A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Gestão da Mudança e Liderança no contexto organizacional.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Gestão da Mudança e Liderança no contexto organizacional."— Transcrição da apresentação:

1 Gestão da Mudança e Liderança no contexto organizacional

2 Formação acadêmica: Graduação em Administração de Empresas Pós-Graduação em Comércio Exterior, Gestão e Liderança Universitária MBA em Gestão Empresarial Mestrado em Administração, Dissertação: Marketing Internacional Atuação Profissional: Consultoria empresarial Pró reitor de Pós-Graduação – UNILINS Professor: Graduação: Comércio Exterior – TOLEDO – Araçatuba Administração – UNILINS – Lins Administração de Marketing – UNILINS – Lins Atuação Profissional: Professor: Pós-Graduação: Marketing Internacional – U.S.C. – Bauru Marketing Internacional – CESD – Dracena Marketing Internacional – CESD – Votuporanga Marketing Internacional – F.E.F. – Fernandópolis Globalização e Mercado Global – TOLEDO – Araçatuba Marketing Internacional – FAECA – Catanduva Comércio Exterior - METODISTA – Birigü Planejamento Estratégico – UNILINS – Lins Marketing Internacional – UNIFEV – Votuporanga LUIZ ANTONIO CABANAS

3 Objetivos da aula Gerais. – Discutir a questão da liderança no contexto organizacional. – Entender o processo da mudança organizacional. Específicos. – Analisar o processo da liderança. – Discutir os papeis do líder. – Liderança no processo de mudança. – Conhecer como gerir a mudança organizacional.

4 Prof. Ms Luiz A. Cabañas Video Liderança uma grande aventura.

5 Prof. Msc Adm. Luiz A. Cabañas Liderança Liderança é a influência interpessoal exercida numa situação e dirigida através do processo da comunicação humana à consecução de um ou diversos objetivos específicos.

6 Por que nós precisamos de um líder?

7 Disciplina Decisões Delicadas Repositório de Sabedoria Distribuir Funções Delegar responsabilidades Manter a Estabilidade Representar a Organização

8 POR QUE PRECISAMOS DE LÍDER? Disciplina Decisões Delicadas Repositório de Sabedoria Distribuir Funções Delegar responsabilidades Manter a Estabilidade Representar a Organização ?

9 O Líder não é Um resolvedor de problemas O salvador da pátria Um herói Um gerente Um dos maiores perigos e provavelmente a maior tentação dos gerentes poderosos é o micromanagement

10 O NORMAL O Líder (+ 80% sobre seus Ombros) Liderados (menos de 20%)

11 O CORRETO O Líder (Estratégia e Futuro) 20% Equipe: dia a dia (+ de 80%)

12 POR QUE PRECISAMOS DE LÍDER? Disciplina Decisões Delicadas Repositório de Sabedoria Distribuir Funções Delegar responsabilidades Manter a Estabilidade Representar a Organização Auto Disciplina Auto Disciplina Tudo é Delicado e Normal Tudo é Delicado e Normal Sabedoria na multidão Sabedoria na multidão Multi Funções Multi Funções Todos são Responsáveis Todos são Responsáveis Manter a Dinâmica do Caos Manter a Dinâmica do Caos Representar a Organização Representar a Organização ?

13 ORGANIZAÇÃO DO FUTURO Ambiente Complexo – que produza suficiente complexidade própria. miniCEOs miniempresários... está agrupada em torno de pequenas equipes dotadas de alta responsabilidade... todas as pessoas em torno da organização precisam se tornar miniCEOs ou miniempresários dentro da empresa. Niels Pflaenging

14 APLICAÇÃO Taylor – é passado (ou melhor ultrapassado) Hoje: As organizações aplicam um modelo de gestão que foi desenhado para a eficiência, mas o problema hoje é a complexidade! Niels Pflaenging

15 SABEDORIA DO LIDER Promover a maturidade Garantir a infra estrutura Delicadeza = interdependência Sabedoria = conselho Função = diluição Pensar o futuro (sozinho?) Representar (sozinho?)

16 CONTÍNUA MUDANÇA Se a mudança é verdadeira e importante, em quanto tempo corro riscos sérios? Qual o tipo de mudança devo abraçar e promover? O que estou fazendo para garantir a mudança interna na organização?

17 O DESAFIO Como desenvolver as mudanças internas em velocidade tal que seja ideal para enfrentar as mudanças externas? Inesperadas Indefinidas Intensas

18 O DESAFIO Como desenvolver as mudanças internas em velocidade tal que seja ideal para enfrentar as mudanças externas? Inesperadas Indefinidas Intensas INOVAÇÃO

19 A ORGANIZAÇÃO MECÂNICA ORGÂNICA Um líder para que nos solte (Let it go)

20 Max Weber tipo burocrático de organização administrativa... é... o mais racional e conhecido meio de exercer dominação sobre os seres humanos. Modelo perpetuado ainda hoje – com possibilidades de se tornar perene!

21 Organização Medíocre Baseia-se na obediência cega Tem hierarquia forte Funcionários obedientes são commodity: – Trabalho repetitivo e rotineiro – Reativos e passivos Funcionários com capacidades básicas e obedientes a empresa consegue com facilidade – logo não é vantagem competitiva

22 Prof. Msc Adm. Luiz A. Cabañas Resistência a mudança Fontes de Resistência Individual à Mudança Processamento seletivo das informações Medo do desconhecido Hábito Segurança Fatores econômicos Resistência individual

23 Prof. Msc Adm. Luiz A. Cabañas Fontes de Resistência Organizacional à Mudança Resistência organizacional Ameaça às distribuições estabelecidas de recursos Inércia estrutural Ameaça às relações estabelecidas de poder Ameaça à especialização Inércia de grupo Foco limitado de mudança

24 Prof. Msc Adm. Luiz A. Cabañas CONSOLIDANDO A MUDANÇA DEIXAR CLARO E DOCUMENTADO – Em que consiste a mudança. – Porque vai ser feita. – Quem autoriza. – Como ela irá afetar os públicos interessados, tanto interno como externo. – Qual seu impacto no orçamento. – Como vai ser controlado.

25 Aprendendo além dos lobos

26 Prof. Msc Adm. Luiz A. Cabañas APRENDENDO ALÉM DOS LOBOS O rebanho de ovelhas cavou um lago que manteve os lobos afastados e elevou sua qualidade de vida. Foi uma extraordinária conquista em equipe, mas se você observar mais de perto, verá que os comportamentos e resultados tiveram origem no âmbito individual. O rebanho mudou porque as ovelhas haviam mudado individualmente.

27 Prof. Msc Adm. Luiz A. Cabaña Novas habilidades e competências Como sabemos que estamos aprendendo ? – Quando percebemos que podemos realizar coisas que antes não podíamos. Quando Jeremias aprendeu empurrar pedras com o focinho.

28 Prof. Msc Adm. Luiz A. Cabañas Nova consciência e sensibilidade Novas idéias intensificadas e compreensão mais profunda dos sistemas, que levam a questionamentos de coisas que parecem óbvias. – Os lobos não vinham após as chuvas. (era óbvio porém não percebiam antes) – Insistência da Marieta todos nós dizemos que os lobos não podem ser detidos... mas e se isto não for verdade ?

29 Prof. Msc Adm. Luiz A. Cabañas Novas atitudes e crenças Uma nova consciência pode levar a novas crenças – talvez os lobos não sejam tão espertos Quando a forma como você vê o mundo ao seu redor muda, o mundo em si muda também. – a confiança tomou lugar do medo – os lobos pararam de vir... As ovelhas pararam de desaparecer...

30 Viagem a lua Estilos de liderança


Carregar ppt "Gestão da Mudança e Liderança no contexto organizacional."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google