A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

 Trabalha em prol da perfeição.  Honesto, ético e responsável.  Exerce crítica feroz sobre si.  Ansioso.  Detalhista em excesso.  Não trabalha muito.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: " Trabalha em prol da perfeição.  Honesto, ético e responsável.  Exerce crítica feroz sobre si.  Ansioso.  Detalhista em excesso.  Não trabalha muito."— Transcrição da apresentação:

1

2  Trabalha em prol da perfeição.  Honesto, ético e responsável.  Exerce crítica feroz sobre si.  Ansioso.  Detalhista em excesso.  Não trabalha muito os relacionamentos.

3  Busca ser aprovado pelos outros.  Solidário, prestativo, afetuoso, empático.  Quer ser o centro da vida das pessoas.  Costuma exercer influência de bastidores.  Temperamental – quer controlar as interações.  Detesta exercer liderança explícita.

4  Eficiente, busca resultados e desafios.  Otimista com postura de vencedor.  Costuma competir onde a vitória está assegurada.  Desconsidera detalhes.  Intolerante às críticas.  Quer coordenar a interações do grupo.

5  Busca o inatingível.  Gosta de utilizar sua criatividade.  Eficiência atrelada ao lado emocional.  Intuitivo com ótimo senso estético.  “Montanha Russa” de sentimentos.  Não se dá bem com tarefas rotineiras.

6  Discreto, reservado e metódico.  Grande capacidade de síntese.  Prefere não expressar suas emoções.  Tende a concentrar em si as decisões que toma.  Costuma criar espaço próprio.  Não gosta de interações em excesso.

7  Espirituoso e leal com aqueles em quem confia.  É capaz de dar o máximo de si quando enfrenta forças superiores.  Constantemente em dúvida.  Tem receio que os outros não gostem dele.  Costuma devotar-se a causas sociais.  Detesta competir com as pessoas.

8  Otimista, espontâneo e de convívio fácil.  Busca estímulos e experiências “top”.  “Energia a mil”.  Sabe agir sob pressão.  Apresenta tendência narcisista.  Desconsidera a autoridade e tende a não concluir o que começa.

9  Autêntico, enérgico e comprometido com o que acha certo.  Testa o nível de lealdade dos colegas.  Expõe seus sentimentos em círculo de amizade fechado.  Valoriza que é franco e leal.  Não mede conseqüência no que diz ou faz.  Sente-se derrotado se não puder dizer o que pensa.

10  Diplomático, equilibrado e paciente.  Não sabe dizer não.  Adia decisões com freqüência.  Aprecia ver todos os lados das questões.  Trabalha bem em equipes onde não haja conflitos de relacionamento.  Detesta tomar decisões constantemente.

11

12  Intolerante.  Teimoso.  Ditatorial.  Pessimista.  Dogmático.

13  Submisso.  Resistente.  Tendência a mártir.  Adesão aparente.  Manipulador.

14  Impulsivo.  Vingativo.  Marketeiro.  Decisões apressadas.  Ocupado em demasia.

15  Melancólico.  Deprimido.  Dramático.  Julga-se superior aos demais.  Sarcástico.

16  Imagina o pior.  Arredio.  Negativista.  Ansioso.  Distanciado.

17  Imprevisível.  Rabugento.  Burocrático.  Sentimento de rejeição.  Hostil.

18  Narcisista.  Compulsivo.  Inquieto.  Sonhador em excesso.  Volúvel.

19  Intransigente.  Cético.  Agressivo.  Confrontador.  Egocêntrico.

20  Alienado.  Inseguro.  Comprometimento nulo.  Indiferente.  Inoperante.

21

22  Apresenta gestos comedidos, com volume e ritmo condizentes ao momento. Tenta ser preciso e detalhista, afirmando o que é preciso fazer, tanto para si como para os outros.

23  Demonstra interesse pelo outro, propõe a ajudar e dá opiniões..Fala com voz calorosa e sorri com freqüência. Costuma “falar com as mãos”, mas também é um ótimo ouvinte.

24  Costuma falar como se ensinasse alguém. Costuma para isso utilizar de técnicas de persuasão.Tem pressa em falar como se disso dependesse o que fosse realizar. Também gesticula muito ao falar..

25  Seu tom de voz varia de acordo com o seu humor.Tende a dramatizar a expressão dessa emoção. Costuma pontilhar seu discurso de silêncios carregados de sentido, mas sabe escutar atentamente o que lhe falam.

26  Expõe suas idéias de forma lacônica. Quando domina o que está sendo conversado muda esse característica e faz pequenos “tratados” sobre o assunto. Não costuma demonstrar suas emoções pela fala. Sorri e gesticula pouco.

27  Discurso com poucos gestos, mas caloroso e muito apegado às pessoas do grupo. Evita as reflexões que possam provocar rejeição no grupo. Tende a falar com prudência.

28  Gosta de falar de coisas agradáveis e adora contar histórias. Aprecia igualmente os bate-papos bem humorados. Expõe suas idéias assim que surgem a sua cabeça. Fala mais do que ouve. É sorridente e gesticula muito, muito, muito... ao falar.

29  Expressa-se de maneira forte indo diretamente ao que quer. Aprecia dizer o que acha justo e o que é bom e o que não é.Procura derrubar propostas dos outros através de sua argumentação. Tende a falar rápido e a utilizar gestos quando quer se fazer entender.

30  Evita temas que costumem gerar conflito ou discordância de opiniões.Costuma falar mais dos outros do que de si mesmo. Muda repentinamente de assunto. Gesticula pouco. Sabe ouvir atentamente.

31

32  Não levá-lo a sério.  Quebrar regras.  Críticas consideradas por ele como injustas.

33  Não ser reconhecido por sua ajuda.  Ser ignorado.  Ser acusado de decidir sozinho.

34  Ineficiência ou preguiça de pessoas que atuam consigo.  Sentir-se ignorado.  Sentir-se diminuído em habilidades que domina.

35  Quando não compreendem suas emoções de momento.  Quando é criticado.  Quando se formalizam muitas regras para o ambiente em que se encontra.

36  Conversas superficiais ou sem importância claramente definida.  Ser contestado.  Mudanças imprevistas que tomam seu tempo.

37  Quando não percebe o que se quer dele.  A falta de lealdade e fidelidade.  O não-reconhecimento de sua fidelidade e de seu envolvimento.

38  Obrigá-lo a seguir rotinas.  Críticas ou ausência de comentários otimistas.  Contrariar idéias e planos que considera importantes.

39  Indecisão e ineficiência das pessoas com quem convive.  Quando sua autoridade é desrespeitada.  Quando tentam controlá-lo ou impor-lhe um comportamento.

40  Forçá-lo a tomar decisões.  Críticas feitas de forma agressiva.  Mudanças e novidades inesperadas.

41

42  Ser menos perfeccionista.  Dar mais atenção ao que acontece de positivo do que aos erros.  Identificar qualidades e competências dos colegas.  Relaxar mais e ser menos exigente consigo mesmo.  Ter metas realistas

43  Ficar atento a sua condição física e cansaço.  Ser mais racional na tomada de decisões.  Aceitar feedback.  Perceber que não é possível ajudar a todos, canalizando sua energia aos que realmente precisam ser ajudados.  Não ser tão insistente.

44  Saber dosar o ritmo e definir prioridades.  Pensar no que faz mais a longo prazo.  Privilegiar qualidade e não quantidade.  Acostumar-se a elogiar o desempenho dos outros.  Integrar seus interesses pessoais com os do grupo.

45  Acostumar-se a ser mais objetivo com seus projetos.  Organizar melhor o que será feito no seu dia- a-dia.  Não iniciar uma atividade sem concluir outra que começou antes.  Saber dosar suas emoções.  Não se desmoronar quando criticado.

46  Participar do diálogo em grupo apresentando sua opinião.  Ficar atento aos sentimentos e emoções presentes durante os diálogos do grupo.  Compartilhar o que sabe e não se incomodar com quem lhe quer ensinar algo.  Ter humildade ao tirar suas dúvidas.  Demonstrar mais o que sabe realizando obras.

47  Buscar manter o equilíbrio ao tomar decisões.  Demonstrar claramente quais são suas expectativas.  Lembrar de trabalhos e atividades em que obteve sucesso.  Assumir os erros e vê-los como possibilidade de aprendizagem.  Enfrentar o que tem medo.

48  Ser mais responsável e realista.  Equilibrar o tempo entre interesses pessoais e profissionais.  Concluir o que começa.  Controlar seu senso de humor – “há momento certo para tudo”.  Traçar suas metas periodicamente.

49  Definir as causas que merecem maior esforço; saber dosar sua energia.  Pensar e refletir antes de agir.  Levar em conta a opinião dos outros antes de tomar decisões.  Evitar comportamento autoritário.  Ser mais paciente.

50  Estabelecer prioridades e cumpri-las.  Organizar o que fará a partir de um roteiro de tarefas.  Falar não quando necessário.  Perceber momentos de indecisão – parar, refletir e optar – pela melhor resposta.  Estabelecer prazos para o que pretende fazer e cumprir estes prazos.

51 Gráficos

52

53

54

55

56

57


Carregar ppt " Trabalha em prol da perfeição.  Honesto, ético e responsável.  Exerce crítica feroz sobre si.  Ansioso.  Detalhista em excesso.  Não trabalha muito."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google