A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Semestralidade: como planejar- se? Algumas Alternativas Núcleo de Assessoria Pedagógica Unisal - Lorena 2006.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Semestralidade: como planejar- se? Algumas Alternativas Núcleo de Assessoria Pedagógica Unisal - Lorena 2006."— Transcrição da apresentação:

1 Semestralidade: como planejar- se? Algumas Alternativas Núcleo de Assessoria Pedagógica Unisal - Lorena 2006

2 O Tempo: como administrá-lo? Pressa. Ansiedade. E a sensação de que nunca é possível fazer tudo - além da certeza de que sua vida está passando rápido demais. Essas são as principais conseqüências de vivermos num mundo em que para tudo vale a regra do "quanto mais rápido, melhor". Psiquiatras já discutem a existência de um distúrbio conhecido como "doença da pressa", cujos sintomas seriam a alta ansiedade, dificuldade para relaxar e, em casos mais graves, problemas de saúde e de relacionamento. "Para nós, ocidentais, o tempo é linear e nunca volta. Por isso queremos ter a sensação de que estamos tirando o máximo dele. E a única solução que encontramos é acelerá-lo", afirma Carl Honoré. "É um equívoco. A resposta desse dilema é qualidade, não quantidade. Sérgio Gwerman Pressa. Ansiedade. E a sensação de que nunca é possível fazer tudo - além da certeza de que sua vida está passando rápido demais. Essas são as principais conseqüências de vivermos num mundo em que para tudo vale a regra do "quanto mais rápido, melhor". Psiquiatras já discutem a existência de um distúrbio conhecido como "doença da pressa", cujos sintomas seriam a alta ansiedade, dificuldade para relaxar e, em casos mais graves, problemas de saúde e de relacionamento. "Para nós, ocidentais, o tempo é linear e nunca volta. Por isso queremos ter a sensação de que estamos tirando o máximo dele. E a única solução que encontramos é acelerá-lo", afirma Carl Honoré. "É um equívoco. A resposta desse dilema é qualidade, não quantidade. Sérgio Gwerman

3 Situação do Cotidiano: Compras! Imagine a seguinte situação: você está acostumado a fazer suas compras semanais em uma hora. Porém, hoje você só terá 30 minutos. Como você fará para realizar a mesma compra em um tempo menor?

4 Em que implica a Semestralidade em nosso trabalho acadêmico? 1. Planejamento; 2. Mudança de Postura; 3. Diversificação de estratégias de ensino- aprendizagem e de avaliação (recursos de apoio à sala de aula); 4. Priorização de conteúdos e atividades: -revisão das ementas e das bibliografias; - Conhecimento dos perfis profissiográficos.

5 5. Integração entre as disciplinas, Diálogo no colegiado Diálogo no colegiado 6. Definição de cronograma.

6 Cronograma de aulas para o primeiro semestre 2006 FevereiroMarçoAbrilMaioJunhoTotal Segunda = 36 Terça = 38 Quarta34453 Quinta = 34 Sexta = 32 Sábado33343

7 Um exemplo: Disciplina com aulas nas segundas-feiras (18). O que é importante considerar: - Conteúdos prioritários a serem trabalhados; - Estratégias para o trabalho com os conteúdos; - Espaço para atividades práticas e avaliações escritas; - Eventos do Unisal e dos diversos cursos (Semana Cultural, Aula Inaugural e outros); - Prouni; - Diagnóstico da Turma; - Encerramento do semestre em 24 de junho;

8 O ALUNO UNIVERSITÁRIO QUAL O SEU PERFIL? COMO MOTIVÁ-LO? QUE EXPECTATIVAS TEM? COMO ORIENTÁ-LO EM FUNÇÃO DAS IMPLICAÇÕES DA VIDA ACADÊMICA?

9 PERFIL TRABALHADOR EGRESSOS DA ESCOLA PÚBLICA INDECISÃO QUANTO À ESCOLHA PROFISSIONAL FALTA DE INTERESSE FALTA DE COMPROMETIMENTO COM A PRÓPRIA APRENDIZAGEM INTERESSE NA NOTA E NO DIPLOMA APENAS ESTUDANTE CURSO NOTURNO

10 PERFIL HÁBITOS DE ESTUDO INSUFICIENTES DIFICULDADE NA INTERPRETAÇÃO, REDAÇÃO E LEITURA É UM SUJEITO REAL FALTA DE PRÉ- REQUISITOS PARA ACOMPANHAR A GRADUAÇÃO FALTA DE TEMPO PARA ESTUDAR FALTA DE INTERESSE FALTA DE MATURIDADE CONTRADIÇÃO VIVÊNCIA DE VALORES LIMITES CIVILIDADE EGRESSOS DOS CURSINHOS: ÊNFASE NA MEMORIZAÇÃO

11 RESPONSABILIDADE DA INSTITUIÇÃO E DA DOCÊNCIA - assumir esse aluno - encarar a realidade - buscar novas estratégias - preparar-se -desenvolver a competência profissional -para ser -PROFESSOR/EDUCADOR Professor e Aluno devem firmar e assumir O CONTRATO DIDÁTICO O CONTRATO PEDAGÓGICO

12 Matriz Curricular - Direito Matriz Curricular – Direito – Primeiro Semestre de 2006 Teoria Geral do Direito h Teoria Geral do Direito Civil I h Antropologia Religiosa h Direito Penal I – Teoria Geral h Economia I (Macroeconomia) h Metodologia da Pesquisa Científica.. 36h Linguagem Jurídica h

13 Sugestões de Integração 1. Definir textos comuns para o trabalho em várias disciplinas, com diferentes enfoques (menor quantidade, maior profundidade); 2. Aproveitar os textos das diferentes disciplinas para estudos em Língua Portuguesa; 3. Pesquisas e projetos de trabalho interdisciplinares (duas ou três disciplinas afins); 4. Racionalizar e discutir coletivamente as propostas de atividades e avaliações.

14 É preciso Não cair na armadilha de ficar preso, meramente, à teoria (exposições, exposições....); - Não utilizar a aula expositiva clássica como única estratégia de ensino; - Evitar as fichas, evitargastar tempo para escrever pontos na lousa; - Não utilizar o datashow apenas como uma lousa moderna; - Possibilitar a problematização dos conteúdos em sala de aula; - Utilizar a aula expositiva dialogada, participada.

15 Questões Fundamentais Ter feito a exposição é garantia de que o professor ensinou, transmitiu o conhecimento. Mas não garante que o aluno aprendeu. Houve ensino, com certeza; mas aprendizagem? Ter feito a exposição é garantia de que o professor ensinou, transmitiu o conhecimento. Mas não garante que o aluno aprendeu. Houve ensino, com certeza; mas aprendizagem? Nossa preocupação maior como docentes: ENSINAR COM FOCO NA APRENDIZAGEM DO ALUNO. Nossa preocupação maior como docentes: ENSINAR COM FOCO NA APRENDIZAGEM DO ALUNO. Ponto pacífico que o aluno precisa saber e interiorizar: O PROFESSOR NÃO APRENDE POR ELE. Ponto pacífico que o aluno precisa saber e interiorizar: O PROFESSOR NÃO APRENDE POR ELE. O professor deve ensinar de modo que o aluno possa aprender, sim; mas, há que haver o esforço e a participação do aluno nesse processo. O professor deve ensinar de modo que o aluno possa aprender, sim; mas, há que haver o esforço e a participação do aluno nesse processo.

16 Aula expositiva dialogada O Professor faz a Mediação: Os sujeitos do processo são professor e aluno - Sondagem: ativar os conhecimentos prévios dos alunos; - Problematização:fazer o aluno pensar, refletir e não, meramente, ouvir.Mediar: Instigando-o,, provocando-o. - Estabelecer diálogo com os alunos; - Abusar das perguntas, - Contextualizar o conteúdo, - Exemplificar, - Sistematização: cuidar da organização dos conteúdos trabalhados, - Generalização: propiciar condições para o aluno aplicar os conhecimentos em situações semelhantes ou novas.


Carregar ppt "Semestralidade: como planejar- se? Algumas Alternativas Núcleo de Assessoria Pedagógica Unisal - Lorena 2006."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google