A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Introdução 1.Bases Conceituais: perspectivas históricas, culturais e clínicas 2.Entrevista clínica 3.Uso de fontes adicionais de informação 4.Avaliação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Introdução 1.Bases Conceituais: perspectivas históricas, culturais e clínicas 2.Entrevista clínica 3.Uso de fontes adicionais de informação 4.Avaliação."— Transcrição da apresentação:

1 Introdução 1.Bases Conceituais: perspectivas históricas, culturais e clínicas 2.Entrevista clínica 3.Uso de fontes adicionais de informação 4.Avaliação dos sintomas e do estado mental 5.Procedimentos complementares de avaliação 6.Procedimentos complementares de avaliação 7.Formulação Diagnóstica Multiaxial Padronizada 8.Formulação Diagnóstica Idiográfica (Personalizada) 9.Diagnóstico e plano de tratamento 10.Organização dos registros clínicos ■ Avaliação do paciente psiquiátrico como um todo e não somente como um portador de doenças. ■ Cobertura de todas as áreas-chave de informação (biopsicossocial) pertinentes à descrição dos transtornos, disfunções e problemas do paciente. ■ Fundamentação da avaliação diagnóstica em uma interação entre o médico, o paciente e sua família, que leve a um entendimento em conjunto da condição clínica do paciente e a um acordo sobre o plano de tratamento e sua monitorização. ■ Avanço científico, humanístico e ético da prática da psiquiatria no mundo ■ Facilitar e estruturar a condução de uma avaliação diagnóstica que seja efetiva para a atenção clínica Eixo I: Transtornos clínicos (mentais e médicos gerais) Eixo II: Incapacidades (nos cuidados pessoais, com a família, funcionamento adaptativo ocupacional e social mais amplo) Eixo III: Fatores contextuais (problemas interpessoais, ambientais e outros psicossociais) Eixo IV: Qualidade de vida (primariamente refletindo as percepções do próprio paciente) Perspectivas do clínico Perspectivas do clínico síntese dos problemas do paciente (abordagens biológica, psicológica e social do caso). Perspectivas do paciente e sua família uma oportunidade para o paciente e sua família apresentarem seus pontos de vista com respeito a enfermidade, problemas, estado atual e expectativas sobre o tratamento. Integração das perspectivas do clínico com as do paciente e sua família Formulação Multiaxial PadronizadaFormulação Idiográfica Formulação do diagnóstico psiquiátrico dividido em dois conjuntos de componentes: Formulação Multiaxial Padronizada e Formulação Idiográfica. Proposta de Formulação Multiaxial Padronizada do DSM-IV-TR (APA) com 5 eixos para ser utilizada pela futura CID-11: I. Síndrome clínica – Transtorno mental II. Transtornos de personalidade III. Avaliação física e eventual doença da Medicina Interna IV. Estressores psicossociais (no último ano) V. Nível mais elevado de funcionamento no último ano Justificativa para o uso simultâneo da formulação padronizada e idiográfica Justificativa para o uso simultâneo da formulação padronizada e idiográfica: cria solução para o problema epistemológico do diagnóstico, pois abre espaço para a singularidade da clínica através da Formulação Idiográfica e mantém a Formulação Multiaxial Padronizada anteriormente estabelecida. 1 AMP e OMS. Essentials of the World Psychiatric Association’s International Guidelines for Diagnostic Assessment (IGDA). British Journal of Psychiatry, 2003; volume 182, Suplementos Zimmerman, M. e Spitzer, R. Kaplan & Sadock’s Comprehensive Textbook of Psychiatry editado por Sadock, B.J. & Sadock, V.A., 8ª. Ed. (2005), capítulo 9.1, Suplementos Mezzich, J. e Berganza, C. Kaplan & Sadock’s Comprehensive Textbook of Psychiatry editado por Sadock, B.J. & Sadock, V.A., 8ª. Ed. (2005), capítulo 9.2, Suplementos CONTRIBUIÇÃO DO IGDA – INTERNATIONAL GUIDELINES FOR DIAGNOSTIC ASSESSMENT – PARA A FUTURA CID – 11 UFRJ Autores: Karen Proença(1); Raquel Duprat (2); Theodor Lowenkron (3) (1) Bolsista PIBIC/CNPq, inscrita no PINC-FM/UFRJ e Estudante do Curso de Medicina da UFRJ. (2) Bolsista PIBIC/CNPq, inscrita no PINC-FM/UFRJ e Estudante do Curso de Medicina da UFRJ (3) Livre Docente e Professor Associado de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da UFRJ. SUMÁRIO DO IGDA DA WPA PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DO IGDA OBJETIVOS DO IGDA FORMULAÇÃO DIAGNÓSTICA MULTIAXIAL FORMULAÇÃO DIAGNÓSTICA IDIOGRÁFICA EM DIREÇÃO À CID – 11 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS


Carregar ppt "Introdução 1.Bases Conceituais: perspectivas históricas, culturais e clínicas 2.Entrevista clínica 3.Uso de fontes adicionais de informação 4.Avaliação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google