A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Caracterizar a estrutura e o funcionamento de um laboratório de microbiologia; Executar técnicas de preparo e montagem para esterilização.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Caracterizar a estrutura e o funcionamento de um laboratório de microbiologia; Executar técnicas de preparo e montagem para esterilização."— Transcrição da apresentação:

1

2

3

4

5 Caracterizar a estrutura e o funcionamento de um laboratório de microbiologia; Executar técnicas de preparo e montagem para esterilização.

6 Uma laboratório de microbiologia destina-se principalmente em isolar, identificar, caracterizar, quantificar e conservar os microrganismos. No estudo de microbiologia são indispensáveis: Execução de preparações microscópicasExecução de preparações microscópicas Esterilização de vidrariasEsterilização de vidrarias Preparo de meio de cultura e de materiais diversosPreparo de meio de cultura e de materiais diversos Técnicas de cultivoTécnicas de cultivo Isolamento e outros ensaios microbiológicosIsolamento e outros ensaios microbiológicos Para o bom desempenho dessas tarefas é necessário dependências adequadas como: Sala de microscopiaSala de microscopia Câmara asséptica ou fluxo laminarCâmara asséptica ou fluxo laminar Sala de lavagem, montagem e esterilização... BiotérioSala de lavagem, montagem e esterilização... Biotério

7 As condições de limpeza e higiene devem sempre prevalecer e são de fundamental importância em um laboratório de microbiologia. Uma das soluções mais usadas para a lavagem de vidraria é a solução sulfocrômica. Ácido sulfúrico concentrado comercial g Bicromato de sódio comercial g Água q.s.p g Dissolver o Bicromato em água. Em seguida, adicionar lentamente o ácido sulfúrico, com o recipiente de Bicromato, imersa em água com gelo Ácido sulfúrico concentrado comercial g Bicromato de sódio comercial g Água q.s.p g Dissolver o Bicromato em água. Em seguida, adicionar lentamente o ácido sulfúrico, com o recipiente de Bicromato, imersa em água com gelo Material novo: Água com sabão, água corrente, água destilada.Água com sabão, água corrente, água destilada. Material em uso Contaminado autoclavação em baldes, água e sabão, enxaguar em água corrente, solução sulfocrômica (se necessário), água corrente, água destilada.autoclavação em baldes, água e sabão, enxaguar em água corrente, solução sulfocrômica (se necessário), água corrente, água destilada. Não contaminados semelhante ao anterior sem autoclavaçãosemelhante ao anterior sem autoclavação A vidraria lavada deverá ser posta em estufa a cerca de 70°C e posteriormente, se for o caso, será preparada, montada e esterilizada.

8 Montagem consiste na preparação do material para a esterilização Todo o material deve ser protegido após a esterilização para que não ocorra risco de contaminação. Pipetas – lavadas e secas, deve-se colocar um pequeno tufo de algodão na extremidade de aspiração. A montagem das pipetas consiste me sua colocação em recipientes metálico (cânulas), com a parte de aspirar para cima ou enrolá-las em papel, uma a uma.A montagem das pipetas consiste me sua colocação em recipientes metálico (cânulas), com a parte de aspirar para cima ou enrolá-las em papel, uma a uma. Placas de Petri – são esterilizadas em um recipiente metálico ou envolvidas em papel em grupos de 2, 3 ou até 10 unidades. Tubos de ensaio – com ou sem meio de cultura são geralmente tampados com algodão hidrófobo, colocados em recipientes (lata, Becker...) fechados com papel ou alumínio.

9 Água fervente: a água em ebulição mata microrganismos (bactérias na forma vegetativa) pela coagulação das proteínas. Mas, não destrói esporos. Esse método é raramente utilizado em trabalhos de laboratório. Vapor de água a 100°C (conhecido como vapor fluente): Uma maneira de se conseguir vapor fluente de modo prático é através da autoclave com a válvula aberta, cerca de 30 a 60 minutos.Vapor de água a 100°C (conhecido como vapor fluente): Uma maneira de se conseguir vapor fluente de modo prático é através da autoclave com a válvula aberta, cerca de 30 a 60 minutos. Esse método é utilizado para meio ou substâncias termolábeis.Esse método é utilizado para meio ou substâncias termolábeis. Vapor de água acima de 100°C: o método mais utilizado é da autoclavagem. Cuidados necessários:Cuidados necessários: A calibragem do manômetro deve ser observada (121°C ou 1 atm). O nível da água dentro da autoclave tem que estar cobrindo a resistência elétrica. O nível da água não deve entrar dentro do cesto onde vai o material a ser esterilizado. A tampa deve ser bem fechada A válvula de segurança tem que estar aberta, somente após a observação do,vapor fluente (por 5 minutos) ela deve ser fechada para atingir a temperatura e pressão desejadas e contar de 20 a 30 minutos para desligar a autoclave.. Esperara a o manômetro voltar ao ponto zero, abre-se a válvula de vapor; em seguida a tampada da autoclave é levantada.

10 Calor ao rubro: é usado para alças e agulhas inoculadoras, as quais são esterilizadas mantendo-as expostas à chama do bico de Bunsen. Estufa ou forno elétrico: esse processo é usado principalmente para esterilizar vidraria não volumétrica.

11 É amplamente utilizada para esterilização de soluções termolábeis. Os filtros mais satisfatórios são os filtros de membrana, feitos de acetato de celulose. O filtro é comumente adaptado a um frasco de sucção ou Kitasato. A solução é, então despejada no filtro e aspirada por sucção. A solução filtrada é transferida para um frasco ou tubo de ensaio previamente esterilizado, munido de tampão de algodão, ou outro tipo de protetor


Carregar ppt "Caracterizar a estrutura e o funcionamento de um laboratório de microbiologia; Executar técnicas de preparo e montagem para esterilização."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google