - Não é irritante, podendo ser usado em peles sensíveis e região peri-orbitária

24 PRINCÍPIOS ATIVOS Bioflavonóides (Coffee Berry, Chá Verde, etc) Bioflavonóides (Coffee Berry, Chá Verde, etc) Selênio Selênio Magnésio Magnésio Zinco Zinco Ácido ferúlico Ácido ferúlico

25 DERME É um sistema integrado de fibras (colágeno e elastina), filamentos (glicoproteínas, proteoglicanas e glicosaminoglicanas) e células (fibroblastos, macrófagos, mastócitos, células transitórias do sistema imune e células musculares lisas). É um sistema integrado de fibras (colágeno e elastina), filamentos (glicoproteínas, proteoglicanas e glicosaminoglicanas) e células (fibroblastos, macrófagos, mastócitos, células transitórias do sistema imune e células musculares lisas). É responsável pela sustentação, elasticidade, tensão e turgescência da pele É responsável pela sustentação, elasticidade, tensão e turgescência da pele A micro-vascularização desta camada permite a circulação de nutrientes A micro-vascularização desta camada permite a circulação de nutrientes

26 ENVELHECIMENTO INTRÍNSECO Diminuição da espessura dérmica por perda de células, de fibras elásticas e de colágeno Diminuição da espessura dérmica por perda de células, de fibras elásticas e de colágeno Diminuição da micro-vascularização, inclusive peri-anexial Diminuição da micro-vascularização, inclusive peri-anexial Conteúdo de colágeno diminui 1% a cada ano após a vida adulta Conteúdo de colágeno diminui 1% a cada ano após a vida adulta Alterações bioquímicas e estruturais do colágeno, da elastina e da matriz protêica extracelular (a diminuição da proteína extra- celular fibulina-5 é um marcador de envelhe- cimento) Alterações bioquímicas e estruturais do colágeno, da elastina e da matriz protêica extracelular (a diminuição da proteína extra- celular fibulina-5 é um marcador de envelhe- cimento)

27 ENVELHECIMENTO INTRÍNSECO Desorganização na distribuição das fibras colágenas Desorganização na distribuição das fibras colágenas Aumento do nível de colagenase Aumento do nível de colagenase As fibras elásticas diminuem em número e diâmetro, especialmente na junção dermo- epidérmica As fibras elásticas diminuem em número e diâmetro, especialmente na junção dermo- epidérmica Aumento da degradação enzimática da elastina Aumento da degradação enzimática da elastina

28 ENVELHECIMENTO INTRÍNSECO Os mucopolissacarídes de sustentação (glicosaminoglicanas e proteoglicanas) diminuem, especialmente o ácido hialurônico, com diminuição importante da hidratação dérmica Os mucopolissacarídes de sustentação (glicosaminoglicanas e proteoglicanas) diminuem, especialmente o ácido hialurônico, com diminuição importante da hidratação dérmica Hipocelularidade e avascularização Hipocelularidade e avascularização

29 FOTOENVELHECIMENTO Alteração das proteínas na porção superior da derme Alteração das proteínas na porção superior da derme Diminuição da resposta imune celular Diminuição da resposta imune celular Alteração importante das fibras elásticas levando à elastose Alteração importante das fibras elásticas levando à elastose Alteração das paredes vasculares, com afinamento importante Alteração das paredes vasculares, com afinamento importante Alteração da função mitocondrial com diminuição de geração de energia Alteração da função mitocondrial com diminuição de geração de energia

30 FOTOENVELHECIMENTO A quantidade de GAG e proteoglicanas aumenta A quantidade de GAG e proteoglicanas aumenta A quantidade de colágeno diminui pelo aumento da atividade da metaloproteinase A quantidade de colágeno diminui pelo aumento da atividade da metaloproteinase Aumento do número de células inflama- tórias (helidermatitis) Aumento do número de células inflama- tórias (helidermatitis)

31 SINAIS CLÍNICOS Perda de turgor e de sustentação Perda de turgor e de sustentação Perda de elasticidade Perda de elasticidade Formação de rugas estáticas (finas) e agravamento das rugas de expressão Formação de rugas estáticas (finas) e agravamento das rugas de expressão Diminuição da espessura da pele e dificuldade de cicatrização Diminuição da espessura da pele e dificuldade de cicatrização Fragilidade vascular com formação de púrpura Fragilidade vascular com formação de púrpura

32 PRINCÍPIOS ATIVOS RETINÓIDES RETINÓIDES - Estimula a neo-colanogênese - Fortalece a parede capilar

33 PRINCÍPIOS ATIVOS Atuam na matriz extra-celular Atuam na matriz extra-celular - Genisteína (1-5%) - hidratação - Estrógenos (0,01-0,06%) - hidratação - Estriol (0,1-0,3%) - hidratação - Progesterona (1-2%) - hidratação - Ácido hialurônico (1-3%) - hidratação - Saponinas – aumenta a síntese de GAGs - Di e tripeptídeos de peso molecular menor que 1400 D- síntese (Matrixil - 5%)

34 PRINCÍPIOS ATIVOS Atuam na matriz extra-celular Atuam na matriz extra-celular - Colágeno solúvel – 2-10% (hidratação) - Elastina solúvel – 1-3% (hidratação) - L-fucose e L-rhamnose- 2-10% (síntese) - Silanóis – hidratação, ativação do AMP cíclico e síntese dependendo da classe (hidroxiprolisilane C 2-5%, ascorbosilane C 3-4%, proteosilane C 2-6%) - Ácido L-ascórbico – 0,5-2% (síntese)

35 PRINCÍPIOS ATIVOS Atuam na síntese de fibras Atuam na síntese de fibras - Silanóis (Pro-Xylane 5%) - Di e tripeptídeos de peso molecular menor que 1400 D (Matrixil – 5%) - Ácido L-ascórbico - 0,5-2% - Madecassoside – 2-5% - Revitalin – 3-5%

36 PRINCÍPIOS ATIVOS Atuam na reorganização de fibras Atuam na reorganização de fibras - Silanóis - Raffermine – 2-5% - Genisteína e estrógenos- pela ação sobre as metaloproteases - D-Pantenol – 0,5-2%

37 PRINCÍPIOS ATIVOS Atuam na contração de fibras Atuam na contração de fibras - DMAE – 5-10% - Raffermine – 2-5% - Tensine – 3-10% - Pentacare HP – 3-8% - Liftline – 1-3% - Densiskin – 2-6%

38 PRINCÍPIOS ATIVOS Atuam no relaxamento de fibras e/ou células musculares lisas Atuam no relaxamento de fibras e/ou células musculares lisas - Argiriline (acetil hexapeptídeo 3) – 5-10% - Syn-Ake (dipeptide diaminobutyoyl benzylamida diacetato) - Vialox (pentapeptídeo)

39 PRINCÍPIOS ATIVOS O conhecimento sobre mecanismos e locais de ação dos princípios ativos é de fundamental importância, principalmente nas associações, que devem conter substâncias com ações complementares ou sinérgicas, sobre estruturas diferentes para um melhor resultado terapêutico. O conhecimento sobre mecanismos e locais de ação dos princípios ativos é de fundamental importância, principalmente nas associações, que devem conter substâncias com ações complementares ou sinérgicas, sobre estruturas diferentes para um melhor resultado terapêutico.

40 PRINCÍPIOS ATIVOS Ácido retinóico (Retinova, Retin A, Vitanol) Ácido retinóico (Retinova, Retin A, Vitanol) Ácido Ascórbico (Active C,Cellex C, Reti-C) Ácido Ascórbico (Active C,Cellex C, Reti-C) Ácido glicólico (Neostrata) Ácido glicólico (Neostrata) N6 furfuriladenina (Kinerase) N6 furfuriladenina (Kinerase) Adapaleno (Differin) Adapaleno (Differin) Retinaldeído (Avene, Vichy) Retinaldeído (Avene, Vichy) SCA – Biorepair Technology (Endocare) SCA – Biorepair Technology (Endocare)

41 PRINCÍPIOS ATIVOS Retinol (ROC) Retinol (ROC) Longevinol (Natura) (1-5%) Longevinol (Natura) (1-5%) Gluconolactona (Neostrata) Gluconolactona (Neostrata) Madecassoside (Redermic) Madecassoside (Redermic) Pro-xylane + isobioline (Neovadiol) Pro-xylane + isobioline (Neovadiol) Extrato da Murta (Codex) Extrato da Murta (Codex) Ácido Hialurônico (Hyalluron filler) Ácido Hialurônico (Hyalluron filler) Pro-xylane (Substiane) Pro-xylane (Substiane)

42 TRATAMENTO IDEAL Até os 25 anos- hidratante com anti-oxidantes e FPS. À noite depende! Até os 25 anos- hidratante com anti-oxidantes e FPS. À noite depende! Dos 25 aos 40 anos- hidratante com anti- oxidantes, restauradores e FPS durante o dia (com tensor?). Regenerador à noite. Dos 25 aos 40 anos- hidratante com anti- oxidantes, restauradores e FPS durante o dia (com tensor?). Regenerador à noite. Após os 40 anos- hidratante com anti-oxidan- tes, restauradores, hormônios femininos(?), tensor (?) e FPS durante o dia. Regenerador à noite. Após os 40 anos- hidratante com anti-oxidan- tes, restauradores, hormônios femininos(?), tensor (?) e FPS durante o dia. Regenerador à noite. Uso de produtos suaves e não irritantes para limpeza. Uso de produtos suaves e não irritantes para limpeza.

43 PRINCÍPIOS ATIVOS FUTURO FUTURO - Fatores de crescimento celular - Fatores de crescimento celular - Citocinas (palmitoyl tripeptide 5 – Syn-Coll) - Citocinas (palmitoyl tripeptide 5 – Syn-Coll) - Ação sobre as telomerases - Ação sobre as telomerases

44 PRINCÍPIOS ATIVOS ORAIS Glucosamina – mg/d Glucosamina – mg/d Vitamina C – mg/d Vitamina C – mg/d Prolina – mg/d Prolina – mg/d Hidroxiprolina – mg/d Hidroxiprolina – mg/d Colágeno em pó – 1 colher/sopa/d Colágeno em pó – 1 colher/sopa/d Innéov firmness (lácto-licopeno+proteínas lácteas+isoflavonas de soja+vitamina C) Innéov firmness (lácto-licopeno+proteínas lácteas+isoflavonas de soja+vitamina C)

45 ALIMENTAÇÃO Carnes, principalmente vermelha Carnes, principalmente vermelha Grãos e castanhas Grãos e castanhas Legumes e frutas amarelos e alaranjados Legumes e frutas amarelos e alaranjados Óleos vegetais, principalmente de oliva Óleos vegetais, principalmente de oliva

46 OBRIGADA


Carregar ppt "FACULDADE DE MEDICINA ABC CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COSMIATRIA EM COSMIATRIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google