A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Serviço de Cirurgia Bariátrica Hospital Evangélico Dr. André Mattar – Cirurgião Bariátrico Dra. Bianca Pupim - Endocrinologista Dra. Emanuelle – Psicóloga.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Serviço de Cirurgia Bariátrica Hospital Evangélico Dr. André Mattar – Cirurgião Bariátrico Dra. Bianca Pupim - Endocrinologista Dra. Emanuelle – Psicóloga."— Transcrição da apresentação:

1

2 Serviço de Cirurgia Bariátrica Hospital Evangélico Dr. André Mattar – Cirurgião Bariátrico Dra. Bianca Pupim - Endocrinologista Dra. Emanuelle – Psicóloga Dra. Jamilla – Nutricionista Dra. Renata – Fisioterapeuta Sra.Adriana – Secretária

3 Obesidade Mórbida  Doença inflamatória crônica, caracterizada pelo acumulo excessivo de gordura corporal, com repercussão nos diversos órgãos e sistemas

4 Porque uma pessoa se torna obesa? Herediatariedade Dieta rica gorduraVida sedentária

5 18 – 24,9Peso saudávelSem risco 25 – 29,9SobrepesoModerado 30 – 34,9Obesidade Grau IAlto 35 – 39,9Obesidade Grau IIMuito alto 40 – 49,9Obesidade Grau IIIExtremo 50 – 59,9Super obesoMuito extremo > 60Super super obesoMuitíssimo extremo Classificação da obesidade

6 Porque se opera a obesidade mórbida?

7

8 O tratamento clínico para obesidade tem índice de insucesso de 80% Hoje não existe medicamento seguro para tratamento da obesidade

9

10 Obesidade não tem cura Obesidade tem controle

11 Quem pode ser operado? 1. IMC maior que IMC maior que 35, com comorbidades 3. Idade maior que 16 anos 4. Ausência de uso de drogas e álcool 5. Perfeito entendimento do processo de emagrecimento e manutenção do peso

12 Como se realiza o tratamento?

13 Com auxilio de uma equipe multidisciplinar Equipe formada por vários especialistas de diversas áreas, preparados para acompanhar o paciente desde o pré operatório, passando pelo ato cirúrgico e suas complicações e manutenção pós operatória

14 Preparo pré operatório 1. Avaliação de indicação de cirurgia 2. Participação das reuniões de grupo 3. Exames pré operatórios 4. Avaliação dos especialistas.Cardiologista.Pneumologista.Endocrinologista.Ginecologista.Dentista 5. Preparo psicológico, nutricional e fisioterápico 8. Consulta pré anestésica 9. Marcação da cirurgia

15 O principal objetivo no pré operatório é entender todo o processo do programa de emagrecimento obtido com a cirurgia, um paciente bem orientado tem menos ansiedade e medo e mais motivação, tendo uma evolução muito favorável com emagrecimento mais consistente e duradouro. André Mattar

16 Este Este

17

18

19 App.vc/cirurgia_bariatirca

20

21

22 Orientações pré operatória 1.Evite ganhar peso antes da cirurgia, pois dificulta muito a operação, ao contrário tente perder o máximo de peso possível 2. Evite as grandes despedidas gastronômicas 3. Faça atividade física,caminhadas de 30 min por 3 x semana 4. Não tome remédios para emagrecer antes da cirurgia 6.Tire todas suas dúvidas antes da cirurgia, um paciente bem orientado tem menos ansiedade e medo, resultando num ótimo resultado cirúrgico

23 Cirurgia Bariátrica 1. Alterar o tamanho do estômago para permitir a ingestão “lenta” de pequenas quantidades de alimentos 2. Não permitem a ingestão de grandes quantidades de alimentos altamente calóricos, como gorduras e doces 3. Desviam o intestino causando má absorção 4. Reduzem a produção da Grelina – hormônio produzido pelo estômago, e que causa o apetite exagerado do(a) obeso(a) – e outros (PYY),etc.

24 Cirurgias realizadas no Programa de Obesidade Gastrectomia vertical Capella

25 Gastrectomia Vertical

26 Gastrectomia Vertical

27 Gastrectomia vertical Pontos positivos 1. Somente restritiva 2. Trânsito alimentar normal 3. Elimina a grelina, causando menos fome e saciedade precoce 4. Não há má absorção de ferro e vitaminas 6. Não há segmento intestinal excluído 7. Emagrecimento lento e cotinuo Pontos negativos 1. Pode apresentar abertura da linha de grampeamento 2. Pouco eficaz para controle do diabetico que usa insulina 3. Contra-indicada para pacientes que tem doença do refluxo grave 4. Índece de reengorda maior, cerca de 10% de peso que perdeu após 2 anos

28 Capella Bypass Gástrico

29 Capella Bypaas Gástrico

30 Capella Bypass Gástrico Pontos positivo 1. Indicada para o diabético 2. Indicada para DRGE grave 3. Índice de reengorda menor 4. Indicada para superobesos Pontos negativos 1. Exclui o inicio do intestino com má absorção de ferro e vitaminas 2. Estômago excluído inacessível a EDA 3. Maior risco de gastrite / úlcera 4. Muito arriscada por video 5. Suplementação vitaminica por toda a vida

31 Pós operatório imediato 1. É realizado em enfermaria, UTI é exceção 2. Inicio da dieta liquida é no dia seguinte 3. Inicio da deambulação no mesmo dia 3. Alguns pacientes saem da cirurgia com drenos 4. A dor é mais intensa no 1° PO, e melhora gradativamente 5.Todos os pacientes urinam na cor verde

32 Complicações pós operatórias Fase precoce 1. Sangramento 2. Fístula gástrica 3. Fístula intestinal 4. Trombose venosa 5. Atelectasia e pneumonia 6. Vômitos 7. Infecção da incisão Fase tardia 1. Hérnia incisional 2. Obstrução intestinal 3. Anemia 4. Queda de cabelo 5. Distúrbios nutricionais 6. Distúrbios psicológicos 7. Reganho de peso

33 Fistula Gástrica

34 ATENÇÃO 1 - CIRURGIAS COM USO DE GRAMPEADORES PODEM APRESENTAR ABERTURA DA LINHA DE GRAMPEAMENTO – MESMO SENDO RARO. 2 - DENTRO DOS QUINZE PRIMEIRO DIAS APÓS QUALQUER CIRURGIA, QUALQUER SINTOMA ANORMAL DEVERÁ SER INFORMADO IMEDIATAMENTE AO CIRURGIÃO RESPONSÁVEL,POR TELEFONE.

35 Orientações na alta 1. Prescrição. Omeprazol – 90 dias. Heparina. Analgésicos, antieméticos, … 2. Dieta. Fornecida pela nutricionista 3. Retirar pontos no 15° dia 4. Repouso relativo – deambular para evitar trombose 5. Iniciar atividades física leves após 45 dias 6. Complicações maiores podem ocorrer até o 15° e menores até o 30° dia 7. Até o 15 ° dia os comprimidos devem ser dissolvidos, após isso podem ser quebrados em pedaços menores 8. Não utilizar anti-inflamatórios

36 ATENÇÃO 1. Ingerir somente o que estiver na dieta fornecida pela nutricionista na alta – qualidades, quantidades e horários 2 -Refrigerantes e bebidas com gás são proibidos antes do sexto mês, após qualquer das cirurgias 3 -Ler atentamente as instruções de alta

37 Suplementação de Vitaminas 90 diasPor toda vida

38 Pós operatório Tardio FASE DE PERDA E MANUTENÇÂO DO PESO

39 Como chegar ao peso ideal?

40 Não há cirurgia milagrosa, o que emagrece é a dieta hipocalórica associada a atividade física. A cirurgia é apenas um artifício para restringir a alimentação, ficando mais fácil seguir a dieta. Se mesmo após a cirurgia o paciente se alimentar de maneira inadequada não há emagrecimento

41 Regras de alimentação 1. Mastigar lenta e totalmente cada garfada – em torno de 1 a 1,5 minutos 2. Ingestão máxima de 200 gramas por refeição 3 Tempo médio para refeição de 200 gramas : 20 a 30 min. 4. Ingerir água á vontade 5. Bebidas alcoólicas: no máximo 10% do que tomava antes 6. Evitar ingestão de doces, açúcar, gorduras e frituras – risco de dumping

42 Atividade fisica

43 Bons resultados somente é conseguido com acompanhamento permanente Retorno ás consultas nos prazos marcados no ambulatório, para os exames obrigatórios de cada tipo de cirurgia – médico, nutricionista e psicóloga.

44 O BOM E O MAU PACIENTE O BOM PACIENTE: 1 – ACEITA TODAS AS NORMAS DE ACOMPANHAMENTO 2 – MANTÉM A DIETA PREVISTA PARA A CIRURGIA REALIZADA 3 – DESEJA, ACIMA DE TUDO, CONTINUAR COM O CORPO SAUDÁVEL (IMC =22,5 Kg/m²) 4 – FAZ ATIVIDADES FISICAS REGULARMENTE O MÁU PACIENTE 1 – ESPERA QUE A CIRURGIA SEJA ALGO MÁGICO – VAI EMAGRECER E CONTINUAR COMENDO 2 – NÃO COMPARECE AO ACOMPANHAMENTO APÓS A CIRURGIA 3 – VOLTA AOS ANTIGOS HÁBITOS ALIMENTARES 4 – MANTÉM VIDA SEDENTÁRIA – NENHUMA ATIVIDADE FISICA 5 - TRANSMITE A OUTROS OBESOS, O FRACASSO DE SEU RESULTADO

45 Controle com a nutricionista 1. DE TRINTA EM TRINTA DIAS - ATÉ O TERCEIRO MÊS 2. DE NOVENTA EM NOVENTA DIAS - ATÉ UM ANO 3.DE SEIS EM SEIS MÊSES - ATE DOIS ANOS 4. APÓS DOIS ANOS, ALTA DO AMBULATÓRIOA DA BARIATRICA E FAZ ACOMPANHAMENTO COM A NUTRICIONISTA DO BAIRRO UMA VEZ AO ANO – POR TODA A VIDA

46 Controle com a psicóloga RESERVADO PARA TODOS OS CASOS DE COMPULSÃO E ALTERAÇÕES DE ORDEM EMOCIONAL QUE POSSAM OCORRER, COM REGANHO DE PESO, INDEPENDENTE DO TEMPO DECORRIDO DESDE A CIRURGIA. ATENDIMENTO DISPONÍVEL E IMEDIATO

47 Controle com o cirurgião 1.REVISÃO COM 15 DIAS 2. DE NOVENTA EM NOVENTA DIAS - ATÉ UM ANO 3. DE SEIS EM SEIS MÊSES - ATÉ CINCO ANOS 4. UMA VÊZ AO ANO – POR TODA A VIDA 5. EMERGÊNCIAS – EM QUALQUER HORA – PROCURAR O SERVIÇO DE PRONTO SOCORRO DO HOSPITAL EVANGÉLICO

48 A VITÓRIA DE VOCÊS DEPENDE

49 Então.. Saia do Casulo, abra suas lindas asas e voe!! Não tenha medo das mudanças! Viva a vida.. Viva o melhor do Senhor pra você!! Fernanda Brum

50 Muito obrigado pela atenção Aguardo vocês no centro cirúrgico. ANDRE MATTAR


Carregar ppt "Serviço de Cirurgia Bariátrica Hospital Evangélico Dr. André Mattar – Cirurgião Bariátrico Dra. Bianca Pupim - Endocrinologista Dra. Emanuelle – Psicóloga."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google