A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Transtornos Profa. Msc. Fátima Frayha. Os transtornos de personalidade afetam todas as áreas de influência da personalidade de um indivíduo. O modo como.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Transtornos Profa. Msc. Fátima Frayha. Os transtornos de personalidade afetam todas as áreas de influência da personalidade de um indivíduo. O modo como."— Transcrição da apresentação:

1 transtornos Profa. Msc. Fátima Frayha

2 Os transtornos de personalidade afetam todas as áreas de influência da personalidade de um indivíduo. O modo como ele vê o mundo, a maneira como expressa as emoções e o comportamento social. É caracterizado por um estilo pessoal de vida mal adaptado, inflexível e prejudicial a si próprio e/ou aos conviventes. Profa. Msc. Fátima Frayha

3 Concepções de Transtorno da personalidade na Antiguidade: A doença mental era tratada como castigo divino TRATAMENTO: Práticas Religiosas: Práticas Religiosas: purificações através de sacrifícios purificações através de sacrifícios Profa. Msc. Fátima Frayha

4 TIPOS DE TRANSTORNOS DA PERSONALIDADE Profa. Msc. Fátima Frayha

5 Transtornos da Personalidade Classificamos os distúrbios da personalidade em 3 grandes tipos básicos: NEUROSES PSICOSESPSICOSES SOCIOPATIAS Profa. Msc. Fátima Frayha

6 Trata-se de uma reação exagerada do sistema nervoso em relação a uma experiência vivida (Reação Vivencial). O neurótico, tem plena consciência do seu problema e, muitas vezes, sente-se impotente para modificá-lo. Profa. Msc. Fátima Frayha

7 Exemplos: 1 - Diante de um compromisso social a pessoa neurótica reage com muita ansiedade, mais que a maioria das pessoas submetidas à mesma situação (desproporcional). Diante desse mesmo compromisso social a pessoa começa a ficar muito ansiosa uma semana antes (muito duradoura) ou, finalmente, a pessoa fica ansiosa só de imaginar que terá um compromisso social (sem causa aparente). 2 - Num determinado ambiente (ônibus, elevador, avião, em meio a multidão, etc) a pessoa neurótica começa a passar mal, achando que vai acontecer alguma coisa (desproporcional). Ou começa a passar mal só de saber que terá de enfrentar a tal situação (sem causa aparente). Profa. Msc. Fátima Frayha

8 A neurose determina uma modificação, mas não uma desestruturação da personalidade e muito menos de perda de valores da realidade. Costuma-se catalogar os sintomas neuróticos em certas categorias, como: Profa. Msc. Fátima Frayha

9 Neurose de Profa. Msc. Fátima Frayha

10 TRANSTORNO DE ANSIEDADE Os padrões individuais de Ansiedade variam amplamente. Algumas pessoas com ansiedade neurótica podem ter sintomas cardiovasculares, tais como palpitações, sudorese ou opressão no peito, outros manifestam sintomas gastrointestinais como náuseas, vômito, diarréia ou vazio no estômago, outros ainda apresentam mal-estar respiratório ou predomínio de tensão muscular exagerada, do tipo espasmo, torcicolo e lombalgia. Enfim, os sintomas físicos da ansiedade variam de pessoa para pessoa. Profa. Msc. Fátima Frayha

11 Psicologicamente a Ansiedade pode monopolizar as atividades psíquicas e comprometer, desde a atenção e memória, até a interpretação fiel da realidade. Profa. Msc. Fátima Frayha

12 Neurose de Profa. Msc. Fátima Frayha

13 NEUROSE OBSSESSIVA A pessoa tenta resistir a eles, ignorá-los ou suprimi-los com ações ou com outros pensamentos. Reconhece-os, no entanto, como produtos de sua mente e não como originados de fora. O sintoma principal é a incapacidade de controlar manias e rituais, assim como determinados pensamentos desagradáveis e absurdos. Estes pensamentos são considerados como intrusivos, inapropriados ou estranhos pelo indivíduo, causando ansiedade ou desconforto acentuados. Profa. Msc. Fátima Frayha

14 Tendência ao perfeccionismo, comportamento rigoroso e disciplinado consigo e exigente com os outros. Tendência ao perfeccionismo, comportamento rigoroso e disciplinado consigo e exigente com os outros. Emocionalmente frio. É uma pessoa formal, intelectualizada, detalhista. Emocionalmente frio. É uma pessoa formal, intelectualizada, detalhista. Essas pessoas tendem a ser devotadas ao trabalho em detrimento da família e amigos, com quem costuma ser reservado, dominador e inflexível. Essas pessoas tendem a ser devotadas ao trabalho em detrimento da família e amigos, com quem costuma ser reservado, dominador e inflexível. Dificilmente está satisfeito com seu próprio desempenho, achando que deve melhorar sempre mais. Dificilmente está satisfeito com seu próprio desempenho, achando que deve melhorar sempre mais. PERSONALIDADE OBSESSIVA Profa. Msc. Fátima Frayha

15 Neurose de compulsão Profa. Msc. Fátima Frayha

16 Compulsões são comportamentos repetitivos (p.ex.lavar as mãos, fazer verificações), ou atos mentais como (rezar, contar, repetir palavras ou frases). A pessoa é levada a executar esses atos em resposta a uma obsessão ou em virtude de regras que devem ser seguidas rigidamente. NEUROSE COMPULSIVA Profa. Msc. Fátima Frayha

17 Neurose histrionica ou histérica Profa. Msc. Fátima Frayha

18 Na neurose histriônica ou histérica o sintoma principal é a teatralidade, tendência a ser dramático. Busca as atenções para si mesmo. É um eterno "carente afetivo", tem necessidade de atenção constante e manipulação emocional das pessoas ao seu redor. É um eterno "carente afetivo", tem necessidade de atenção constante e manipulação emocional das pessoas ao seu redor. O neurótico histérico pode desmaiar, ficar paralítico, sem fala, trêmulo, e desempenhar todo tipo de papel de doente. Há grande variedade nesse tipo de neurose. Há grande variedade nesse tipo de neurose. Profa. Msc. Fátima Frayha Neurose histrionica ou histérica

19 Crianças hipersensíveis a críticas, que crescem numa família exigente e autoritária, desenvolvem a estratégia de dramaticidade para sempre serem queridas e aceitas. Neurose histrionica ou histérica

20 neurose de Profa. Msc. Fátima Frayha

21 NEUROSE FÓBICA A pessoa mostra um tipo de caráter medroso, tímido, fugidio em constante estado de alerta. É o medo persistente e recorrente a um determinado objeto ou circunstância que desencadeia uma forte reação de ansidedade, sempre que apresentado a pessoa fóbica. Profa. Msc. Fátima Frayha

22

23 TRANSTORNO DO PÂNICO Profa. Msc. Fátima Frayha

24 O transtorno do pânico é definido como crises recorrentes de forte ansiedade ou medo. O transtorno do pânico é definido como crises recorrentes de forte ansiedade ou medo. As crises de pânico são entendidas como intensas, repentinas e inesperadas que provocam nas pessoas, sensação de mal estar físico e mental juntamente a um comportamento de fuga do local onde se encontra, seja indo para um pronto socorro, seja buscando ajuda de quem está próximo As crises de pânico são entendidas como intensas, repentinas e inesperadas que provocam nas pessoas, sensação de mal estar físico e mental juntamente a um comportamento de fuga do local onde se encontra, seja indo para um pronto socorro, seja buscando ajuda de quem está próximo TRANSTORNO DO PÂNICO Profa. Msc. Fátima Frayha

25 Dentre vários sintomas pelo menos quatro dos seguintes devem estar presentes no transtorno do Pânico: 1- Sensação de sufocação ou dificuldade de respirar. 2- Sensação de desmaio iminente 3- Dor ou desconforto no peito (o que leva muitas pessoas a acharem que estão tendo um ataque cardíaco ) 5- Tonteiras, instabilidade sensação de estar com a cabeça leve, ou vazia. 6- Medo de enlouquecer ou de perder o controle de si mesmo. 7- Medo de morrer. 8- Alterações das sensações táteis como sensação de dormências ou formigamento pelo corpo Profa. Msc. Fátima Frayha 4- Náusea ou desconforto abdominal

26 Entretanto os neuróticos levam uma vida relativamente adaptada e comunicam- se sem maiores problemas. Nas neuroses há uma predominância de transtornos subjetivos, como a angústia, a culpa, os conflitos psíquicos e os sintomas corporais. Profa. Msc. Fátima Frayha

27 A rigor, para as neuroses, recomenda-se um acompanhamento psicológico adequado, associado ao tratamento médico (com medicamentos) quando necessário, juntamente com a cooperação apropriada do próprio paciente e da sua família. Com essa conduta, felizmente, a grande maioria das neuroses podem ser perfeitamente controlada, proporcionando ao paciente uma melhor qualidade de vida e inegável bem estar. Em casos mais graves a medicação é inevitável, normalmente quando há componentes depressivos e ansiosos graves. A Neurose tem cura? Profa. Msc. Fátima Frayha

28

29 Psicoses são distúrbios psiquiátricos graves onde o paciente perde contato com a realidade, emite juízos falsos (delírios), podendo também apresentar alucinações (ter percepções irreais quanto a audição, visão, tato), distúrbios de conduta levando à impossibilidade de convívio social, além de outras formas bizarras de comportamento. Profa. Msc. Fátima Frayha

30 e as alterações do juízo - (delírios) As alterações de percepção - (alucinações) comprometem o controle do comportamento Profa. Msc. Fátima Frayha

31 As Psicoses podem ter várias origens: por lesões cerebrais, tumores cerebrais, esquizofrenia, tóxicos, álcool, infecções, traumas emocionais etc. Algumas Psicose são incuráveis, outras apresentam cura completa. Quase sempre requer tratamento à base de psicotrópicos. As Psicoses podem ter várias origens: por lesões cerebrais, tumores cerebrais, esquizofrenia, tóxicos, álcool, infecções, traumas emocionais etc. Algumas Psicose são incuráveis, outras apresentam cura completa. Quase sempre requer tratamento à base de psicotrópicos. Profa. Msc. Fátima Frayha

32 O psicótico pode encontrar-se ora em estado de depressão, ora em estado de extrema euforia e agitação. Em dado momento age de um modo e em outro se comporta de maneira totalmente diferente. Houve uma desestruturação da sua personalidade O psicótico passa a perceber a realidade de maneira diferente. Profa. Msc. Fátima Frayha

33 Os psicóticos são frequentemente rejeitados, não compreendidos, são escondidos pela família ou até internados em hospitais psiquiátricos. Profa. Msc. Fátima Frayha

34 NEUROSES E PSICOSES Diz uma piada que: "a diferença entre o neurótico e o psicótico é que o psicótico acha que 2 mais 2 são cinco; o neurótico sabe que são 4 mas não aceita nem se conforma com isso" Profa. Msc. Fátima Frayha

35 Pode ser possuído por intensas fantasias de grandeza ou perseguição. Pode sentir-se vítima de uma conspiração assim como se julgar milionário, um ser divino, etc. Pode ser possuído por intensas fantasias de grandeza ou perseguição. Pode sentir-se vítima de uma conspiração assim como se julgar milionário, um ser divino, etc. Nas psicoses, além da alteração do comportamento, são comuns alucinações como: ouvir vozes, ter visões e delírios. Nas psicoses, além da alteração do comportamento, são comuns alucinações como: ouvir vozes, ter visões e delírios. AS PSICOSES SE MANIFESTAM COMO: AS PSICOSES SE MANIFESTAM COMO: PSICOSE (características) Profa. Msc. Fátima Frayha

36 PERSONALIDADE BORDELINE Caracteriza-se por um padrão de relacionamento emocional intenso, porém confuso e desorganizado. Caracteriza-se por um padrão de relacionamento emocional intenso, porém confuso e desorganizado. O indivíduo tem rompantes de raiva inadequada. As pessoas a sua volta são consideradas ótimas, mas frente a recusas tornam-se péssimas rapidamente, sendo desconsideradas as qualidades anteriormente valorizadas. Profa. Msc. Fátima Frayha

37 Caracteriza-se pela tendência à desconfiança de estar sendo explorado, passado para trás ou traído, mesmo que não haja motivos razoáveis para pensar assim. Caracteriza-se pela tendência à desconfiança de estar sendo explorado, passado para trás ou traído, mesmo que não haja motivos razoáveis para pensar assim. A hostilidade, irritabilidade e ansiedade são sentimentos freqüentes entre os paranóide. A hostilidade, irritabilidade e ansiedade são sentimentos freqüentes entre os paranóide. O paranóide dificilmente percebe seus defeitos, ao contrário ofende-se intensamente, geralmente por toda a vida quando alguém lhe aponta algum defeito O paranóide dificilmente percebe seus defeitos, ao contrário ofende-se intensamente, geralmente por toda a vida quando alguém lhe aponta algum defeito PERSONALIDADE PARANÓIDE Profa. Msc. Fátima Frayha

38 Indivíduos que têm necessidade de serem cuidados, submissos, sempre com medo de separações. Indivíduos que têm necessidade de serem cuidados, submissos, sempre com medo de separações. Têm dificuldades para tomar decisões, necessitam que os outros assumam a responsabilidade de seus atos, não discordam, não iniciam projetos. Têm dificuldades para tomar decisões, necessitam que os outros assumam a responsabilidade de seus atos, não discordam, não iniciam projetos. Sentem-se muito mal quando sozinhos, evitando isso a todo custo. Sentem-se muito mal quando sozinhos, evitando isso a todo custo. PERSONALIDADE DEPENDENTE Profa. Msc. Fátima Frayha

39 PERSONALIDADE ESQUIZOFRÊNICA A Esquizofrenia caracteriza-se por um estado mental patológico cujo carácter essencial e evolutivo consiste numa progressiva dissociação dos elementos constitutivos da personalidade, o que leva à ruptura dos contatos com o ambiente e à desadaptação. Profa. Msc. Fátima Frayha

40 BIPOLAR BIPOLAR - auto-estima inflada ou grandiosa; - necessidade de sono diminuída; - pressão por falar; - fuga de idéias; - distratibilidade; - maior envolvimento em atividades; - agitação psicomotora; - envolvimento excessivo em atividades prazerosas Profa. Msc. Fátima Frayha

41 PSICOSE ALCOOLICA Em alguns casos o transtorno aparece durante um episódio de consumo excessivo de bebidas alcoólicas. Em alguns casos o transtorno aparece durante um episódio de consumo excessivo de bebidas alcoólicas. Os sintomas incluem: insônia, tremores e medo, confusão mental, alucinações e ilusões vívidas, afetando qualquer modalidade sensorial e com tremores marcantes. Os sintomas incluem: insônia, tremores e medo, confusão mental, alucinações e ilusões vívidas, afetando qualquer modalidade sensorial e com tremores marcantes. Profa. Msc. Fátima Frayha

42 DEMÊNCIA SENIL A Demência não é apenas um tipo de doença, ela é considerada uma síndrome, ou seja, é um grupo de sinais físicos e sintomas que a pessoa apresenta, estando presente em várias doenças diferentes. Assim, como uma síndrome a demência apresenta três características principais: 1.Prejuízo da memória. 2.Problemas de comportamento.. 3.Perda das habilidades. Profa. Msc. Fátima Frayha

43 Personalidade Narcisista Indivíduos que se julgam grandiosos, com necessidade de admiração. Indivíduos que se julgam grandiosos, com necessidade de admiração. Desprezam os outros, e acreditam serem especiais. Desprezam os outros, e acreditam serem especiais. Exploram os outros em suas relações sociais, tornando- se arrogantes. Exploram os outros em suas relações sociais, tornando- se arrogantes. Profa. Msc. Fátima Frayha

44 SOCIOPATIA

45 SOCIOPATIA As características dos sociopatas engloba, principalmente, o desprezo pelas obrigações sociais e a falta de consideração com os sentimentos dos outros. Profa. Msc. Fátima Frayha

46 NÃO LUTA POR UM OBJETIVO NÃO TEM ALUCINÇÕES NÃO CONFIA BUSCA ESTIMULAÇÕES FORTES INCAPAZ DE ADIAR SATISFAÇÕES NÃO SE ADAPTA A ROTINA Profa. Msc. Fátima Frayha

47 socipatia SÃO INCAPAZES DE SE ENVOLVEREM EMOCIONALMENTE NÃO APRESENTA MANISFESTAÇÕES NEURÓTICAS NÃO ADMITEM SEUS ERROS. EM GERAL,TÊM BOM NÍVEL DE INTELIGÊNCIA E BAIXA CAPACIDADE AFETIVA NÃO DÃO IMPORTÂNCIA AS QUESTÕES SOCIAIS Profa. Msc. Fátima Frayha

48

49 OBRIGADO PELA SUA ATENÇÃO! Fátima Frayha


Carregar ppt "Transtornos Profa. Msc. Fátima Frayha. Os transtornos de personalidade afetam todas as áreas de influência da personalidade de um indivíduo. O modo como."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google