A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Estados Unidos - Economia Profº Everaldo (Neno) CAMPO GRANDE - MS 2013.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Estados Unidos - Economia Profº Everaldo (Neno) CAMPO GRANDE - MS 2013."— Transcrição da apresentação:

1 Estados Unidos - Economia Profº Everaldo (Neno) CAMPO GRANDE - MS 2013

2 O espaço econômico dos Estados Unidos Maiores produtores e consumidores mundiais de mercadorias e de serviços Lideram o ranking de importações de mercadorias – cerca de 15% das importações mundiais – e são os maiores investidores em outros países. O território conquistado durante o processo de expansão garantiu recursos energéticos e matérias-primas para o início do desenvolvimento industrial. Elevados investimentos em pesquisa e tecnologia reafirmaram sua posição de liderança no desenvolvimento de produtos ligados à Terceira Revolução Industrial: tecnologia de satélites, aeroespacial e militar. 3 O espaço econômico dos Estados Unidos

3 Espaço agrário Nos Estados Unidos, o acesso à propriedade da terra ocorreu de forma peculiar. Em 1862, foi aprovado o Homestead Act (Lei de Cessão de Terras), o qual define que quem emigrasse aos EUA receberia do governo 160 acres de terras no oeste, com o compromisso de cultivá-las por pelo menos cinco anos. O Homestead Act atraiu para o país milhões de europeus e favoreceu a ocupação do meio-oeste. Atualmente, as atividades agrícolas absorvem menos de 3% da população economicamente ativa.

4 Os cinturões agropecuários

5 A tradição industrial do Manufacturing Belt Com o fim da Guerra de Secessão, o alicerce político para a consolidação do desenvolvimento industrial foi construído. Além de pioneiro na aplicação da eletricidade em larga escala e na produção de petróleo, o país criou grandes conglomerados industriais formados pelas indústrias mecânica, metalúrgica e siderúrgica. Por longo tempo o nordeste (Nova Inglaterra) e a região dos Grandes Lagos concentraram a produção fabril.

6 A tradição industrial do Manufacturing Belt Estados Unidos: distribuição espacial da indústria (2005)

7 Hoje a participação da produção industrial do nordeste dos EUA diminuiu significativamente. Principais motivos: Envelhecimento e dificuldade de modernizar as indústrias, elevando o custo de produção do aço nelas fabricado e o preço final. Concorrência da produção do aço a custos mais baixos, principalmente em países em desenvolvimento Forte concorrência de automóveis produzidos pelos Tigres Asiáticos Encarecimento da mão de obra decorrente da atuação enérgica e organizada dos sindicatos de trabalhadores na região.

8 Os novos espaços industriais: o Sun Belt Após a Segunda Guerra Mundial teve início nos EUA um longo processo de descentralização industrial. Menores custos de instalação Emergência do Pacífico como importante área econômica Disponibilidade de mão de obra Fartos recursos minerais metálicos das Montanhas Rochosas Ocorrência de grandes jazidas de petróleo na Califórnia Descentralização da indústria bélica no contexto da Guerra Fria Usina hidrelétrica de Grand Coulee

9 Os novos espaços industriais: o Sun Belt Na década de 1970, a Califórnia passou a ser chamada de Vale do Silício, agrupando a maior concentração mundial de empresas de tecnologia da Terceira Revolução Industrial. Na região há, além das empresas do Vale do Silício e companhias petrolíferas Lockheed Martin: aviões, na Geórgia Nasa: Agência Espacial Americana, em Houston Cabo Canaveral: de onde partem as missões espaciais, na Flórida Divisão da Boeing: produção de aviões militares, no Alabama

10 Espaço urbano: as megalópoles A intensa urbanização do país acompanhou suas fases de industrialização e deu origem a amplas malhas urbanas, resultantes da união de várias metrópoles. Estados Unidos: megalópoles (2008)

11 Boswash: a megalópole do nordeste Nova York é a metrópole central da megalópole Boswash ( Bos ton + Wash ington). A megalópole se estende por Nova York, Filadélfia, Baltimore, avançando sobre a cidade de Norfolk. Faixa urbana de aproximadamente 700 quilômetros de comprimento. Contém mais de 50 milhões de pessoas: de cada seis habitantes do país, um mora nela. Vista parcial de Nova York, com destaque para a ponte do Brooklyn, que liga o bairro de mesmo nome à ilha de Manhattan (ao fundo). ILJA MASIK/SHUTTERSTOCK

12 Chipitts: a megalópole dos Grandes Lagos Chicago é polo financeiro e de serviços do país e a metrópole central da megalópole Chipitts ( Chi cago + Pitts burgh). Com quase 3 milhões de habitantes, é o centro de uma região metropolitana que envolve várias cidades vizinhas, perfazendo um total de mais de 9 milhões de habitantes. Chicago, 2000 ALAN SCHEIN PHOTOGRAPHY/CORBIS -STOCK PHOTOS

13 San-San: a megalópole da costa oeste 4 milhões de habitantes, mais de 17 milhões na sua região metropolitana Formada pelas cidades de San Francisco, San Diego e Sacramento, forma uma megalópole dinâmica denominada San-San ( San Francisco + San Diego). Pôr do sol em San Diego ELENA KOULIK/SHUTTERSTOCK


Carregar ppt "Estados Unidos - Economia Profº Everaldo (Neno) CAMPO GRANDE - MS 2013."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google