A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Introdução A importância da energia no dia-a-dia Os recursos naturais para obtenção de energia O que são recursos naturais? Recursos Naturais Recursos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Introdução A importância da energia no dia-a-dia Os recursos naturais para obtenção de energia O que são recursos naturais? Recursos Naturais Recursos."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 Introdução A importância da energia no dia-a-dia Os recursos naturais para obtenção de energia O que são recursos naturais? Recursos Naturais Recursos Minerais Recursos Hídricos Recursos Biológicos Agricultura Pecuária Caça Pesca Aquacultura Exploração vegetal Recursos Energéticos Recursos Energéticos Renováveis Energia Eólica Energia Geotérmica Energia da Biomassa Energia dos Mares Energia do Hidrogénio Recursos Energéticos Não Renováveis Combustíveis Fósseis Carvão Petróleo e Gás Natural Vantagens e Desvantagens da utilização dos recursos Consequências da exploração e utilização dos recursos naturais Vantagens da utilização dos recursos naturais As alterações climáticas ocorridas Gestão Sustentável dos recursos Para um Gestão Sustentável… Conclusão Bibliografia/Sites consultados

4 Este trabalho tem como objectivo conhecer e dar a conhecer os recursos naturais, os renováveis e não renováveis através dos quais obtemos energia, mostrando assim a importância que eles têm no nosso dia-a-dia. O Homem encontra-se totalmente dependente dos recursos naturais para a sua sobrevivência e bem-estar, por isso torna-se cada vez mais importante gerir de forma racional para garantir a preservação quer das espécies, quer do ambiente.

5 RECURSOS NATURAIS Minerais BiológicosEnergéticosHídricos Energia fóssil Energias alternativas BiomassaHidrogénioGeotérmicaMares HidroeléctricaEólicaSolarNuclear Recursos não renováveis Recursos renováveis

6 Sendo a energia a origem de todo o trabalho, podemos compreender a sua importância ao longo da história da humanidade. Verdadeiramente, desde a sua origem mais remota, o homem procurou controlar as várias formas de energia, e colocá-las ao seu serviço. A cada nova forma de energia que o Homem conseguia controlar, correspondeu sempre um salto no desenvolvimento. Por tudo isto fica claro que o controlo da energia é estratégico no desenvolvimento, e que quem dominar a tecnologia envolvidas nas novas energias terá do seu lado uma vantagem competitiva significativa.

7

8 Um recurso natural é tudo o que existe na Natureza e que serve para satisfazer as necessidades da Humanidade. Quanto à sua natureza, os recursos naturais podem classificar-se em recursos minerais, biológicos, hídricos e energéticos. Atendendo à sua velocidade de renovação, os recursos naturais podem dividir-se em recursos renováveis e não renováveis. Os recursos renováveis são recursos que não se esgotam facilmente, devido à sua velocidade de renovação e capacidade de manutenção. Os recursos não renováveis são recursos que se esgotam a uma velocidade superior à da sua renovação, que pode ser de alguns milhões de anos.

9

10 Os recursos minerais são acumulações ou concentrações de matéria- prima mineral na crusta terrestre. Geralmente, os recursos minerais são extraídos de minérios. Minérios são todos os minerais em que um ou mais elementos podem ser extraídos de uma forma rentável.

11 Os recursos hídrico s representam a quantidade de água doce superficial e subterrânea que esta à disposição do Homem. De toda a água existente na Terra, 97,5% é salgada e existe nos oceanos e mares. Os restantes 2,5% representam água doce. No entanto, apenas a água doce presente nos lagos, rios, ribeiros, e lençóis de água subterrânea (aquíferos) está potencialmente disponível para o Homem. É utilizada para consumo doméstico, na agricultura e nas actividades industriais.

12 Os recursos biológicos englobam um conjunto de materiais e energia que o Homem pode obter a partir de outros seres vivos. A agricultura, a pecuária, a caça, a pesca, a piscicultura e a exploração vegetal constituem, actualmente, as principais formas de obtenção dos recursos biológicos indispensáveis a nossa sobrevivência.

13 A alimentação é uma necessidade comum a todos os animais. Assim, ao longo da evolução, o Ser Humano passou de caçador e recolector a pastor e agricultor. A agricultura é a principal fonte de alimento dos seres vivos. Embora a agricultura intensiva continue a ser a forma mais barata e eficaz para obter alimentos, têm surgido movimentos que procuram implementar práticas agrícolas que leve, a uma maior preservação da saúde humana e do ambiente com particular relevância para o solo.

14 Os animais criados em cativeiro representam, para além de uma fonte de alimento, recursos utilizados na indústria do calçado, do vestuário, farmacêutica e outras. Actualmente, existem normas sobre medicação e alimentação animal que visam proteger a saúde dos cidadãos.

15 Esta forma de obtenção de produtos de origem animal predominou durante milénios. Actualmente, existem em vários países reservas de caça, que permitem a prática desportiva desta actividade. Quando não existem predadores naturais, a caça torna-se importante no equilíbrio dos ecossistemas.

16 Tal como caça, a pesca é uma actividade que o Homem sempre desenvolveu para obter alimento. Peixes, crustáceos e outros animais marinhos constituem uma importante fonte de recursos para a Humanidade. No entanto, devido ao progresso tecnológico, muitas espécies estão à beira da extinção.

17 Para colmatar a crescente dificuldade na aquisição de pescado, cada vez mais, em todo o mundo, a aquacultura tem vindo a crescer como actividade económica. No entanto, o crescimento industrial, em viveiros, pode causar poluição. Quando os peixes são criados em condições artificiais podem contrair doenças e têm que ser tratados com antibióticos e outros produtos químicos. Quando praticada com moderação, a aquacultura provoca poucos danos.

18 Os recursos florestais englobam uma série de produtos biológicos indispensáveis ao nosso quotidiano, salientando-se a sua importância na produção de matéria primas para as indústrias farmacêutica, de mobiliário e da pasta de papel.

19 Os recursos energéticos são recursos de onde se pode obter energia. A energia pode ser definida como a capacidade para produzir trabalho. Os recursos energéticos englobam uma grande variedade de fontes de energia – uns são de natureza renovável e outros não renováveis. Em tempos mais remotos, os recursos energéticos das sociedades humanas eram, essencialmente, os animais domésticos, a madeira, o vento e a água. No entanto, com o advento da Revolução Industrial (finais do século XVIII), as necessidades energéticas das sociedades industrializadas foram aumentando progressivamente, exigindo novas fontes de energia.

20

21 A energia hidroeléctrica é a energia eléctrica que se produz em barragens construídas em cursos de água.

22 A energia eólica é a energia obtida pela acção do vento. São colocadas grandes turbinas (aerogeradores), em formato de cata- vento, em locais abertos e com boa quantidade de vento. Através de um gerador, o movimento destas turbinas gera energia eléctrica.

23 A energia solar é a energia proveniente do Sol. A energia é captada pelos módulos dos painéis solares e é convertida em electricidade ou calor. A energia solar é utilizada, principalmente em residências, para o aquecimento da água. Este tipo de energia ainda é pouco utilizada no mundo.

24 A energia geotérmica é a energia proveniente do interior da Terra. A geotermia consiste no aproveitamento de águas quentes e vapores para a produção de electricidade e calor. Os vulcões, as fontes termais e as fumarolas são manifestações conhecidas desta fonte de energia.

25 A energia da biomassa é a energia que se obtém durante transformação de produtos de origem animal e vegetal para a produção de energia calorífica e eléctrica. Na transformação de resíduos orgânicos também é possível obter biocombustíveis, como o biogás (gás metano), o bioálcool e o biodiesel.

26 A energia dos mares é a energia que se obtém a partir do movimento das ondas, das marés ou da diferença de temperatura entre os níveis da água do mar.

27 A energia do hidrogénio é a energia que se obtém da combinação do hidrogénio com o oxigénio, em pilhas de combustível, produzindo vapor de água e libertando energia que é convertida em electricidade.

28

29 A descoberta dos combustíveis fósseis (carvão, petróleo e gás natural) alterou os padrões/modos de vidas das sociedades humanas. Os combustíveis fósseis são recursos formados há milhões de anos, a partir de alterações bioquímicas da matéria orgânica proveniente de organismos em decomposição. De facto, a formação de combustíveis fósseis demora muito tempo, à escala da vida humana, daí que sejam considerados recursos não renováveis porque a velocidade de consumo é muito rápida, comparativamente, com o seu tempo de formação.

30 O carvão é uma rocha que resulta da decomposição em ambientes sem oxigénio, de restos de plantas que caíram em zonas alagadas. A cobertura destes restos, por outros sedimentos, conjugada com a acção da temperatura e pressão em profundidade, transforma-os em carvão. O carvão continua a ser uma fonte energética amplamente utilizada a nível mundial. Aliás, tem-se assistido, recentemente, a um incremento da sua procura e da sua valorização como recurso energético.

31 O petróleo e o gás Natural são constituídos, essencialmente, por compostos de hidrogénio e carbono (hidrocarbonetos) e formaram-se em ambientes com grande abundância em matéria orgânica. O petróleo e o gás natural formam- se em ambientes onde há uma grande abundância de matéria orgânica e pouco oxigénio, tais como orlas marinhas, baías ou lagunas.

32

33 - Grande impacto negativo sobre o ambiente; - Alteração e possível desaparecimento dos ecossistemas, com a montagem e a perfuração de sondas; - Perigo de derramamento de petróleo no mar; grandes marés negras; - Extracção do carvão provoca um grande movimento e derrubamentos de terra, deslizamentos, explosões de gás e há um número muito grande de mineiros que morrem todos os anos. - Destruição de florestas, milhões de hectares de florestas é todos os anos destruída para servir a indústria; - Importantes ecossistemas do nosso planeta são também destruídos; - O planeta entre num desequilibro sem ponta definida; - Aumento desmesurado das temperaturas terrestres – aquecimento global.

34 -As energias não renováveis são mais económicas e permitem suprir as necessidades não satisfeitas com as energias renováveis; -As energias renováveis não se esgotam; - A utilização das energias renováveis torna-se mais amiga do ambiente; - Recursos minerais como o petróleo têm elevado rendimento.

35 As alterações climáticas sempre estiveram presentes no nosso planeta, sendo que antes da ascensão de instrumentos tecnológicos e produtivos desenvolvidos pelo homem, estas alterações revelavam uma sazonalidade equilibrada. Com o advento da industrialização, os processos produtivos tiveram a necessidade de utilizar cada vez mais fontes energéticas, tais como, o petróleo, o carvão mineral, e, actualmente os biocombustíveis. A partir disso, o processo de aquecimento global tem-se mantido constante e ao mesmo tempo intenso, em quantidades crescentes. Perante o contexto ambiental observado no nosso planeta, vem sendo engendrado no clima manifestações de alguns eventos climáticos extremos. Com a crescente ocorrência destes eventos, nota-se uma preocupação maior com os riscos climáticos e seus impactos possíveis a sociedade.

36 É a forma de desenvolvimento que procura satisfazer as necessidades da geração actual, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de satisfazerem as suas próprias necessidades. Isto é, significa possibilitar que as pessoas, agora e no futuro, atinjam um nível satisfatório de desenvolvimento social e económico e de realização humana e cultural, fazendo, ao mesmo tempo, um uso razoável dos recursos da terra e preservando as espécies e os habitats naturais.

37 - Limitação do crescimento populacional; - Garantia de alimentação a longo prazo; - Preservação da biodiversidade e dos ecossistemas; - Diminuição do consumo de energia e desenvolvimento de tecnologias que admitem o uso de fontes energéticas renováveis; - Aumento da produção industrial nos países não-industrializados à base de tecnologias ecologicamente adaptadas; - Controle da urbanização; - Reciclar convenientemente os recursos não renováveis, será possível o aumento do tempo da sua existência.

38 O desenvolvimento das energias renováveis é essencial como solução para a dependência de combustíveis fósseis. As energias renováveis apresentam inúmeras vantagens, mas o seu uso pode também implicar alguns inconvenientes. Sem os recursos naturais não seria possível ao Homem sobreviver. A gerência dos mesmos, efectuada actualmente, apesar dos esforços realizados, não é suficiente. Ainda há muitos países que não alteraram as leis com base numa sociedade menos consumista, menos poluída e, acima de tudo, mais preocupada com o ambiente. Ao questionarmos algumas pessoas, apercebemo-nos que uma grande maioria das pessoas se preocupa com a reciclagem, apenas uma pequena percentagem não se preocupa (especialmente a população mais idosa e com menos habilitações).

39 Antunes, Cristina; Bispo Manuela; Guindeira, Paula – Descobrir a Terra 8, Areal Editores

40


Carregar ppt "Introdução A importância da energia no dia-a-dia Os recursos naturais para obtenção de energia O que são recursos naturais? Recursos Naturais Recursos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google